PUBLICIDADE
Espanha

Governo basco pede ajuda a países europeus na "luta final" contra a ETA

23 | 09 | 2011   12.50H

O conselheiro dos Assuntos Internos do governo autónomo Basco pediu hoje a embaixadores e diplomatas acreditados em Espanha, incluindo o representante de Portugal, "um último esforço" para que ajudem a acabar com o terrorismo o mais "depressa possível".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Rodolfo Ares reuniu-se na delegação do governo basco, em Madrid, com os diplomatas para "lhes agradecer a colaboração" na luta contra o terrorismo num momento em que, afirmou, está a percorrer-se a "recta final para acabar definitivamente com a ETA e consolidar a paz e a liberdade no País Basco".

De acordo com a agência noticiosa espanhola EFE, Ares transmitiu aos embaixadores que o "Euskadi é um país de oportunidades" e onde "vale a pena investir" porque existe um clima adequado para os negócios pela "segurança, estabilidade e confiança", além do "tecido industrial e economia diversificadas".

O membro do governo autónomo basco reuniu-se com os embaixadores de Portugal Alemanha e Irlanda, e com os conselheiros para os assuntos políticos das embaixadas da Bélgica, França, Noruega, Reino Unido e Suíça.

Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE