PUBLICIDADE
Face Oculta

Defesa de Armando Vara pede nulidade de despacho que aceitou novas escutas

22 | 11 | 2011   20.03H

A defesa do ex-ministro Armando Vara, coarguido no processo 'Face Oculta', anunciou hoje que vai pedir a nulidade do despacho do coletivo de juízes que aceitou juntar ao processo novas escutas, considerando que há regras que não foram cumpridas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

"Vou arguir a nulidade do despacho proferido", disse aos jornalistas o advogado Tiago Rodrigues Bastos, à saída da sala de audiências, após terminar a nona sessão do julgamento que está a decorrer no tribunal de Aveiro.

Apesar de não ter "nenhum problema com a junção dessas escutas", o causídico diz não concordar com a decisão dos juízes.

"Entendemos que a decisão é errada", adiantou o advogado, acrescentando que "há regras que não foram cumpridas".

Tiago Rodrigues Bastos, que ficou de explicar a razão da nulidade na sessão de quarta-feira, não quis antecipar se vai recorrer desta decisão do tribunal.

"Logo veremos. É muito cedo para estar a antecipar. Há naturalmente uma discordância. Vou arguir a nulidade. Depois, em função da decisão do tribunal logo veremos o que vamos decidir", concluiu.

O coletivo de juízes que está a julgar o caso aceitou hoje juntar ao processo novas escutas envolvendo o ex-ministro Armando Vara, que o Ministério Público (MP) pretendia ver transcritas e usadas como prova no julgamento.

O juiz presidente Raul Cordeiro considerou "fundada" a pretensão do MP, acrescentando que o requerimento merece acolhimento "com vista à descoberta da verdade e boa decisão da causa".

Em causa estão as escutas de duas conversas telefónicas onde Armando Vara fala sobre a eventual demissão do então presidente da CP, Cardoso dos Reis, e que, segundo a acusação, provam a capacidade do ex-ministro para influenciar o processo de decisão junto de responsáveis governativos.

O uso destas novas escutas é contestado pela maioria dos advogados de defesa e levou mesmo o advogado de Carlos Vasconcellos, João Folque, a sugerir que este processo deveria deixar de se chamar "Face Oculta" para se passar a designar "prova oculta".

Durante a sessão de hoje, o tribunal ouviu o perito da Polícia Judiciária (PJ) Vítor Marques, responsável pelo relatório de perícia financeira e contabilística, feito com base na análise às contas bancárias de natureza particular dos vários arguidos.

Ao longo de cerca de quatro horas, o perito respondeu às questões do procurador do MP Marques Vidal e dos advogados de defesa, procurando esclarecer os movimentos de dinheiro entre Manuel Godinho e os vários arguidos no processo.

Segundo o responsável, o que sobressai desta análise é que "houve a transformação de muitos cheques em numerário". Vítor Marques adiantou que, entre 2001 e 2003, foram emitidos vários cheques ao portador, que foram levantados por Maribel Rodrigues, funcionária de Manuel Godinho e coarguida, no valor total de cerca de 920 mil euros.

"Não faço ideia porque se transforma tanto cheque em numerário", afirmou o perito, admitindo que pudesse ser uma forma para "se perder o rasto ao dinheiro".

A inquirição do perito da PJ foi interrompida cerca das 18:00 e vai prosseguir na quarta-feira de manhã.

Saiba mais sobre:
Foto: Luis Aniceto
Defesa de Armando Vara pede nulidade de despacho que aceitou novas escutas | © Luis Aniceto

10 comentários

  • O caso devia chamar-se provas ocultas. Há por aí uns juízes que já destruíram provas ou mandaram destruir e ainda estão a tentar destruir mais provas. Pensa-se que as provas são verídicas, senão não havia tanta confusão e atrapalhação, alguém destrui gravações sem autorização, poderá ser julgado, por isso, que era para ilibar os intervenientes. Não se vai á noite num parque de estacionamento, entregar robalos, não cabe da cabeça de ninguém, que eu saiba os pescadores chegam só de manhã e não á noite. Acabar com esses corruptos que existem e se aproveitam por estarem no Governo e Deputados, abaixo esses canalhas corruptos. Esses malandros têm dinheiro por isso é recursos atrás de recursos. Não quero acreditar que a JUSTIÇA SÓ FUNCIONA QUEM TIVER DINHEIRO PARA PAGAR ADVOGADOS, que é de lamentar. Sr.ª Ministra da Justiça, eu ainda queria um dia acreditar na Justiça Portuguesa, corra com esses juízes já viciados e velhotes, que estão a fazer por ai? A balança está cada vez mais desequilibrada, e corra que esse Procurador Geral da Républica que sabe muito e nada faz! Porque será? Castanheira do Ribatejo Jaime Jorge Pereira
    Jaime Jorge Pereira | 24.11.2011 | 03.48Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O caso devia chamar-se Provas Ocultas. Desde o princípio, que há por aí uns juizes a tentar destruir provas. O importante é saber se as provas são verídicas ou não, se alguém obteve gravações sem autorização, poderá ser julgado, mas isso não deve ilibar os intervenientes. Se eles são culpados de alguns crimes devem ser penalizados por isso e não ficar impune, por determinados requisitos não terem sido seguidos. Está mais do que na altura dos corruptos e corruptores sentirem o peso da lei, já que, todos estamos a sentir o peso da corrupção.
    Versus | 23.11.2011 | 15.29Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • a proccura da verdade não se compadece com o pedido de ilegalidades formais! deixe ouvir tudo, sr, Vara. Gostava que escrevesse um livro onde se pudesse aprender como se vai de caixa até administrador
    a.monteiro | 23.11.2011 | 15.06Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Tiago Rodrigues Bastos conhecido nas reuniões de condóminos do prédio onde habita! E a caminho da imortalidade! A justiça que se ponha a pau! É homem para mandar fechar a justiça! Ele e o seu representado!
    Serra de Xisto | 23.11.2011 | 14.07Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Tiago Rodrigues Bastos conhecido nas reuniões de condóminod do prédio onde habita! E a caminho da imortalidade! A justiça que se ponha a pau! É homem para mandar fechar a justiça! Ele e o su representado!
    Serra de Xisto | 23.11.2011 | 14.07Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • cada vez tenho menos orgulho em ser portugues....
    Antonio | 23.11.2011 | 07.54Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Caro GIROFLÉ . . . ! Isto não é só . . . ! De agora . . . ! Já dura há 37 anos . . . ! E podes crer . . . ! QUE UMA "MALGUINHA" . . . ! ILUMINADA "ALUMIA" . . . ! DUAS VEZES . . . ! ! !
    alexandre barreira | 23.11.2011 | 07.19Hver comentário denunciado
  • O Armadinho Vareta anda radiante com esta acusação......e sabem porquê?....é que ele adora ser falado nos jornais e aparecer nas televisões!.....Aquela pose de galã mesmo envelhecido, não esconde a vaidade do seu penteado e as expressões de homem endinheirado....Ele sabe que jamais será condenado porque tem os melhores advogados a defendê-lo e a Maçonaria é o melhor escudo invisível em qualquer circunstância....Quando terminar esta farsa o nosso homem ainda vai ganhar uns largos milhares de euros pagos por todos os contribuintes portugueses.É que para limpar a honra destes Vips não é nada barato....Eu quando fôr grande quero ser como ele...Quanto ao seu amigo sucateiro como não é viposo,leva uns meses de pena suspensa e "paga"um ou 2 milhões de euros,mas como já ganhou 20 vezes mais,também se vai safar á grande....Isto é tudo rapaziada fixe...! Saia muito mais barato ao erário público encerrar esta farsa oculta,mas os advogados e Juizes têm que justificar os chorudos vencimentos.....e os media também ganham com este circo.....quem fica a perder é smpre o zé contribuinte....
    giroflé | 23.11.2011 | 01.30Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A questão ainda mais pertinente é como é que um empregado de balcão bancário chega a vice-presidente do Conselho de Administração do maior banco privado português, assim que entra para a política?
    Mário Canaverra | 23.11.2011 | 00.51Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Este filho da mãe anda à tantos anos a braços com a justiça por mil e um motivos e consegue sempre tachos e tachinhos sem que lhe consigam deitar a mão! Até quando esta pouca vergonha da justiça?
    pedro lindo | 23.11.2011 | 00.16Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE