PUBLICIDADE
Sismo/China

Mais de 2.000 réplicas em dois dias

22 | 04 | 2013   06.21H

Mais de duas mil réplicas, quatro das quais com magnitude acima dos cinco graus, abalaram o sudoeste da China desde o sismo de sábado passado, que matou pelo menos 186 pessoas, disse hoje a agência sismológica chinesa.

Numa das povoações mais atingidas, Baoxing, mais de 60% das casas (cerca de 26.000) foram destruídas e 24 reservatórios ficaram danificados.

Baoxing e Lushan, epicentro do sismo de sábado, pertencem ao município de YaAn, situado a cerca de 120 quilómetros de Chengdu, a capital da província de Sichuan.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE