PUBLICIDADE
China

Presidente do Banco Mundial interrompido por contestatário chinês

28 | 02 | 2012   05.58H

Um contestatário chinês das políticas do Banco Mundial interrompeu hoje uma conferência de imprensa do presidente Robert Zoellick em Pequim, evidenciando a polémica causada pelas últimas recomendações da instituição sobre o "aprofundamento das reformas económicas" na China.

"O relatorio do banco não trará qualquer benefício à economia e ao povo da China. Não temos nenhuma razão para aceitar o seu veneno", disse o contestatário, que se identificou como "um académico independente" e pediu desculpa por interromper o presidente do Banco Mundial, relatou a agência Associated Press.

"Depois de arruinarem a China, arruinarão o resto mundo", acrescentou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • E o homem tem toda a razão, que veremos, no futuro. Os espertalhões que dirigem as políticas e o capital, apostaram que só eles, futuramente, poderão comer. Os outros tem de morrer à fome. CAMBADA! fbarata
    fernandes barata | 28.02.2012 | 19.00Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE