PUBLICIDADE
Casa Pia

Carlos Cruz queixa-se ao Tribunal dos Direitos do Homem por violações cometidas no processo

04 | 09 | 2012   06.41H

Carlos Cruz, condenado no julgamento Casa Pia, apresentou queixa contra o Estado português no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, pela forma como foi conduzido o seu processo judicial, nomeadamente por ter estado preso sem conhecer a acusação.

A queixa, a que a agência Lusa hoje teve acesso, alega terem sido cometidas violações à Convenção dos Direitos Humanos, já que o ex-apresentador de televisão considera que foi "preso sem saber porquê", sem "direito à presunção de inocência" e sem conhecer sequer a identidade dos queixosos.

O documento, enviado em agosto para o Tribunal Europeu, argumenta ainda que Carlos Cruz não teve "direito a ser julgado num prazo razoável", e durante a sua prisão preventiva viu negado "acesso aos elementos concretos do processo" que basearam a determinação da medida de coação, "com o fundamento de que o processo estaria em segredo de Justiça".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Foto: Lusa
Carlos Cruz queixa-se ao Tribunal dos Direitos do Homem por violações cometidas no processo | © Lusa

3 comentários

  • Então as crianças não têm direitos? Se foi condenado é por ter feito alguma coisa. Ainda se podia considerar apenas suspeito antes da sentença. Agora pague pelo que fez. Não são só os pequenos que vão para a cadeia.
    João | 04.09.2012 | 16.09Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Esse animal não tem vergonha. Já devia estar há muito tempo em Trabalhos Forçados,e nós cidadãos já gastamos muito dinheiro com ele (justiça).Só com aquele trabalho nos poderia recompensar a nós Portugueses, e ás suas vítimas.Sem justiça não se respeita.
    anónimo | 04.09.2012 | 13.42Hver comentário denunciado
  • Pelo que conheço do Carlos sempre o achei inocente Acredito que tenha sido vitima de forças que infelizmente continuam a destruir Portugal´ cente.
    mandrade | 04.09.2012 | 10.49Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE