PUBLICIDADE
madeira

Jardim diz que inaugura obras e não coloca primeiras pedras como o «primeiro-ministro de Lisboa»

12 | 05 | 2008   21.00H

Bem ao seu jeito, Alberto João Jardim fez esta observação irónica na inauguração do novo centro de saúde, da segurança social e centro de dia da Freguesia dos Prazeres, no Concelho da Calheta.

«O primeiro-ministro de Lisboa anda a fazer o lançamento de primeiras pedras por todo o lado mas, depois, as obras não andam, não percebo…», comentou.

«Aqui os actos são diferentes, só vou quando a obra está pronta», acrescentou, lembrando que, nos 30 anos dos seus executivos, inaugurou cerca de 4.400 obras: «A Madeira teve uma coisa nova em cada dois dias e meio que eu estive no Governo», rematou.

Por isso, disse, Lisboa tem «inveja» daquilo que é feito na Madeira «quando tudo o que é feito aqui, é feito em Portugal».

À margem da inauguração e numa conversa informal com a comunicação social, Alberto João Jardim nada adiantou sobre se vai ou não candidatar-se à liderança do PSD nacional: «Vamos aguentar o folhetim por mais alguns dias», disse.

Pedro Junceiro com Lusa | pjunceiro@destak.pt
Foto: LUIS ANICETO/DESTAK
LUIS ANICETO/DESTAK | © LUIS ANICETO/DESTAK

6 comentários

  • Não gosto do estilo do AJJ. O Homem é um desbocado mas confesso que se fosse eleito 1º ministro a coisa piava doutra maneira. Não sei se teria ou não perfil, não sei se faria bem ou mal ao país, uma coisa é certa isto não ficava no marasmo em que se encontra.
    CD | 13.05.2008 | 15.00H
  • Não ouviram o Marcelo Rebelo de Sousa à dias? O Jaime Ramos é quem manda verdadeiramente na Madeira. Segundo Marcelo, disse-o na RTP, o Alberto João faz o que o Jaime Ramos manda fazer. É ele o verdadeiro rei da Madeira. Quanto a ressabiamento: olhem deveriam experimentar uns tempos na Madeira, mas no lado da oposição. Ninguém se governa sem a benção do Padrinho. Nem o povo, nem jornalistas, nem empresários e nem a própria igreja. Julguem que é mentira? E ainda reclamam da democracia no continente! Deveriam era viver uns tempos aqui na "Madeira Libre"! Aqui até há o "Prava da Madeira", (Jornal da Madeira) pago inteiramente com os nossos impostos, que custa 600 milhões de rublos - digo euros por ano - para gritar HOSSANAS ao Padrinho e afilhados, e ninguém faz nada. Gostaria de ver o Sócrates a pagar um jornal com o dinheiro dos impostos dos portugueses para verificar o que aí diriam. Caía o Carmo e a Trindade.
    José Alenquer | 13.05.2008 | 12.20H
  • ó JOSÉ ALENQUER. tanto ressabiamento até lhe faz mal homem....quem é o Jaime Ramos??
    aiui | 13.05.2008 | 12.06H
  • É incrivel! O homem que mais primeiras pedras lançou em Portugal - muitas obras já estã à espera à mais de 20 anos -, obras que foram inauguradas, que custaram milhões e que estão encerradas, autênticos elefantes brancos, as sociedades de desenvolvimento que não gerem um cêntimo.Vem este demagogo populistas, que só anda há trinta anos a inaugurar, com pedras ou sem elas, com obras que custam autênticas fortunas, porque há muitos amiguinhos colados ao poder, vem este homem, dizia eu, criticar o Sócrates em termos de inaugurações, quando ele é o pai de totas as inaugurações feitas, por fazer, virtuais, começadas e não acabadas, mal feitas, refeitas, etc, etc,??? Muitas delas feitas com o dinheiros daqueles a quem ele chama de filhos da pu... e outros elogios aos portugueses do continente. Por amor de Deus, como é possível? É preciso ter lata!!! Só mesmo em Portugal. Sócrates está há três anos no governo e tem poucas inaugurações. Imagine-se este populista em 30 anos quantas já te? Milhares e milhares. Safa! Acho que já é tempo de inaugurar a verdadeira vergonha deste e de outros políticos. Não se esqueçam do Jaime Ramos.
    José Alenquer | 13.05.2008 | 11.59H
  • Abram fileiras. Deixem passar SUA ALTEZA REAL O REI DA MADEIRA
    Manuel Silva | 13.05.2008 | 11.58H
  • Temos pena de não ser Alberto João a defrontar Sócrates nas próximas eleições. Era o HOMEM capaz de levar Portugal para outro rumo.
    Zé Povinho | 13.05.2008 | 02.13H
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE