PUBLICIDADE
Actualidade

Nova Zelândia volta a adiar análise da extradição de Kim Dotcom

10 | 06 | 2013   05.32H

A análise do pedido de extradição para os Estados Unidos de Kim Dotcom, o dono do portal Megaupload por alegada pirataria foi adiada, pelo menos, até novembro, anunciaram hoje as autoridades judiciais da Nova Zelândia.

O pedido de extradição, feito após a prisão de Dotcom em Auckland em janeiro de 2012 tem sido repetidamente adiado devido a disputas legais relacionadas com as provas.

Uma porta-voz do Tribunal de Auckland, revelou que a análise do pedido não seria feita em agosto como estava previsto e que foi adiada para 21 de novembro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE