PUBLICIDADE
Euro 2008

Kit do adepto: camisola, cachecol e... vacina

23 | 04 | 2008   09.20H

Quando faltam seis semanas para o início do Euro 2008, muitos são os adeptos europeus que planeiam as viagens, os bilhetes para os jogos e preparam a camisola e o cachecol a levar da sua selecção.

Nesta espécie de kit do adepto, a Direcção-Geral de Saúde (DGS) nacional aconselha, segundo avançou ao Destak a responsável Graça Freitas, incluir a vacina contra o sarampo.

«Vamos colocar amanhã [hoje] um anúncio público a aconselhar os adeptos que vão ao Euro 2008 a irem ao médico, que decidirá se é necessário serem vacinados, visto que há pessoas imunes», disse Graça Freitas. Já as pessoas com menos de 18 anos que vão à prova devem ser vacinadas sem excepção.

Surto grave na Suíça

Os países anfitriões do Europeu de futebol, a Suíça e a Áustria (especialmente o primeiro), estão a ser alvo de um surto grave de sarampo e encefalite. Esta é transmitida pelas carraças, consistindo na inflamação do cérebro.Para os adeptos portugueses, a encefalite não será tão preocupante.

«Como o risco é maior nas zonas de campo e não na cidade, onde são os jogos, a DGS não está a aconselhar a vacinação aos adeptos», explicou Graça Freitas.

Certo é que a Suíça enfrenta a maior epidemia de sarampo e encefalite desde 1999 e o governo do país já alertou os seus cidadãos a serem vacinados, acrescentando ainda que a transmis-são de doenças infecciosas, como o sarampo, aumenta com a aglomeração de grandes multidões.

A UEFA já terá feito uma recomendação para que os jogadores das selecções qualificadas para a prova sejam vacinados. Entretanto, também o Centro Europeu para Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) alertou que os adeptos se vacinem contra o sarampo antes de partirem para a prova.

Governo suíço não lançou alerta

O Destak contactou a Embaixada da Suíça em Portugal, que explicou que no país de Roger Federer «as pessoas estão a ser aconselhadas a vacinarem-se e a irem ao médico, mas ainda não existem instruções do governo para alertar os adeptos estrangeiros».

João Tomé | jtome@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE