PUBLICIDADE
Espaço

Foguetão Soyuz parte da Guiana Francesa com satélites Galileo

21 | 10 | 2011   12.00H

O foguetão russo «Soyuz» descolou hoje da Guiana Francesa transportando a bordo os dois primeiros satélites «Galileo», projeto europeu concorrente do «GPS» norte-americano.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Esta missão do «Soyuz» deverá demorar três horas e 50 minutos, de acordo com a agência noticiosa francesa AFP.

Os motores do foguetão russo começaram a funcionar como previsto às 7:30 locais (11:30 em Lisboa) e cerca de dois minutos mais tarde, o foguetão separou-se dos quatro propulsores e continuou o percurso para o espaço.

Menos de dez minutos depois da descolagem, o terceiro módulo do foguetão deve separa-se do andar superior “Fregat”, que contem os dois satélites os dois primeiros satélites do sistema de navegação europeu “Galileo”.

Posteriormente, os motores dos “Fregat” entrarão em funcionamento para pôr em órbita, a mais de 23.000 quilómetros de altitude às 11:20 na Guiana Francesa (15:20 em Lisboa) os dois satélites “Galileo”.

Financiado a 100 por cento pela Comissão europeia e executado pela Agência Espacial Europeia (ESA), Galileo assegura poder fornecer uma melhor cobertura e uma melhor precisão que os concorrentes (GPS norte-americano e GLONASS russo).

Enquanto que o GPS dispõe de 24 satélites a 20.200 quilómetros de altitude, o programa “Galileo” prevê dispor de 30 a 23.222 quilómetros.

Saiba mais sobre:
Foto: EPA
Foguetão Soyuz parte da Guiana Francesa com satélites Galileo | © EPA

1 comentário

  • Uma tristeza... Em vez de se juntarem os três e gastarem um só dinheiro...o que seria curial, vivemos assim a ver que vai na frente...?!
    HajaDeus | 21.10.2011 | 21.10Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE