Especialistas

Metro revolucionará mobilidade e regeneração urbana em Coimbra

02 | 03 | 2014   09.44H

A implantação do metro ligeiro contribuirá para uma "alteração do paradigma da mobilidade" em Coimbra, além de constituir uma oportunidade para a regeneração urbana, defendem dois professores da Universidade de Coimbra (UC) à agência Lusa.

O Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM), que incluirá o metro na cidade e a ligação a Miranda do Corvo e Lousã, terá de "assumir um papel central no desenvolvimento de uma estrutura lógica e sustentada da mobilidade", afirma Ana Bastos, do Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Ciências e Tecnologia.

Também José António Bandeirinha, professor do Departamento de Arquitetura da UC, entende que o metro do Mondego "é um projeto estruturante" para Coimbra e a região.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE