Aveiro

Plano de insolvência da Empresa de Trabalho Portuário prevê saída de dez estivadores

31 | 05 | 2012   12.32H

A proposta do plano de insolvência da Empresa de Trabalho Portuário (ETP) de Aveiro, que será votado na próxima assembleia de credores, em data a agendar, prevê a revogação por mútuo acordo do contrato de trabalho com dez estivadores.

No documento, datado de 14 de maio, Paula Mattamouros Resende, administradora de insolvência da ETP de Aveiro, refere que a viabilização da atividade da empresa assenta fundamentalmente numa redução de forma "muito significativa e substancial" de todos os custos fixos, nomeadamente salários e rendas.

A administradora de insolvência nomeada na última assembleia de credores considera "desajustado" o quadro de pessoal da empresa, que conta atualmente com 60 trabalhadores.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE