PUBLICIDADE
Liga dos Campeões

FC Porto empata com Zenit e falha oitavos de final

06 | 12 | 2011   21.42H

O FC Porto foi hoje eliminado da Liga dos Campeões de futebol, ao empatar 0-0 em casa com o Zenit de São Petersburgo, em jogo da sexta e última jornada do Grupo G, disputado do Estádio do Dragão.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

O campeão português, que estava obrigado a vencer a equipa russa para assegurar um dos dois primeiros lugares do grupo e passar aos oitavos de final, terminou em terceiro e foi relegado para a Liga Europa, competição em que vai defender o título conquistado na época passada.

O FC Porto concluiu esta fase com oito pontos, menos um do que APOEL e Zenit. Já com a qualificação garantida, a equipa de Chipre foi derrotada em casa pelo do Shakhtar Donetsk, por 2-0, mas segurou o primeiro lugar do grupo, enquanto os ucranianos ficaram em último, com cinco.

Saiba mais sobre:
Foto: Fernando Veludo/Lusa
FC Porto empata com Zenit e falha oitavos de final | © Fernando Veludo/Lusa

137 comentários

  • Ó filho da grande puta de rataqzana de esgoto, vê o teu clube de merda, olha bem para esse nojo de clube de regime, de peste que anda a conspurcar a verdade desportiva desde que foi criado por vândalos, meu filho da grande puta que te pariu. Fecha essa cloaca de merda, boi cormudo, as ratazanas de esgoto são o veneno do futebol nacional. E tu devias meter o focinho numa retrete, ó filho da puta. Vontade, se te conhecesse de te partir os cornos, grande boi.
    Picheleiro | 10.12.2011 | 16.45Hver comentário denunciado
  • Quando falas em corrupção tens : youtube apito vermelho ou então entrevista do howard king e a iiradiação do inocencio calabote ou o estorilgate e o campeonato dos tuneis patrocinado pelo ricardo costa e leonor cunhao
    MR Howard King | 10.12.2011 | 05.27Hver comentário denunciado
  • a moral suficiente para te garantir que a merda do clube que representas ganhou e ganha na base da corrupçao e batota e tu enqunto adepto nao passas de uma merda baseada em estatistica BATOTEIRA percebes seu monte de esterco ? o clube que vos bate em corrupçao tambem esta cheio de trofeus nacionais e internacionais CHAMA-SE JUVENTOS e fodeu-vos uma taça das taças pelo simples facto de ser mais corrupto que essa mesda que adoras e se chama porto a diferença é que na italia ainda há justiça E OS FIAT ( no teu clube sao putas ) FORAM ATE A 2 DIVISAO ITALIANA percebes intelectual de merda ? claro que nao entendes porque no dia que tiveres a veleidade de entenderes o macaco madureira parte-te OS CORNOS DA CLARIVIDENCIA . queres um pare de cornos e um rabo de porco para completares o guarda roupa ? nao passas de um basofias da merda especie de satanas
    f.c.porto o clube mais vigarista e batoteiro do planeta | 10.12.2011 | 02.47Hver comentário denunciado
  • Champion's !... Uefa's !... Europa's !... Super Taça Europeia !... Intercontinental !... Que moral tem esta seita de mafiosos e bêbados, (responsáveis ao longo de mais de 50 ANOS, por 60% dos casos de violência doméstica) em vir prá'qui falar no galáctico FC PORTO, quando afinal, não passam duns miseráveis sonhadores, que andam ano após ano a carregar pesadelos e a pintar vergonhas por onde passam ?! Ou será, que durante o último MEIO SÉCULO, ganharam alguma coisa de jeito, que a nós PORTISTAS, tenha passado despercebido ?!
    satanás | 09.12.2011 | 23.52Hver comentário denunciado
  • Hapoel Telavive
    anónimo | 09.12.2011 | 21.33Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • ZENIT
    anónimo | 09.12.2011 | 21.21Hver comentário denunciado
  • É só rir. Ó ZECA, se forem investigados todos os jogos em que o Benfica é espetado fortemente, então a policia tem trabalho até 2015 pelo menos. Primeiro porque são já incontaveis as derrotas humilhantes do benfas. Em Portugal ou no estrangeiro, jogos do benfas, na sua maioria, é garantia de espetadela, de humilhação do futebol nacional. Queres ver a minha investigação? Olha, o benfas é espetado porque sao burros como a puta que os pariu e não jogam um caralho, mesmo com o Vieira a escolher os arbitros com o porco do valentim loureiro. Depois, apraz-me ver lagartos a defender os ratos. Os lagartos devem ser mesmo uns filhos da puta masoquistas. Nem mesmo depois de o benfica abrir a caça ao lagarto com verylights e uma semana após a famosa e inedita churrascada de lagarto, estes atrasados mentais continuam a defender que os quer exterminar... Ide ser burros à puta que vos pariu. É mais ou menos como os judeus defenderem o Hitler. Eu entendo que sois mouros e o vosso QI de inteligencia é extraordináriamente baixo, mas até burrice tem limite.
    agente imobiliario | 09.12.2011 | 20.56Hver comentário denunciado
  • Os porcos foram de avião. Os gabarolas da corrupção ficaram com um grande O Zenit é um clube justo, alguns jogadores até mijam para os porcos corruptos.
    Jonas - SCP | 09.12.2011 | 17.17Hver comentário denunciado
  • já agora achas mesmo que esses jogos merecem alguma investigação?? Claro que não,porque foram resultados normais,o benfica so tinha e tem coxos.
    anónimo | 09.12.2011 | 17.06Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • ZECA TAVARES - só uma pequena correcção, onde tens Sporting 7 - Benfica 0 deve ler-se Sporting 7 - Benfica 1 ;) e já agora achas mesmo que esses jogos merecem alguma investigação?? hmmm ... brincadeira só pode he he
    Birraz | 09.12.2011 | 16.20Hver comentário denunciado
  • Então aquele equipa que na epoca passada so ganhou a taça lucilio e perdeu 3-0 com o apoel dever mesmo muito boa equipa LOL
    anónimo | 09.12.2011 | 15.35Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Só os grandes conseguem grandes feitos. 3º Lugar.
    Dinaldo Gomes | 09.12.2011 | 15.19Hver comentário denunciado
  • Investiguem o fcporto 5 benfica 0,o celta de vigo 7 benfica 0,olimpiakos 5 benfica 0 , o sporting 7 -benfica 0,sporting 5 benfica 2,o bayern munique 12 sporting 1 etc etc aquilo so pode ter tido corrupção..,os jogadores do benfica e sporting fpram pagos pelo pinto da costa para o benfica e sporting ser goleado,penso eu de que..
    Zeca Tavares | 09.12.2011 | 15.07Hver comentário denunciado
  • O Porto não perdeu o apuramento neste jogo, mas nos anteriores, onde não jogou o suficiente para seguir para os oitavos. Acontece aos melhores. Temos o recorde de presenças na Liga dos Campeões. Agora vou aguardar pelas ratazanas, que facilmente vão ser excluídas por indecência e má figura. E aproveito para me divertir a ler estes comentários reprovados e não reprovados. São a expressão da mais fina eloquência e inteligência de que o país se pode orgulhar. De facto, o clube das ratazanas de esgoto tem um verdadeiro escol de seguidores indefectíveis. Admiro a mentira que são capazes de transportar, depois de anos e anos humilhados e ofendidos pelas vergonhas que têm feito nos palcos internacionais. Um clube sem expressão mínima, que ganhou dois títulos europeus combinados pelos ditadores Salazar e Franco. E diga-se, numa época em que havia 6,7 clubes verdadeiramente competitivos e profissionais a nível europeu. No plano interno, nos últimos 30 anos ganhou resquícios do regime anterior, e mesmo assim com vigarices de Algarves, Estoris, túneis, jogadores comprados, árbitros corrompidos, jornalistas acéfalos e chulos, favores do regime, etc,etc,etc. Mas, reafirmo, entusiasma-me a mentira destes adeptos, a sua confiança em ilusões, a crença velha de um mérito que apenas se alimenta do fanatismo e do ópio analgésico que adormece os medíocres para acreditarem que são grandes. Veja-se, a título de exemplo, essa vergonha do Jesus gritar para o Artur simular uma lesão no jogo contra os lagartos-calimeros. As ratazanas valem como objectos de estudo, ratos de laboratório, que nos elucidam até onde pode ir a estupidez humana, até onde descem os seres idiotas que bebem ódio e inveja das entranhas. Ratazanas de esgoto sublimando o desgoto da sua miséria, criando cenários fantasmagóricos que os alivie das dores de corno que sofrem há muito pela traição lógica e legítima de não valerem nada quando confrontados com o fogo demolidor do Dragão. O Porto é o insuportável que o benfica acolhe na sua natureza, aquela sombra impossível de todos os desgostos que só a alienação mental permite aguentar. Ratazanas por um psiquismo lamacento quie caracteriza os seres sem futuro, sem projecto, sem finalidade. Vivem não do que são, mas do que os persegue e atormenta, os sucessos e os insucessos do Porto. São anti-portistas, comentam o Porto, sabem tudo do Porto, nada mais interessa, nada mais existe. Veja-se o número de comentários sobre qualquer notícia sobre o Porto, sobreleva qualquer outra notícia. Só existe benfica, porque existe Porto, sem a existência do F.C. do Porto, o benfica evaporava-se nos ares sem qualquer razão de existir de per sim. Ou seja, não é nada, é um sopro que se esvanece num momento. Está tudo dito!
    Doutor Anónimo | 09.12.2011 | 12.23Hver comentário denunciado
  • Pronto pronto ratinhos dos tuneis. Eu reconheço que se tivessemos a massa associativa do benfas nas bancadas ia ser bem melhor. Nada como ter o estadio cheio de filhos da puta assassinos e incendiarios para intimidar o adversario. Penso que agora a tactica do jesus vai ser, se até aos 50 minutos não marcarmos, pedimos às nossas claques que indendeiem o estádio. Mais a mais, neste tempo frio, sabe sempre bem uma fogueirinha, e nada como um filho da puta dum rato do tunel para acender o fogo. Alguns até se dao ao luxo de levar engenhos explosivos para dentro do estadio. Eu tinha orgulho se conseguisse ser adepto de um clube miseravel, corrupto e arruaceiro como é o benfas. Mas não se preocupem, porque primeiro, e como bons filhos da puta que voces são, primeiro gozaram o PORTO por ter sido eliminado da taça. Na semana seguinte nem piaram quando o Maritimo espetou o benfas com duas bombas e vos eliminou da taça. Por isso filhos da puta, eu sei voces são burros como a puta que vos pariu, mas mesmo assim não cuspam para o ar, nunca se sabe quando vai ser a proxima humilhação do benfas. Afinal, ja estamos habituados e já.....
    agente imobiliario | 09.12.2011 | 02.22Hver comentário denunciado
  • Danny não gostou de ver os cartazes com os nomes dos filhos no Estádio do FC Porto: «Só não gostei de ver o nome dos meus filhos associado a esta polémica. Foi muito feio ver os cartazes que falavam sobre os meus filhos enquanto fazia o aquecimento. Acho que os meus filhos têm mais educação do que os 50 mil adeptos no Dragão. É verdade que fiquei magoado com os cartazes, mas isso é uma situação que já faz parte do passado».
    José Nite | 09.12.2011 | 01.52Hver comentário denunciado
  • No jogo Dinamo Zagreb - Lyon nem é bem o piscar de olho que me choca, mas sim a passividade com que a defesa do Dinamo de Zagreb se deixou bater. Não é normal. Os defesas não se mexiam! Eu nunca vi nada assim no futebol. Foi de facto um jogo muito estranho. Manipulação? Talvez. Merece investigação profunda. Platini RUA! Aliás em Portugal acontece a mesma coisa com as equipas que jogam com o Porto, nunca jogam contra o Porto, mas sim com o Porto. Cá para mim o Pinto da Costa até escolhe quais as equipas que descem de divisão.
    O Templário | 09.12.2011 | 01.37Hver comentário denunciado
  • Porto Pooorco !!!!!!!!!!!!!!! A melhor magia jamais feita por Luís de Matos. Pôs 50000 portistas a chamar pelo PORCO na inauguração do estádio do dragão. Primeiro diz 2 vezes poooorto, e depois 2 vezes Poooorco. ========>>>> http://www.youtube.com/watch?v=ffsBXkQji-E&feature =related
    shank_scp | 09.12.2011 | 01.16Hver comentário denunciado
  • O FC Porto mesmo no grupo mais fraco não conseguiu se qualificar e vai à Liga Europa com corrupção.
    TJ-17 | 09.12.2011 | 01.09Hver comentário denunciado
  • Quem foi Marinho Neves? Marinho Neves, um dos nomes citados no lacónico, mas inteligente, comunicado do Benfica, uma das grandes vítimas do "sistema" pró-FCP, que teve de enveredar por outro tipo de trabalho para não morrer à fome! Marinho Neves foi investigador do Sporting!! ========>>>> http://www.youtube.com/watch?v=0dGL8Jx121U
    shank_scp | 09.12.2011 | 01.07Hver comentário denunciado
  • ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENITZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT
    ZENIT | 09.12.2011 | 00.53Hver comentário denunciado
  • If Marseille and Lyon didn't make it past the groups France would have fallen to 6th in the UEFA cup rankings and therefore lose one team out of the Champions League... FC Porto, Platini and the rest of the UEFA officials are a joke...
    Willians Antunes - USA | 09.12.2011 | 00.51Hver comentário denunciado
  • Eles sabem muito bem o quanto o seu (deles) clube tem sido mafioso e corrupto. Só que poucos, uns por medo, outros por vergonha, preferem calar-se Isto até um dia em que caia a Torre da máfia que os sustenta de pé
    tó | 09.12.2011 | 00.34Hver comentário denunciado
  • "Why shall people would like to make Lyon to win?" Because they get paid for it your moron. Staying in the Champions League means another 10 million Euros or more, enough to pay a few Zagreb defenders. It´s the same with FC Porto. São uns corruptos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    José, New Jersey | 09.12.2011 | 00.30Hver comentário denunciado
  • Na passada semana um cliente de Gaia e Portista disse: " que o porto ganhava com batota e que devia devolver os títulos ganhos com falcatruas." Tenho 41 anos e nunca tinha ouvido tal de uma boca portista. Os outros têm é o vírus anti-SLB, como muitos amigos meus. VITÓRIA SEMPRE, FORÇA BENFICA!!!
    Lionel | 09.12.2011 | 00.28Hver comentário denunciado
  • O Cebola podre não se mudou para o clube que oferece putas, viagens, aconselhamentos matrimoniais e outras prebendas a árbitros, por uns MISEROS EUROS. Foram muitos. Mas ainda bem já que, desta forma matámos dois coelhos: 1 - o aparecimento do DI MARIA e das mais valias (36 kilos) que daí retirámos. 2 - o ordenado pornográfico que ganha o Cebola naquele antro e que dá cabo daquele balneário. Enfim, foi uma vitória de pirro no caso do cebola.
    Viriato de Viseu | 09.12.2011 | 00.22Hver comentário denunciado
  • Se o Benfica fizer bem o seu trabalho, aquele antro de corrupção acaba por consumir-se a si próprio! As coimas, os subornos, as comissões são de tal ordem elevados que não entrando o pilim da Champions, as desavenças serão terríveis! Não tarda nada o corrupto pega na quenga e foge para o Brasil! Será o descalabro total!
    •♥•♥•♥•♥ ☜ BENFICA ☞ ♥•♥•♥•♥•♥• | 09.12.2011 | 00.15Hver comentário denunciado
  • Os corruptos do FC Porto acabarão por arder no próprio lume que têm ateado no futebol português.
    SCP25Lemos | 09.12.2011 | 00.15Hver comentário denunciado
  • CLUBE CORRUPTO EM QUEDA LIVRE Não é que eu goste de falar de outros clubes que não o Benfica. Mas por vezes encontro-me a pensar que algo mudou no futebol Português. Acreditam os menos atentos, que tudo está na Paz do antigamente. Não me parece ser assim. No clube assumidamente corrupto, algo mudou e muito. Durante três décadas foi aquele clubezeco blindado pelo quero posso e mando. Só eu falo não vá alguém menos preparado dizer o que não deve. Foram ganhando campeonatos atrás de campeonatos, com a admiração de alguns, incredulidade de outros, no seio daqueles que conhecem os meandros do futebol. O certo é que empurrão daqui, ajuda dali, lá iam - infelizmente continuam a ir - sempre à liga dos Campeões, enquanto os outros não, o que os tornou algo poderosos. Não na dignidade ou competência, mas sim, pelo poderio da máfia instalada, corrupta, controlada e comprada, como provam as escutas, embora essas, não sejam válidas para quem de direito. Mas valem para a opinião pública, e essa, mais tarde ou mais cedo, fará ecoar a sua voz. Há pouco tempo, num jogo contra o Liceu da Corunha, um jogador de hóquei em patins após a marcação de um golo, tirou as luvas e dirigindo-se a alguém que estava na bancada, fez o gesto, nítido e peculiar, de que tinha fome. A vergonha apresentada sobre rodas, que todo o Mundo viu. O impensável aconteceu. Saiu nos jornais que existiam ordenados em atraso nas modalidades. Daí o gesto do jogador que, sem receio de represálias - quem diria que tivesse essa coragem - "gritasse" bem alto o seu desconforto. Agora um certa cebola podre, o que já é habitual naquele clube, onde também existe uma maçã em igual estado de putrefacção, entrou em rota de colisão com o treinador daquela agremiação, sendo relegado para os treinamentos dos proscritos. Adivinha-se que se terá recusado a treinar por se encontrar muito fraco, quiçá com falta de alimentação. Ordenados em atraso e habituados como estão a levar uma vida faustosa, começam a escassear o caviar e outras mordomias só ao alcance de uns quantos, que tiveram a sorte de nascer com o rabo virado para a lua. Este facto até me faz rir. Este cebola podre deixou o Benfica, apenas e só por dinheiro, renegando os seus votos de amor ao Clube, e afecto que os seus sócios e simpatizantes tinham por ele, para na sua louca ganância, ir receber mais uns míseros euros, olhando ao que ganhava no Benfica, ou seja, foi à procura do Paraíso e agora arde no Inferno. Com a eliminação da Champions League, mais uma vez as portas se abriram mostrando a desgraça, que impera actualmente naquele clube. Saem noticias como água que corre em rio. Os maiores, dizem que roubados ao Benfica - como foi o caso de Álvaro Pereira - Rolando e Fernando, estão à venda, no imediato, ou seja, em Janeiro. Precisa-se urgentemente de liquidez. Só vendendo jogadores, se consegue sobreviver naquele clube. Altíssimos ordenados, elevadas e chorudas comissões, os velhos carecas e ricos, com bochechas extra-largas, para sustentar meninas brasileiras e outras residentes em casas de alterne, estão a pôr a descoberto, muito do que até então, estava fechado a sete chaves. A queda será enorme. Já ontem era tarde.
    Serôdio | 09.12.2011 | 00.11Hver comentário denunciado
  • Procuraram na casa do Platini? "A UEFA assegurou, através de comunicado, não ter motivo para abrir qualquer investigação sobre o jogo entre Dínamo Zagreb e Lyon, no qual a equipa francesa venceu por 7-1 e garantiu a qualificação para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. «A UEFA está ao corrente da cobertura mediática dos jogos de ontem da Liga dos Campeões e das várias alegações que estão a surgir na imprensa. Temos implementado um sistema de detecção de fraudes em apostas em mais de 400 casas. Por enquanto, não registámos indícios de qualquer movimento que mereça investigação», pode ler-se no comunicado. O organismo garantiu ainda que nos relatórios dos árbitros e delegados ao jogo não consta qualquer referência a comportamentos suspeitos dentro do campo". O Pinto da Costa também disse no tribunal que não era corrupto e foi condenado, ele e o FCP - Fruta Cabrões e Putedo.
    Chibamga José de Alvalade | 09.12.2011 | 00.03Hver comentário denunciado
  • I hope platini and pinto da costa dies so fk hard '
    John Santos, USA | 08.12.2011 | 23.56Hver comentário denunciado
  • CHEATING FUCK THE UEFA CHEATING FUCK FC PORTO
    John Santos, USA | 08.12.2011 | 23.54Hver comentário denunciado
  • O Dinamo de Zagreb é muito mais forte do que o Zenit, mas como o Bimbo da Costa não paga a todos os jogadores, a corrupção falhou.
    M_Cardoso | 08.12.2011 | 23.53Hver comentário denunciado
  • Quem fala de antonio garido e não sabe quem é carlos valente é como alguem pedofilo que não sabe quem é o bibi LOL
    anónimo | 08.12.2011 | 23.46Hver comentário denunciado
  • Além disso, quem vai arbitrar o marítimo-benfica do campeonato? Quem recebeu do amigo antónio garrido a nomeação para o ajax-real madrid, muito bem pago pela uefa, e com a missão de lixar o ajax? Sabem qual a missão do Jorge Sousa no marítimo-benfica? É roubar o Benfica como roubou o Ajax.
    Paredes ---- USA | 08.12.2011 | 23.42Hver comentário denunciado
  • Eu como sportinguista estou mortinho para incêndiar a pocilga do dragão da corrupção.
    José Nite | 08.12.2011 | 23.38Hver comentário denunciado
  • E quem foi o arbitro oh ratazanas??Aposto que foi o corrupto do inocencio calabote irradiado por ajudar o benfica???
    anónimo | 08.12.2011 | 22.25Hver comentário denunciado
  • Investiguem o fcporto 5 benfica 0,o celta de vigo 7 benfica 0,olimpiakos 5 benfica 0 , o sporting 7 -benfica 0,sporting 5 benfica 2,o bayern munique 12 sporting 1 etc etc aquilo so pode ter tido corrupção.,os jogadores do benfica e sporting fpram pagos pelo pinto da costa para o benfica e sporting ser goleado,penso eu de que....
    Carlos Manuel | 08.12.2011 | 22.24Hver comentário denunciado
  • FIFA ou UEFA querem Fair play? Que piada tão grande o futebol está todo minado por interesses e currupção.
    SCP4EVER | 08.12.2011 | 21.37Hver comentário denunciado
  • Ó Toni da puta que te pariu, meu avô viu esse jogo. O Porto terminou com 7 jogadores depois das expulsões encomendadas. No final, o árbitro, o treinador das ratazanas e alguns jogadores estavam a confraternizar numa tasca. Bom exemplo, nem me lembrava dessa história. Essas ratazanas foram sempre uma escória repugnante. Corruptos desde que apareceram vindos das invasões dos Vândalos
    Anti-ratazanas de Esgoto | 08.12.2011 | 21.35Hver comentário denunciado
  • Toda essa corrupção faz-me lembrar as ratazanas nos esgotos a preparar as ramadilhas para ganahrem campeonatos sem mérito. Estou de acordo, o clube de Salazar continua a ser o que sempre foi. Agora com uma novo epíteto,RATAZANAS DE ESGOTO.Mas a merda é mesma para aqueles lados. Talvez o Vale e Azevedo tenha oferecido umas prendas em caixinhas de pó ao Manchester. Eu não acredito que aquela merda de rattaznas empate com o Manchester em jogo jogado. Andou por ali algo mais com a intervenção desse comendador que etsá em Londres ao serviço de Suas Ratazanas de Esgoto. Toda a gente fala em Manchester das ratazanas corruptas.
    Emigrante em Londres | 08.12.2011 | 21.30Hver comentário denunciado
  • O que não vale a pena investigar são os 12 - 2 que o Benfica brindou o FC Porto da corrupção. Os dois golos do FC Porto foram penaltis inexistentes, mas consideramos uma prenda para os jogadores do FC Porto não se suicidarem.
    Toni - Campo Grande | 08.12.2011 | 21.29Hver comentário denunciado
  • Ó ZENIT estou de acordo contigo, mas tens que incluir nos corruptos do FC Porto e do SC Braga.
    anónimo | 08.12.2011 | 21.04Hver comentário denunciado
  • Eu estranhei o Real Madrid ter sido beneficiado frente ao Ajax quando até aqui tinha sido prejudicado (só aquela patada sobre o Ronaldo em Zagred, minha nossa!). Não preciso de ir tão longe, até nas conferências de imprensa do Mourinho o tradutor da UEFA se equivoca "inocentemente". O circo está montado desde o ano em que o Chelsea foi roubado frente ao Barcelona. O termo é mesmo "roubado". No ano seguinte, o esquema foi montado para o Inter ser eliminado frente ao Barcelona com uma expulsão precoce, e na última época a expulsão do Pepe quando o Messi estava maneatado só reforça a ideia da UEFA querer fazer do Barcelona uma força mundial a todo o custo. Lamentavelmente, esta pressão já se estende às equipas francesas. Os golos contra o Zagreb foram muito concedidos, enquanto que o Ajax, em Amesterdão, estava a ser fortemente prejudicado pelo Jorge Sousa e assistentes. Houve esturro.
    ZENIT | 08.12.2011 | 20.45Hver comentário denunciado
  • Investiguem o fcporto 5 benfica 0,o celta de vigo 7 benfica 0,olimpiakos 5 benfica 0 , o sporting 7 -benfica 0,sporting 5 benfica 2,o bayern munique 7 sporting 1 etc etc aquilo so pode ter tido corrupção.,os jogadores do benfica e sporting fpram pagos pelo pinto da costa para o benfica e sporting ser goleado,penso eu de que..
    Maria Juana | 08.12.2011 | 20.35Hver comentário denunciado
  • Investiguem o fcporto 5 benfica 0,o celta de vigo 7 benfica 0,olimpiakos 5 benfica 0 , o sporting 7 -benfica 0,sporting 5 benfica 2,o bayern munique 7 sporting 1 etc etc aquilo so pode ter tido corrupção.,os jogadores do benfica e sporting fpram pagos pelo pinto da costa para o benfica e sporting ser goleado,penso eu de que
    Mario Belinni | 08.12.2011 | 19.29Hver comentário denunciado
  • Concordo com as investigações, mas como provar que as ratazanas ganharam campeonatos comprados por acção do sistema instalado no Estado Novo? Como provar que o Franco em Espanha deu ordens para o Benfica ganhar ao Barcelona e conquistar essa taça pré- histórica da vergonha e da corrupção? Como provar que os títulos das ratazanas corruptas ao longo de estes anos foram decididos por Lucílios Baptistas, Brunos Paixões, Carlos Valentes, Vitor Pereiras? Só para falar mais recentemente. Como provar que o sistema político, judicial, desportivo, jornalístico teceu as teias da corrupção para essas ratazanas ganharem o que nunca mereceram em campo? Como provar esses roubos de igreja de que falava Pedroto? Como provar essa vergonha do Algarve, dos túneis, dos famosos mergulhos para a piscina do João Pinto, que fizeram história no clube da rataria e no futebol nacional? Como provar, ainda hoje, como sempre, os favores do sistema montado para que ganhe o clube da capital do Império da corrupção a mando da fanatização do povinho? Como provar esses jogos suspeitos nesta liga dos campeões onde os resultados já estavam decididos para a rataria chegar ao primeiro lugar da sua série? Como ficaram as agressões a jogadores do Jesus a época passada, os insultos do racista Garcia, a artimanha dos túneis famosos do pardieiro da luz, a gaiola montada para os patinhos imbecis caírem? Este clube corrupto abafou as investigações das escutas, destruiu provas, comprou informações, promoveu mentiras entre jornalistas prostitutas e carolinas, viciou dados de incriminação na compra de jogos, de jogadores para falharem penáltis decisivos, como o do Jorge Ribeiro no Bessa, que deu o título ao Trapatoni. No famoso jogo do Algarve, comprado ao Estoril, com dirigentes deste clube que se transferiram da rataria para lá, aos 10 minutos de jogo o Estoril ganhava por 1-0 e ficou reduzido a 10 jogadores. A rataria corrupta ganhou por 2-1, num espectáculo de uma vergonha inaudita. Calabotes, dirigentes rotativos na federação , sempre dos três da capital, rataria, calimeros, Belenenses. Dominaram este escândalo durante décades de vergonha. A comunicação social desportiva é orientada a partir das instalações das ratazanas, onde tudo se troca, tudo se compre e vende. A maioria dos árbitros são afectos a este clube do Império, comprados de muitos modos, desde logo, pela manipulação das consciências acríticas. Deixo um desafio, assistam ao jogo de 2000 entre o Campomaiorense e o Porto e verão o exemplo de tudo o que aqui digo, não há memória de nada assim. O título não podia ir para a rataria corrupta, mas evitou-se ir para o Porto, seria o hexacampeonato. Ganhou a filial da agremiação rataria-calimeros, uns coitados que nem para aqui contam, nem vale a pena lembrar um dirigente entrar de arma na mão na cabine do árbitro ao intervalo, nesse tal Portugal de Salazar. O Porto tem de continuar a lutar contra esta mentira e a melhor forma é esmagar à patada estes roedores pestilentos, à patada, ou seja, ganhando e metendo a ordem nas coisas. Nós somos os MAIORES e do outro lado está a mediocridade que só lá vai pela corrupção silenciosa e generalizada. Vamos ver quanto tempo aguentam as ratazanas na Liga dos Campeões, estou a aqui pronto a rir-me. Podia referir muitas coisas mais, todas exemplares de um clube com uma história feita de mentira, inveja, ódio, e de compadrios com os poderes instituídos.
    Lutador de Causas | 08.12.2011 | 19.11Hver comentário denunciado
  • "A UEFA assegurou, através de comunicado, não ter motivo para abrir qualquer investigação sobre o jogo entre Dínamo Zagreb e Lyon". LOL. Eu não disse que a UEFA não iria fazer nada. É um jogo viciado, é uma vitória pà FC Porto ou se quiserem uma vitória à Pinto da Costa. A Uefa, o Barcelona e o FC Porto são uma vergonha.
    Liedson-SCP | 08.12.2011 | 19.03Hver comentário denunciado
  • O Jorge Sousa, Pintos da Costa, Loureiros e outros do clube saloio corrupto merecem ser presos.
    De17 | 08.12.2011 | 18.44Hver comentário denunciado
  • Concordo com as investigações, mas como provar que as ratazanas ganharam campeonatos comprados por acção do sistema instalado no Estado Novo? Como provar que o Franco em Espanha deu ordens para o Benfica ganhar ao Barcelona e conquistar essa taça pré história da vergonha e da corrupção? Como provar que os títulos das ratazanas corruptas ao longo de estes anos foram decididos por Lucílios Baptistas, Brunos Paixões, Carlos Valentes, Vitor Pereiras? Só para falar mais recentemente. Como provar que os sistema político, judicial, desportivo, jornalístico teceu as teias da corrupção para essas ratazanas ganharem o que nunca mereceram em Campo? Como provar esses roubos de igreja de que falava o Pedroto? Como provar essa vergonha do Algarve, dos túneis, dos famosos mergulhos para a piscina do João Pinto, que fizeram história no clube da rataria e no futebol nacional? Como provar ainda hoje os favores do sistema montado para que ganhe o clube da capital do Império da corrupção a mando da fanatização do povinho? Como provar esses jogos suspeitos nesta liga dos campeões onde os resultados já estavam decididos para a rataria chegar ao primeiro lugar da sua série? Como ficaram as agressões a jogadores do Jesus a época passada, os insultos do racista Garcia, a artimanha dos túneis famosos do pardieiro da luz, a gaiola montada para os patinhos imbecis caírem? Este clube corrupto abafou as investigações das escutas, destruiu provas, comprou informações, promoveu mentiras entre jornalistas prostitutas e carolinas, viciou dados de incriminação na compra de jogos, de jogadores para falharem penáltis decisivos, como o do Jorge Ribeiro no Bessa, que deu o título ao Trapatoni. No famoso jogo do Algarve, comprado ao Estoril, com dirigentes deste clube que se transferiram para lá, ao 10 minutos de jogo o Estoril ganhava por 1-0 e ficou reduzido a 10 jogadores. A rataria corrupta ganhou por 2-1, num espectáculo de uma vergonha inaudita. Calabotes, dirigentes rotativos na federação , sempre dos três da capital, rataria, calimeros, belensenses. Dominaram este escânadalo durante décades de vergonha. A comunicação social desportiva é orientada a partir das instalações das ratazanas, onde tudo se troca, tudo se compre e vende. A maioria dos árbitros são afectos a este clube do Império, comprados de muitos m odos, desde logo pela manipulação das consciências acríticas. Deixo um desafio, assistam ao jogo de 2000 entre o Campomaiorense e o Porto e verão o exemplo de tudo o que aqui digo, não há memória de nada assim. O título não podia ir para a rataria corrupta, mas evitou-se ir para o Porto, seria o hexacampeonato. Ganhou a filial da agremiação rataria-calimeros, uns coitados que nem para aqui contam, nem vale a pena lembrar um dirigente entrar de arma na mão na cabine do árbitro ao intervalo, nesse tal Portugal de Salazar. O Porto tem de continuar a lutar contra esta mentira e a melhor forma é de esmagar à patada estes roedores pestilentos, à patada, ou seja, ganhando e metendo na ordem como as coisas são, nós somos os MAIORES e do outro lado está a mediocridade que só lá vai pela corrupção silenciosa e generalizada. Vamos ver quanto tempo aguentam as rataznas na Liga dos Campeões, estou a aqui pronto a rir-me. Podia referir muitas coisas mais, todas exemplares de um cluibe com uma história feita de mentira, inveja, ódio, e de compadrios com os poderes instituídos
    Lutador de Causas | 08.12.2011 | 18.30Hver comentário denunciado
  • Investiguem o fcporto 5 benfica 0,o celta de vigo 7 benfica 0,olimpiakos 5 benfica 0 , o sporting 7 -benfica 0,sporting 5 benfica 2 etc etc aquilo so pode ter tido corrupção,os jogadores do benfica fpram pagos pelo pinto da costa para o benfica ser goleado,penso eu de que...
    Jorge Máximo | 08.12.2011 | 18.15Hver comentário denunciado
  • e que tal investigar o porquê dos adeptos do porco cantarem slb slb sempre que as coisas correm mal como foi o caso contra o zenit ? eu sei ! mas nao digo
    padeira de aljubarrota | 08.12.2011 | 18.14Hver comentário denunciado
  • Investiguem o fcporto 5 benfica 0,o celta de vigo 7 benfica 0,olimpiakos 5 benfica 0 , o sporting 7 -benfica 0,sporting 5 benfica 2 etc etc aquilo so pode ter tido corrupção,os jogadores do benfica fpram pagos pelo pinto da costa para o benfica ser goleado,penso eu de que.
    Ana Lista | 08.12.2011 | 17.53Hver comentário denunciado
  • Investiguem o fcporto 5 benfica 0,o celta de vigo 7 benfica 0,olimpiakos 5 benfica 0 , o sporting 7 -benfica 0,sporting 5 benfica 2 etc etc aquilo so pode ter tido corrupção,os jogadores do benfica fpram pagos pelo pinto da costa para o benfica ser goleado,penso eu de que
    anónimo | 08.12.2011 | 17.22Hver comentário denunciado
  • Equipas medriocres como o SCP, correcto neves? ;D
    qwe | 08.12.2011 | 16.55Hver comentário denunciado
  • La vidéo magnifique du match de ligue des champion lorsque le joueur du Dinamo Zagreb, Vida, fait un clin d'œil avec le pousse levé en direction de Gomis après le 5eme but de Lyon.
    Philippe - Paris | 08.12.2011 | 15.37Hver comentário denunciado
  • O piscar de olho de Vida ao Gomis (jogador do Lyon) é a prova da corrupção. Grande vitória à Porto.. LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL ---------------- O Jorge Sousa também ajudou à festa ao anular dois golos regulares do Ajax contra o Real Madrid. Golos esses que chegariam para qualificar o Ajax para a fase seguinte. O árbitro, Super Dragão, está no centro do escândalo, o que é o mesmo que dizer que o FC Porto está no meio desta palhaçada. É assim que o FCPorto ganha os campeonatos em Portugal com equipas que jogam um futebol medíocre.
    Neves - SCP | 08.12.2011 | 15.32Hver comentário denunciado
  • Gelukkig komt er een onderzoek naar dit voorval hopelijk krijgt ajax gelijk en speelt het alsnog CL. FUCK DINAMO. LYON AND PORTO GO AFCA!!!!!!!!!
    Van Tchil | 08.12.2011 | 15.22Hver comentário denunciado
  • Vejam no Youtube.com (o site preferido do FC Porto) as imagens "Le clin d'oeil de Vida à Gomis Lyon Vs Dinamo Zagreb 7-12"
    ShameOnYou | 08.12.2011 | 15.14Hver comentário denunciado
  • Realmente esse jogo do Dinamo de Zagreb e Lyon tem de ser investigado, nao é normal uma ekipa perder 1-7 em casa, para a equipa adversaria ter um goal difference positivo, para poder seguir em frente na Liga dos Campeoes. O piscar de olho e o polegar para cima de um defesa croata, é mesmo muito suspeito!Castiguem!
    Ice Man | 08.12.2011 | 15.12Hver comentário denunciado
  • Em toda a Europa, quando se fala de corrupção, vem à baila o FC Porto. Porquê? É uma especialidade do Porto?
    Dionisio | 08.12.2011 | 15.06Hver comentário denunciado
  • O corruptos do Norte também tinham comprado o jogo do Zenit, mas o FC Porto tem uma equipa tão fraquinha que nem conseguiram marcar um golito.
    anónimo | 08.12.2011 | 14.54Hver comentário denunciado
  • LOL .............O árbitro JORGE SOUSA metido em mais um escândalo de arbitragem. Não é ele que vai arbitrar o jogo na Madeira entre o Marítimo e o Benfica? Qual é a intenção desta nomeação? Dar o título ao FC Porto? Espero que haja alguém que lhe parta os dentes.
    MiguelR | 08.12.2011 | 14.52Hver comentário denunciado
  • A «vitória» do Lyon 7-1 foi uma vitória à Porto, foi uma vitória corrupta e teve a ajuda do super dragão Jorge Sousa no jogo Ajax - Real Madrid. Os holandeses é que não acharam piada nenhuma, nunca pensaram que os dois jogos podiam ser comprados/vendidos.
    GomesCosta | 08.12.2011 | 14.44Hver comentário denunciado
  • Esse resultado 1 a 7 no jogo Dinamo de Zabreg - Lyon foi uma farsa. E agora sr. Platini? Qual o papel de Pinto da Costa no meio dos dois jogos, Ajax - Real Madrid e Dinamo de Zagreb - Lyon? Também foi ele que escolheu o Jorge Sousa para o Marítimo - Benfica????????????
    Domingos | 08.12.2011 | 14.42Hver comentário denunciado
  • sempre que se fala em corrupçao em grande escala no futebol vem sempre á tona o PORTO , JUVENTUS e SELEÇAO FRANCESA , e e e e e pasme-se PLATINI ! equaçao , PORTO + JUVENTOS + SELEÇAO FRANCESA = A PLATINI ! e platini porquê ? presidente da uefa , que para salvaguardar os intresses franceses passa sobre tudo e todos , juventus porque quando lá jogou quase todos os titulos foram corrumpidos , e quando tentou meter-se com o porto , o pinto da costa " explicou-lhe" umas coisas e agora o senhor michel é visto muitas vezes na madeira a usufruir de belas "papayas" CORTESIA DO ABEL PINHEIRO , irmao do reinaldo teles e figura sinistra do apito dourado ! SENHORES COMISSARIOS EUROPEUS DA JUSTIÇA E DESPORTO , INVESTIGUEM ESTA MONSTRUOSA ASSOCIAÇAO MAFIOSA , PORQUE O QUE SE PASSOU ONTEM EM AMESTREDAO E ZAGREB É DEMASIADO OBVIO PARA SER COINCIDENCIA , E MESMO QUE FOSSEM COINCIDENCIAS , COMEÇA A SER DEMASIADA COINCIDENCIA ...TAIS COINCIDENCIAS ! É SEMPRE A FAVOR DOS MESMOS ! COINCIDENCIAS...
    COINCIDENCIAS | 08.12.2011 | 14.32Hver comentário denunciado
  • Ficamos a perceber porque é que o Jorge Sousa Corrupto Super Dragão tem acesso a uma carreira internacional, mesmo sendo suspeito de corrupção em Portugal.
    Miguel Castro | 08.12.2011 | 14.30Hver comentário denunciado
  • O presidente dos corruptos do clube do Norte de Portugal ensinou o presidente do Lyon como é que uma equipa se qualifica para os oitavos de final com corrupção. Não foi só os jogadores que o FC Porto vendeu ao Lyon, vendeu também os seus métodos de corrupção.
    Bruno_Sporting | 08.12.2011 | 14.04Hver comentário denunciado
  • Claro que não sou só eu a achar isto muito estranho!? - O Lyon, a precisar de golear o Dinamo Zagreb, consegue virar o 1-1 ao intervalo para 1-7 na segunda parte. - A defesa do Zagreb estava dominada por uma estranha (inexplicável) apatia. - O Ajax foi escandalosamente roubado contra o Real Madrid, tendo dois golos mal anulados. O árbitro foi JORGE SOUSA. Um árbitro que ajudou várias vezes os corruptos do FC Porto. - Platini é francês. O Lyon é um clube francês.
    Anónimo, Toronto, Canada | 08.12.2011 | 13.48Hver comentário denunciado
  • Aquela arbitragem do Ajax - Real Madrid é que foi uma fergonha 2 golos mal anulados que podiam ter a vitória e passagem ao Ajax. Quanto recebeu o Jorge Sousa? Não é ele o árbitro que vai estar no Marítimo - Benfica? E o que é que ele vai fazer para que o Benfica perca? Vai-lhe anular também dois golos ou três?
    Luso08 | 08.12.2011 | 13.36Hver comentário denunciado
  • Pior que os jogos Ajax - Real Madrid e Dínamo Zagreb - Lyon, só mesmo os jogos do FC Porto. A corrupção é o cancro do futebol e o FC Porto é o metabolismo da corrupção.
    Sérgio Guimas, Porto | 08.12.2011 | 13.33Hver comentário denunciado
  • Ah pois é.... sofrer sete golos em meia hora é muito estranho. A atitude dos defesas do Dínamo Zagreb contra o Lyon é altamente suspeita. Para agravar correm imagens de um defesa da equipa croata, Vida, a piscar o olho ao avançado do Lyon Gomis, após o quinto golo da equipa francesa. Os jogadores do Dínamo Zagreb pareciam mesmo os adversários-amigos do FC Porto no nosso campeonato nacional, que também precisam de ser investigados e os corruptos do FC Porto castigados. Mas o Jorge Sousa (que arbitrar o próximo Marítimo - Benfica) também anulou dois golos limpos ao Ajax contra o Real (ajudando assim o Lyon) e que dariam a qualificação à equipa holandesa. Investiguem também!!!!!!!
    YF - 23 | 08.12.2011 | 13.28Hver comentário denunciado
  • O jogo D. Zagreb-Lyon sob investigação. Terminou com uma goleada dos franceses, por 7-1, quando ao intervalo a partida apresentava uma igualdade a 1 golo1. Se fizessem o mesmo aos jogos do FC Porto nos campeonatos nacionais. O FC Porto acabaria por descer de divisão, tal como o Boavista. E porque não fazem uma investigação assim? Porque o FC Porto tem mais dinheiro que o Boavista?
    ERNESTO - BAIRRO DA BOAVISTA | 08.12.2011 | 12.42Hver comentário denunciado
  • Sporting Clube de Portugal, Manchester United e Manchester City na Liga Europa! Até nisto Vitor Pereira tem pé frio :-)
    NunoVasco | 08.12.2011 | 02.57Hver comentário denunciado
  • AGORA APOIAS O ZENIT MAS CUIDADO QUE A VIDA DÁ MUITAS VOLTAS,O BENFAS PODE MUITO BEM JOGAR CONTRA O...ZENIT NOS OITAVOS FINAL E DEPOIS OH PAROLO VAIS É APOIAR O ZENIT
    CAGANOVOV | 08.12.2011 | 02.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • CONCELHO ----- Querido FCP, A Liga dos Campeões é uma competição muito stressante. Por este andar, ainda matam o velho com um ataque cardíaco ou coisa do género. O meu conselho é que procurem uma prova mais zen. --------- JUST ZEN IT.
    José - Barreiro | 08.12.2011 | 02.39Hver comentário denunciado
  • O Sporting tem hipoteses de ganhar a Liga Europa onde apanha equipas fracas como os corruptos do FC Porto.
    shank_scp | 08.12.2011 | 02.12Hver comentário denunciado
  • FC Porto sem estatuto de cabeça de série devido ao reconhecimento da corrupção do clube sem escrúpulos. A Uefa está atenta.
    Chaves4ever | 08.12.2011 | 01.21Hver comentário denunciado
  • O Porto não perdeu o apuramento neste jogo, mas nos anteriores, onde não jogou o suficiente para seguir para os oitavos. Acontece aos melhores. Temos o recorde de presenças na Liga dos Campeões. Agora vou aguardar pelas ratazanas, que facilmente vão ser excluídas por indecência e má figura. E aproveito para me divertir a ler estes comentários reprovados e não reprovados. São a expressão da mais fina eloquência e inteligência de que o país se pode orgulhar. De facto, o clube das ratazanas de esgoto tem um verdadeiro escol de seguidores indefectíveis. Admiro a mentira que são capazes de transportar, depois de anos e anos humilhados e ofendidos pelas vergonhas que têm feito nos palcos internacionais. Um clube sem expressão mínima, que ganhou dois títulos europeus combinados pelos ditadores Salazar e Franco. E diga-se, numa época em que havia 6,7 clubes verdadeiramente competitivos e profissionais a nível europeu. No plano interno, nos últimos 30 anos ganhou resquícios do regime anterior, e mesmo assim com vigarices de Algarves, Estoris, túneis, jogadores comprados, árbitros corrompidos, jornalistas acéfalos e chulos, favores do regime, etc,etc,etc. Mas, reafirmo, entusiasma-me a mentira destes adeptos, a sua confiança em ilusões, a crença velha de um mérito que apenas se alimenta do fanatismo e do ópio analgésico que adormece os medíocres para acreditarem que são grandes. Veja-se, a título de exemplo, essa vergonha do Jesus gritar para o Artur simular uma lesão no jogo contra os lagartos-calimeros. As ratazanas valem como objectos de estudo, ratos de laboratório, que nos elucidam até onde pode ir a estupidez humana, até onde descem os seres idiotas que bebem ódio e inveja das entranhas. Ratazanas de esgoto sublimando o desgoto da sua miséria, criando cenários fantasmagóricos que os alivie das dores de corno que sofrem há muito pela traição lógica e legítima de não valerem nada quando confrontados com o fogo demolidor do Dragão. O Porto é o insuportável que o benfica acolhe na sua natureza, aquela sombra impossível de todos os desgostos que só a alienação mental permite aguentar. Ratazanas por um psiquismo lamacento quie caracteriza os seres sem futuro, sem projecto, sem finalidade. Vivem não do que são, mas do que os persegue e atormenta, os sucessos e os insucessos do Porto. São anti-portistas, comentam o Porto, sabem tudo do Porto, nada mais interessa, nada mais existe. Veja-se o número de comentários sobre qualquer notícia sobre o Porto, sobreleva qualquer outra notícia. Só existe benfica, porque existe Porto, sem a existência do F.C. do Porto, o benfica evaporava-se nos ares sem qualquer razão de existir de per si.Ou seja, não é nada, é um sopro que se esvanece num momento. Está tudo dito!!!!
    Doutor Anónimo | 08.12.2011 | 00.57Hver comentário denunciado
  • ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENITZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZEN
    ZENIT | 07.12.2011 | 23.45Hver comentário denunciado
  • Lamber a co na como?Os travestis não tem co nas.tem pilas
    anónimo | 07.12.2011 | 23.21Hver comentário denunciado
  • José Nite --» ZENIT
    Amadeu - Rua Santa Catarina - Porto | 07.12.2011 | 22.47Hver comentário denunciado
  • ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENITZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZENIT ZEN
    ZENIT | 07.12.2011 | 22.41Hver comentário denunciado
  • rapazola agente imobiliario estamos nos oitavos de final ponto final paragrafo . queres lamber-me a cona fedelho ?
    padeira de aljubarrota | 07.12.2011 | 22.27Hver comentário denunciado
  • Padeira, podes enfiar o pãozinho pelo teu cu acima. Eu sei que a verdade é fodida de ouvir. E para os ratos dos tuneis uiuiuiui. O melhor clube do mundo e da 2ª circular ah ah ah ah ah ah cambada de arruaceiros, delinquentes, assassinos. A melhor merda que podiam fazer era pôr arame farpado à volta da pocilga e queimar-vos a todos la dentro ratazanas. Se os gatinhos siameses do sportem tivessem tomates, quando voces la fossem ate vos comiam vivos filhos da puta.
    agente imobiliario | 07.12.2011 | 22.20Hver comentário denunciado
  • pobre miudo este agente imobiliario ! queres um paozinho ?
    padeira de aljubarrota | 07.12.2011 | 20.03Hver comentário denunciado
  • Ola a todos os adeptos desse grande clube que é o PORTO, a todos os lagartos que sobreviveram ao churrasco da luz, e claro, aos grande filhos da puta desse clube antro de criminosos e corrupção chamado SLB. Não é com surpresa que constato que após duas semanas a gozar forte e feio com os filhos da puta, delinquentes, arruaceiros e criminosos do clube mafioso benfas, os cabrões tenham estado calados que nem ratos, face a duas humilhações na mesma semana. Primeiro foi o churrasco de lagartos na pocilga da luz. Quando a malta menos esperava, os assassinos do benfas que até levam engenhos explosivos para dentro da pocilga, começaram a assar lagartos. Depois, foi o humilhante afastamento da taça pelo maritimo. É obvio que gozei até ao limite com os filhos da puta. Respostas??? Nem piaram os cabrões. Ao menos sabem bem a classe de assassinos que são e como bons covardes que tambem são, nem um ai disseram quando o maritimo espetou o benfas com 2 golaços. Perderam o pio os filhos da puta? Certamente. Agora, como mouro é burro mesmo, veem cantar de galo, ou neste caso de galinha, esquecendo-se que à duas semanas gozaram o Porto por ter sido afastado da Taça, e uma semana depois, alem da churrascada, são espetados à força toda pelo Maritimo. Continuem a cuspir para o ar cabrões, quem sabe o que esta à vossa espera no fim de semana. ah ah ah ah ah. AH, e não se esqueçam de ir à churrascaria benfica. A unica que faz uns lagartos no churrasco deliciosos. Tambem temos frango Roberto, ou a puta da galinha que temos na bandeira, no espeto. Para as entradas temos pó nos pneus.... ´Não faltes.
    agente imobiliario | 07.12.2011 | 19.48Hver comentário denunciado
  • Doi o que birraz??Eu estou a aviar a tua mulher enqquanto tu estás na tasca a discutir futebol com teus amigos
    Zé Kalanga | 07.12.2011 | 18.35Hver comentário denunciado
  • Qual é a diferença entre um burro e um benfiquista?Não há diferença
    anónimo | 07.12.2011 | 18.33Hver comentário denunciado
  • O Porto não perdeu o apuramento neste jogo, mas nos anteriores, onde não jogou o suficiente para seguir para os oitavos. Acontece aos melhores. Temos o recorde de presenças na Liga dos Campeões. Agora vou aguardar pelas ratazanas, que facilmente vão ser excluídas por indecência e má figura. E aproveito para me divertir a ler estes comentários reprovados e não reprovados. São a expressão da mais fina eloquência e inteligência de que o país se pode orgulhar. De facto, o clube das ratazanas de esgoto tem um verdadeiro escol de seguidores indefectíveis. Admiro a mentira que são capazes de transportar, depois de anos e anos humilhados e ofendidos pelas vergonhas que têm feito nos palcos internacionais. Um clube sem expressão mínima, que ganhou dois títulos europeus combinados pelos ditadores Salazar e Franco. E diga-se, numa época em que havia 6,7 clubes verdadeiramente competitivos e profissionais a nível europeu. No plano interno, nos últimos 30 anos ganhou resquícios do regime anterior, e mesmo assim com vigarices de Algarves, Estoris, túneis, jogadores comprados, árbitros corrompidos, jornalistas acéfalos e chulos, favores do regime, etc,etc,etc. Mas, reafirmo, entusiasma-me a mentira destes adeptos, a sua confiança em ilusões, a crença velha de um mérito que apenas se alimenta do fanatismo e do ópio analgésico que adormece os medíocres para acreditarem que são grandes. Veja-se, a título de exemplo, essa vergonha do Jesus gritar para o Artur simular uma lesão no jogo contra os lagartos-calimeros. As ratazanas valem como objectos de estudo, ratos de laboratório, que nos elucidam até onde pode ir a estupidez humana, até onde descem os seres idiotas que bebem ódio e inveja das entranhas. Ratazanas de esgoto sublimando o desgoto da sua miséria, criando cenários fantasmagóricos que os alivie das dores de corno que sofrem há muito pela traição lógica e legítima de não valerem nada quando confrontados com o fogo demolidor do Dragão. O Porto é o insuportável que o benfica acolhe na sua natureza, aquela sombra impossível de todos os desgostos que só a alienação mental permite aguentar. Ratazanas por um psiquismo lamacento quie caracteriza os seres sem futuro, sem projecto, sem finalidade. Vivem não do que são, mas do que os persegue e atormenta, os sucessos e os insucessos do Porto. São anti-portistas, comentam o Porto, sabem tudo do Porto, nada mais interessa, nada mais existe. Veja-se o número de comentários sobre qualquer notícia sobre o Porto, sobreleva qualquer outra notícia. Só existe benfica, porque existe Porto, sem a existência do F.C. do Porto, o benfica evaporava-se nos ares sem qualquer razão de existir de per si.Ou seja, não é nada, é um sopro que se esvanece num momento. Está tudo dito!
    Doutor Anónimo | 07.12.2011 | 17.44Hver comentário denunciado
  • LOL
    anónimo | 07.12.2011 | 17.41Hver comentário denunciado
  • Qual a diferença entre Pinto da Costa e um porco?? É simples, o Pinto da Costa tem as bochechas maiores que as orelhas.
    Sousa - Arcos de Valdevez | 07.12.2011 | 17.25Hver comentário denunciado
  • Também não sou simpatizante do Porto nem do Benfica, mas prefiro que os portistas nojentos morram todos. A começar pelo seu presidente da corrupção.
    Neves - SCP | 07.12.2011 | 17.19Hver comentário denunciado
  • O árbitro bem tentou ajudar o FC Porto, mas a equipa é tão má que os corruptos não conseguiram. Sem a escumalheira do FCP o futebol ficou mais saudável.
    Paredes ---- USA | 07.12.2011 | 17.15Hver comentário denunciado
  • Concordo com o doutor anonimo.os corruptos de lisboa so sabem simular penalties fantasmas e marcar golos dem foras de jogos
    Ana Lista | 07.12.2011 | 17.10Hver comentário denunciado
  • doutor anonimo mais conhecido no meio gay por agente imobiliario . vai trabalhar rapazola , é muito feio tentares meter-te em conversas de HOMENS . DA-ME O TEU NIB PARA COLOCAR 50 CENTIMOS PARA COMPRARES CHUPA CHUPAS
    enfermeira sempre pronta a seringar DOTORES | 07.12.2011 | 17.10Hver comentário denunciado
  • Não sou simpatizante do Porto (e nem do Benfica), mas lamento que o Porto tenha sido eliminado desta forma. Jogaram bem e foram superiores ao Zenit, só que realmente o azar chega a todos ... Por outro lado para alguns dos adeptos merdosos que têm é muito bem feito para não estarem sempre a cagar de alto, agora levaram com a merda na tola ... dói não dói ... temos pena!
    Birraz | 07.12.2011 | 17.09Hver comentário denunciado
  • O Porto não perdeu o apuramento neste jogo, mas nos anteriores, onde não jogou o suficiente para seguir para os oitavos. Acontece aos melhores. Temos o recorde de presenças na Liga dos Campeões. Agora vou aguardar pelas ratazanas, que facilmente vão ser excluídas por indecência e má figura. E aproveito para me divertir a ler estes comentários reprovados e não reprovados. São a expressão da mais fina eloquência e inteligência de que o país se pode orgulhar. De facto, o clube das ratazanas de esgoto tem um verdadeiro escol de seguidores indefectíveis. Admiro a mentira que são capazes de transportar, depois de anos e anos humilhados e ofendidos pelas vergonhas que têm feito nos palcos internacionais. Um clube sem expressão mínima, que ganhou dois títulos europeus combinados pelos ditadores Salazar e Franco. E diga-se, numa época em que havia 6,7 clubes verdadeiramente competitivos e profissionais a nível europeu. No plano interno, nos últimos 30 anos ganhou resquícios do regime anterior, e mesmo assim com vigarices de Algarves, Estoris, túneis, jogadores comprados, árbitros corrompidos, jornalistas acéfalos e chulos, favores do regime, etc,etc,etc. Mas, reafirmo, entusiasma-me a mentira destes adeptos, a sua confiança em ilusões, a crença velha de um mérito que apenas se alimenta do fanatismo e do ópio analgésico que adormece os medíocres para acreditarem que são grandes. Veja-se, a título de exemplo, essa vergonha do Jesus gritar para o Artur simular uma lesão no jogo contra os lagartos-calimeros. As ratazanas valem como objectos de estudo, ratos de laboratório, que nos elucidam até onde pode ir a estupidez humana, até onde descem os seres idiotas que bebem ódio e inveja das entranhas. Ratazanas de esgoto sublimando o desgoto da sua miséria, criando cenários fantasmagóricos que os alivie das dores de corno que sofrem há muito pela traição lógica e legítima de não valerem nada quando confrontados com o fogo demolidor do Dragão. O Porto é o insuportável que o benfica acolhe na sua natureza, aquela sombra impossível de todos os desgostos que só a alienação mental permite aguentar. Ratazanas por um psiquismo lamacento quie caracteriza os seres sem futuro, sem projecto, sem finalidade. Vivem não do que são, mas do que os persegue e atormenta, os sucessos e os insucessos do Porto. São anti-portistas, comentam o Porto, sabem tudo do Porto, nada mais interessa, nada mais existe. Veja-se o número de comentários sobre qualquer notícia sobre o Porto, sobreleva qualquer outra notícia. Só existe benfica, porque existe Porto, sem a existência do F.C. do Porto, o benfica evaporava-se nos ares sem qualquer razão de existir de per si.Ou seja, não é nada, é um sopro que se esvanece num momento. Está tudo dito!!!!!
    Doutor Anónimo | 07.12.2011 | 17.00Hver comentário denunciado
  • Alem de barrigudo e benfiquista és um CORNUDO porque a tua mulher anda a vender o corpo por 30 euros no monsanto e nem sabes !!!!
    Chulo de Monsanto | 07.12.2011 | 16.53Hver comentário denunciado
  • Qual a diferença entre Pinto da Costa e um porco? É simples, o Pinto da Costa tem as bochechas maiores que as orelhas.
    Sousa - Arcos de Valdevez | 07.12.2011 | 16.45Hver comentário denunciado
  • ... é verdade que o clube de merda, FCP, também tem comentadores de merda.
    anónimo | 07.12.2011 | 15.54Hver comentário denunciado
  • benfiquista barrigudo que bruto que tu es . eu preferia atar-lhes as pernas e maos em forma de cruz e untar-lhes o cu com mel e cobri-los com formigas africanas
    milena da mouraria | 07.12.2011 | 15.33Hver comentário denunciado
  • Mas aonde é que os corruptos pensavam que iam com uma equipa de merda, nem com corrupção, carago. Uma equipa de brancos e pretos de merda? Ainda mais com adeptos de merda. Podem denunciar e reprovar, mas a verdade não a podem apagar.
    Dimas - SCP | 07.12.2011 | 15.08Hver comentário denunciado
  • Foi um prazer ver os filhos daquelas senhoras que se portam mal, a serem lentamente eliminados. A Liga dos Campeões ficou mais limpa.
    iphode | 07.12.2011 | 15.01Hver comentário denunciado
  • benfiquistas por favor ignorem e parem de insultar essa cambada de corruptos filhos da puta do porto . vá lá nao custa nada ignorar esses xulos filhos da puta de merda . tasss bem nós sabemos que nao passam de traficantes de droga de agressores de jornalistas QUE SILENCIO de xulos de putas etc etc vá lá vamos ser compreensivos com esses velhacos filhos de putas e porcos sem qualificaçao custa muito desejar-lhes um bom natal ? eu nao tenho problema algum em desejar-lhes uma boa viagem para a laponia com a grande puta que os pariu ! benfiquistas desculpem ter sido tao educado com essa merda pessonhenta do porto . que hei-de fazer ? sou um bom coraçao sempre com um saco de cianeto pronto a extreminar esses microbios da INBICTA CARAGO
    sou benfiquista barrigudo e bom chefe de familia | 07.12.2011 | 14.14Hver comentário denunciado
  • O Agente Imobiliário ficou tããããããããããooooooooo azedo que só cá vem dizer que o Benfica foi eliminado com 'duas bombas' pelo Marítimo. Têm muita sorte de ainda ir à Liga Europa. Incha porco!!
    Antonio | 07.12.2011 | 13.07Hver comentário denunciado
  • benfiquistas vão todos para a pu ta que vos pariu
    anónimo | 07.12.2011 | 13.04Hver comentário denunciado
  • Só tenho uma palavra a dizer... HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
    Sam | 07.12.2011 | 10.10H
  • 07.12.2011 | 09.35Hcomentário reprovado
  • 07.12.2011 | 08.29Hcomentário reprovado
  • longe de querer defender o Porto apenas me resta lamentar que uma equipa como o Zenit se tenha apurado especialmente com o jogo que fizeram hoje! Isto para nao falar do APOEL... mas era uma grupo de morte a malta percebe!!! Também faltou mais eficácia na corrupção. lol
    Vítor - Kyoto | 07.12.2011 | 03.59H
  • 07.12.2011 | 02.58Hcomentário reprovado
  • 07.12.2011 | 02.04Hcomentário reprovado
  • FC Porto – Zenit foi melhor jogo da época para Hulk AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
    anónimo | 07.12.2011 | 01.47H
  • «Há clubes que fazem tudo para vencer, para se autoproclamarem vencedores, e que transgridem as regras de forma obscena. Uma das coisas mais surpreendentes de tudo isto é a repetição nos nomes das equipas. São quase sempre as mesmas: Juventus, FC Porto...» (mesmo se não pagam aos jogadores) - Santiago Segurola, director-adjunto do jornal A Marca
    Duarte - Palmela | 07.12.2011 | 01.36Hver comentário denunciado
  • CONTRATEN-NO Danny tem um nível de nojo ao fóculporto que me deixa enternecido. Nem eu me consigo comparar ao luso-venezuelo-madeiro-qualquer-coisa. Os adeptos do Porto, ao que parece, também não morrem de amores por ele, tanto que lhe dedicaram cânticos insultuosos que preencheram aqueles tempos mortos no Dragão até que um idiota se lembra de cantar "fdp SLB". Foi bonito. Eu já simpatizava com o Danny (apesar de falar num dialecto muito próprio) mas depois disto fiquei a adorá-lo. Quero-o no Benfica. É possível? P.S.: Sem dinheirinho fresco da Champions, os jogadores das modalidades do Porto vão morrer à fome. Não se comecem a oferecer ao Benfica, não...
    Bobby Fischer | 07.12.2011 | 01.29Hver comentário denunciado
  • Parabéns pela qualificação, Danny! Gostaria de SLB vs Zenit a seguir! E PLURIBUS UNUM SLB
    slb | 07.12.2011 | 01.24H
  • Ah pois é! Os jogos da Liga Europa até chão mais varatos para o cluve da corrupchão. Bai ser uma queston de sobrebibência. Na época passada o FCP pagou os seus jogos da Liga e os do Braga. Agora estão falidos.
    Master | 07.12.2011 | 01.22Hver comentário denunciado
  • O FC Porto tem problemas de dinheiros e não paga a alguns jogadores, como poderia comprar os jogos da Champions? Quando os jogadores marcam golos pelos corruptos do FC Porto e estes festejam a dizer que precisam que lhes paguem para comerem, o que se poderia esperar do resultado de hoje?
    Francisco | 07.12.2011 | 01.19Hver comentário denunciado
  • 07.12.2011 | 01.14Hcomentário reprovado
  • 07.12.2011 | 01.11Hcomentário reprovado
  • 07.12.2011 | 01.05Hcomentário reprovado
  • 07.12.2011 | 00.50Hcomentário reprovado
  • 07.12.2011 | 00.27Hcomentário reprovado
  • O Benfica foi sexta-feira afastado da Taça de Portugal de futebol, ao perder por 2-1 com duas autênticas "bombas" de Roberto e Sami (na foto) pelo Marítimo, em encontro dos oitavos de final, disputado no Estádio dos Barreiros, no Funchal.
    agente imobiliario | 07.12.2011 | 00.25Hver comentário denunciado
  • Benfica eliminado 'à bomba' pelo Marítimo. Este é o titulo que esta neste jornal.
    agente imobiliario | 07.12.2011 | 00.24Hver comentário denunciado
  • 07.12.2011 | 00.22Hcomentário reprovado
  • 07.12.2011 | 00.21Hcomentário reprovado
  • 07.12.2011 | 00.20Hcomentário reprovado
  • LLLLLLLLLLLLOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLLLLL
    destake | 07.12.2011 | 00.14H
  • 07.12.2011 | 00.11Hcomentário reprovado
  • 07.12.2011 | 00.06Hcomentário reprovado
  • 06.12.2011 | 23.18Hcomentário reprovado
  • 06.12.2011 | 22.49Hcomentário reprovado
  • 06.12.2011 | 22.45Hcomentário reprovado
  • 06.12.2011 | 22.43Hcomentário reprovado
  • 06.12.2011 | 22.18Hcomentário reprovado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE