PUBLICIDADE
Apresentação

Abarth chegou à cidade

18 | 11 | 2008   12.27H

 A marca que tem mais de 30 anos nas "mãos" da Fiat, tem uma longa e profícua tradição em alterar os carros herdados da marca "mãe", transformando-os em autênticos devoradores de estrada.

O Destak assistiu à apresentação do 500 Abarth (o Fiat 500 alterado) e do Grande Punto Abarth - ambos já disponíveis em Portugal -, que decorreu precisamente no tipo de terreno onde o Abarth se sente bem: a pista (Autódromo do Estoril).

A experiência incluiu ainda uma zona de testes com obstáculos, o slalom, e zonas com água e óleo, que permitiram verificar como o Abarth 500 se comporta sem as "ajudas" electrónicas ligadas.

O resultado é uma experiência de condução divertida e segura, já que a estabilidade e a aderência se revelam acima da média.

As alterações de um veículo Abarth (ambos têm um motor turbo de 1.4 litros) passam pelos pneus, suspensão e travões e, por fim, também pela estética. Não há presença para qualquer logótipo da Fiat, já que se trata de um Abarth. Aliás, o mítico escorpião, símbolo da marca, está por todo o lado, do interior ao exterior.

Apesar de só ter 135 cv (a versão com 160 chega no início do ano), o Abarth 500 já permite tirar partido de uma pista como a do Estoril, mantendo a estabilidade em curva, aliada a uma diversão na condução muito acima da média no que diz respeito aos pequenos desportivos. Chega ainda aos 100 km/h em menos de oito segundos e atinge os 205 km/h - o Grande Punto tem 155 cv, mas perde por ser maior.

A marca, que pretende adrenalina com segurança, aposta agora em reforçar a sua presença na Europa e tem firmados dois representantes em Portugal: em Faro (MSCAR) e Lisboa (Italian Motor Village). O preço do 500 é de 23 500 euros e o do Grande Punto de 22 mil.

Em Janeiro chega o kit Essesse, que virá preparado com maior cavalagem e equipamento mais evoluído por 2500 euros. Mais informação em: abarth.com.pt.

João Tomé | jtome@destak.pt

2 comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE