PUBLICIDADE
Malta

Parlamento aprova lei do divórcio

25 | 07 | 2011   16.24H

O Parlamento de Malta aprovou hoje a lei que autoriza o divórcio no país, o último da União Europeia onde a separação oficial dos casais era proibida.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

A lei, aprovada com 52 votos a favor, 11 contra e cinco abstenções, tem agora de ser promulgada pelo Presidente da República, George Abela, para entrar em vigor em outubro.

Malta, uma pequena ilha mediterrânea de tradição fortemente católica, era até agora o único país da União Europeia e um dos poucos do mundo sem legislação sobre o divórcio.

Nos últimos 30 anos, 785 casais malteses viajaram para outros países para aí obter o divórcio.

A aprovação da legislação ocorre na sequência de um referendo realizado a 28 de Maio, em que 53 por cento dos eleitores aprovou a autorização do divórcio.

O Partido Nacionalista, no poder, fez campanha pelo “não” mas, hoje, 19 dos seus deputados no Parlamento votaram a favor da nova legislação.

O primeiro-ministro, Lawrence Gonzi, votou contra a lei, voltando a argumentar que a autorização do divórcio vai enfraquecer a estrutura familiar. Numa primeira votação, realizada a 13 de Junho, Gonzi já tinha votado contra, o que levou a oposição a acusá-lo de desrespeitar a vontade popular.

Cerca de 98 por cento dos 500 mil habitantes de Malta são católicos.

Saiba mais sobre:

4 comentários

  • Esta malta, de Malta, são mesmo uma cambada de atrasados !! Fazem-me lembrar um certo tipo de "malta" que existe numa certa zona de Portugal... Vejam lá se conseguem adivinhar... Vou dar uma pista... P. da C., pres. do F.C.P. ! .........................
    Já adivinharam, não é, meus senhores? Pois é! São esses mesmo que estão a pensar !! Bestas quadradas q.b., não é? Xau.
    R.C.C. | 29.07.2011 | 13.45Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Ora porra para este Deus que prefere que duas pessoas vivam infelizes.
    se Deus fosse bom, seria o 1º a dizer, se não estás bem muda-te!
    Os ratos de sacristia também tem direito a viver e ter a sua opinião,m mas respeitem a dos outros
    pedro luis | 25.07.2011 | 22.26Hver comentário denunciado
  • " Deus é amor, quem não ama a Deus, não ama ao próximo "
    anónimo | 25.07.2011 | 16.52Hver comentário denunciado
  • " O que Deus uniu não o separe o homem "
    anónimo | 25.07.2011 | 16.51Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE