Espanha

Formato, condições e valor são as grandes incógnitas do eventual resgate

09 | 06 | 2012   11.18H

O resgate que a Espanha poderá pedir já esta tarde está ainda envolto em incertezas, que começam no formato e no valor, e incluem as condições que esse apoio terá, tanto para a banca como para o Executivo.

Na mesa estão, há vários dias, valores diferentes sobre a dimensão que a ajuda possa vir a ter - oscilando entre os 40 mil milhões de euros (FMI) e os 80 mil milhões (Fitch) - e sobre como os fundos poderiam chegar à banca, mas a maior dúvida é mesmo sobre como o dinheiro chegará a Espanha e em que condições.

Formalmente, o capital do 'resgate suave' - como é definido pela imprensa espanhola para o distanciar dos aplicados a Portugal, Irlanda e Grécia com imposições da 'troika' - seria canalizado através do Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE