Açores

Governo regional dá tolerância de ponto na tarde de 23 de Dezembro

08 | 12 | 2011   16.15H

O Governo regional dos Açores decidiu conceder tolerância de ponto, na tarde do dia 23, sexta-feira, para os funcionários públicos regionais dos Açores, foi hoje anunciado.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Segundo o gabinete de comunicação do executivo açoriano, “por despacho do Presidente do Governo, Carlos César, será concedida tolerância de ponto, no período da tarde, de sexta-feira, dia 23 de dezembro deste ano, aos trabalhadores da administração pública regional dos Açores”.

“A decisão do Presidente do Governo Regional tem em consideração a tradição das festividades de Natal ocorridas na Região”, justifica.

6 comentários

  • pensava que este era um espaço destinado a comentários de pessoas que pensam com a cabeça e não como o "postal de Londres que só parece ter cabeça de ...dedos! Assim respondendo por partes ao comentário: 1- "Afinal nem tudo está tão mau para alguns funcionários públicos" Também não está mau para alguns privados. Era bom pensar nos muitos FP que ficam a trabalhar no sábado e no domingo. De noite e de dia . Veja o exemplo de médicos, enfermeiros, auxiliares, policias, seguranças etc. Fazem uma coisa que se calhar você nunca fez . Trabalhar fins de semana dia e noite e sem opção! Os privados terão de - trabalhar até horas de ceia! Pois os privados e os outros. Que pena ver um portugues fazer distinç~oes entre portugueses . Como estes é que o governo quer! Parece um jogo benfica /porto. Olhe a realidade do seu país e deixe de ser um fala barato! 3- Resta saber de quem são os impostos que suportarão esta gentileza do Governo dos Açores. Serão os Açores como região Autónoma! . É certo que recebem o seu orçamento do continente. E nós quando podemos votar para sermos todos regiões autonomas há alguns anos ? porque votamos contra? Se calhar estariamos melhor agora. 4- "Quando há crise, deveria ser para todos" Pois devia ! Mas os funcionários publicos não percebem porque só cai neles! veja o exemplo dos subsidios que lhes vão tirar para o 2 proximos anos. A juntar ao corte dos salários deste ano! E nada podem fazer! O patrão tira-lhes diretamente do ordenado. Já os "privados" podem fugir de muitas maneiras aos impostos!não concorda senhor privado! será que os seus impostos são todos pagos? olhe OS MEUS SÃO E ESTÃO! MARIA DE FÁRIMA. Uma dos muitos funcionários publicos que pagam e não bufam. Mesmo que quisessem não o podem fazer
    Maria fatima | 09.12.2011 | 12.28Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Primeiro: É uma Região Autónoma Segundo: Os Açores não é a Madeira Terceiro: Reflitam
    Soares | 09.12.2011 | 01.33Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • E o circo continua. Só que no caso os palhaços somos nós, os contribuintes continentais. Mudem as leis s.f.f., retirem poderes a esses senhores que pensam que são os reis das suas terrinhas. Se o querem ser que sejam independentes, não venham sempre ás esmolas para depois ir comer caviar e beber champanhe francês. Realmente ainda não percebi estas diferenças de governação se, supostamente, o país é um só. Se cada região faz o que quer então que o permitam aqui, do Minho ao Algarve. Só tem uma explicação, votos, mais nada.Palhaçada pura.
    pedro lindo | 08.12.2011 | 21.32Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Este país é o máximo. Portugueses de primeira e portugas de segunda. De facto no contenénte como diz o porco do jardim, há que trabalhar por causa da crise, mas parece que nas ilhas tudo vai bem com o dinheiro que mandamos para aqueles sansegussas...
    anticristo | 08.12.2011 | 21.08Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Afinal nem tudo está tão mau para alguns funcionários públicos. Os privados terão de trabalhar até horas de ceia! Resta saber de quem são os impostos que suportarão esta gentileza do Governo dos Açores. Quando há crise, deveria ser para todos.
    Postal de Londres | 08.12.2011 | 20.59Hver comentário denunciado
  • É natal . . . ! É natal . . . ! Vinde sem demora . . . ! Ver as "malguinhas" . . . ! Do continente . . . ! A saborear a "caldeirada" . . . ! Da consoada "democrática" . . . ! ! !
    alexandre barreira | 08.12.2011 | 17.40Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE