Fátima

Peregrinos preferem os artigos baratos nas lojas em redor do Santuário

12 | 05 | 2014   14.07H

Os peregrinos que por estes dias demandam a Fátima fazem poucas compras nos estabelecimentos em redor do santuário da Cova da Iria e quando o fazem escolhem os artigos mais baratos.

"O negócio está fraco. Só compram coisas baratas, simbólicas. Em vez de 10 euros, levam o que custa um ou dois", disse à agência Lusa António Vieira Reis, conhecido como António "39", referência ao número da loja que ocupa, uma das 44 localizadas na praceta de São José.

Ao lado, Florinda Reis alega que os clientes optam por "miudezas, pequenas recordações ou um terço para o carro", ignorando artigos mais caros.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:

3 comentários

  • Já agora, aproveitem . . . ! E façam uma "romaria" . . . ! A Stª. Comba Dão . . . ! Com a "malguinha" . . . ! Bem "asseada" . . . ! E a "velinha" . . . ! Bem "alumiada" . . . ! ! !
    alexandre barreira | 12.05.2014 | 17.12Hver comentário denunciado
  • Deus meu, que saudades, do copo e vela a 10 tostões. Nesse tempo, o Zé era mais manso, e tinhamos muito mais lucro!!!!!!!!!!!!
    Alberto Sousa | 12.05.2014 | 15.53Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • E já fazem demais, para quem vai ao engano. Mesmo depois da senhora aparecida, galesa esposa de um topógrafo que por ali trabalhava, ter explicado com toda a racionalidade o acontecimento, o povo prefere a mentira. Grande Passos, a quem sais tu!
    Kárlitos | 12.05.2014 | 14.35Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE