PUBLICIDADE
Alimentação

Portugueses gastam cerca de 140 euros por ano em bacalhau, metade no final do ano

30 | 11 | 2011   18.49H

As famílias portuguesas gastam cerca de 140 euros por ano na compra de bacalhau, dos quais cerca de metade entre os meses de novembro e dezembro, altura em que se concentra a maior procura.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Os dados foram revelados hoje pelo diretor do Conselho Norueguês da Pesca (Norge) para Portugal, Christian Bue Nordahl, que não antecipa um abrandamento do consumo devido à crise.

O responsável da Norge disse, num almoço com jornalistas, que cerca de 60 por cento das famílias portuguesas compram bacalhau em dezembro e, apesar deste ano, aparentemente estarem a adiar as compras, espera que sejam vendidas cerca de 10 mil toneladas.

Em dezembro do ano passado, venderam-se cerca de 11 mil toneladas, quase quatro vezes mais do que num mês normal.

Christian Bue Nordahl sublinhou que o bacalhau representa a quarta categoria mais importante para os retalhistas, a seguir à carne, produtos lácteos e vegetais.

O embaixador da Noruega, Ove Thorsheim, destacou que o país tem seguido uma política de pescas sustentáveis, o que tem permitido a recuperação dos ‘stocks’ pesqueiros e o aumento das quotas.

Em 2012, a quota de captura para o bacalhau do Nordeste Atlântico (Mar de Barents) é de 751 mil toneladas em 2012, das quais 349 mil são atribuídas à Noruega.

O aumento da procura tem levado os noruegueses, sendo o Brasil atualmente um dos principais mercados.

A partir de hoje, todo o bacalhau proveniente da Naorugea é reconhecido como pesca sustentável, segundo as normas internacionais do Marine Stewardship Council (MSC) uma organização não-governamental que garante que o peixe capturado está de acordo com as boas práticas de pesca.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Portugueses gastam cerca de 140 euros por ano em bacalhau, metade no final do ano | © DR

9 comentários

  • Tinha outro sabor. Só que hoje é caro e não presta. Velhos tempos . Grande Salazar. Antigamente era o prato mais corrente dos portugueses, hoje com dois milhões de pobres infelizmengte é só para alguns. Mas isto é como as políticas que levaram Portugal ao endividamento e à ruína , impostos , recessão ,desemprego a aumentar , economia a afundar-se , buracos de todo o tamanho sem que haja responsáveis, reduções, na educação e saúde mais pobres do que nunca. Com tantas medidas de austeridade vão sacando aos portugueses os magros euros que têm dos seus ordenados . É um assalto prepotente à dignidade do cidadão português.
    Pedro | 02.12.2011 | 02.47Hver comentário denunciado
  • Velhos tempos . . . ! Uma "malguinha" . . . ! Com "punheta" . . . ! De bacalhau . . . ! E um "tintol" . . . ! À "la planche" . . . ! Até a "democracia" . . . ! Tinha outro sabor . . . ! ! !
    alexandre barreira | 01.12.2011 | 15.32Hver comentário denunciado
  • os e-mailes CÁ DO BURGO,nunca é tarde demais para tentarem ser o que desejavam ter sido
    wokussema | 01.12.2011 | 14.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Nunca sert´ a demais lembrar...; O Bacalhau querálho...?
    e-mailtes | 01.12.2011 | 13.53Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Num Jornal, qualquer que seja, é tudo verdadeiro. Os (mirones...) da leitura, é que, puxam cada qual a brasa à sua Sardinha...? (Sardinha com letra grande, que, tal como o Bacalhau, era comida de pobres...?!!! Até nisto SALAZAR era um fora-de-série... Os burros e são cada vez mais, estão e ficarão a milhas de entendimento... Fico rectado... Cada vez há mais... e mais...e mais e mais...!
    E-mailes | 01.12.2011 | 13.51Hver comentário denunciado
  • Ás vezes a única coisa verdadeira num jornal, é a data.(Camões)
    espelho teu | 01.12.2011 | 13.11Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu em particular, gasto bem mais! e tenho uma família pequena. mesmo com a crise, os portuguêses têm sempre bacalhau de reserva em casa. Esta notícia é basiada das pessoas que não gostam ou não o comem por alguma razão.
    josé | 01.12.2011 | 12.07Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • ...PROPAGANDA´´´´
    b | 01.12.2011 | 08.42Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Generalizar estas situações, só uma pessoa que não tenha dificuldades, e que infelizmente existem mais de um milhão com enormes dificuldades, só uma pessoa que tenha e ainda bem uma vida à tripa forra, que não veja as notícias onde ainda este fim de semana, houve uma recolha de géneros alimentícios para o banco da fome, só uma pessoa que não tenha assistido, neste caso numa farmácia uma idosa a chorar e a dizer, não posso aviar todos os medicamentos que me foram receitados, se o fizer fico sem dinheiro que chegue até fim do mês para comprar uma carcaça. Disse ainda que o que lhe valia muitas vezes eram os vizinhos que lhe davam um prato de sopa. Ontem precisamente no Destake, surgiu um comentário infeliz sobre prendas, hoje é o bacalhau mas encontro que quem faz estes artigos, devia mostrar a sua disponibilidade 1º para dar prendas não de 34 euros mas de 10 euros, aos que não têm nada para comer dar - lhes uma posta de bacalhau. Era uma boa atitude, e nesse caso já tinha não muita mas alguma razão para escrever o que escreve.
    joaquim antónio rodrigues | 30.11.2011 | 19.58Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE