Cinema

Realizador Marco Martins surpreende cinéfilos russos

27 | 10 | 2011   13.59H

A obra do realizador português Marco Martins surpreendeu os espetadores russos, tendo a sua obra sido alvo de fortes discussões nas sessões de exibição dos seus filmes, no âmbito de uma retrospetiva que decorre no país.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Marco Martins foi a sensação do Festival de Cinema dos Países da União Europeia, realizado na cidade russa de Kaliningrado, tendo um dos dias (22 de outubro) sido dedicado aos seus filmes de ficção "Alice" (2006), "Como Desenhar um Círculo Perfeito" (2009) e ao documentário "Traces of a Diary" (2010).

Em Moscovo, a 24 de outubro, o documentário “Traces of a Diary” foi mostrado no Instituto de Cinema VGIK, tendo sido seguido de uma animada discussão pelos espetadores, na maioria alunos dessa escola russa.

No dia seguinte, mais de uma centena de pessoas encheu a sala do clube Dom para assistir ao filme “Como Desenhar um Círculo Perfeito”.

"Este filme foi o que provocou maior interesse, pois aborda um tema muito polémico: o incesto. A história do amor entre dois irmãos foi motivo para acesas discussões", declarou Marco Martins à Lusa.

"Tinha alguma expetativa antes de vir à Rússia, pois trata-se de um país onde ainda não tinham sido apresentados filmes meus. Mas foram entendidos e bem recebidos pelo público", frisou.

A estadia do realizador em Moscovo terminou com a apresentação do filme “Alice” no Instituto de Relações Internacionais, onde estiveram presentes mais de cem alunos.

A mostra dos filmes de Marco Martins na Rússia foi realizada com o apoio do Instituto Camões, Embaixada de Portugal e da TAP.

Marco Martins nasceu em Lisboa em 1972. Formou-se na Escola Superior de Teatro e Cinema, tendo depois completado a sua formação nos Estados Unidos. Estagiou com realizadores como Wim Wenders, Manoel de Oliveira, César Monteiro e Bertrand Tavernier, Pedro Costa e João Canijo.

Da filmografia fazem parte curtas e longas-metragens, como “Mergulho no Ano Novo” e “Não basta ser cruel”, as ficções “Alice” e “Como desenhar um círculo perfeito” e os documentários “Traces of a Diary” e "Jorge Salavisa - Keep Going".

Fundador da Produtora Ministério dos Filmes, é hoje o realizador de publicidade português mais premiado, tendo ganho prémios nos mais importantes festivais Nacionais e Internacionais (Cannes, Eurobest, One Show, etc).

Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE