PUBLICIDADE
Actualidade

Tenista sérvio Djokovic opõe-se a intervenção militar contra a Síria

02 | 09 | 2013   06.01H

O tenista número um do mundo, Novak Djokovic, manifestou-se no domingo contra os planos dos Estados Unidos de levarem a cabo uma intervenção militar contra a Síria.

Djokovic, de 26 anos, disse lembrar os ataques aéreos da NATO contra a capital sérvia de Belgrado em 1999 contra o regime de Slobodan Milosevic ao defender que qualquer ataque contra a Síria será contraprodutivo.

"Sou totalmente contra qualquer tipo de arma, de ataque aéreo, de ataque com mísseis. Sou totalmente contra qualquer coisa que seja destrutiva, porque tive essa experiência e sei que isso não traz nada de bom a ninguém", observou, citado pela agência AFP.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE