Titanic

O sonho transatlântico que meteu água

09 | 04 | 2012   19.15H

A 15 de Abril assinala-se o 100.º aniversário do naufrágio do Titanic. O maior e mais luxuoso navio de sempre não resistiu à viagem inaugural. Há um século o sonho transatlântico foi por água abaixo arrastando mais de 1500 vidas. Hoje, o glamour associado ao “dolce fare niente” a bordo de um navio de luxo continua chamativo. O negócio prolifera não obstante as tragédias pontuais. Todos a bordo? Embarquemos nesta viagem.

Vera Valadas Ferreira | vferreira@destak.pt

Que o Titanic fosse o maior e o mais impressionante navio de sempre era o sonho de Bruce Ismay, presidente da empresa de construção naval White Star Line. Na era dourada dos grandes transatlânticos, nenhum esforço humano ou financeiro deveria ser poupado para bater a firma rival, a Cunrad Line.

O resultado foi o maior e mais luxuoso navio a cruzar os mares, com acomodações com três níveis de conforto, capacidade para 3547 pessoas (2687 passageiros e 860 tripulantes), 269 metros de comprimento e 28 metros largura. O RMS Titanic – e o seu quase-gémeo Olympic, que resistiria 24 anos, ganhando a alcunha de “o velho fiável” – foi dos primeiros navios equipados com piscina e banho turco, num design assinado por Thomas Andrews. Num estaleiro em Belfast, da empresa Harland and Wolff, foram precisos dois anos e 3 mil operários para que os esboços no papel ganhassem tridimensionalidade.

Mas na noite de 14 de Abril de 1912 o sonho virava pesadelo, quando o impensável aconteceu: na viagem inaugural, entre Southampton, Inglaterra e Nova Iorque, EUA, o Titanic chocou com um icebergue no Oceano Atlântico e afundou-se duas horas e quarenta minutos depois, já a 15 de Abril, não obstante a avançada tecnologia aplicada na sua construção. Levava 2240 pessoas a bordo, algumas seduzidas pelas brochuras ilustradas promovendo os luxusos alojamentos, numa técnica hoje muito usada. Na tragédia morreram 1523.

Mau presságio

Para os mais supersticiosos, a acidentada partida de Southampton, a 10 de Abril – quando quase embateu no New York, atracado ali perto – poderia ter sido um mau agouro suficiente quanto à tragédia que em 1997 inspiraria um dos mais oscarizados filmes de Hollywood, pela mão de James Cameron.

Ainda por cima, o navio não fora baptizado numa cerimónia de inauguração, o comandante Smith já tinha tido um acidente grave com outra embarcação e uma fotografia caiu ao chão na casa de um funcionário da White Star, evento considerado mau presságio entre marinheiros e familiares...

Antes de se dirigir para o Atlântico, o Titanic ainda fez escala em Cherbourg (França) e Queenstown (actual Cobh, na Irlanda). Na noite de 14 de Abril, quase 10 horas depois do operador de rádio ter ouvido o primeiro aviso de gelo, o vigia do navio viu o icebergue a partir o cesto da gávea. Os oficiais na ponte desviaram ligeiramente o navio, mas não foi o suficiente para evitar a colisão. Os passageiros tardaram em reagir, por considerarem que o navio não era inundável. A sobrevivente mais jovem foi Milvina, de 9 meses, que viveria até aos 97 anos.

Documentários fazem revelações inéditas

O National Geographic Channel preparou uma programação especial para assinalar os 100 anos do naufrágio do Titanic com a estreia, em primeira mão, de três impressionantes documentários: James Cameron: O Regresso ao Titanic (dia 11), Salvar o Titanic (dia 12), de Bob Ballard, e Titanic: Caso Encerrado (dia 13), de Tim Maltin. Além destas estreias, no dia 15 de Abril, data que marca os 100 anos desta tragédia, o NGC volta a emitir estes documentários numa maratona especial a partir das 22h30. Amanhã, é a vez da RTP2 exibir Inside The Titanic, um documentário que retrata as pessoas a bordo.

Mais de 16 milhões deixaram-se seduzir

O naufrágio do transatlântico Costa Concordia em Janeiro deste ano terá abalado os entusiastas dos cruzeiros, um sector no qual acidentes fatais são bastante raros mas, quando os há, por regra ceifam largas dezenas de vidas e fazem parangonas nos jornais.

Mas, segundo a Associação Internacional de Cruzeiros, organização que reúne 26 empresas – incluindo a Costa Cruzeiros, proprietária do já referido Costa Concordia –, em 2011, mais de 16 milhões de pessoas viajaram com as empresas a ela filiadas. E em 2012 os números não deverão ficar aquém desta cifra, uma vez que para uma grande faixa de público, a ideia de uma semana a bordo de um navio, com estadia, custos de alimentação e de diversão incluídos, passou a constituir uma alternativa de férias “em conta” e certamente repleta de emoção. 

Os transatlânticos cresceram em tamanho, mas também em variedade nos seus equipamentos. O Oasis of the Seas, por exemplo, tem capacidade para quase 8500 pessoas. Karaoke, piscinas, jogos de computador, casinos, espectáculos musicais, campos para desportos como voleibol ou basquetebol e discotecas são algumas das actividades disponíveis aos passageiros.

Tudo servido em pacotes que podem variar, entre 3 e 22 dias, com passagem por mais de 2 mil destinos, preços para várias carteiras e temáticas para várias sensibilidades. Efectuam-se  ao longo de todo o mundo, mas a região onde se realizam mais cruzeiros é a zona das Caraíbas, logo seguida do Mediterrâneo.

Nos anos que separam 1980 de 2010, cerca de 190 milhões de pessoas fizeram cruzeiros em todo o mundo, 67% das quais na última década. Números impressionantes se tivermos em conta que no início dos anos 70, apenas 500 mil pessoas era adepta deste tipo de viagem de lazer. 

Por cá o número de passageiros só terá tendência a aumentar pois que os Açores, Lisboa, Leixões, Portimão e Funchal são pontos de entrada e saída de passageiros, o que também é positivo para outros sectores turísticos que não a indústria dos cruzeiros. Em Março, estes portos estiveram presentes no Cruise Shipping em Miami, feira que todos os anos se realiza naquela cidade norte-americana e é considerada o principal evento anual do sector.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
O sonho transatlântico que meteu água | © DR

2 comentários

  • Why Not Try HERE cheap louis vuitton shoes china http://www.centermedical.pl/log/?cheap-louis-vuitt on-shoes-china
    cheap louis vuitton shoes china | 12.12.2014 | 12.50Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • COMENTÁRIO: 21-08-2014------------------ O MEU DESEJO É QUE O SENHOR ESPÍRITO SATÂNICO, TENHA A MESMA SORTE QUE OS DEPOSITANTES TIVERAM COM ELE E QUE SEJA TÃO TRAÍDO COMO ELE TRAIU OS CLIENTES QUE O ALIMENTARAM QUANDO ELE PRECISOU. ESTE SÓ PODE SER VELHACO E MUITO HIPÓCRITA. ESCARRA NO PRATO ONDE COMEU E GUARDA OS MILHÕES QUE “DESVIOU” PARA GOZAR O RESTO DOS SEUS DIAS EM GRANDE! -------------------------------------------------- ----------------------- A JUSTIÇA NÃO AGARRA ESTES TUBARÕES QUE PAGAM CAUÇÕES PARA A LIBERDADE COM OS GANHOS DAS SUAS FRAUDES!
    RIC | 21.08.2014 | 17.00Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE