PUBLICIDADE
Actualidade

Austrália abre investigação a homicídio após descoberta de restos mortais quase 50 anos depois

27 | 05 | 2013   06.43H

A polícia australiana anunciou hoje que abriu uma investigação sobre um homicídio, após ter identificado os restos mortais de uma mulher dada como desaparecida há quase 50 anos.

Os restos mortais foram encontrados numa propriedade remota em Gooloogong, no estado australiano de Nova Gales do Sul, em maio de 2009.

Testes confirmaram em abril deste ano que os restos mortais pertencem a Judith Bartlett, vista pela última vez a 145 quilómetros de distância, em Bathurst, em 1964.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE