PUBLICIDADE
Imigração

Mais difícil legalizar lusos no Brasil do que o contrário

06 | 07 | 2007   09.04H

«É tão difícil ou mais um português legalizar-se no Brasil do que o inverso, é um processo moroso e complicado», adianta ao Destak o presidente do Grupo Vila Galé.

Jorge Rebelo de Almeida acrescenta que nos empreendimentos turísticos que este grupo tem no Brasil só existem três funcionários portugueses e que um engenheiro chegou a estar «clandestino durante algum tempo, por não ter conseguido tratar dos papéis a tempo».

«A burocracia é uma herança portuguesa deixada no Brasil», que consegue ser mais complicada do que no nosso país, referiu o empresário, durante o debate do Clube de Empresários de Brasil, que teve lugar ontem, em Lisboa, com o patrocínio do Destak.

150 mil imigrantes em Portugal
Um dia depois da cimeira UE-Brasil, que se realizou quarta-feira, e num momento em que tanto se fala do fenómeno da imigração, a Associação Solidariedade Imigrante alertou ontem para o facto de existirem 150 mil imigrantes em situação irregular no País.

Aquela organização defendeu que Portugal não pode ignorar esta problemática e que o receio de que a abertura de um novo processo de legalização possa atrair mais ilegais é «uma falsa questão».

Cimeira foi muito oportuna
«Portugal e Brasil têm um namoro muito antigo em que os noivos se encontram pouco» e esta cimeira, além de ser muito oportuna, estimula a criação de parcerias, por exemplo, na área do turismo, adianta o presidente do Grupo Vila Galé.

Segundo Jorge Rebelo de Almeida, também nos negócios o Brasil prima pela falta de incentivos, além do «sistema fiscal ser muito pesado», o que exige grande esforço dos empresários portugueses. Ao nível laboral, é fácil despedir pessoas, mas «99,9% dos casos vão parar ao Tribunal do Trabalho», o que representa «um custo muito penoso».

Patrícia Susano Ferreira | pferreira@destak.pt

2 comentários

  • por o que não será um acaso,até nem concordo com esta afirmação. Pelo menos em 1975.Concordo que é muito tempo.mas será que tudo mudou tão radicalmente ? Tenho dúvidas.Até um curso superior me reconheceram com relativa facilidade. Já do contrário não dizer exactamente o mesmo.Para minha mágoa.....
    josé v c | 16.11.2009 | 20.44Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Associação Solidariedade Imigrante - Marotos, estão a mentir! As amnistias simplesmente funcionam como um iman a futuras amnistias. Veja-se a História: com o passar dos anos nota-se que os amnistiados são sempre em maior número...
    Luis Fernandes | 11.09.2007 | 11.51H
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE