Ensaio

Ao volante do novo 308 que traz a Peugeot para um novo patamar

08 | 01 | 2014   12.26H

Testámos o novo Peugeot 308. Um 'felino' que pode manter o nome do antecessor mas é uma renovação radical para a marca francesa no aspeto e não só...

João Tomé | jtome@destak.pt

O novo Peugeot 308 é isso mesmo, um modelo totalmente renovado que só partilha com o antecessor o nome e consegue ser um dos mais completos modelos disponíveis no mercado.

A concorrer com as referências VW Golf e Ford Focus e os rivais premium Audi A3 e Mercedes Classe A, o 308 mostrou-se no ensaio que fizemos um concorrente de respeito para os reis do segmento C.

Com uma ‘dieta’ de 140 kg, uma nova plataforma e uma estética totalmente renovada – a apostar na elegância francesa –, o 308 tem ainda um interior moderno, muito simples e sóbrio (poupa-nos ao excesso de botões de alguns modelos recente) onde se mantém o pequeno volante inaugurado no 208, que acaba por ser inclusive um aliciante à condução na cidade.

Com uma bela bagageira de 470 litros (bem maior do que a do Golf, que permite 380 litros de ocupação), o conforto é a nota dominante, tanto no interior como em estrada e o motor 1.6 e-HDI de 115 CV já nos dá uma ótima resposta, aliada a consumos onde é possível baixar dos 5l/100 km - a Peugeot anuncia consumos médios de 3,8 l/100 km.

Completo, moderno, fácil de conduzir e confortável, custa desde 20 mil euros e nesta versão diesel de 115 CV sobe para os 24 mil. Promete assim ser uma opção válida frente aos líderes de vendas.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Ao volante do novo 308 que traz a Peugeot para um novo patamar | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE