Documentos encontrados

Nova pista para o caso Maddie

18 | 12 | 2008   10.38H

É numa ribeira no Algarve, mas já perto de Espanha, que reside mais uma pista para o caso do desaparecimento de Madeleine McCann, há 19 meses, noticia hoje o 24 horas.

A antiga porta-voz do casal McCann, Justine McGuiness, deixou no apartamento que usou no Algarve vários documentos, incluindo fotografias, que apontam para um local preciso nas margens da ribeira do Vascão, perto de Almodôvar.

Segundo o jornal, a Polícia Judiciária encontrou esses documentos no dia em que o casal McCann voltou ao Reino Unido, após terem sido constituídos arguidos. No entanto, o 24 horas refere também que a PJ desvalorizou essa pista e que a porta-voz nunca foi interrogada.

Telefonemas suspeitos

Em ligação com esta revelação estão também vários telefonemas suspeitos que Kate McCann recebeu e fez para Inglaterra.

A mãe de Maddie negou que tivessem alguma relevância para o caso, mas os registos telefónicos mostram que o telemóvel de Kate foi utilizado nessa mesma localização remota, a ribeira do Vascão, em vários dias de Maio, Junho e Julho de 2007.

O 24 horas lembra ainda que Justine McGuiness sempre foi muito crítica de Kate McCann, até que os seus serviços foram dispensados, aquando do regresso dos McCann a Inglaterra. McGuiness terá sido entretanto alvo de vários tipos de pressões, para manter o silêncio.

Foto: DR
DR | © DR

9 comentários

  • Atenção que o artigo de Duarte Levy NÃO diz que o telefone usado para fazer as chamadas na zona do Vascão era o de Kate M., já o "SOL" também dá a notícia com este erro. Duarte L. diz que esse telemovel nunca foi identificado, apesar dos pedidos nesse sentido feitos às autoridades inglesas. Mais um exemplo da "excelente colaboração" destas com a P.J. UMA VERGONHA!
    God save Eddie and Keela | 19.12.2008 | 21.01Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Tudo o que se disser acerca desta criança é falar de cor e salteado...Nunca acreditaria que as várias policias que tomaram o caso não fossem capazes de o deslindar se não houvesse algo que nos ultrapassa. Aguardemos a ver se o tempo dá uma ajuda ou qualquer acoontecimento furtuito.
    Bruxo | 19.12.2008 | 00.48Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Este jornal de sarjeta nunca publica nada que seja verdade. No entanto, com tantos detalhes nestes documentos, custa a acreditar que a PJ não se tenha interessado. Pressões do PM Inglês...?
    postal de londres | 18.12.2008 | 19.23Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O SR.24 HORAS é LIDER de Informações em 1ª MÃO. Ai que vergonha... Seria bom que lêssemos tudo o que desde a primeira hora foi dito e escrito e ver as contradições. Com a chegada do Natal é preciso aquecer e por isso deitam-se axas para a fogueira. Respeitem a memória dessa pequenina .Onde quer que ela esteja não nos perdoará... Mas vocês não se importam, ´não É ? É preciso é vender. Será da CRISE ? ou outros males atormentam as vidas dos nossos comentadores ?
    Madalena | 18.12.2008 | 18.14Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Sempre me pareceu que a história é muito feia, medonha, execrável, humanamente terrível. No fundo de uma valeta, na vala de um ribeiro, no esgoto da humanidade vip, está um pequeno esqueleto que fala inglês.
    Mr. Mcdermott | 18.12.2008 | 17.29Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Mais Nobreza e mais Plebe que em Portugal não sei se pode existir...Agora até os pacóvios já se arvoram em nobres?...
    Bruxo | 18.12.2008 | 14.30Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A polícia inglesa tem dezenas de casos destes por resolver todos os anos - serão eles imcompetentes? Acho que não se pode concluir isso. Contudo, parece que no Reino Unido existe a nobreza e a plebe, uns têm uma determinada justiça, outros têm outra - sem dúvida.
    Mi9uel | 18.12.2008 | 12.48Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • no inicio acreditei nestes "pais" mas depois tudo me começou a parecer cinismo e manipulação. alguém com um minimo de capacidade acredita que a PJ constitui arguido uma pessoa sem um minimo de provas? não acredito. o problema neste e noutros casos sabemos qual é. se fosse uma miúda pobre alguma vez o 1ª ministro interferiria no assunto? este caso foi uma palhaçada e uma tentativa conseguida para desacreditar a nossa Policia. os ingleses podem fazer o teatro que quiserem mas se acham que não se pode provar a sua culpa também nunca conseguirão provar a sua inocência.
    ml | 18.12.2008 | 11.45Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Nunca deviam ter deixado esses dois labregos sair do local do crime, muito menos do país! que justiça tão fraca... aposto que eles assim levantaram voo até riram!!
    victoria | 18.12.2008 | 10.49Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE