PUBLICIDADE
Indonésia

Cinco membros do movimento independentista Papua Livre condenados a três anos de prisão

16 | 03 | 2012   06.58H

Cinco membros do movimento independentista Papua Livre foram hoje condenados a três anos de prisão por terem erigido uma bandeira e declarado a independência daquela região.

Os cinco independentistas foram condenados por um tribunal de Jayapura, capital da província de Papua, pelo crime de traição, punível com prisão perpétua.

Os ativistas participaram a 19 de outubro do ano passado num comício pró-independência pacífico, que reuniu cinco mil pessoas e durante o qual o "presidente" auto-proclamado da Papua, Forkorus Yaboisembut, leu a declaração de independência da região de 1961, antes de ser anexada à Indonésia (em 1969), e erigiu a bandeira separatista.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE