O Destak esteve lá

A festa também se faz de canções tristes

17 | 10 | 2011   13.05H

James Blunt esteve pela 5.ª vez em Portugal, e ainda conseguiu surpreender o público, que encheu ontem o Coliseu dos Recreios. Em entrevista ao Destak (exclusiva para imprensa escrita), o cantor britânico afirmou que as suas canções não são tristes. Contudo, desfilaram perto de 20 temas, em muitos dos quais público e artista emocionaram-se bastante. Não perca a entrevista no jornal amanhã!

Filipa Estrela | festrela@destak.pt

Perante uma plateia cheia e ansiosa, os músicos de James Blunt invadiram o palanque mais elevado, de onde aqueceram (ainda mais) o público. Prepararam a entrada de James Blunt, que subiu descontraído pela frente do palco e assim completou o cenário, cheio de ecrãs luminosos.

A abrir ouve-se So Far Gone, à qual se seguiram Dangerous, Billy, Wisemen, Carry You Home (com um refrão entoado na perfeição por um público maioritariamente feminino), e These are the Words.

Depois de um «Olá Lisboa, boa noite!», disse em inglês que já tinha tocado no Coliseu há uns anos e elogiou a sala. Tempo para ir para o piano, para se ouvir I'll Take Everything. A emoção começa a tomar conta do Coliseu e do cantor, com os temas Out of my Mind, e Goodbye my Lover, que é cantada em conjunto com o público, também ao piano. E foi quando artista e público se emocionaram verdadeiramente pela primeira vez. Depois das canções High e Same Mistake, prometeu só mais uma música calma. «Esta não é para vocês, é para outra pessoa», confessou. E puxa da cartola If Time is All I Have, que recebeu uma aclamação especial, pela entrega e “sofrimento”. Mais uma vez emociona-se.

Por fim, deixa de lado, os momentos mais introspectivos, e prova que não só a sua voz é versátil, ao vestir uma pele mais sexy em Turn me On e mesmo em Superstar. «Escrevi esta para vocês», diz em inglês, antes de começar o acústico de You're Beautiful. Depois de So Long, Jimmy, começa um agitado I’ll be Your Man, durante o qual fez um crowd surfing, finalizado por um Lisboaaaaaaaaaaaaaaa! Foi a deixa para sair.

Regressou para o single Stay the Night do mais recente terceiro álbum Some Kind of Trouble, e para o tema 1973. Aproveitou o facto de a tocar ao piano, para subir para cima dele, com o objectivo de partilhar as palmas do público.

Sempre a incitar com palmas e investidas até o público, James Blunt revelou, sem surpresas, uma enorme entrega. Visivelmente feliz por estar a partilhar a sua música, e orgulhoso pela reacção e entrega do público, o músico partilhou connosco oito dos 12 temas do mais recente álbum Some Kind of Trouble.

--------------------------------------------------------------------------------------

Alinhamento

So Far Gone

Dangerous

Billy

Wisemen

Carry You Home

These are the Words

I'll Take Everything

Out of my Mind

Goodbye my Lover

High

Same Mistake

If Time is All I Have

Turn me On

Superstar

You're Beautiful

So Long, Jimmy

I’ll be Your Man

Encore

Stay the Night

1973

Saiba mais sobre:
Foto: EPA
A festa também se faz de canções tristes | © EPA

2 comentários

  • 11.04.2016 | 17.50Hcomentário reprovado
  • Foi um concerto perfeito, mesmo muito bom!!!! Adorei!
    Luis Fernando Braga Rosa | 18.10.2011 | 13.58Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE