PUBLICIDADE
5 Setembro

Douro Film Harvest arranca com antestreia europeia e filmes dedicados ao futebol

25 | 08 | 2011   09.38H

A programação final da terceira edição do Douro Film Harvest (DFH), a decorrer de 05 a 11 de Setembro, foi apresentada hoje em Vidago e tem em cartaz a antestreia europeia de “Escaping Robert Parker”.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Este ano, a pré-abertura do Douro Film Harvest acontece em Vila Nova de Gaia e no Porto, a 03 de Setembro, e arranca com a antestreia europeia de “Escaping Robert Parker” com a presença do realizador norte-americano Ed Burley.

Sendo o Brasil o país convidado da terceira edição do DFH, a 04 de setembro, presta homenagem ao futebol brasileiro com uma “maratona” de filmes na cidade do Porto, o designado Foot Film Fest (FFF).

O director artístico do festival, o produtor Ivan Dias, realçou que a aposta na junção do cinema e do futebol, dois fenómenos de grande dimensão, teve por objectivo mostrar às pessoas uma realidade que tem influenciado o cinema, atraindo, desta forma, novos públicos.

O FFF vai projectar o “Porque hay cosas que nunca se olvídan” que tem no elenco Cannavaro, ex-jogador da selecção italiana e que recebeu mais de 300 prémios e consta no Guinness World Records.

Além deste filme, o Foot Film Fest apresenta as produções cinematográficas envolvendo o futebol mais premiadas como “Zico” ou “Boleiros 2”.

A terceira edição do DFH vai exibir em estreia nacional o documentário “Senna”, na secção Moon Harvest, indicado como forte candidato a óscar de melhor documentário do próximo ano.

Ivan Dias salientou que o “Senna” será um “forte” ponto de interesse no festival.

Em homenagem a Carmen Miranda, nascida na região do Douro, o DFH apresenta em estreia absoluta na Europa o filme “Alô Alô Carnaval!”, comédia musical protagonizada por esta figura luso-brasileira.

Numa edição dedicada ao país “irmão”, o festival presta homenagem a Cacá Diegues, realizador de êxitos como “Tieta do Agreste” e “Xica da Silva”, e ao ator José Wilker.

O último dia do festival será marcado pela antestreia em Portugal da mais recente obra de Woody Allen, “Midnight in Paris”, sendo o filme mais visto de sempre nas salas de cinema norte-americanas.

O presidente do DFH, Manuel Vaz, ressalvou à Lusa que o orçamento desta terceira edição é de “cerca de 450 mil euros”, tendo sido o orçamento mais reduzido das três edições.

Salientou que o Douro Film Harvest é o “primeiro” festival do mundo descentralizado e itinerante.

O presidente da Turismo do Douro, António Martinho, afirmou que o DFH pretende criar uma interação entre o Douro e Alto Trás-os-Montes para mostrar ao país e ao mundo as “potencialidades” da região.

“A realização do festival no Douro é uma forma de tornar a região mais atrativa, visível e impulsionar mais visitas ao Douro e Alto Trás-os-Montes”, terminou.

A organização do evento está a cargo da Turismo do Douro e conta com o apoio do Instituto dos Vinhos do Douro (IVDP), da Estrutura de Missão do Douro (EMD) e do Turismo de Portugal.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Douro Film Harvest arranca com antestreia europeia e filmes dedicados ao futebol | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE