Comentário

Eduardo Sá critica falta de defesa de Esmeralda

14 | 01 | 2009   18.18H

Foi notícia o destino que o Tribunal de Torres Novas reservou para a pequena Esmeralda. Mais uma vez, a
maior parte dos órgãos de comunicação social repartiram-se entre aqueles que seriam a favor do pai biológico e aqueles que estariam a favor dos pais afectivos.


PRIMEIRO LUGAR, não será séria uma tal fractura. Reconheço que é útil a quem interpreta estas decisões
com populismo: ora dividindo os protagonistas entre os pobres e os remediados, entre leituras de esquerda e de direita, ou entre aqueles que são amigos dos juízes e os que estarão contra eles. Acima de tudo, a divisão deve colocar-se entre aqueles que são a favor da Esmeralda e aqueles que estão contra ela. E, com imenso pesar, reconheço que o Tribunal de Torres Novas estará com estes últimos.

SEGUNDO LUGAR, não vivendo os pais de Esmeralda em clandestinidade o tempo todo, o Estado foi negligente na forma como não protegeu uma criança dum presumível rapto, como ressalta de algumas sentenças. Imputar culpas sem se responsabilizar por alguns dos seus actos não parece um bom exemplo de um Estado de Direito.

TERCEIRO LUGAR, se o pai biológico e o pai afectivo têm, com legitimidade, direitos sobre a parentalidade desta criança, ou se concertam, com a mediação do Tribunal, ou (não querendo ou não sendo capazes de o fazer) devia ponderar-se sobre as suas competências para serem pais. Ainda assim, branquear todos os anos e todas as relações de uma criança, é desumano, imprudente e pouco sábio.

QUARTO LUGAR, um Tribunal tem de ser um exemplo de verticalidade. Ora, exigir que uma criança vá para férias e, deixando no ar o desconforto de alguma desonestidade de processos, depois de ela lá estar, dizer que já não volta não parece ser um procedimento exemplar.

QUINTO LUGAR, a forma como, primeiro, desqualifica as recomendações da Pedopsiquiatria de Coimbra (preferindo a de Santarém) e, de seguida, prefere outras opiniões em desfavor desta, porque ambas não recomendam a entrega da pequena Esmeralda ao pai biológico, deixa no ar o desconforto que se tem diante de um processo de intenções (o que lançaria um índice de suspeição sobre o Tribunal). Ora, um Tribunal não é, em circunstância alguma, uma entidade reguladora da saúde mental e, pelo respeito que nos merece, não pode expor-se a tais dúvidas.

SEXTO LUGAR, confiar uma criança ao seu pai biológico e recomendar, por sentença, que mantenha os laços com os pais afectivos é bizarro. Porque supõe reconhecer que, sem que se limite o poder paternal, a vontade do pai biológico – em relação à forma como representa os interesses da Esmeralda – não é, totalmente, aceite pelo Tribunal devendo, por isso, submeter-se, nalguns aspectos, ao seu poder superior. O que nunca aceitaríamos em relação a qualquer dos nossos filhos e pode representar uma colectivização absurda da parentalidade da Esmeralda (o que, pelo respeito que todos os agentes da justiça têm de merecer, nunca devia acontecer).


FINALMENTE, imaginar que quem interpela a justiça está contra ela é batoteiro. O 25 de Abril foi há 30 anos e os agentes da justiça não perdem se reconheceremos cidadãos como um conjunto de provedores (sem que isso signifique que eles sejam milícias justiceiras). Interpelar a justiça significa respeitá-la, olhando-a olhos nos olhos. É
por isso que quem está em causa não é um pai biológico ou um casal adoptante. O que está em causa é a necessidade de nunca submetermos (seja em nome da lei ou seja pelo que for) qualquer criança aos maus tratos que jamais aceitaríamos para os nossos filhos.

303 comentários

  • Four unilateral DDH individuals had been treated for leg-length equalization using heel Lifts http://gcjcmission.com/index.php?mid=board8&docume nt_srl=18488&sort_index=regdate&order_type=desc http://wiki.district-742.com/Grow_Taller_Naturally _During_Puberty http://www.world-door.jp/wbbs/?document_srl=15599
    invetuerruh | 21.10.2013 | 04.23Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • I finally worked up the courage to purchase some shoe Lifts and hurried to the nearby shops to purchase some http://himworld.net/test/test/index.php/Grow_Talle r_Naturally_After_21 http://ajrent.kr/xe/?document_srl=123503 http://www.onetech21.co.kr/?document_srl=19085
    nilfeflayeque | 21.10.2013 | 03.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Shoe or heel Lifts can safely add height when used with common sense, wearers ought to understand that their center of gravity will change and even walking below normal circumstances will take some obtaining utilized to http://i-laboom.com/xe/?document_srl=108805 http://worldipages.com/blogs/2546/6398/grow-taller -supplements-kids http://www.tjockband.se/wiki/index.php?title=Human _Growth_Hormone_For_Children
    invetuerruh | 20.10.2013 | 07.45Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • shoe lifts insoles are accessible in two distinct choices, the full insole shoe lift or the obviously adjustable gel style http://www.penvas.net//index.php?do=/blog/19269/lo w-cost-height-increasing-shoe-inserts/ http://www.gokids.net/he/node/82193 http://www.greenenergysystems.co.kr/ges_eng/xe/?do cument_srl=166352
    nilfeflayeque | 20.10.2013 | 05.27Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • shoe lifts insoles may also be utilized to right a leg length discrepancy, which can undermine stability and jeopardize balance http://www.cocktailwa.com/xe/?document_srl=7020 http://mark-studio.co.kr/xe/?document_srl=26398 http://truth.yust.edu/yeun/?document_srl=1727451&m id=gallery01
    invetuerruh | 19.10.2013 | 09.30Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • I assume, that the people that mock wearers of shoe lifts, have combed their hair or shined their shoes perhaps even ironed their clothes at least as soon as during their lives, I may be incorrect but I seriously doubt it http://nasara.co.kr/zbxe/board/109524 http://www.jondhalepolyechnic.org/Insoles_To_Incre ase_Height_Reviews http://www.artenter.co.kr/xe/?document_srl=4440
    nilfeflayeque | 19.10.2013 | 08.38Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Shoe or heel Lifts can safely add height when utilized with typical sense, wearers should realize that their center of gravity will alter and even walking below normal circumstances will take some getting used to http://asaya.hosting.paran.com/xe/56770 http://ajrent.kr/xe/?document_srl=124630 http://wiki.intracomsystems.com/index.php/Low_Cost _Shoe_Inserts_Height
    invetuerruh | 16.10.2013 | 12.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • For leg length discrepancy shoe or shoe lifts insoles may be a great solution when used properly and prescribed by a competent professional in the field http://jobstory.net/?document_srl=104885 http://kangnam.onionnet.co.kr/xe/?document_srl=433 720 http://udt2804.ivyro.net/zbxe/?document_srl=20740
    invetuerruh | 10.10.2013 | 19.43Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • The freedom to wear your favorite shoes is an benefit that brings many individuals to shoe lifts insoles instead of elevator shoes http://www.mpspain.co.kr/xe/?document_srl=259659 http://www.fergusonlynch.com/USAID_senegal/node/62 22 http://www.joenchurch.org/xe/?document_srl=311732
    invetuerruh | 06.10.2013 | 06.56Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Most people opt for sneakers or loafers when wearing shoe lifts insoles to make sure no one can inform they are using the orthopedic device http://vietnam.oracleclinic.com/xe/?document_srl=4 5795 http://www.webdevtool.com/elance/21028583/node/152 767 http://www.mpspain.co.kr/xe/?document_srl=256323
    invetuerruh | 05.10.2013 | 18.13Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • shoe Lifts are available in two distinct options, the full insole shoe lift or the obviously adjustable gel design http://www.governwisely.org/talk/wiki/winning_in_t he_money_flow_company_guide_assessment/mens_shoe_i nserts_for_height http://www.baseball-umpire.com/zbxe/?document_srl= 1430590 http://utaksa.com/xe/?document_srl=167447
    invetuerruh | 05.10.2013 | 07.30Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • I was reading a national newspaper when the answer hit me, inside the paper was a classified adverts section and right in the leading from the page was a small advertisment, extolling the virtues of a good height and offering to give the reader that additional height by indicates of a miracle new product, shoe Lifts !!I was delighted, right here was a chance to order shoe Lifts through the post, have them delivered to my door, inside a plain brown package, no need to get a traumatic trip to the nearby shops, no require for any embarrassment while asking a beautiful shop girl where the shoe Lifts were shelved http://www.totaldecal.co.kr/xe/?document_srl=96698 0 http://vietnam.oracleclinic.com/xe/?document_srl=8 6173 http://www.bitesizedstories.co.nz/the-stories/best -heel-lifts
    invetuerruh | 04.10.2013 | 23.12Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • The connection in between shoe lifts and gait patterns is a very good one http://zimos.co.kr/eng/?document_srl=32063 http://stmary-kcsa.org/xe/?document_srl=247339 http://www.wptf.kr/xe/?document_srl=46751
    invetuerruh | 04.10.2013 | 12.20Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • shoe lifts insoles can offer comfort when exercising and may also reduce hyperextension from the tendon, as well http://sushicushi.ca/zbxe/?document_srl=320308 http://uandtop.net/xe/?document_srl=132786 http://www.pspro.co.kr/?document_srl=11137
    invetuerruh | 03.10.2013 | 16.54Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • This way the specialists can assess how and when to very best have you utilizing shoe Lifts http://zimos.co.kr/eng/?document_srl=26756 http://www.artte.kr/?document_srl=27129 http://www.verdaderafe.com/groups/who-sells-the-ch eapest-shoe-inserts-for-height-on-line/
    invetuerruh | 03.09.2013 | 18.28Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Anybody thinking about the use of shoe lifts insoles, the only height increase solution that guarantees outcomes, should not ignore the guidance given right here and rush into large increases of height, it is no good to be hospitalized after an avoidable fall as everyone is the exact same height lying down http://increasinghei.canalblog.com/archives/2013/0 7/29/27743180.html http://shoelifts.sosblogs.com http://betaller.overblog.com
    invetuerruh | 22.08.2013 | 13.54Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • heel Lifts may also be used to correct a leg length discrepancy, which may undermine stability and jeopardize balance http://www.blogymate.com/post.aspx?blogid=4207865& t=Leg-Deficiencies-Deformities-And-Length-Inacucur acy http://ultimateheightincrease.wapgem.com/Blog/__xt blog_entry/9632495-leg-insufficiencies-deformities -and-length-inacucuracy?__xtblog_block_id=1 http://alivenotdead.com/gottobetaller/blog.html
    invetuerruh | 20.08.2013 | 19.21Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • heel Lifts and heel Lifts are exactly the same factor, also known as shoe inserts, it depends upon where you reside in the world or who you are speaking to, I consider heel Lifts as being height increase options and heel Lifts as leg length discrepancy options, each obviously becoming shoe inserts as they are inserted in to the shoe http://www.thepressreleases.info/Height-Shoe-Insol es-On-Line.htm http://www.clubitaliani.com/index.php?do=/blog/131 508/buy-shoe-lift-for-men-online/ http://www.soyupb.info/index.php?do=/blog/67585/be st-price-height-increasing-shoe-insoles/
    invetuerruh | 07.08.2013 | 18.32Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • In the event you suffer from any of these conditions or injuries, it's worth taking the time to seek advice from your doctor or physical therapist about the use of shoe lifts insoles http://www.clubitaliani.com/index.php?do=/blog/131 995/compare-increase-height-insoles/ http://www.dsdate.com/index.php?do=/blog/1750/get- the-best-price-for-insoles-height-increase/ http://sanluisjilotepeque.xp3.biz/index.php?do=/bl og/10111/increase-your-height-shoe-inserts/add-com ment/
    invetuerruh | 22.07.2013 | 15.46Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • For leg length discrepancy shoe or shoe lifts insoles can be a great answer when utilized correctly and prescribed by a competent expert within the field http://latestarticles.info/Compare-Shoe-Lifts-For- Women.htm http://birnsgoff.com/groups/calendarusers/wiki/7d6 92/Price_Comparisons_Shoe_Insoles_For_Height.html http://bayerncom.com/index.php?do=/blog/235342/whe re-can-you-buy-heel-lift-boots/
    invetuerruh | 19.07.2013 | 18.29Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Being a tall person is a bit like winning the lottery, your entire life is far better than if you were a shorty. Join the tall people and look at how your everyday life gets much better. http://www.blurty.com/users/deelsonheels07
    OweriTowlremi | 26.06.2013 | 19.37Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Onde baixar de graça xrumer 7.0.10 Elite?? Envie-me por favor URL!!! É o melhor programa para massa postagem em fóruns ! XRumer pode quebrar a maioria dos tipos de captchas !
    NatashaMox | 12.02.2012 | 22.14Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Quero baixar X-Rumer 7.0.10 Elite? Envie-me por favor URL! É o melhor programa para massa postagem em fóruns ! XRumer pode quebrar a maioria dos tipos de captchas !
    NatashaMox | 31.01.2012 | 19.26Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • MENSAGEM DE ALERTA PARA QUEM DE DIREITO: Não tendo possibilidade de avisar alguém com poder de decisão sobre a vida da menina Esmeralda e tendo conhecimento deste blogue onde verdadeiramente se desfiam as preocupações genuínas com esta menina, solicito a vossa atenção para algo que configura uma realidade muito triste nada parecida com a que ela viveu até aos 7 anos. Sei que este não é o género de comentário que a vossa Direcção aprecie mas estou verdadeiramente indignado e incapaz de silenciar algo que carregará de certeza consequências para esta criança. Esta menina que vocês muito carinhosamente tratam por Princesa é mais uma gata borralheira. Não posso aceitar o que os meus olhos têm vindo a observar de algum tempo para cá. Peço-vos, se verdadeiramente pensam nesta menina, publiquem o meu comentário que espero seja esclarecedor e comprovativo de muita coisa que se fala à boca pequena e prova que onde há fumo há fogo, ou antes, muita miséria. Na passada quinta vi a família Nunes sair toda muito bem arranjada. Segundo uns vizinhos falaram iam para o Tribunal. Arranjados bem demais em oposição à trsite figura como apresentam a criança todos os dias. E a menina que sai para a escolinha tão mal arranjada? Ainda ontem a vi sair com umas calças de ganga enormes com uma dobra na bainha quase até aos joelhos. E a menina anda com sapatos que têm um número maior que o que ela calça. Esta menina que víamos sempre tão arranjadinha nas revistas e nos jornais anda numa pobreza, mas de desmazelo, que até dói. Presumo que tenha crescido e não tenha havido dinheiro para lhe comprar roupas. Ela anda a vestir roupas usadas que nâo têm tamanho apropriado para ela. Dona Aidida, Senhor Luís, Dona Adelina, Senhora Doutora Juíza, Doutora Ana Vasconcelos, Senhora Professora, Amigos e Conhecidos, Aquela família deve estar a passar por grandes dificuldades financeiras. Só assim posso entender a figura em que apresentam a criança. Será que nãopensam que os vizinhos todos conhecem aquela vida de cor e salteado. Sempre foi assim, uma grande miséria. Entendam este comentário não como um ensaio de maldicência mas um apelo a quem de direito que entenda duma vez por todas que esta situação não pode continuar assim. Esta menina se ainda não está a sofrer vai sofrer muito. Já pensaram como ela se sentirá na escola ao pé das outras colegas? Não digo mais. Digo apenas o mais escandaloso. Mas cuidado, que moro perto e conheço muita gente e sei muito mais
    Maria | 23.09.2009 | 11.04Hver comentário denunciado
  • Não tenho vergonha de o dizer, mas venho lêr este artigo muitas vezes.
    Talvez nos faça falta regressar ao passado recente (cerca de 6 meses) e lêr com o coração, sabendo que o que aqui foi dito foi o princípio de um FIM que alguns desejaram.
    Coragem, Nobreza, Emocão, Luta em paz, capacidade de "engolir sapos", Persistência, e tantos sentimentos entrelaçados têm juntado um grupo de estranhos desconhecidos pelo rosto e pela voz, mas que dia a dia, hora a hora, fazem como eu e vão lendo palavras de consenço, verdades que mesmo doendo nos tiram o sono, mas nos mantêem vivos e por vezes fazendo do silêncio a força, da incerteza ,coragem e da verdade o caminho para prosseguir.
    E por isso aqui estamos, agradecendo a esta HoMEM, DR.Eduardo Sá, este pequeno artigo que simboliza o Princípio mas não o Fim desta caminhada para trazer a nossa pequenina chamem-lhe lá o que cada um queira, mas que antes de ter nome tinha já VIDA e essa VIDA foi preservada,
    oferecida, partilhada em dadiva generosa, para que crescesse melhor e mais feliz.
    Mas não foi ESQUECIDA NEM RENEGADA, NÃO FOI MALTRATADA, NEM FOI DEITADA PARA O LIXO!
    Com aventuras, com partidas e chegadas, com o apoio da sua querida mãe Adelina ANA FILIPA/ESMERALDA NUNCA por ela e por seu pai LUIS FOI ABANDONADA, até ao dia em que o seu MUNDO SE DESMORONOU e AÍ SIM!
    SENTIU-SE ABANDONADA e SÓ ELA UM DIA PODERÁ CONTAR A SUA HISTÓRIA.
    MUITOS SÃO HOJE SINAIS DE ESPERANÇA para que os caminhos tortuosos se tornem em caminhada SEGURA para um Futuro que consiga adoçar os danos cometidos.
    LÊR e REFLECTIR AS NOTÌCIAS, OS COMENTÀRIOS, AS MENSAGENS INJURIOSAS E AS INVERDADES QUE FORAM ESCRITAS, FAZ-NOS MEDO POR ELA, MAS DÁ-NOS A ESPERANÇA DE QUE VALERÁ A PENA CONTINUARMOS ATENTOS E COMO ALGUEM QUE MUITO A AMA MAS SE RECOLHE NO SILENCIO DO AMOR
    VERDADEIRO DIZ - DO NADA SE FAZ TANTO...DO POUCO SE FAZ MUITO... E ESSE POUCO E NADA MULTIPLICAM-SE EM AMOR INTEIRO E SEM LIMITES......
    .
    Maria | 03.07.2009 | 23.38Hver comentário denunciado
  • Ai mariazinho, escreveste tanto e não disseste nada.
    Então Esmeralda foi oi não foi baptizada? Se o sabes não o disseste e se o não sabes, o melhor era estares calada.
    Irra, que é besta.
    Anónimo | 27.05.2009 | 01.45Hver comentário denunciado
  • Não resisto a perguntar aos blogueiros da fé que ninguém percebe o que significa, porque é que dizem tantos horrores desta Igreja cheia de pecados e em conluio com os fascistas
    e ainda querem meter a miúda nesta embrulhada.
    Afinal que querem vocês. Cá por mim até fico contente se Esmeralda não se baptizar. Se uns são chamados de diabos olhem que vocês seus ditadorezinhos são uns verdadeiros
    DEMÒNIOS. Até rezas de bruxaria vocês rezam e que grande confusão que vai nessas mentes doentes e maquiavélicas.
    Deixem para lá o baptizado, ou pensam que não se sabe já que a miúda foi, ou não foi já baptizada. Eu até julgava que o tal Cand.percebia de direito canónico, mas afinal o que ele percebe já há muito quem o saiba. E se com esses truques pretende enganar tire o cavalinho da chuva pois já toda a gente conhece a sua história tão feínha por acaso, que até o poder paternal parece que perdeu. Tá-se mesmo a vêr não tá-se, queria ir de fraque e de limosine e se calhar até vestia a pequena de noiva para fingir ou dar lugar aos seus sonhos...
    Quem quizer componha o resto, porque de médicos e de loucos todos temos um pouco.
    Mas onde é que acaba a loucura e começa a malvadez? Só fazendo os testes! Seria uma boa ideia. Ficava logo xumbado
    Chumbados já foram muitos, mas se a lei entra em vigor...
    Já não há nada para ninguém!
    Maria | 26.05.2009 | 22.54Hver comentário denunciado
  • E esta hein?
    Se dizem que não baptizaram a Esmeralda, em bebé, são mentirosos, pois já deixaram antever que sim.
    Se dizem que a baptizaram, enquanto Ana Filipa, então é mais um crime a juntar a outros .... MAS DECIDAM-SE.
    RESPONDAM, MAS NÃO DÊM RESPOSTAS ESFARRAPADAS.
    OU ENTÃO DIGAM QUE NÃO QUEREM RESPONDER E FICAMOS TODOS DESCANSADOS. Agora, não me mandem perguntar ao clero, pois a resposta que quero é vossa. E VOCÊS SABEM A RESPOSTA, NÃO QUEREM É DÁ-LA.
    Anónimo | 20.05.2009 | 18.48Hver comentário denunciado
  • Cambada de imbecis.
    Tanto palavreado sobre o Baptismo, quando não é isso que está em causa.
    O que alguém perguntou foi se Esmeralda foi baptizada em bébé, enquanto Ana Filipa.
    Se não foi, não passam de um bando de mentirosos, pois já se disse aqui que sim, e até tinha padrinhos e tudo.
    Mas se o foi, de acordo com conversas antigas e para fazer jus a alguma coerência da vossa parte, então também outra questão (e não menos importante) se levanta. É que não podia haver documentos em nome de Ana Filipa, a não ser forjados, E ISSO JÁ É CRIME.
    Até agora, a despeito de tanta babuseira sobre o baptismo, o certo é que não deram resposta à pergunta feita.
    Estão com medo de quê? De terem cometido mais um crime?
    Respondam SE TÊM CORAGEM.
    O texto anterior foi mandado para o poresmeralda. Não o publicaram, nem, claro, lhe deram resposta. Não quero babuseiras sobre o baptismo, queria era uma resposta concreta. MAS ESTA TÊM MEDO DE DAR. Porque será?
    Anónimo | 19.05.2009 | 18.01Hver comentário denunciado
  • Para o bem da pequena Esmeralda, só espero que a defesa de Baltazar consiga provar perante o Tribunal que:
    1 - A mãe da menina não tem condições para disputar a guarda partilhada e não tem a confiança de Baltazar para passar mais que uma tarde ou manhã com a Esmeralda, mas sujeito a companhamento ou supervisão dele próprio;
    2- O casal, pelos crimes porque já foi condenado e por tudo o que continua a fazer sem consentimento de Baltazar e que é altamente prejudicial para Esmeralda, não pode contactá-la ou visitá-la, a não ser que a pedido da menina mas sempre e só, com o consentimento e supervisão expressa de Baltazar;
    3 - A Pedopsiquiatra, não cumpriu a missão que lhe foi confiada e provocou o agravamento do estado da Esmeralda, por tudo o que obrigou a Esmeralda a fazer e por tudo o que permitiu que o casal lhe fizesse, sem se preocupar ou acautelar, as consequências que advieram para a menina;
    4 - O acompanhamento psocológico da Esmeralda, é da responsabilidade do seu pai Baltazar que deve escolher um Médico ou equipa da sua confiança.
    Anónimo | 04.05.2009 | 20.17Hver comentário denunciado
  • Isto do dia da Mãe só pode ser mesmo um gozo não? Esta gentinha do sargento e companhia não têm mesmo emenda. Adida nunca quis saber da filha, agora lá vêm eles com a história do dia da mãe. Haja paciência.
    E o dia da mãe nos anos anteriores, durante sete anos? Aidida não se interressou?
    Mas, como sempre, é para ir entregar Esmeralda aos Gomes.
    A propósito, e o dia do PAI? Pensaram eles durante 7 anos em Baltasar? Não, claro que não, como são um poço de egoísmo nem isso lhes passou pela cabeça.
    Baltasar tenha força, pois esta gentinha é mesmo doente.
    Verdade, verdadinha, aqui em nada se interessam por Esmeralda.
    Interessam-se, isso sim, de satisfazer os desejos egoistas de uns alucinados, e criminosos.
    A Aidida, enquanto servir como veículo de transmissão (que é só para isso que ela serve) para entregar Esmeralda aos Gomes é vista como uma santa.
    Cambada de hipócritas
    Anónimo | 02.05.2009 | 01.41Hver comentário denunciado
  • Esqueci-me de referir ,para que não fiquem dúvidas que o "lixo"
    que se deve IGNORAR é tudo aquilo que é ofensa calúnia ou manobra de distração para enganar os, porventura mais distraídos.
    O ARTIGO e REFLEXÂO o SR.DR.EDUARDO SÁ, continua
    PRESENTE e Merece a nossa atenção cada dia que passa.
    Está SEMPRE ACTUAL e neste dia em que a LIBERDADE É
    APELO A TODOS OS CORAÇÕES QUE DE UMA FORMA OU DE OUTRA CONHECEM OS CAMINHOS AMORDAÇADOS, VAMOS LÁ ASSINAR A PETIÇÃO.
    Saibamos analizar o positivo e o menos positivo que tem acontecido.
    Saibamos entender que ninguém de entre nós quer mande ou seja mandado É PERFEITO.
    Saibamos dar lugar ao perdão por tudo aquilo que sofremos pela NOSSA MENINA
    Saibamos estar atentos a cada momento que se vive e em cada lugar e perceber onde está o TRIGO e onde ESTÁ O JOIO
    SAIBAMOS LÊR, com OLHOS DE VÊR onde estão as maldades e as ofensas que TEIMAM EM CONTINUAR
    SAIBAMOS SER GENEROSOS, HONESTOS, DESINTERESSADOS E COM HUMILDADE OFERECER HOJE À ESMERALDA/ANA FILIPA UM pequeno CRAVO VERMELHO transportado através do teclado do computador
    ASSINANDO CONSCIENTES A PETIÇÃO
    Entrem No SITE:peticao.com.pt/por-esmeralda e assinem. É um pequeno gesto tão simples que hoje mais do que nunca dirá ao MUNDO quem somos nós e porque ESTAMOS AQUI:
    POR ELA a POR TODOS OS QUE SILENCIADOS NÃO CONHECEMOS MAS DEVEMOS PROTEGER!!!
    Não gosto de dar VIVAS, mas ,mais ou menos construída e alimentada.
    OBRIGADA AQUELES QUE QUEREM e ACREDITAM NA DEMOCRACIA.
    É POR ISSO QUE VEMOS , OUVIMOS , LEMOS e PUDÉMOS ESCREVER!!!......................
    Maria | 25.04.2009 | 13.51Hver comentário denunciado
  • Ao vigésimo centésimo comentário terminou. 270 comentários
    a soma dá nove 9 = Nada
    Deitemos pois para o lixo o que de nada valeu e sujou a alma e o coraçao da gente. Esqueçamos aqueles que talvez por sofrimento, ou pela Vida que choraram e lhes foi negada, se esqueceram de respeitar e querer apenas ter em conta a felicidade e o futuro normal e seudável de uma pequenina que não nos conhece, mas saberá um dia que alguns a magoaram
    Olhemos o futuro. com esperança para que a Princesa,
    como agora alguém lhe chamou, possa sentir orgulho em todos nós e seja capaz de nos amar a todos e aos que a vida
    lhe deu. Uma Família Grande, para a fazer crescer e ser Mulher!.......
    Maria sempre | 24.04.2009 | 00.36Hver comentário denunciado
  • Como bem diz o velho ditado do POVO
    "DE MÉDICO E DE LOUCO TODOS TEREMOS UM POUCO"
    Verdade, é que alguns sendo-o por profissão são LOUCOS DE VERDADE!
    Mas onde ACABA A LOUCURA A COMEÇA A MALDADE?
    ESSE É O PERIGO QUE INVADIU ESTE ESPAÇO E AMEAÇA UMA MENINA...E SE FOSSE a VOSSA???...
    Maria do Mar | 29.03.2009 | 03.21Hver comentário denunciado
  • TODAS ESTAS MENSAGENS QUE FORAM APAGADAS, ALGUMAS COM PALAVRAS MAIS DURAS, AÍ TALVEZ DESSE A MÃO À PALMATÓRIA, MAS OUTRAS (MUITAS DELAS) SEM QUALQUER RAZÃO, POIS NÃO ERAM OFENSIVAS PARA NINGUÉM, APENAS DIZIAM VERDADES. DE QUALQUER FORMA É A MINHA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO EM QUESTÃO.
    ASSIM, JÁ COLOQUEI TODAS ELAS (DE UMA VEZ SÓ, CLARO) EM COMENTÁRIOS A JORNAIS, PARA VEREM A CLASSE DE PESSOAS QUE SE ESCONDEM POR TRÁS DA PETIÇÃO, DESTE FORUM E DO BLOGUE. POIS SÃO AS MESMAS. E EU, COMO QUALQUER PESSOA INTELIGENTE, JÁ VI QUEM SÃO.
    SÃO O SARGENTO E Cª.
    -------------
    POR HOJE TERMINO AQUI. MAS AMANHÃ HÁ MAIS DO MESMO.
    VOCÊS QUISERAM QUE ASSIM SEJA. NÃO TENHO CULPA.
    ISTO ATÉ ME DIVERTE.
    Para o bem da pequena Esmeralda, do seu equilíbrio emocional, do seu crescimento harmonioso, da sua felicidade plena é preciso que se deixem destas palhaçadas e deixá-la viver como uma criança normal.
    É também isso que ela quer : Ser uma criança normal.
    Ainda bem que Esmeralda não foi à visita.
    Se fosse, já viram o mal que lhe faziam? Com tanto ajuntamento de pessoas, com repórtares, imprensa, jornalistas?
    Querem transformar isto num circo, em que Esmeralda é a actriz? Mas ela não quer, será que não entendem? Não acham que já chegou tanto circo mediático no passado?
    Valha-os Deus.
    -------------------------------------------
    Não vejo qual a razão porque sistematicamente apagam estas comentários.
    São de acordo com a verdade, são a minha opinião, não são ofensivos para ninguém.
    Só porque não aplaudo o Luís Gomes e a Adelina?
    Não dá para perceber, assim, qual o objectivo deste forum.
    Ou será porque estão chateados? Se calhar é isso.
    --------
    Se vocês continuam a apagar sem razão estes comentários, eu não me importo nada.
    Têm muito que apagar, porque eu não me calo.
    Se isto não é censura pura, não sei o que seja.
    Quanto aos insultos lançados contra o pai da criança, esses nunca revelam "baixeza". Claro que não, esses não. Muita da culpa vai para o casal Gomes, que até podia ter seguido uma via de aproximação e entendimento... mas não. Nas mil e uma entrevistas que tem dado para todo o lado, sempre preferiram rebaixar e insultar o pai da Esmeralda. Chegaram até a insinuações de pedofilia. Isto sim, revela bom carácter, sem dúvida.
    Porque teimam em desafiar a justiça? Porque teimam em querer o impossível? Porque teimam em querer pôr mal o que está bem? Porque teimam em desafiar a própria Esmeralda?
    Afinal vocês não querem o bem de Esmeralda ...... querem o triunfo dos Gomes sobre Baltazar.
    Mas, contra tudo e cotra todos, Baltazar é o pai e os Gomes uns intrusos. A Esmeralda está melhor com o pai do que nunca esteve com os Gomes. A Esmeralda vive num ambiente sadio com uma família que é a sua e que a ama.
    E... por mais que se danem, a Esmeralda jamais voltará para o cativeiro.
    Que querem afinal estes burros?
    DANEM-SE MAIS UMA VEZ
    A pequena Esmeralda está a sofrer na pele esse estigma! A dita sociedade elitista e completamente desequilibrada, entendeu que a pequena está perturbada por não ter a presença daqueles que a subtrairiam a, aprisionaram, então tem que fazer um regresso ao passado, para se integrar nesse mesmo passado e deixar felizes e contentes toda esta sociedade de loucos, ou que ficam loucos quando perdem. Entram em fúrias de agressividade, dão pancada nos filhos, divorciam-se dos maridos, casam com os maridos das melhores amigas, convivem em sã camaradagem, chamam meu bem ao motorista, fazem amor na praia do guincho, chegam a casa, beijam o cão, prendem o marido á perna de uma mesa e mandam o filho pela janela, Vão ao analista e contam-lhes tudo isto, saindo de lá aliviados, porque está tudo normal, é o seu eu revoltado e com muito stress acumulado no dia a dia. Todos os comportamentos são normais para a pessoa em questão.
    Agora a pobre da Esmeralda Tem que se encontrar com o passado! Mas qual passado? Se a menina só tem futuro e para chegar a ter passado, precisa de paz tranquilidade, liberdade, amor e carinho, não de analistas e sargentos, marginais com os vampiros da comunicação social atrás para satisfazerem as madames, os coronéis e o loby dos paneleiros… Sim digo paneleiros! sem qualquer espécie de fobia, porque os chamados homossexuais a maior parte são pessoas normais e decentes que não se metem nestes caldinhos alinhavados, para satisfazerem pedidos e favores aos amigos e porque não dizê-lo, favores também políticos.
    Deixem a Esmeralda em paz, vão pregar para outra freguesia, vão para Africa fazer voluntariado, ou então para o Alentejo despegarem a barragem de Alqueva a balde.
    Disse.
    É uma vil tristeza a forma como a comunicação social trata este assunto.
    Este caso não é assunto de Estado, nem é assunto sobre a economia mundial, ou teatro de guerra.
    É um assunto da esfera pessoal e familiar que devia ser tratado com alguma descrição e reserva, assim como devia de haver mais protecção da imagem da menina Esmeralda. Mas à comunicação social interessa o espectáculo "canhestro" e o explorar das emoções.
    Quem informa a comunicação sobre os prováveis encontros, local e datas pensa que está a fazer algum trabalho de louvar? Mas que ignorância.
    A menina não compareceu ao encontro, e se comparecesse que triste era vê-la naquele espectáculo, estou em crer que a Esmeralda é uma menina esperta e perspicaz.---------------
    quer queiramos quer não, Esmeralda sofre de SAP, na versão Síndrome de Amor Parental
    No síndrome de amor parental, a criança apresenta claros sinais de alegria: dorme bem, come bem, adora gelados, é atenta na escola, é a melhor aluna da classe, tem um óptimo percentil, dorme tranquila, ri às gargalhadas, é senhora do seu nariz, etc.
    Desconfia-se de SAP, na versão Síndrome de Amor Parental, perante uma campanha de amor autêntico por parte do verdadeiro e único pai. Ou quando a criança exibe uma linguagem naturalmente saída da sua cabeça, por ser própria da sua idade, do tipo: “Ainda falta um mês para esse dia, não é?!… Era melhor que faltassem cem!...”
    Ora, tudo isto está hoje presente em Esmeralda, que aceitou o pai e restante família paterna em poucos segundos, logo que soube que a Juíza ordenara que ficasse na Sertã.
    E pouco mais há a dizer
    Conforme eu tinha previsto já há algum tempo... Esmeralda aguarda para o ano de 2016 (terá mais ou menos 14 anos nessa altura...)... para finalmente se encontrar pela primeira vez com o sargento, cara a cara... mas só para lhe dizer:
    "HOJE TAMBEM NÃO HÁ VISITAS...
    E, talvez lá para o ano de 2023... já com 21 aninhos... Esmeralda terá mais um encontro com o mesmo sargento... mas só para lhe dizer: ACABARAM-SE DE VEZ TODAS AS VISITAS... VÁ MAS É TRABALHAR, POIS JÁ CHEGA DE PALHAÇADA!!!
    --------------------------
    Apenas se virou o feitiço contra o feiticeiro.
    O que o sargento fez durante tanto tempo, acharam bem, agora acham mal.
    Mas antes era pior, o sargento proibia Esmeralda de ver o pai, falava-lhe mal do pai, em vez de a convencer a visitar o pai, impedia essas visitas, AGORA NÃO IMPEDEM MAS TAMBÉM NÃO PROIBEM AS VISITAS, mas os Gomes não têm direito a nada se Esmeralda não quiser.
    ESSA É A VERDADE
    "A versão feminina do Bruno assinou como de costume com palavras ofensivas a petição nº1386, é possível limpar o lixo!
    Tem razão sr. Bruno o Senhor foi o primeiro a insultar a mim e a Natércia mas nós não descemos ao seu nível tem razão o sr, foi o 1º. a desrespeitar-nos"
    -------------
    É com comentários destes que a Srª Catatina quer ser respeitada???
    1º-Está a levantar um falso testemunho, pois não fui eu (nem sei que é aquela pessoa) que fez tal "assinatura".~
    2º.Vocês não têm categoria nem para descer nem para subir ao meu nível.
    3º Leia todos os comentários feitos e veja quem ofende mais e quem ofendeu primeiro.
    ---------------
    Olhe e sabe que mais? Isto é uma conversa de surdos e não estou para as aturar.
    Se gostam dos meus comentários .... gostam; se não gostam não comam ..., mas também não estraguem.
    Inútil é a Srª Natércia que raciocina muito, mas só vê nuna direcção.
    Quer a todo o transe dar uma Ana Filipa aos Gomes e transformá-los em pais.
    Não consegue ver o desnorte em que está metida, pois não enxerga que Esmeralda tem um pai de quem não abdica a favor de ninguém.
    Não se conforma com a realidade e quer insistir num amor irrealista de quem já deu mostras de não amar ninguém, a não ser o seu próprio egoismo.
    Querem à viva força arranjar uns pais para Esmeralda quando ela já tem mãe e pai e não abdica deles a favor de ninguém.
    Esmeralda é que sabe a forma como quer recordar os Gomes e não vai ser a Natércia, nem ninguém, a impôr nada.
    Por isso deixe-se de "loas".
    Agora digo-lhe é uma coisa : Vá chamar inúteis aos seus filhos se os tiver. Não a quem não conhece de lado algum.
    Há que continuar a lutar e ensinar que o direito e a lei está acima das influências, venham elas de onde vierem.
    -----------------------------
    Enquanto dois energúmenos não deixarem em paz uma menina de 7 anos, pois querem que continue a ser uma vítima, as pessoas de boa vontade e os puros de coração têm de se revoltar.
    Lembram-se de quem dizia que preferia que a menina adoecesse que entregá-la ao pai? É agora. quem vem reclamá-la sabendo que está bem e feliz junto de quem deve estar. E isto em conluio com um casal de alucinados que não olham a meios para atingir os fins, nem que para tanto destruam uma criança.
    Isto é amor? Por quem?
    Só pelos seus próprios umbigos.
    --------------------------
    Santo Deus, porque não deixam em paz uma criança.
    Para constar se lavrou esta acta que, depois de revista, só não assino por impossibilidade legal e física.
    O casal Gomes não tem vergonha nenhuma na cara, pois se tivesse deixava de martirizar mais a Esmeralda. Não fez já mal que chegue?
    Pobre Esmeralda .... nunca mais te vês livre dos dois alucinados.
    Tenho uma admiração profunda pelo Dr. Cândido por toda a sua dedicação a esta causa.
    Acho que o trio e os defensores dos afectos são, para além de hipócritas, surdos e cegos, porque para além de ainda não terem compreendido que a Esmeralda deveria estar na companhia do pai desde o primeiro segundo em que ele a reclamou, também não têm o discernimento necessário para perceber que ela desde o Natal tem sido uma criança livre e feliz, e se amanhã não o estiver, EU responsabilizo a Drª Ana, pela qual não morro de amores. Porquê? Porque acreditando que Esmeralda disse que, por agora, não queria ver os Gomes, então, considero prematuro, despropositado e desumano que viesse impor-lhe visitas a essas figuras e muito menos relegar no pai o ónus de lhe transmitir essa “boa nova”.
    ---------------------------------------------------
    Depois há algumas tresloucadas que sonham com o regresso de Esmeralda ao cativeiro. Esquecem-se que legalmente isso é impossível e esquecem-se que é a Esmeralda que não quer esse regresso.
    Ah! E essas tresloucadas esquecem-se que já não existe (melhor, nunca existiu ... apenas na cabeça de dois alucinados) nenhuma Ana Filipa.
    ----------
    Para constar.
    Alguém um dia comparou este fórum a um ninho de vespas.
    Não é que tinha razão?
    Este fórum e esta petição não servem para defender Esmeralda. Servem apenas para denegrir a imagem de um Homem mais digno que todas as beatas que por aqui enxameiam.
    Tenta-se ofender a imagem do pai de Esmeralda e enaltecer as acções de dois foras de lei.
    Defende-se o regresso de Esmeralda, transformada em “Ana Filipa” ao cativeiro, talvez para voltar a tomar “Risperdal”.
    A esta gente não interessa o bem estar de Esmeralda, mas apenas satisfazer o “ego” de dois foras de lei.
    A Srº Catatina também maltrata os seus filhos? Põe-os em banheira com água a ferver?
    Dá impressão que sim, pela maneira como escreve e pensa.
    Não mete na sua cabeça de alho chocho que Esmeralda tem um pai que a ama muito e que lutou por ela mais de seis anos contra tudo econtra todos? Que já sofreu muito? Que continua a sofrer porque há gente desmiolada como a senhora que continua a sonhar com uma Ana Filipa que é a lembrança de tudo o que de mal aconteceu com Esmeralda?
    Gente desmiolada ... fiquem com a lembrança de uma Ana Filipa que nunca existiu. Apenas na cabeça e no querer de dois desmiolados e nos seus seguidores.
    " Baltazar não pôs qualquer obstáculo a que Esmeralda se encontrasse com o casal Gomes, tendo até dito que, caso ela não fosse, a Juíza podia pensar que era ele que não a deixava ou que estavam com medo deles.
    Em função disso, ela aceitou ir ao encontro com o casal, mas "exigiu" que, para além da Prof. Ana, estivessem também presentes, ou por muito perto, aqueles a quem ela "elegeu" como pais. "
    Ou seja, estão com sorte, pois Baltazar é muito mais Homem que Luís Gomes nunca foi.
    Luís Gomes nunca seria capaz dum acto tão abnegado.
    Mas se ele não tiver juízo, o mesmo é dizer se vocês não tiverem juízo, acaba-se a novela num instante.
    BRUNO | 25.03.2009 | 01.07Hver comentário denunciado
  • Fiz ontem um comentário aqui que não foi publicado, sem qualquer razão, pois nada tinha de ofensivo, mas vou tentar repeti-lo.
    Diz a Srª. Natércia que:
    "alguns personagens
    valendo-se do anonimato,aqui neste espaço,dirigem-se depois para outros,fazendo cópias,e postando em tudo quanto é sitio.
    Aplaudidos,sentem-se valentes,e assinam,quando nem era necessário,porque pelos termos,e pelo estilo,facilmente são descobertos.
    Então,hoje tiveram aqui,o seu minuto de glória,mas foi só para mostrar,com qem estamos a lidar."
    Nada mais errado do que este pensamento. Só quem nada percebe de internet é que pode pensar assim. Quão fácil é arranjar pseudónimos e nomes fictícios. E, mesmo que seja o nome verdadeiro, para quem o lê na internet, em comentários, não passa de um nome fictício.
    A Sª. Natércia, podia põr aqui Miquelina ou Joaquina, que no fundo ia dar ao mesmo.
    Inclusive, posso arranjar um nome diferente todos os dias. Nada disso interessa.
    Portanto escrever como anónimo é o mais verdadeiro ,,,, porque anónimos somos todos.
    Só em casos muito limitados é possível a identificação ... mas nunca como comentador nem não vejo como.
    Por outro lado, ainda mais fácil é copiar artigos e colocá-los onde quer que seja. Qualquer pessoa pode fazer isso. Por isso nada me espanta que um meu artigo apareça noutro lado sem ter sido eu lá a colocá-lo.
    Por isso mesmo ... fazer acusações como s Srª. faz não têm o mínimo fundamento e só demonstra o seu mau carácter.
    Agora este comentário, se não for publicado aqui como não foi o de ontem, será publicado noutros lados. Estou de cabeça tranquila porque só disse a verdade.
    Anónimo | 07.03.2009 | 17.01Hver comentário denunciado
  • É isso mesmo srª Dª Fátima PintoTiraram-na à mãe que a recebeu, amou e criou: ofereceram-lhe uma madrasta que querem que seja mãe, deram-lhe um irmão que de laços afectivos é apenas filho da madrasta e ninguém fala quem é o seu pai. Quando o Sr.Baltazar casou foi há pouco tempo não foi? O jovem parece que já é grande... E ainda por cima as visitas à sua mãe biológica têm sempre "Guarda Costas". Mas onde é que estavam as psicólogas, as técnicas e essa escolta toda que agora diz proteger Esmeralda, quando ela nasceu, tinha UM MÊS, DOIS MESES, TrÊS MESES...???
    Então e já li coisas tão horríveis àcerca da SRA.DONA AIDIDA, por um tal que se assina por Candido (só se fôr no nome). Onde é que estava esse, que não ofereceu o seu amor ao BALTAZAR e as Notas, para ele tomar conta da que já nessa altura era sua filha por semente indesejada? Coerência é olhar o princípio e o PRINCÍPIO FOI O REJEITAR UM SER QUE DENTRO DA BARRIGA DA MÃE JÁ ERA VIDA E O QUE AO FIM DE UM ANO A MANDO DA LEI DESCOBRIU QUE SER PAI PODERIA DAR NOME; PODER;
    DINHEIRO;FATOS BONITOS;CARROS;30 E TAL MIL EUROS
    E SOBRETUDO ser tão ingénuo que com a aparência de ter ganho um TROFEU se tornou refêm de outros poderes e outras gentes que tão depressa são anti-fascistas, como são contra o 25 de ABRIL. Será que ainda não percebemos que para Esses apoiantes ,A ESMERALDA é só uma pérola que pode valer minas e PODERES A CONQUISTAR?
    Maria do Mar | 05.03.2009 | 03.03Hver comentário denunciado
  • Na minha opinião o melhor para esta criança seria ficar com pais afectivos, pois estes foram os únicos que a ajudaram quando foi abandonada pelos pais. Agora tirar esta criança, sem culpa nenhuma, do lar que sempre conheceu, para mim foi um acto desumano. E ainda nos querem fazer acreditar que os tribunais defendem a justiça e os direitos? Direitos de quem? De um adulto que abandonou um bebé antes mesmo de nascer? A verdadeira justiça não é suposto defender os inocentes? Se assim é, porque cometeram uma injustiça contra esta criança?
    Mas se o Tribunal acha que a biologia é mais importante, o que é rídiculo, então na minha opinião a mãe tem mais direito a esta criança que o pai, pois não foi ela a primeira a abandoná-la. E talvez, assim a criança vivesse menos angustiada, pois acredito que esta mãe não iria impedir os pais afectivos de conviver com a criança de uma forma saudável e numa base mais regular. Pois neste momento, a visita que o Tribunal quer conceder ao casal, é no mínimo vergonhoso.
    Anónimo | 05.03.2009 | 02.11Hver comentário denunciado
  • Andam aqui umas mentes confusas a dizer que a esmeralda finalmente está com a familia mas, pelo que me informei, ela está afastada da mãe e mandaram-na viver com uma madrasta.
    Se é para entregar à família, entreguem-na à mãe. Madrasta não é mãe.
    fátima pinto | 04.03.2009 | 21.51Hver comentário denunciado
  • Estes somos nós, neste e noutros espaços.
    Não queremos ser conhecidos pelo nosso nome.
    Não queremos pousar para a fotografia.
    Não queremos dar certezas daquilo que não temos certeza. De nada portanto.
    Não queremos duvidar daquilo que não podemos provar. Então não têm certezas?
    Mas queremos duvidar do que foi feito.
    E duvidamos de realidades tidas como certas.
    Estes somos nós. Somos fantasmas. Somos pessoas virtuais.
    Somos O SARGENTO E COMPANHIA.
    Anónimo | 03.03.2009 | 14.33Hver comentário denunciado
  • Porque teimam em desafiar a justiça? Porque teimam em querer o impossível? Porque teimam em querer pôr mal o que está bem? Porque teimam em desafiar a própria Esmeralda?
    Afinal eles não querem o bem de Esmeralda ...... querem o triunfo dos Gomes sobre Baltazar.
    Mas, contra tudo e cotra todos, Baltazar é o pai e os Gomes uns intrusos. A Esmeralda está melhor com o pai do que nunca esteve com os Gomes. A Esmeralda vive num ambiente sadio com uma família que é a sua e que a ama.
    E... por mais que se danem, a Esmeralda jamais voltará para o cativeiro.
    Que querem afinal estes burros?
    DANEM-SE MAIS UMA VEZ
    Anónimo | 18.02.2009 | 00.36Hver comentário denunciado
  • Este comentário não é da minha autoria mas achei muito instrutivo, espero que o autor não me leve a mal. Mas acho que é muito esclarecedor.
    "Esmeralda ou o desrespeito pelos direitos das crianças
    Uma decisão judicial deve convencer os seus destinatários da justeza da solução encontrada e deve recorrer, nos casos mais controversos, não à opinião ou à convicção pessoal de quem decide, mas à consciência moral da comunidade.
    As posições consideradas como absolutas pelos nossos tribunais estão longe de ser as vigentes no direito europeu e internacional. A Convenção de Haia sobre os aspectos civis do rapto internacional de crianças prevê que, no caso de rapto parental, através de deslocação da criança para o estrangeiro, a autoridade judicial não ordenará o regresso da criança ao país de origem, se for provado que esta já se encontra integrada no seu novo ambiente.
    O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) não considera a parentalidade biológica, desprovida de factores adicionais (a relação afectiva, o cuidado diário da criança e a responsabilidade financeira), como uma relação familiar protegida pelo art. 8.º da Convenção Europeia dos Direitos Humanos. Mesmo quando entende que os Estados violam os direitos dos pais biológicos, tem sido jurisprudência uniforme do TEDH que os direitos parentais não podem ser exercidos à custa da criança, não envolvendo, por isso, a desintegração das crianças da família afectiva em que se encontram, nem direitos de visita coercivos dos pais biológicos. Os direitos dos pais cessam quando começam os direitos da criança ao livre desenvolvimento, ao bem-estar psicológico e à estabilidade.
    Em relação aos filhos nascidos fora do casamento, o TEDH, para reconhecer direitos ao progenitor masculino, contra a decisão da mãe de consentir na adopção ou de confiar a guarda da criança a terceiros, tem em conta a existência ou a ausência de uma relação afectiva do autor da concepção com a mãe, assim como o apoio emocional e financeiro prestado a esta, durante a gravidez e o parto. É que no direito europeu, que valoriza a dignidade das mulheres e das crianças, abandonar mulheres grávidas e recém-nascidos, em virtude das dúvidas quanto à paternidade, é uma atitude que não tem a cobertura dos tribunais, nem é vista com a naturalidade e "compaixão" com que os tribunais portugueses, neste caso, a têm visto.
    No recente acórdão do tribunal da Relação de Coimbra, de 26 de Setembro de 2007, o tribunal afirma concordar com a prevalência dos laços afectivos sobre os biológicos, quando estes são frios e objectivos, entendendo que no caso do pai biológico da Esmeralda existem laços afectivos relativamente à criança. Ora o que interessa não são os sentimentos dos pais, mas os da criança. A lei deve ser interpretada em função do ponto de vista da criança e os laços afectivos pressupõem reciprocidade. A criança é a protagonista do processo, a quem a Convenção dos Direitos da Criança reconhece, sem limite de idade, o direito de ser ouvida nas decisões que lhe dizem respeito (art. 12.º). O colectivo de juízes censura a mãe biológica pelo facto de esta ter confiado a criança ao casal Luís Gomes e Adelina Lagarto, sem o conhecimento do pai biológico. Contudo, de acordo com a lei, quando a filiação está estabelecida apenas quanto a um dos pais, só a este pertence o poder paternal (art. 1910.º do Código Civil). A mãe biológica estava, por isso, autorizada por lei a tomar sozinha todas as decisões sobre os cuidados e a educação da criança, não tendo que procurar o consentimento de um suposto progenitor que se recusou a perfilhar, na altura do nascimento, deixando que o registo civil ficasse omisso quanto à paternidade. O progenitor biológico, na altura da entrega da criança, era legalmente inexistente.
    Os tribunais protegem tanto a paternidade biológica, que até se referem a situações juridicamente impossíveis! Por isso, já tenho também assistido, no Tribunal de Família e de Menores, a ordens judiciais que mandam a GNR procurar pais biológicos que não querem perfilhar, mesmo quando a criança pode ser adoptada, por abandono da mãe. Enquanto isso a criança espera na instituição, como se fosse um objecto guardado para ser entregue ao proprietário... É este o estado do direito das crianças, em Portugal. Espero que o STJ venha a evitar um recurso para o TEDH, adoptando o princípio da prevalência dos laços afectivos, neste tipo de processos. Enquanto isso, continuamos a assistir ao prolongamento do sofrimento da menina de Torres Novas e de tantas outras..."
    Anonimo | 17.02.2009 | 21.10Hver comentário denunciado
  • Este parolo que põe os mesmo comentários em todo o lado,que sabemos todos quem é,têm além de tudo o resto,uma falta de imaginação,de bradar aos céus.Além de imaginação,têm falta de outra coisa,que sei o que é, mas vou guardar para mim,frustrado e mais não digo!
    anónimo | 17.02.2009 | 12.43Hver comentário denunciado
  • A Ana Sara tem bom remédio. Se tem muita pana do sargento, arranje-lhe um filho seu ou um neto. Ele pode-lhe mudar o nome e..... ficam todos contentes, não é?
    Teha juízo. Eles estão a colher o que semearam, sim.
    Não foram eles que durante seis anos não permitiram ao pai ver a filha? E nem uma fotografia he deram?
    De que se queixam agora?
    E a Ana Sara o que é que queria? Já sabe, se não quiser dar-lhe um filho ou um neto seu, compre-lhes um cão. Assim, já pode mudar-lhe o nome á vontade que ninguém se importa..
    Anónimo | 16.02.2009 | 18.50Hver comentário denunciado
  • Pois sabe "Anónimo" eu tenho mesmo pena de si. Pena sente-se por aqueles que nem sequer têm direito a ter nome ou a ser gente com carácter e dignidade. E não é pena é Dó...
    Não sei se é sofredor, se tem prazer no sofrimento dos outros.
    Conhece o nome desses seres?
    Ána Sara | 16.02.2009 | 16.13Hver comentário denunciado
  • Se a Esmeralda não quer ouvir falar do casal, não se pode obrigá-la a tal martírio.
    Ela um dia quando quiser dirá de sua justiça e ... talvez se descubram coisas incómodas. Por enquanto deve-se deixar Esmeralda em paz.
    Os Gomes apenas colhem o que semearam. Eu não tenho pena nenhuma deles.
    São uns coitados, na verdadeira acepção do termo.
    Anónimo | 15.02.2009 | 22.26Hver comentário denunciado
  • Eu estive no Blogue Esmeralda-Sim, e estou confusa, pois não se sei se querem ou não que o casal Gomes conviva com a criança? Este casal será sempre condenado pelos apoiantes de Baltazar, se procura será imediatamente condenado por não deixar a criança em “paz”, se não procura será condenado por serem orgulhosos. Afinal o que é que querem? Qual é o vosso interesse em querer mal ao casal, deviam deixá-los em paz, na sua dor. Porque é que querem que seja o casal a procurar o Baltazar, é para humilhar? Ou então estão com receio que a falta de convívio com o casal, esteja de facto a magoar a criança? Afinal, já pensaram que isso pode ser a causa de ela “temer e tolher”. O meu filho também faz isso quando eu fico muito tempo fora em viagem de trabalho…ele fica muito ressentido…e as vezes recusa falar. Acredito que este afastamento faça mal ao casal, mas a uma criança, que está em desenvolvimento, que efeitos é que terá?
    Anónimo | 15.02.2009 | 10.31Hver comentário denunciado
  • Não tem vergonha de ser tão ridícula? A persistir na sua mania de chamar a Esmeralda por "Ana Filipa"? Se a própria Esmeralda a ouvisse, mandava-a passer e ir pregar aos peixinhos?
    Ela não quer ouvir falar nos Gomes e a Srª Teimosa como é ... Porque não lhe dá uma filha sua e lhe muda o nome a bel prazer dos Gomes?
    Ficava tudo resolvido.
    Deixe a filha com o seu pai e deixe-se de palhaçadas
    Anónimo | 13.02.2009 | 13.30Hver comentário denunciado
  • Oh Dona Maria de L.urdes quantos nomes já pôs na lista da petição?
    Eu, por mim, já lá puz mais de cem.
    Assinem com força, não doi nada. Pode é cansar.
    Anónimo | 13.02.2009 | 00.31Hver comentário denunciado
  • Calaram-se as vozes dos que não quizeram ser amigos. Partilhemos a PAZ num alepo à Justiça e não esqueçamos a :
    Petição.com.pt/por-esmeralda
    Assinem, não dói. A dor maior é deixar que o esquecimento tome conta dos nossos CORAÇÕES.
    Maria | 13.02.2009 | 00.24Hver comentário denunciado
  • Deve-se deixá-los sozinhos. Isto não passam de devaneios de inconformados. Para as pessoas da razão o símbolo é a pequena Esmeralda, é o facto de ela estar bem e feliz na companhia do seu pai.
    Para os mentores destes devaneios o símbola é uma "Ana Filipa", a fantasia e mentira dos Gomes.
    Deixá-los entreter-se.
    Anónimo | 10.02.2009 | 12.41Hver comentário denunciado
  • A Srª Dona Lurdes pretende ser escritora de ficção, mas não chega aos calcanhares do Sr. Heliodoro (Coragem). Este é que tem veia literária para obras de ficção.
    A Srª dá uma no cravo, outra na ferradura, mais na ferradura que no cravo. Mas a teimosia da Srª é demais. Quando se convence que a Ana Filipa está morta e enterrada???
    Anónimo | 10.02.2009 | 12.10Hver comentário denunciado
  • Boa noite áqueles que considero pessoas sensatas e que acima de tudo, só pretendem chamar a atenção para a verdade que muitos que aqui escrevem querem esconder.Abri o site e no destak olhei a cara do Dr Eduardo Sá e pensei. COMO DEVE de estar cansado com tanto disparate tantas mentiras tantas frustrações.E comecei a rir quando li que a Srª Dª Silvia e a Srª Dª Rita escreviam em Inglês. Eu hoje até estava triste e abatida, mas só tenho pena de não saber inglês para me rir convosco. Deixem-nos a falar sózinhos esses anónimos tão decentes que nem o nome dizem. Ou melhor ,se alimentarem os seus EGOS UNS COM OS OUTROS FICAM TÃO NARCISOS que só se ouvem a eles mesmos...Que falem, que escrevam, que esperneiem
    que destilem ignorância e mau viver. Como é que se pode ser minimamente feliz a reagir assim diante de uma criança indefesa. Agora sou eu que digo: Cedo ou tarde há-de chegar a HORA DA LIBERTAÇÃO. E vós amigas, escrevam testemunhos e mensagens de amor e PAZ para darmos ânimo aos PAIS QUE CHORAM porque por Vingança os Condenaram. Quem sabe um dia não serão esses a sofrer a perda de alguém que gostam. Será que gostam de alguém?
    Havemos de pôr os pratos na balança e com GENTE INTEIRA com sentimentos e com nome de gente também, faremos a estatística das infâmias e dos apelos à PAZ.Não se esqueçam de ANA FILIPA-ANA FILIPA ESTÁ A SOFRER-ANA FILIPA ESTÀ A SER MANIPULADA -ANA FILIPA ESTÁ A FAZER DE CONTA PARA ATENUAR A AUSÊNCIA DOS QUE AMA - ANA FILIPA NÃO MORREU COMO ELES DIZEM
    ELA É UMA SÓ E UNICA - PEDRA PRECIOSA, MAS VALENTE E CORAJOSA . Não se esqueçam da petição.Agora á a nossa VOZ a fazer concorrência Á COMUNICAÇÃO SOCIAL. Só que nós não nos importamos com as audiências. Estamos AQUI enquanto nos deixarem, mas convido todos os de BEM para conversar, escrever poemas, dizer coisas lindas que não metam medo à ANA FILIPA... UM DIA ELA VAI LER TUDO ISTO E... Será o sr.que ,o tal que pôs a sementinha na barriga da AIDIDA e que tanto escandalizou a Juiza e as técnicas que acharam que uma criança não faz perguntas dessas ,que lhe terá de responder. Talvez lhe diga que ela veio com a cegonha...ou então...terá de lhe contar o mal que permitiu que lhe fizessem.
    É que pensando bem, se o casal Gomes lhe fez tanto mal, porque permitiu esse senhor que a Aidida a tivésse de entregar para sobreviver. A MENTIRA TEM OS DIAS CONTADOS e de uma forma ou de outra QUEM FOI O CULPADO??? MAS HÁ MAIS CULPADOS OU ACHAM QUE NÃO??? E OS DONOS DA LEI ? E OS RESPONSÁVEIS DESTE PAÌS QUE FALAM TÃO BEM NO PARLAMENTO NA DEFESA DOS MAIS ABANDONADOS? Que venham esses senhores defensores das grandes causas dizer se sua justiça.
    Ou os desprotegidos são só as classes que aos milhares vão para a rua GRITAR? GRITAM SIM, Mas esses não são os mais pobres, nem os que não têem VOZ neste país.......
    Maria | 10.02.2009 | 02.05Hver comentário denunciado
  • Dear Silvia, let see if this "character" understands english as good as he writes it. Whenever he comments lets just ignore him, he doesn't deserve our attention. He's certainly gonna be furious. Goodbye, see you tomorrow. Was a pleasure to talk to you. We probably aren't going to listen from this shit-made man again. XD LOL
    Ana Rita | 10.02.2009 | 00.19Hver comentário denunciado
  • Dear Ana Rita, you’re so right, he deserves to be ignored. Anyway, as I have said before, his threats and insinuations don’t scare me. I can face him any time and any where. He’s just thirsty for revenge and he is full of hatred, it’s in his pores…so as you said to hell with him.
    SILVIA | 10.02.2009 | 00.02Hver comentário denunciado
  • Silvia, don't worry, stupid persons make stupid things and say stupid things. The best thing to do is ignore. I think that, that sir is an imoral person that says himself anonymous, but that is, almost certainly, a sir called Alberto or Álvaro, but that now wants to look like someone else. After, he says that trying to make yourself look like someone else is a crime. To hell with him.
    Ana Rita | 09.02.2009 | 23.46Hver comentário denunciado
  • Se não quer ser insultado, não insulte. Eu não sou Aidida nem Adelina, e como tal, se o Sr. faz suposições sem fundamento, então eu também...Por isso não faça aos outros, o que não quer que façam a si...
    SILVIA | 09.02.2009 | 22.56Hver comentário denunciado
  • É melhor deixar o inglês com quem sabe, pois escreve-se Laugh e não Laugf
    SILVIA | 09.02.2009 | 22.47Hver comentário denunciado
  • Oh Sílvia não sabe o que diz nem diz o que sabe. Se quer partir para a ofensa directa, tabém posso fazê-lo, mas tenho mais carácter que a senhora.
    Para seu conhecimento sou pai de um casal muito bonito a minha esposa é uma senhora, muito mais que a senhora.
    Os meus filhos adoram-me e eu mais os adoro.
    É por isso mesmo que penso: Se houvesse um qualquer sargento que me impedisse de viver com eles,,,,, não sei não.
    De certeza que não teria a paciência que teve o Sr. Baltazar, a quem eu gabo a hombridade.
    Antes de destilar o veneno a que já nos habituou, veja quem atinge. Atinja de preferência quem está mais perto de si.
    Anónimo | 09.02.2009 | 22.46Hver comentário denunciado
  • Do you think that Aidida speaks English, because I’ve just changed my name and now I’m from Brazil.
    SILVIA | 09.02.2009 | 22.44Hver comentário denunciado
  • You can laugh in Portuguese, but if you want, you may laugf in English. For me it's the same. AH AH AH
    you people, you are a real joke.
    Anónimo | 09.02.2009 | 22.36Hver comentário denunciado
  • O seu discurso é sempre o mesmo, o Sr. Anónimo que também poderá se chamar Dr. Cândido Ferreira, quem sabe, deve ser um frustrado, que provavelmente foi abandonado pela esposa ou companheira, por motivo justíssimo, já que tem falta de carácter e quem sabe, as tantas, ficou sem custodia de algum filho e agora quer se defensor de pais como Baltazar…sem carácter...para assim tentar vingar da sua própria perda…
    SILVIA | 09.02.2009 | 22.35Hver comentário denunciado
  • Don't make me laugh, you're a real joke...
    SILVIA | 09.02.2009 | 22.19Hver comentário denunciado
  • Podem continuar a destilar veneno, quais cobras sedentas de morder.
    Mas sabem? Podem abrir a boca porque na Esmerealda felizmente não podem morder.
    Podem destilar veneno, mas sabem? A Baltazar e à sua filha Esmeralda já não atingem. A família de Esmeralda também não conseguem atingir.
    Por isso é tempo perdido. Continuem a destilar veneno para nós outros irmos apreciando.
    Felizmente a Esmeralda já se safou desta gente. Agora tem uma vida calma e sossegada, livre dos pesadelos dos Gomes.
    Mas, a gente sabe que há-de haver sempre gente ressabiada a querer vomitar maldades e maledicências contra Esmeralda e seu pai. Não faz mal. É o mundo que temos, e contra isso nada há a fazer.
    O que importa não é o que estas criaturas pensam, o que importa é a realidade, e essa, a realidade que importa, é a vida que a Esmeralda hoje tem ... e que vai continuar a ter. Gostem ou não gostem estas mentes retorcidas.
    Sonhem com a "Ana Filipa", a fantasia e a mentira dos Gomes ... mas deixem a Esmeralda em paz.
    Anónimo | 09.02.2009 | 22.09Hver comentário denunciado
  • Mas ainda bem que eu já sou adulta, e tenho direitos, senão o Tribunal nem me ouvia, e mandavam para o Brasil, mesmo contra a minha vontade.Eu considero-me Portuguesa, e quero lá saber se os meus pais biológicos são ou não Brasileiros....
    SILVIA | 09.02.2009 | 21.36Hver comentário denunciado
  • Ó Anónimo agora chama-me de Aidida ou Adelina, bem há quem me trate por Sil ou por Vivi, esses são os meus "nicknames" mas é a primeira vez que me chamam Aidida ou Adelina, será que eu fui raptada e vou perder toda a minha identidade. E que eu saiba a Aidida é brasileira, mas eu não me lembro de ter nascido lá. Se calhar o meu pai abandonou-me, e a minha mãe entregou-me, lá no Brasil a uns Portugueses. Será que o meu pai Brasileiro, vai pedir uma indemnização ao pai Português e tirar-me dele. Espero bem que não, afinal é deste pai Português que eu gosto e que me educou desde que eu me lembro.
    SILVIA | 09.02.2009 | 21.17Hver comentário denunciado
  • Esmeralda disse...
    ESCLARECIMENTO:
    Desconhecem-se as fontes em que a Nova Gente foi beber as informações que divulgou.
    Podendo essas fontes estar próximas de Baltazar, não se trata, de certeza, de gente amiga e conhecedora.
    O assunto da nova casa é pura ficção, pois o projecto ainda está em aprovação. E totalmente fantasiosa, malévola e especulativa, é também toda a descrição sobre as indemnizações, que, por enquanto, ainda não chegaram para os gastos com a Justiça.
    Dinheiro esse que, como sabem, estica tanto que até já deu para um BMW que nunca existiu, para uma moto quatro comprada há anos, para férias na neve, para férias na praia, para uma nova casa.
    A paranóia desta gente não tem limites...
    9 de Fevereiro de 2009 13:23
    Realmente,a paranóia desta gente,as coisa que se inventam para vender revistas.Estou completamente de acordo,que a Nova Gente,para mim acabou.
    Eu li,ninguém me contou,vejam só que eles inventam,além,do que já foi dito,passo a citar:
    "A Nova Gente assistiu,(depois de descrever a rotina)a um dia desta rotina,e presenciou o excelente
    relacionamento entre pai,filha e madrasta"........"Trata a Ilda como mãe"......."O Baltazar,está a protegê-la o mais possivel do mediatismo"........"E,está a usar o dinheiro da indemnização,para dar melhores condições á criança".
    Tudo mentiras,não é!
    A paranóia desta gente não tem limites!
    Anónimo | 09.02.2009 | 14.03Hver comentário denunciado
  • Anita,se este blogue acaba-se,muitos cairiam no esquecimento,e não é isso que se pretende aqui!
    Aqui ,usa-se uma menina,como meio de promover,a bondade,
    o amor sem interesse,a caridade,e demais qualidades de alguém.
    Objectivo,em breve saberemos!
    ps.Claro que isto não vai ser publicado,se fôr,podem dizer o que quiserem,ofender,escarnecer seja o que fôr,em dobro desejo o mesmo,e em dobro penso o mesmo,de vocês,e para vocês
    Anónimo | 09.02.2009 | 13.40Hver comentário denunciado
  • Gostaria de deixar aqui este comentário,e duas ou três perguntas,a modo de reflexão.
    Esmeralda encontra-se com o pai,segundo o que se lê aqui,bem de saúde,bem integrada,bem disposta,tudo bem.
    Ora,se está tudo bem e todos estão contentes,pergunto eu:
    1-Que necessidade é essa de expor a Esmeralda,e o seu dia a dia?
    2-Para quê fazer um relato,pormenorizado das actividades escolares,das brincadeiras,dos amigos,do circulo de amizades?
    3-Que necessidade há,de mostrar aos outros,que dorme bem,que come bem,que tem animais,que tem uma horta,que dá beijos e abraços á madrasta,etc..?
    A quem interessa isso?
    Quem ganha em divulgar isso?
    Há dias alguém dizia, e com razão,aqui mesmo,que agora o melhor para esta criança,seria,o recato,o sossego,a paz,e não exposição continua,e o devassar da sua ainda curta vida.
    Então para quê,este atiçar de ódios.
    É evidente,que sairam muitas pessoas magoadas desta situação,e estes pormenores sobre a vida desta criança,dia sim,dia não,são uma acha mais nesta fogueira que se deveria extinguir.
    Se realmente o que interessa é Esmeralda,deixem-na viver,sorrir,brincar,ir á escola ser criança,como as outras,livre.
    mas livre de verdade!

    Enviei este comentário para o blogue esmeralda sim,mas como não sei se o vão publicar deixo-o também aqui.
    Anita | 09.02.2009 | 09.13Hver comentário denunciado
  • Esmeralda ou Ana Filipa? O nome interessa?
    Claro que interessa e muito. É a nossa identidade.
    E quem disser o contrário é burro.
    Quem disser o contrário, não se importa que lhe chamem seja o que for.
    Mas todos nós temos a nossa identidade própria. Muda-se o nome muita vez quando se adopta alguém, é verdade. MAS ISSO É FEITO LEGALMENTE E O NOME PASSA A SER DEFINITIVAMENTE ESTOUTRO E É POR TAL NOME QUE ESSA PESSOA PASSA A SER CONHECIDA. É a sua nova identidade.
    Neste caso não temos adopção, nunco tivemos nem poderiam ter. Os Gomes sabiam disso perfeitamente. Assim, não poderiam nunca ter mudado o nome de Esmeralda. Fazê-lo foi quase um crime. Roubaram-lhe a identidade. A criança chegou a um ponto que já nem devia saber quem era. Nos documentos oficiais tinha um nome, mas era registada com um outro em muito lado, era chamada por um nome, mas ouvia dizer que tinha outro. Enfim uma trapalhada, igual a tantas outras que os Gomes fizeram.
    Mas essa trapalhada foi já resolvida e foi a própria Esmeralda que disse alto e bom som, que queria o seu nome de volta. Queria e quiz ser chamada pelo seu nome, por Esmeralda.
    As pessoas que teimosamente continuam a chamá-la por "Ana Filipa" é por um saudosismo do passado. Dum passado com os Gomes que já não volta mais, FELIZMENTE. As pessoas sabem disso, todos sabem. Então porque não fazermos votos para que Esmeralda seja de facto feliz com o seu pai e com a sua família.
    Há gente teimosa que queria o regresso ao passado, um passado turbulento para a Esmeralda. Turbulento teria que ser com tantas idas a psicólogas, a psiqiatras, a tomar calmantes (nomeadamente RISPERDAL). E essa gente teimosamente continua a chamá-la por um nome que não é o seu, porque .... porque sim.
    Podem continuar a sonhar... sonhem, sonhem mas deixem a Esmeralda viver.
    Podem continuar a defender a Aidida e os Gomes que não faz mossa, desde que deixem a Esmeralda em paz, desde que a deixem viver a sua nova vida.
    P.S.:- Só uma nota. Por alguma razão os blogues todos dizem que são poresmeralda. Porque será?
    Então não é poranafilipa? Que cambada.
    Anónimo | 09.02.2009 | 06.13Hver comentário denunciado
  • Quando é que a Maria de Lurdes se convence que a "Ana Filipa" morreu?? A própria Esmeralda a enterrou.
    Só você continua com ela fisgada. Arre que já é demais.
    Anónimo | 09.02.2009 | 05.57Hver comentário denunciado
  • Já é muito ttarde a logo é dia de trabalho, mas nunca é demais referir que, e para que fique definido (se assim quizerem) e acharem bem, para que não restem confusões,os muitos e muitas homens e mulheres pais e
    mães que sabem o que é AMAR UM FILHO quando pensarmos e falarmos na menina Ela será a Ana Filipa como sempre ouviu chamar.Estou cansada com tanta maldade dita,
    insinuada, falsamente adaptada aos critérios do querer GANHAR por GANHAR. Só os loucos sociopatas são capazes de expressar com tanta facilidade o que no seu intimo revelam ser capazes. Ai sr.Baltazar, abra os olhos,os ouvidos e o coração se acaso sente a Ana Filipa como filha,
    porque nos seus apoiantes há gente perigosa.Até o olhar da menina os fascina?...E sentam-na no colo para QUÊ?
    Há para aí uma Marta que ressuscitou e até já fala no site da petição com tanta intelectualidade, que creio bem que na VIDA deve ser UM ZERO. Uma vez uma criança disse-me"Ó Maria tu de escolas não percebes Nada" E não é que tinha razão...Pois eu faço das palavras da pequenina agora as MINHAS. Marta.. A Srª (r) NÂO PERCEBE NADA DE CRIANÇAS, e se as tem (não acredito) ponha só as técnicas a funcionar e verá que criará seres parecidos com monstrinhos amestrados. Até pensei que seria uma potencial juíza a querer valer já os seus conhecimentos escritos nos livros e nas leis. Ou será como o APRENDIZ DE FEITICEIRO e a pobre da ANA FILIPA está mais que enfeitiçada por todos os que a rodeiam. Se estão tão convictos de que têm medo?
    Porque insistem em caluniar e ofender os que por amor sofrem e não fazem mal a ninguém?
    Garanto-vos que tenho MEDO , MUITO MEDO ATÉ por tudo o que ao longo destes 52 dias...Conheço pelo testemunho e vivência de algumas crianças as ofensas, os Medos, os aliciamentos que sem pudôr são capazes de lhes aplicar para
    saciar os seus tormentos e adormecer os seus receios. E as crianças cedem, na sua ingenuidade e no seu desabrochar para a vida. Até há um que garante que ela dorme bem e calma...Como saberá ele isso...Está junto dela, adormece-a como lhe pega ao colo?
    Hoje até li UM ENORME ELOGIO Aquela senhora pedopsiquiatra que tece as regras dos encontros, ou melhor nega aos pais que a criaram a possibilidade de estarem juntos
    Não é possível que isto esteja a acontecer. Mas não será uma Equipa formada por vários médicos que em conjunto analizariam todos os factos e em conjunto tomariam uma decisão? Uma sózinha que tinha tantod receios de que a menina sofresse e sózinha com a verdade nos enganou,porque só há luz das" técnicas" utilizadas, conseguiu UM "FEITO ENORME" A ANA FILIPA HIBERNOU,
    como essa senhora avisou. E recalcando as suas memórias a
    Ana Filipa pode mesmo perder memórias porque rejeita um sofrimento ainda maior. E o pior é que a malvadez é tão grande que a ANA FILIPA Não SABE QUE OS PAIS NÃO A ABANDONARAM. QUEM LHE MENTIU FOI A JUIZA E os lacaios que a levaram e ceder. Não foram os SEUS PAIS DE CORAÇÃO QUE SOFREM e NÂO SERÀ VERGONHA DIZÊ-
    -LO SOFREM PORQUE NÃO LHE MENTIRAM, SOFREM PORQUE OS AFASTARAM, para a troco daquilo que talvez um dia se venha a conhecer, seguirem em frente a utilizar métodos iguais.
    Não tenho certezas do amanhã, apenas quero e gostava que todos e todas as pessoas que conhecem pelo nome a ANA FILIPA, que se unam para escrever a sua História. E um dia ela irá conhecê-la e comprender o que ainda é um mixto de sofrimento e alienação. E os outros que agora a conhecem tão BEM, sentirão Vergonha e REMORSO pelo que fizeram.
    Não sei de cor os nomes todos,mas lembro a srª DªSilvia a Ana Rita nova nestes comentários aSrª Dª Natércia com dúvidas mas tão serena e tão pura e aquele "UM PAI" e que me perdoem os outros por não dizer os nomes. Acreditai que já somos muitos e VALERÁ A PENA continuar...nesta jornada de PAZ como alguém já disse...Não podemos esquecer...nem a ANA FILIPA, nem os SEUS AMADOS PAIS que sempre a protegeram. GRATIDÂO é o que sinto por gente que é capaz de ser tão boa e ao mesmo tempo tão injustamente caluniada... Não gosto de manifestacões, mas hoje e nesta madrugada por dentro sinto um BEM HAJA LINA-
    BEM HAJA LUIS e QUE CONSIGAS COM A TUA FORÇA E CORAGEM LUTAR E SOBREVIVER - AMO-TE ANA FILIPA mas... GARANTO-VOS QUE NÃO A CONHEÇO DE PERTO.
    ELA SIMBOLIZA TODAS AS CRIANÇAS QUE NESTE MUNDO SOFREM E MORREM POR FORA OU POR DENTRO PORQUE HÁ "GENTE" MÁ QUE SIMPLESMENTE SÓ PENSA E REAJE COM O QUE TEM DENTRO DE SI MESMO. E POR ISSO regeitam mistificar ou simbolizar. Pois que fiquem incomodados ..............
    Perdoem-me os erros mas não vou ter oportunidade de rever...
    Maria | 09.02.2009 | 03.21Hver comentário denunciado
  • Vocês não serão antes a Adelina e a Aidida? Se pensarmos bem.....
    ANÓNIMO | 08.02.2009 | 21.47H
    E você,não será o parvalhão do Baltazar?Pensando bem......
    anónimo | 09.02.2009 | 01.32Hver comentário denunciado
  • Ana Rita e Sílvia... vocês devem ter sido muito maltratadas pelos pais ... a sério, não sei o que lhes fizeram.
    Por isso são tão maledicentes com quem não conhecem.
    Por isso desejam que tudo se passe como vocês sonham. No vosso delírio, a Esmeralda um dia há-de voltar para os Gomes, esquecendo todos os tormentos que por causa deles foi obrigada a sofrer.
    Mas podem esperar sentadas ... ou podem comtinuar a sonhar.
    Iso vai dar uma volta, vai (e é de 180º) vai, mas é quando a Esmeralda for mais crescidinha e resolver contar as atrocidades que fizeram com ela e contra o seu pai.
    Uma coisa que nunca mente nas crianças é com os olhos, com os gestas e a felicidade duma criança pode-se observar.
    Uma coisa que a pedopsiquiatra Ana Vasconcelos fez (que nenhuma outra fez, porque não lhes interessava verdadeiramente) foi observar a Esmeralda no seu meio, na Escola, na família, com os amigos, no dia a dia e viu. Viu o que vocês nunca viram,o que nenhuma pedopsiquiatra viu e fez um relatório actualizado.
    Já antes o disse, o que importa é a vida que a Esmeralda actualmente tem e que vai continuar a ter, e não o que mentes retorcidas pensa ou sonha.
    Os Gomes já se mentalizaram que perderam a "Ana Filipa". Quando é que vocês se mentalizam que o lugar de Esmeralda é onde realmente está ... junto de seu pai, que dela gosta. E ela já se apercebeu disso, e já se apercebeu das mentiras todas dos Gomes. Por isso, é que nunca, mas nunca irá voltar para os Gomes, PARA A MENTIRA.
    POR ISSO NÃO QUER NEM OUVIR FALAR NELES, E VÊ-LOS AINDA MENOS.
    Mas, as Anas Ritas e as Sílvias não se convencem, que se lhes há-de fazer.
    Vocês não serão antes a Adelina e a Aidida? Se pensarmos bem.....
    Anónimo | 08.02.2009 | 21.47Hver comentário denunciado
  • É Ana Rita, não se preocupe, quem insulta sem se identificar é covarde…e bem é desta que eu me despeço… por hoje….Boa noite Ana Rita…e ao Anónimo cuidado não morda a língua ...
    SILVIA | 08.02.2009 | 21.24Hver comentário denunciado
  • Para o Anonimo, I'm shaking, you really scare the hell out of me....o seu mal é sono...
    SILVIA | 08.02.2009 | 21.12Hver comentário denunciado
  • Olhe Silvia,aqueles que nos chamam cobras,ainda vão morder a lingua.
    Mas cabe na cabeça de alguém,que uma criança que vive com uma familia que a adora,se tenha esquecido dela?
    Só para quem realmente não tem cérebro.A menina está a tentar adaptar-se,mas quando a dexarem agir sózinha,e pensar sózinha,isto vai dar uma volta.
    Ana Rita | 08.02.2009 | 21.11Hver comentário denunciado
  • Pois é Ana Rita, o cerne da questão está aí mesmo, é que ninguém manda nos sentimentos. Esta criança dificilmente esquecerá o casal, pode é recalcar o sentimento de saudade, para conviver bem com quem o Tribunal obrigou a viver, mesmo contra a sua vontade. Pois se fosse da sua livre vontade, a sua entrega ao pai não seria aos gritos. Esta criança sabe que o Tribunal vence, independentemente da sua vontade. Esta criança já assistiu ao que o Tribunal fez ao seu pai afectivo. E por isso sabe que não tem opção, nem escolha. Tem que viver com estes desconhecidos, e como tal, o melhor é nem mostrar o que sente verdadeiramente. Esta criança vai crescer, recalcando os seus sentimentos, e isso não é de todo saudável.
    SILVIA | 08.02.2009 | 21.02Hver comentário denunciado
  • Anas Ritas e Silvias continuam a destilar veneno, quais cobras sedentas de morder.
    Mas sabem? Podem abrir a boca porque na Esmerealda felizmente não podem morder.
    Podem destilar veneno, mas sabem? A Baltazar e à sua filha Esmeralda já não atingem. A família de Esmeralda também não conseguem atingir.
    Por isso é tempo perdido. Continuem a destilar veneno para nós outros irmos apreciando.
    Felizmente a Esmeralda já se safou desta gente. Agora tem uma vida calma e sossegada, livre dos pesadelos dos Gomes.
    Mas, a gente sabe que há-de haver sempre gente ressabiada a querer vomitar maldades e maledicências contra Esmeralda e seu pai. Não faz mal. É o mundo que temos, e contra isso nada há a fazer.
    O que importa não é o que estas duas criaturas e outras pensam, o que importa é a realidade, e essa, a realidade que importa é a vida que a Esmeralda hoje tem ... e que vai continuar a ter. Gostem ou não gostam estas mentes retorcidas.
    ´
    Anónimo | 08.02.2009 | 20.45Hver comentário denunciado
  • Silvia concordo consigo,inteiramente!
    Esse sr Baltazar é um pobre diabo,que sózinho jamais teria coragem para fazer algo pela filha.
    Ele tem sido empurrado,ou pelo "padrinho",ou pela mulher,ou pelos apoiantes.
    Eu quero vêr agora quando acabar os apoios,o que vai ser desta criança.
    E quem escreve aqui a dar noticias da criança,sabe tanto como nós.Agora dizem que ela tem aversão aos curiosos,mas para mim quem tem essa aversão,são também os que têm medo que se saiba da real situação.Querem segregar a criança para que ela pense que foi abandonada por quem relmente a ama.Entretanto,uns srs doutoures vão tomando posse "pensam eles "dos sentimentos dela.
    ANA RITA | 08.02.2009 | 19.42Hver comentário denunciado
  • Obrigada Ana Rita, mas realmente este suposto Anónimo não me afecta, de modo algum. Bem gostaria ele, mas a verdade não está do seu lado.
    Eu sei que o pai biológico recusou fazer os testes, e posteriormente foi recusado pelos técnicos. Mas continuo achar que este pai devia ter sido sujeito a avaliações de carácter, como se de uma adopção tratasse. E devia ter sido feito, há muito tempo. O Tribunal, deveria ter tido o cuidado de conhecer a pessoa a quem estava a entregar a criança, porque a sua atitude de abandonar uma mãe sem recursos básicos, e grávida prova desde logo, que tinha um carácter duvidoso. Sendo assim, como é possível achar que este pai é digno de criar quem quer que seja, sem fazer qualquer tipo de avaliação feita. Aliás para todos os efeitos, este pai continua a mostrar pouco carácter, ao afastar a criança dos pais que ela conhece desde bebé, não é preciso ser pedopsiquiatra para saber o mal que lhe estão a fazer.
    SILVIA | 08.02.2009 | 18.05Hver comentário denunciado
  • Silvia permita-me dizer-lhe,que não se deixe afectar por gentinha sem educação.
    Essas frases do anónimo,soam-me a alguém frustrado,que em tempos se identificou,e bastanta escreveu aqui.
    E para bom entendedor meia palavra basta.
    É que o tal afirmou aqui e noutro sitio que nada mais comentaria sobre este caso,mas não se conseguindo manter de" boca fechada,assina como anónimo"mas com frases
    tipicas e famosas,logo passivel de ser descoberto.
    Portanto já sabemos que dai não sai nada de novo.
    E o fulano não foi avaliado,porque se recusou inicialmente,e depois foram os próprios técnicos que não o quiseram avaliar
    porque o sr dúvidava deles.
    Ana Rita | 08.02.2009 | 17.42Hver comentário denunciado
  • Ao anónimo, o meu marido não se sujeitou a nenhuma avaliação porque tem carácter e nunca abandonou o filho. Dei-lhe amor e carinho desde do primeiro momento.Sempre me acompanhou às consultas pré-natais, e sempre ajudou em tudo que pude...o meu marido é um pai biológico mas principalmente um pai "afectivo". A estes pais realmente não são necessários fazer avaliações, pois nunca deram motivos para tal. Mas há outros que sim, especialmente quando já deram provas de pouca integridade moral, como abandono. E por isso este pai devia ter sido obrigado a fazer uma avaliação de carácter, como quem quer adoptar. Teria que provar ao nosso Tribunal que é merecedor de criar uma criança. Já que no passado demonstrou o contrário… E já agora os seus insultos, não me afectam…mas demonstram que tipo de pessoa o Sr. é…
    SILVIA | 08.02.2009 | 17.16Hver comentário denunciado
  • Diz a revista Nova Gente de hoje:
    Baltazar Nunes vai aproveitar o dinheiro da indemnização que o sargento lhe pagou para fazer obras na casa para onde se vai mudar com a mulher,Ilda,o enteado,Rúben,e a filha.
    É preciso não ter dignidade nem vergonha.Quer dizer.o casal cria-lhe a filha,e agora arranja-lhe a casa!!!
    Porque não abre uma conta em nome da criança e deposita esse dinheiro?
    Quer dizer.se não fosse o sargento,não arranjava a casa,que mais parece uma pocilga.
    Esse homem é um parasita da sociedade,que viu na ILDA UMA SEGUNDA MÃE!!!!!
    Aliás a casa é dela,espertalhona,um dia se a coisa der para o torto,fica com uma casa nova.
    E havia alguns no blogue que diziam
    que Baltazar ainda não tinha visto a cor ao dinheiro.
    Aqui está a resposta.
    Anónimo | 08.02.2009 | 16.55Hver comentário denunciado
  • Mais um livrinho,hein.Desta vez para quem serão os direitos?
    Realmente este dr Cândido é uma pessoa fenomenal.
    C^ndido Ferreira disse...
    Grande parte da minha vida profissional, foi construída a cuidar de idosos.
    Será que as consultas eram grátis?
    É que as reformas são uma miséria.
    Agora voltou-se para as crianças,rendem mais.
    Gentinha sem escrupulos.
    Anónimo | 08.02.2009 | 16.25Hver comentário denunciado
  • Já fui ao blogue,e agora comento.
    Pronto,o dr Cândido,como não tem filhos não sei se por opção,ou castigo,arranjou agora alguém para sentar no colo.
    Aquilo que dizem aqui para muitos "que não precisam de embandeirar causas,para se sentir gente"vale zero!!!!!
    E quanto ás leis e aos drs,só valem se vos servirem,só prestam se
    vos beneficiarem.
    Graças a Deus,os Gomes nunca precisaram de subsidios,para cuidar da criança.Já o pai biológico!!!!!!!!
    Mais tarde ou mais cedo,e nisso estamos de acordo,a verdade virá ao de cima,contada por quem a viveu
    e ai alguns,não poderão viver com a sua consciência.
    Ana Rita | 08.02.2009 | 16.13Hver comentário denunciado
  • Tem a mania que a criança está a sofrer.
    Já leu o último post do blogue Esmeralda-sim? Leia e medite nas asneiras que a sua mente distorcida vomita.
    Antes de dizer asneiras, informe-se.
    ANÓNIMO | 08.02.2009 | 12.41H
    Aqui está o cerne da questão,a resposta para tudo,Blogue Esmeralda -sim!!!!!!
    As pessoas que aqui comentam a favor de Baltazar,só sabem o que lhes conta o blogue ,sabem tanto como os outros,Nada.
    Querem cócegas nos ouvidos,por isso,para terem razão,creêm
    em tudo o que os "santos " do blogue veiculam,com pompa e circunstância,e querem enganar os outros.
    Defendem as leis quando lhes convém,quando não criticam,
    defendem um homem que deveria fazê-lo sózinho,em detrimento de uma criança,acham-se superiores porque leram os acórdãos e pensam que tudo sabem.
    Mas desde quando os sentimentos se regem por leis?
    Ignorantes são,todos aqueles que apoiam um movimento bloguista,de um senhor que escreve bem,coisas para ignorantes!!!!!!!!
    Anónimo | 08.02.2009 | 14.48Hver comentário denunciado
  • A Sília é ignorante e como tal tem que desculpar.
    Recordo-lhe que não pode haver qualquer adpção se o pai não concordar com ela.
    Por isso o casal gomes fosse bem ou mal aconselhado nunca poderia adoptar. O pai sempre quiz a filha.
    O pai não tem que se sujeitar a testes. Era o que faltava. O seu marido alguma vez se sujeitou a testes??
    Tem a mania que a criança está a sofrer.
    Já leu o último post do blogue Esmeralda-sim? Leia e medite nas asneiras que a sua mente distorcida vomita.
    Antes de dizer asneiras, informe-se.
    Anónimo | 08.02.2009 | 12.41Hver comentário denunciado
  • Alguém comentou e bem:
    “Este casal caiu numa armadilha, se no princípio tivessem sido bem informados e bem acompanhados do ponto de vista jurídico, e accionados os mecanismos legais para a adopção plena de direitos e deveres, tudo poderia ter-se passado de maneira diferente”
    Isto é o que pode acontecer numa adopção plena:
    "Na Adopção Plena. O adoptado adquire a situação de filho do adoptante, integrando-se na sua família, extinguindo-se as relações familiares entre a criança e os seus ascendentes e colaterais naturais.. O adoptado perde os seus apelidos de origem.. Em determinadas condições o nome próprio do adoptado pode ser modificado pelo tribunal, a pedido do adoptante.
    Sabe que não é por uma criança mudar de nome e ser adoptada que perde a sua identidade, se assim fosse as crianças adoptadas seriam “zombies”,
    Se o pai e o casal tivessem que passar pelos testes de avaliação, como nos casos de adopção, acredito plenamente, que a criança ficaria com o casal...
    SILVIA | 08.02.2009 | 12.09Hver comentário denunciado
  • O que os tribunais decidem, nem sempre está correcto. Eles não são Deuses, nem donos de toda a verdade. Os Juízes são seres humanos e cometem erros, e já tivemos provas disso. Este tribunal, como o de 2004, tomou uma decisão errada, na minha opinião e de muitas outras pessoas, inclusive de técnico de saudade, ao dar esta criança ao pai biológico. Se este pai algum vez tentasse adoptar uma criança, duvido que iria conseguir. Porque não reúne condições necessárias, e se for por causa de ele ser pai biológico, então os casais de fertilidade que vão ao bancos de esperma, que se cuidam, pois pode aparecer os donos do esperma, arrepender-se no ano seguinte e pedir a guarda o bebé. Este casal tinha amor à criança sim, e como mãe ou pai, de certeza que não iria acatar à justiça, se achasse que esta criança iria parar num lar sem condições e sabe-se lá bem com que tipo de pessoas. Aliás este pai nem SEQUER fez testes de avaliação, se tivesse que adoptar uma criança, teria que passar por isso obrigatoriamente, mas não ele é o pai biológico…. Triste sistema, que parte do principio que os laços de sangue são suficientes para cuidar de uma criança. A culpa não é só do pai biológico, é também do Tribunal, não avaliou este pai antes de fazer a entrega. Senão já se tinham apercebido o seu carácter e a sua sede de vingança. E quer queira, quer não a ruptura foi brusca, SIM. A verdade é que esta criança é a que está a pagar pelos erros do Adultos. Agora o problema maior é esta falta de contacto da criança, com o casal, ISTO está a fazer a criança sofrer muito, não duvidam disso, mas mais uma vez o Tribunal perfeito está a demorar na decisão. Mais um erro do sistema…mas este pode custar ainda mais caro….
    SILVIA | 08.02.2009 | 11.18Hver comentário denunciado
  • Os "se's" de Silvia.
    Bem pode alinhavar os "se´s" que tiver por conveniente para chegar às conclusões que (pra si) importa veicular. É mesmo um exercício, no caso, cínico e torpe. Estende um tapete de insinuações e nada prova.
    "Este casal não agiu de má fé" - é a sua opinião, não o que os tribunais e em diversas instâncias, deram como provado.
    "Tinham amor à criança" - palavras bondosas, mas não transparece isso do que ficou provado em Trib.
    "Este pai age de má fé.." - conclusão sua preparada com "meticulosa construção", sempre deixando suspeições no ar, sem nada provar. É ver o acórdão e o pelo pai foi dito e quando.
    "Se fosse uma pai preocupado com a sua filha, nunca aprovaria uma ruptura tão brusca" - esta é mesmo a cereja em cima do bolo. Quem obstou ao cumprimento, e de modo reiterado, da sentença do Trib. que regulou o poder paternal foi o casal Gomes, com as práticas e omissões largamente provadas nos acórdãos.
    Pelos vistos não leu isto ou "para si são trocos".
    Supremo Tribunal de Justiça 10JAN08.
    - Os sentimentos manifestados no cometimento do crime e os fins ou motivos que o determinaram:
    o arguido agiu sabendo que quanto mais se prolongasse no tempo a recusa de entrega da menor ao pai, retendo-a junto de si, mais penoso seria para esta adaptar-se à sua família e ao contexto e valores de vida desta. Não obstante a sentença proferida na regulação do poder paternal, recusou-se a entregar a menor e adoptou uma atitude de desdém, de menosprezo pelos sentimentos anseios e expectativas do pai em relação à sua filha, dizendo-lhe directamente "nunca lhe entregariam a filha”.
    Pretendia o recorrente, com a sua conduta, evitar a entrega da menor ao pai e ficar com ela como se sua filha fosse.
    Mas, como se refere no acórdão recorrido, «ao manter uma atitude de não entregar a menor, uma criança, agora já com cinco anos, privando-a do contacto com o pai, e até, em certo momento com a mãe, não permitindo a convivência com a sua génese de sangue, não dando sequer qualquer informação sobre a mesma, deixando até a dúvida de como a criança se encontra física e psicologicamente, tendo este comportamento como de interesse para a criança, como se fosse do interesse de qualquer criança negar-lhe o acesso ao pai, despersonalizando a criança, mudando-lhe o nome, ocultando a origem, revelou um profundo desprezo por um ser humano completamente desprotegido e indefeso» (…) «Como resulta da matéria de facto provada, a conduta do arguido demonstra uma personalidade assente em traços de teimosia, intransigência e frieza, bem como a “falta de ressonância afectiva e de assunção de sentimentos de culpa”, confundindo o seu egoísmo com o interesse da criança.»
    Como refere ainda o acórdão recorrido, «tudo isto para se reflectir que o que o arguido criou para a menor, não foi um estado de encantamento mas um verdadeiro estado de ruptura que, longe de ser no interesse da menor é a forja das desilusões quando a criança se encontrar com ela própria e constatar que até o seu próprio nome era falso.» (…) «Mesmo que este mundo de encantamento fosse o de melhor aparência, o dos ricos, o dos afagos, o do pretenso amor, o choque com a realidade, a perplexidade da criança, quando, e necessariamente acontecerá, se confrontar com a realidade, é de ruptura total, é o de aperceber-se que nunca existiu como ela própria. E isto não é, não pode ser, no interesse da criança.» «O arguido para criar esse mundo ficcionado que lhe permitia reter a menor-vítima não se coíbe de entrar em conflito directo com as normas aceites pela comunidade, com o direito, criando ele a lei que rege esse mundo, aplicando essa lei e executando as normas.»
    Palavras para quê!
    Marta Tavares
    Marta Tavares | 08.02.2009 | 05.26Hver comentário denunciado
  • Bem se podem morder de raiva porque a Ana Filipa morreu e quem a enterrou foi ESMERALDA.
    Anónimo | 08.02.2009 | 03.02Hver comentário denunciado
  • Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa,Ana Filipa
    E isto ela nunca se vai esquecer!!!!!!!!!!!!!
    Bem se podem morder de raiva!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    anónimo | 08.02.2009 | 01.00Hver comentário denunciado
  • Cara Silvia,se puder desloque-se á Sertâ,faça o que diz esse anonimo,porque se calhar ele fala sem o conhecer.
    Fale com quem conhece o dito cujo,mas não aqueles conhecidos recentes.Fale com os mais antigos,com aqueles que o conhecem desde sempre.A maior parte dos defensores
    da desgraça, que se abateu,sobre a vida desta criança,nunca viu o pai biológico,mais gordo,falam sem saber,ouvem e repetem.
    Se fizer isso,vai ter uma bela "história para contar",e digo-lhe desde já,que não é uma história de bem dizer!!!!
    Anónimo | 08.02.2009 | 00.50Hver comentário denunciado
  • Ah Sílvia continua a destilar veneno.
    E a defender as trapalhadas dos Gomes.
    A Aidida não podia dizer que Baltazar tinha abandonado a Esmeralda, porque quando a deu (ou vendeu) ainda nem tinha falado com Baltazar.
    Ninguém podia ter informado os Gomes que Baltazar tinha um passado obscuro, porque além de ser mentira nem se conheciam.
    Mesmo que tivessem amor à criança, nada mas mesmo nada justica a seu posterior comportamento.
    Dizer o contrário é querer branqueá-lo.
    Nunca aprovaria uma ruptura tão brusca!! Mas a entrega estava deciduda desde 2004, desde 2007 que estava determinada uma aproximação gradual. Tal aproximação gradual nunca foi possível por culpa exclusiva dos Gomes, que encheram a cabeça da garota com o lobo mau que queria raptá-la.
    Tenha juízo e não diga barbaridades, azelhices e MENTIRAS.
    Digo-lhe o mesmo que digo a outros: Desloque-se ao local onde reside a Esmeralda e fale com a gente da terra. Logo mudará de opinião, se for pessoa de boa indole ... Porque parece que não é.
    Anónimo | 08.02.2009 | 00.25Hver comentário denunciado
  • Imagina anónimo, alguém lhe entrega um bebé para cuidar, dizendo que o pai não o quer, que o abandonou. O que acharia desse homem, teria uma boa opinião dele, com certeza? E se cruzasse com esse homem, posteriormente, e ele não lhe dirigisse a palavra, e nem olharia para a criança. O que acharia dele? E se fosse informado, que esse homem tinha um passado obscuro, entregaria a menina a quem já tinha amor.
    Este casal, não agiu de má fé. Tinham era amor à criança. Este pai age de má fé, e fá-lo conscientemente, as suas acções falam mais alto que as suas palavras. Se fosse uma pai preocupado com a sua filha, nunca aprovaria uma ruptura tão brusca, como esta cometida. Isto foi um acto de alguém muito vingativo…e o problema aqui não é o casal provar ou não o seu próprio veneno. A questão é obrigar uma criança tão pequena a prová-lo também.
    Esta criança gostava do casal, e isso é de conhecimento público. Por isso, não podem provar, diga o que disser, que esta criança não está a sofrer nas mãos do Baltazar. Ela não sofreu nas mãos do casal, porque ela tomava como sua família. O Baltazar e sua companheira são meros, para já, desconhecidos….E por isso, o que ele está a fazer é muito maquiavélico e muito pior que as atitudes que tomaram o casal Gomes
    SILVIA | 08.02.2009 | 00.11Hver comentário denunciado
  • A dna Natércia pode ser um homem,pois,bem pensado,que estupidez,dna Natércia!!!!!
    E quê?O sr Diogo Amaral,pode ser uma mulher,um gay
    uma lésbica,um transexual,sei lá,uma coisa,que importa isso!!
    Aqui o que importa é,quem disser mais baboseiras ganha.
    Peço,encarecidamente ao Destak,que encerrem,esta m**** de discussão,que isto já cheira mal á distância.
    Obrigado.
    Ana Rita | 08.02.2009 | 00.05Hver comentário denunciado
  • E a identificação aqui interessa alguma coisa? Que estupidez oh srª Natércia. A srª até pode ser um homem.
    Mas se fica mais contente também ponho um nome.
    Gosta deste?
    Diogo Amaral | 07.02.2009 | 22.50Hver comentário denunciado
  • É muito fácil ser anónimo e falar,porque é que não se identificam?
    Natercia | 07.02.2009 | 21.44Hver comentário denunciado
  • Ah! Sílvia isso foi o que fizeram durante anos (6 anos) os vossos endeuzados Gomes .... durante seis anos arredaram a Esmeralda de ver o pai, dizendo-lhe mal dele.
    Vocês pensam que são todos iguais aos Gomes?
    Quem se está a vingar, sae é isso que querem chamar, é a própria Esmeralda ... e não é manipulada como foi durante 6 anos, è porque agora é livre .. coisa que não era com os Gomes.
    O que os Gomes fizeram durante tantos anos (sem que os falsos moralistas nada dissessem) agora algém lhes faz ... e é a própria Esmeralda que o faz.
    Só estão a provar do próprio remédio.
    Shame on you too, and with more reason
    Anónimo | 07.02.2009 | 19.25Hver comentário denunciado
  • Obrigada Sr.ª Dª Maria, realmente estes anónimos não me conhecem. Mas há um frase em inglês que diz “Sticks and stones will break my bones, but names will never hurt me”, ou seja os insultos destas pessoas não me afectam de modo algum. Eu, pela defesa de uma criança, não me deixo intimidar por ninguém. A verdade é que esta criança foi tirada abruptamente do casal que era sua família, e isso é inadmissível. E eu não acredito, naqueles que dizem que a criança está feliz. Falso, nenhuma criança que é tirada a uma família sólida, com quase 7 anos de convivência, pode estar feliz. Ela está a sofrer, e nós sabemos isso. E penso que os que a rodeiam, estão a querer vingar-se, ao tentar sabotar as visitas ao casal. Mas com essa atitude, só demonstram a pouca consideração que têm por esta criança. Um pai que ama uma filha não gosta de a ver sofrer e nunca a usa para vinganças pessoais. Este pai já devia ter levado, esta criança a visitar quem ela conheceu durante anos, como sua família.Será que este pai, quer mesmo a Esmeralda por amor a ela, ou por RESSENTIMENTO. Eu vou ser sincera, eu acho difícil ter tanto amor a uma criança que pouco conhece e que tem um convívio diário de apenas 1 mês. E como tal, acredito que ele ao afirmar que seria a criança a decidir, se haveria ou não visitas ao casal, era já com o intuito de sabotar essas mesmas visitas ao manipular a criança. E assim parecer que esta decisão partiu da criança, o que evidentemente afectaria mais o casal, do que se partisse dele. So, shame on you…...
    SILVIA | 07.02.2009 | 19.05Hver comentário denunciado
  • A Hipocrisia continua. Não é este o Blogue poresmeralda??
    Só porque há uns desmiolados e desmioladas a continuar a chamar a Esmeralda por "Ana Filipa", um nome arranjado por outros desmiolados (os Gomes), e estes são os que pretendem e pretendiam que a Esmeralda voltasse ao cativeiro, tal como vocês, vocês não têm outro remédio senão também defender o indefensável.
    E depois dizem barbaridades tais como:
    "Ana Filipa foi antes de tudo o resto o resultado duma grande nacessidade de protecção. A Ana Filipa foi o resultado de Aidida em desespero não ter recebido algum auxílio dum pai, que na realidade não existia. Não se renomeou uma criança. Antes, deu-se-lhe a oportunidade de uma vida melhor e com tudo a que podia ter direito. Por isso, Ana Filipa nunca foi uma “coisa menor”, mas exactamente o contrário.
    Será crime amar?
    Será pecado enaltecer o amor?"
    Ninguém foi condenado nem será por amar ou enaltecer o amor. Se bem que há amor e "amor". Também se mata por amor, também amando se cometem muitos e muitos crimes, mas agora isso não interessa.
    Dizer que "Ana Filipa foi o reultado da necessidade de protecção e o resultado de Aidida em desespero não ter recebido auxílo dum pai, que ainda não existia" é duma tremenda ingenuidade ou pior maledicência, porque para se proteger quem quer que seja NÃO TEM QUE SE LHE ROUBAR A IDENTIDADE.
    O desespero de Aidida, por outro lado, é uma falácia. Nunca ninguém demonstrou esse desespero e muitas mães com mais dificuldades que ela criaram os filhos. Além disso nunca constou que pedisse ajuda a alguém.
    Toda a vossa conversa não passa de querer branquear o comportamento indigno dos Gomes e branquear as vossas próprias ideias.
    Ninguém com o mínimo de sensatez aceita essas falsas teorias.
    PORQUE NÃO MUDAM O NOME DO BLOGUE PARA SEREM COERENTES??
    (este comentário é publicado aqui a exemplo de outros, devido á censura do Blogue poresmeralda que não os publica)
    Anónimo | 07.02.2009 | 18.12Hver comentário denunciado
  • "Lição de bom Português": não é "estúpidamente" mas sim "estupidamente; não "indminização", sim "indemnização"; não "plageou", sim "plagiou"; não "PREVERSA" sim, "PERVERSA".
    Juntar aos "tratos de polé" uma chusma de impropérios, num escrito tão curto,(de ideias sobretudo...) até que foi obra!!
    Carlos Magalhães | 07.02.2009 | 13.24Hver comentário denunciado
  • A hipocrizia continua. Chamamos nomes doces às crianças, é verdade.
    Eu chamava a minha filha de Tininha (é cristina). Isso é feito e chamado com meiguice.
    Tal como dizer que a Esmeralda é uma pérola preciosa é uma forma de carinho. Ou mesmo compará-la com a força, habilidade ou a doçura de um cavalinho branco e veloz é ainda uma forma de carinho.
    Mas chamá-la de Ana Filipa não é uma forma de carinho, mas uma deturpação da realidade. É uma azelhice, para não dizer malvadez ... igual à que os Gomes tiveram em mudar o nome da Esmeralda.
    Há aqui alguma forma de carinho?
    (ESTA É A RESPOSTA AO ÚLTIMO COMENTÁRIO DO BLOGUE poresmeralda, já que ali não é publicada devido à censura) O Blogue é poresmeralda, mas devem-se ter enganado porque é poresmeraldaanafilipa. Que parvos, meu Deus.
    Anónimo | 07.02.2009 | 02.24Hver comentário denunciado
  • Oh Maria escreveu tanto e não disse nada. Fala em Pérolas? De quais? Rubis?
    Não seja tola. Não vê que enquanto houver tolas a escrever aí e a deitar veneno, eu também não me calo?
    O que eu disse sobre hipocrisia e a pura das verdades. Não sejam hipócratas?
    Deixem a Esmeralda em paz com o seu pai.
    Anónimo | 07.02.2009 | 02.06Hver comentário denunciado
  • Analisemos : Tantos anónimos Dia 6/2
    00:10 - Quem é o anónimo tão ESPERTO que tão estúpidamente apelida os outros do que na verdade É? O saba tudo? O que controla? O que manda?
    Qual foi a sua indminização? DEU OU RECEBEU?. E por acoso conhece a SrªDª Silvia de algum lugar?
    00:18 Também este Sr. anónimo conhece a Srª.Dª.Silvia?
    Que direito lhe assiste tratar esta causa com tanta (a
    sua) mediocridade e desrespeito?
    Se quer pertencer ou já pertence ao grupo dos grandes educadores da "Pérola" que tanto faz crer que defende: RESPEITE-A...
    00:25 - Desculpas?sr.anónimo teremos nós de pedir todos à
    "PÉROLA" que não nos pertence, por tanta falta de respeito ao seu passado,ao seu presente e ao seu futuro...
    10.00 em ponto - Se a Sua personalidade está no nome, porque não assina?... A Persolalidade e a dignidade estão no sentido que damos à nossa Vida...
    As crianças não Julgam. SENTEM e olhe que junto a SI sentir-se-ão desprezadas e pouco DIGNAS!
    13:10 - Plageou algumas frases de outros comentários, mas com esse seu Grande Fascínio pelo H grande, faz de conta que não percebemos quem é...
    17:19 - Puxa...Este sr. anónimo é MAU DE MAIS para ser gente... Um mal amado, com tantas frustrações que nem sabe ler, nem nunca será capaz de amar seja quem fôr.
    Afaste-se da menina.Conhece e sabe bem o que á a maldade e a calúnia. HIPOCRISIA GRANDE E PERIGOSA ? HÁ SIM...
    A SUA!
    18:57 - Tantos Srs. anónimos fizeram fila no horário e juntinhos devem de estar saboreando o fel dos seus sentimentos. Serão eles amigos uns dos outros. Ou com a verdade nos enganam.? Parecem UM Só que no seu desprezo, Medo ou cobardia, Odeiam a ELE ou ELES Mesmos....Lutem por outra "Pérola" ESTA É valiosa demais para tanta riqueza PREVERSA E DESUMANA.
    Maria | 07.02.2009 | 01.37Hver comentário denunciado
  • Eu também estou contra,o Baltazar dar-se ,conviver,partilhar
    (seja lá o que quiserem chamar)seja com os Gomes,ou com qualquer outra pessoa!
    Isso é mau demais,coitados ,castigos desses não se dão,nem ao nosso pior inimigo.
    Anónimo | 06.02.2009 | 18.57Hver comentário denunciado
  • Para a Srª Maria de Lurdes:
    Nos últimos seis anos não a vi fazer apelos aos Gomes para não dizerem mal do pai para a Esmeralda, para não lhe incutirem medo do pai (que ele era o lobo mau e outras coisas piores). Nos últimos seis anos não a vi escrever que se deviam sentar com o pai da Esmeralda e conversarem sobre o futuro dela, não a vi defender que era em harmonia que deviam olhar o futuro de Esmeralda. Não a vi defender para fazerem em conjunto as festas de anos (nos últimos seis anos).
    Só agora é que se lembrou que as duas famílias se devem unir? ISSO É HIPOCRISIA DA MAIS PURA.
    Baltazar não deve juntar-se a ninguém, muito menos a quem o espezinhou ao máximo, a quem tanto mal, a nível psicológico, fez à Esmeralda.
    Quanto mais depressa os Gomes forem esquecidos e não passarem de uma má lembrança melhor para a Esmeralda, a todos os níveis.
    Então se continuam com a mania de lhe chamar "Ana Filipa", como aqui pretendem que aconteça, então é que Gomes ,,, nem vê-los.
    Anónimo | 06.02.2009 | 17.19Hver comentário denunciado
  • Ninguém pede à Esmeralda para branquear o seu passado e muito menos quem a rodeia lhe quer branquear o passado. O passado é dela e ela melhor que ninguém um dia vai julgar esse passado que muita coisa deve ter que só ela sabe e poderá julgar. O casal Gomes acolheu-a (melhor, adquiriu-a) e certamente que lhe deu amor, mas deu-lhe muita coisa mais : medos, tentou virá-la contra o pai, disse mal do pai, e mais que não sabemos etc. etc. e isso ela sabe melhor que ninguém e isso também não será branqueado. Ela, melhor que ninguém, um dia avaliará e julgará.
    Quem somos nós para julgar? Se pouco sabemos?? Quem sabe é ela.
    Mas para reconquistar u seu espaço, está no sítio certo, junto a seu pai, que é um homem com H grande, e certamente vai ajudá-la a ser criança e um dia a ser mulher.
    E a família dela também é importante.
    É que agora já não tem uma vida de "faz de conta", nem uns pais de "faz de conta" nem um nome de faz de conta e isso vai ajudá-la muito.
    (este comentário foi censarado no Blogue poresmeralda por isso coloco-o aqui)
    Anónimo | 06.02.2009 | 13.10Hver comentário denunciado
  • A menina foi registada com o nome de Esmeralda
    - A menina foi entregue ao casal para futura adopção? Não, porque sem o assentimento do pai, não pode haver adopção. A Esmeralda nunca foi adoptável e o casal Gomes sabia disso muito bem.~
    O pai sempre a reconheceu, assim que soube que era ele o pai.
    É uma rotunda mentira dizer que:-uma vez que o pai não a quis reconhecer
    - O casal, crente num futuro risonho para eles e para a menina, intentaram em lhe dar o nome de Ana Filipa aos 3 meses de idade!! -O casal não o podia ter feito, porque sabia que a Esmealda não era adoptável, nem nunca foi.
    - A menina sempre se reconheceu como Ana Filipa: foram 6 anos assim?? Falso. Foram 6 anos com dois nomes pois nunca perdeu o seu nome verdadeiro, de tal modo que Esmeralda devia ter chegado a um ponto de já nem saber quem era.
    Certo é que ela escolhe ficar com o seu nome. Mas nem podia ser de outra forma. Não se muda o nome às pessoas como se elas fossem bichos.
    - Porque é que se tem que apagar 6 anos de memória? Incomodam assim tanto? Claro que sim. Como incomodaria qualquer de nós que fosse chamado sem ser com o seu nome. Mas, mais importante que isso é a vontade da própria Esmeralda em ser chamada pelo seu nome.
    Reipeitemos-lhe a vontade.
    - Não seria nesta altura mais positivo assentar a vida da Esmeralda na coerência do passado e do presente? Não, porque o passado é traumático, e ela quer esquecê-lo, pelo menos as partes màs desse passado.
    E não é chamar-lhe dois nomes (em que um não existe) que ajudamos Esmeralda a recuperar a sua personalidade.
    - Já alguém pensou sèriamente nos possíveis julgamentos que algum dia ela pode fazer? Já, e não é de estranhar que os faça se não lhe respeitarmos a vontade.
    Tenho dito.
    Vocês não pulicam este comentário como não publicaram outros do mesmo teor ... e os outros è que fazem censura. No Blogue poresmeralda é que fazem censura como se vê. Não faz mel ... publico este comentário em outros lugares da net.
    Dado que não é ofensivo para ninguém e só contèm verdades.
    Mas é por conter estas verdades é que é tão incómodo para vós.
    Anónimo | 06.02.2009 | 10.00Hver comentário denunciado
  • O director-adjunto do ‘24 horas’, deu ao seu arroto de hoje o adequado título de Vergonha.
    Com efeito, é preciso ter pouca e fazer de conta que não sabe nada dos factos para, a uma hora destas, insistir no pregão serôdio da sua mágoa por não ver respeitado o interesse da menina. Nem sequer pede licença para o ousio: «[…] A menina foi forçada […] Ainda assim, acredito que se fez justiça. Mas não se respeitou o tal superior interesse da criança.».
    E assim se lavra a verdade, numa espécie de editorial.
    Se continua tão desconsolado, Dr. Pereira, sugiro que recorra ao maravilhoso casal de Torres Novas, o do nós temos tanto amor para dar, agora, pelos vistos, sem ter a quem.
    Mal é que o sequestrem. Ou subtraiam. Devem estar escaldados...
    E eu a pensar que eram mas era mais do que horas de todo esse jornalismo cega e despudoramente assargentado - de sarjeta, também - pedir desculpa pública. Ao pai da menina e ao povo.
    Anónimo | 06.02.2009 | 00.25Hver comentário denunciado
  • Asílvia continua com peninha dos Gomes. Já é dose.
    Ainda não lhes arranjou uma criança?
    Talvez ainda vá a tempo.
    Gente cabeçuda.
    Se o processo corresse termos noutro país que não Portugal, há muitos anos que a filha estava com o pai.
    Mas este caso está no Tribunal Europeu. Vamos a ver o que ele diz.
    Anónimo | 06.02.2009 | 00.18Hver comentário denunciado
  • Oh Sílvia, mas os Tribunais já condenaram aqueles que infringiram sofrimento à criança, embora com outro fundamento.
    Não condenaram qem deu a criança, mas deixe lá, agora também já não interessa.
    A Susana também nãoleu a sentença, que se há-de fazer? Sabe porque é que o Gomes indemnizou o Baltazar? Não sebe?
    xiiiiiiiii---gente estúpida e depravada.
    Deixem a Esmeralda em paz.
    Anónimo | 06.02.2009 | 00.10Hver comentário denunciado
  • Se este caso tivesse realmente seguido para o Tribunal Europeu, talvez o Baltazar e os seus apoiantes, tivessem uma surpresa. Pois acredito, que este Tribunal saberia, o quanto é importante os direitos da criança e não faria uma ruptura tão brusca do casal. E mais, talvez, este Tribunal obrigaria a pagar uma indemnização à mãe da criança, ao casal e à própria criança por abandono.
    E, alguém comentou aqui, que os Jornalistas deviam pedir desculpa ao Pai. Eles não têm nada que pedir desculpa, estão a fazer o seu trabalho, e o seu trabalho implica, informar, denunciar e alertar a nossa sociedade para as injustiças cometidas.
    SILVIA | 05.02.2009 | 23.29Hver comentário denunciado
  • Não vale a pena tentar, desviar o assunto para outros temas. Eu pouco me importa, do caso Freeport, do que o José Sócrates fez ou deixou de fazer, e muito menos o clube que está a vencer as taças de Portugal. Corrupção na política, não falta, e se Sócrates é culpado ou não, isso logo se vê. Mas o Sócrates, já é grandinho, e por isso consegue se defender. Ele tem direitos. Mas com este caso Esmeralda, deparamos com o facto que as crianças não têm direitos. E isso é muito triste.
    As crianças, devia ser a nossa maior preocupação, pois são seres indefesos. Vê-se tantos casos de abandono, de morte, de agressões, de violência sexual feito a crianças. Não, não consigo entender, porque é que estes caso demoram tanto tempo, a serem resolvidos nos Tribunais, quando são muito mais importantes, do que um árbitro corrupto, ou um jogo roubado. No entanto, a nossa sociedade, parece que prefere ignorar, que há muitas crianças, a sofrerem maus tratos. Os Tribunais não condenam aqueles que abandonam, nem aqueles que infligem sofrimento, como está acontecer a esta criança.
    SILVIA | 05.02.2009 | 22.58Hver comentário denunciado
  • A justiça decidiu mal neste caso. Valorizou os laços biológicos , mas considerou a mãe menos biológica que o pai. Quem cuidou da criança foi condenado, quem a abandonou foi indeminizado e recebeu o troféu.E no fim, a criança é que se lixou
    susana | 05.02.2009 | 22.54Hver comentário denunciado
  • Por favor, senhor director do Destak.pt, mande desinfectar este jornal, porque a verborreia e a bílis que NIKITA&Cª despejaram nestes “documentários” conspurcaram-no. Sem ofensa, claro…
    Anónimo | 05.02.2009 | 22.39Hver comentário denunciado
  • Por favor, senhor director do Destak.pt, mande desinfectar este jornal, porque a verborreia e a bílis que Àlvaros&Cª despejaram nestes “documentários” conspurcaram-no. Sem ofensa, claro…
    Nikita | 05.02.2009 | 21.37Hver comentário denunciado
  • O director-adjunto do ‘24 horas’, deu ao seu arroto de hoje o adequado título de Vergonha.
    Com efeito, é preciso ter pouca e fazer de conta que não sabe nada dos factos para, a uma hora destas, insistir no pregão serôdio da sua mágoa por não ver respeitado o interesse da menina. Nem sequer pede licença para o ousio: «[…] A menina foi forçada […] Ainda assim, acredito que se fez justiça. Mas não se respeitou o tal superior interesse da criança.».
    E assim se lavra a verdade, numa espécie de editorial.
    Se continua tão desconsolado, Dr. Pereira, sugiro que recorra ao maravilhoso casal de Torres Novas, o do nós temos tanto amor para dar, agora, pelos vistos, sem ter a quem.
    Mal é que o sequestrem. Ou subtraiam. Devem estar escaldados...
    E eu a pensar que eram mas era mais do que horas de todo esse jornalismo cega e despudoramente assargentado - de sargeta, também - pedir desculpa pública. Ao pai da menina e ao povo.
    Pluvicado pelo Plúvio
    Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009
    Ar

    A Dra. Maria de Belém Roseira tem um fôlego proverbial. Quando engata, é falante para debitar o orçamento geral do estado, e anexos, mais a biografia do Manoel de Oliveira, e netos, antes da 1.ª vírgula. Enfim, uma rapariga nova [28.Jul.1949], cheia de estaleca e tarimba.
    Não menos admirável é o pulmão do Prof. Adriano Moreira [06.Set.1922; um puto, a bem dizer]. Tente, caro leitor, nesta amostra, chegar ao ponto final sem ameaço de dispneia:
    «[...] A querela, que adormece e acorda, do fornecimento do gás russo à União Europeia, agitado ao redor das relações da Rússia com a Ucrânia, tem certamente entre as causas o não esquecido passado histórico de ambas as repúblicas; mas também não é de omitir a pretensão russa de readquirir um respeito satisfatório da parte de todos os países que foram elementos do desagregado império soviético, uma pretensão que inclui conseguir o efeito articulado de recuperar uma igualdade reconhecida pelos antigos adversários da Aliança Atlântica, que inscrevem na sua narrativa do fim do século passado a vitória da queda do Muro de Berlim, com as sequelas políticas das libertações dos satélites. [...]»
    E nesta?
    «[…] Não é sequer pensável que o abuso da dependência venha a implicar uma quebra da paz, mas a urgência de construir uma fronteira amiga a leste da União tem uma evidência alarmante, um objectivo que inclui contribuir para que a Rússia recupere um sentimento de assegurada imagem de potência respeitada, e salvaguardar o interesse que os europeus têm de conseguirem ultrapassar a dificuldade sem deixar desenvolver um pendor para a submissão aos factos. […]»
    Pluvicado pelo Plúvio
    Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009
    «... com dois enormes embrulhos escondidos nas partes íntimas.»

    Olha se a Paula Carmo usasse a unidade de medida da Fernanda Câncio, grande repórter do DN: "... com vários enormes embrulhos escondidos nas partes íntimas”. Guinessebúquico, no mínimo.
    Em suma, a intimidade bem arrumada rende um espaço enorme.
    ___________________________________________________
    Espero que o Detective Cantor não me game esta. Ele não é ordinário.
    Pluvicado pelo Plúvio
    O Jaime Pacheco parece bom homem, se calhar sábio, eventualmente optimista.

    «Se calhar com outra equipa, da forma como jogámos, da forma que trabalhámos, poderíamos eventualmente ter ganho.»
    CF Os Belenenses, 1 – FC Porto, 3
    O tempo de poder, condicional, não dava para mais. Talvez.
    Pluvicado pelo Plúvio
    Domingo, 1 de Fevereiro de 2009
    Sobre José Sócrates, primeiro-ministro

    «[…] Não gosto daquilo que o eng.º José Sócrates representa, dos caminhos ínvios para os quais conduziu a pátria e nos compeliu. Porém, ele é o resultado da nossa imaturidade e da nossa atonia cívica e ideológica. Sócrates não tem convicções. Nós, também não. Vogamos ao sabor das contingências. Sócrates, obcecado pelo seu destino individual, tripudiou sobre o nosso futuro comum. Não gosto dele porque nos fez admitir a política do irremediável.
    Porém, este caso do Freeport fez-me reflectir sobre a natureza da indignidade e os fundamentos da sordidez. Nos últimos três anos, o homem foi acusado de forjar uma licenciatura, de ser homossexual (uma acusação abjecta, com remetente conhecido) e, agora, de estar envolvido numa tecelagem de corrupção. A história escora-se numa trama obscura, mas o estilo caracteriza a procedência. Não pertenço à matilha. As desprezíveis fugas de informação parecem obedecer a um calendário político. Seria Sócrates muito tolo, e não o é, acaso se se deixasse enredar numa teia tão rudimentar e insensata quanto os noticiários no-lo revelam. Creio que esta ruideira não o afectará politicamente. […]»
    - Baptista-Bastos
    «[...] Citando o referido professor [Campos e Cunha, Público, 23.Jan.2009]: "A política pública anunciada só poderia ter (algum) sucesso se o Governo, simultaneamente, cortasse nos grandes investimentos", mostrando conter o seu recurso ao financiamento e reorientando o investimento. E ele esperava ainda que a cimeira ibérica pusesse "um ponto final no TGV para Madrid", isto é, que o primeiro-ministro tivesse um lampejo de bom senso. Manuela Ferreira Leite, que já tinha definido uma posição semelhante quanto ao TGV, explicita identicamente, no Expresso de sábado passado, a correlação entre a descida do rating e "o agravamento dos custos de financiamento das empresas, das famílias e do Estado", o que repetiu no fim-de-semana: "Se o Estado for sufocante e consumir todo o crédito, ficaremos ainda mais pobres. O crédito tem que chegar às empresas e às famílias. "O TGV não terá qualquer efeito na criação de emprego, na produtividade ou na competitividade em 2009 e 2010, anos de grande agudização da crise. Ou melhor, só terá o efeito perverso de cercear grandemente as possibilidades de o Estado recorrer ao crédito para fazer face aos problemas.
    A questão mostra a que ponto vai a irresponsabilidade de José Sócrates.
    Este primeiro-ministro corresponde muito mais ao tipo do finório vivaço do que ao do governante competente.
    Concebe a governação como um desenrascanço permanente e mal escrutinado, com a orquestração sistemática de uma propaganda desenfreada apontando às eleições. Toma medidas sem critério, faz anúncios precipitados, ri-se muito para a televisão, julga que navegar à vista é a melhor maneira de resolver os problemas. [...]»
    - Vasco Graça Moura
    «[…] só posso ser testemunha abonatória de José Sócrates: ele é o melhor primeiro-ministro que já tive. […]»
    - Ferreira Fernandes
    Escrevem bem os 3. Pena que o Vasco Graça Moura, excelso na língua, em línguas, óptimo na arte trovadoresca [não tanto na romanesca], melómano ímpar, bom a esgrimir Direito, cegue * a falar de político-partidarice, quase digno de comiseração quando saliva e dá à cauda pelo dirigente social-democrata do momento. Agora, é pela Manuela. Mais 4 anitos na Europa estão garantidos.
    O B-B e o FF, ao menos, não dão à cauda.
    Ai, Manuela.
    * Leia-se isto.
    Pluvicado pelo Plúvio
    Sábado, 31 de Janeiro de 2009
    A jornalista Paula Freitas Ferreira,

    do '24 horas', titular da carteira profissional n.º 5881, presumivelmente formada numa universidade portuguesa, é pessoa para dizer no seu inner circle “não podem haver enganos”; é lá com ela. O pior é que, com o extermínio dos revisores de imprensa pelos empresários da imprensa, toda a gente fica a saber que a Sra. Dra. diz “não podem haver enganos”. Paciência.
    Mas o que me traz nem é tanto isso.
    Adivinhe, caro leitor, de que locais se atira habitualmente um praticante de BASE… Voilà, basicamente desses. Só podia, não é, Paula?
    Pluvicado pelo Plúvio
    Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009
    A Dra. Fernanda Câncio,

    sempre ela, não há quem a canse, brindou hoje os fregueses do DN e do jugular com uma hidromassagem, perdão, criptomensagem no seu esplendoroso jacúzi.
    Do 'j’accuse' inicial ao 'repto' final, a hábil Câncio gasta 380 palavras a falar de 2 que não nomeia: Freeport, Sócrates. Ficava-lhe muito mal nomear, a gente entende e, desta vez - a moça tem vezes, que diabo! -, até concordo com ela. As hostes da Manuela espumam de velhacaria e regurgitam de esperança...
    «[…] libelo contra um sistema judicial corrupto e uma opinião pública contaminada pela manipulação da verdade e pelos seus preconceitos […] através de uma campanha mediática "abominável” […].», pois.
    Isto da «opinião pública contaminada pela manipulação da verdade e pelos seus preconceitos» faz-me despertar uma vontade irreprimível de jacusear também. Com nomes: é, ainda, o ‘caso Esmeralda’.
    Agora, que a menina, saudavelmente junto do seu pai e da sua família, se encontra finalmente inserida na ordem natural das coisas e da justiça, ao fim de 6 anos de sequestro e subtracção - quem sabe, de maus tratos psicológicos - por parte de 2 chicos espertos já condenados, seria esperável, no mínimo, um pedido de desculpa dos encartados, famosos e influentes bons corações que, mormente nos últimos 3 anos, dizimaram florestas com manchetes, incendiaram audiências, comoveram o país, numa afrontação raramente vista da verdade dos factos e da razoabilidade da justiça, na glorificação insane de um casal egoísta e criminoso e na crucificação leviana, pública, de um pai privado da sua filha, por sua vez, privada do amor do seu pai.
    Entre outros e por ordem aleatória, plumitivos, búzios e palcos que, conforme li, ouvi e vi, vieram fomentando, com grau diverso de empenho, interesse ou desinteresse, conhecimento ou ignorância, a contaminação e a manipulação da opinião pública,
    J'accuse
    Fernanda Câncio - Fátima Lopes - Manuela Eanes - Maria Barroso - Dulce Rocha - Luís Villas-Boas - José Cid - Filipe La Féria - Carlos Castro - Maria José Nogueira Pinto - Januário Torgal Ferreira - Ribeiro e Castro - Eduardo Sá - Isabel Stilwell - Fátima Campos Ferreira - Inês Pedrosa - Lídia Jorge - Catalina Pestana - Ana Gomes - Patrícia Silva - Margarida Neves de Sousa - Rita Marrafa de Carvalho - 24 horas - Correio da Manhã - Jornal de Notícias - Nova Gente - SIC - RTP.
    Anónimo | 05.02.2009 | 19.41Hver comentário denunciado
  • este fórum só continua porque a decisão foi contrária á vontade do editorial do destak...mais nada. Caso contrário, já tinha caído no esquecimento! Sem papas na língua!
    Alberto | 05.02.2009 | 14.34Hver comentário denunciado
  • Este forum já não tem razão de existir.Esta questão está encerrada.A menina está no lugar certo. Fim da questão.
    ponto | 05.02.2009 | 14.21Hver comentário denunciado
  • A Dona Sílvia merece uma respostas mais adequadas:
    1º. O Tribunal dispensou os serviços médicos estatais porque ficou provada a falta de competência tanto da peido-psiquiatria de Coimbra com de Santarém. Leia os despachos e o teor das cartas enviadas a tais serviços. E veja as razões do nomeação da pedo-psiqiatra Ana de Vasconcelos. E NÃO DIGA DISPARATES.
    2º O Tribunal não dispensou os apelos da mãe biológica, se bem que faria bem em dispensá-los, já que eram apelos para entregar a Esmeralda aos Gomes. O Tribunal debruçou-se sobre um requerimento do pai e entendeu, e bem, deferi-lo.
    3º A decisãoda entrega concretizou-se antes do julgamento da Adelina por pura coincidência, já que não foi a mesma juíza a proferir o despacho da entrega e a fazer o julgamento. Só sei é que a entrega foi demasiado tarde, pois deveria ter sido muito, muito mais cedo, até para evitar maiores traumas à Esmeralda.
    E se os Gomes fossem cumpridores das Leis, que não são, tal entrega deveria ter sido feita há quatro anos atrás.
    Tudo o mais que diga são tretas ou desculpas de mau pagador, de mau cumpridor das leis e das normas em socidade
    Já não há pachorra ,,, a desculpar dois criminosos.
    Dona Sílvia tenha tino e acabemos com o circo mediático.
    Álvaro | 05.02.2009 | 13.53H
  • ó Silvia, deixe-se de perguntas, e vá directa ao óbvio: o baltazar perfilhou a filha com um ano PORQUE A MÃE A ENTREGOU A DESCONHECIDOS....uma coisa é a menina estar com a mãe e ele, não querendo estar com a mãe, desistiu, digo eu, de estar com a filha (o que não implica que não a amasse)outra completamente diferente é ver que a filha vai ser entregue a pessoas que não têm nada a ver com a menina!! compreende??
    Alberto | 05.02.2009 | 10.14Hver comentário denunciado
  • ACABEM LÁ COM ESTA HISTÓRIA!!!!!!!ISTO JÁ CHEIRA MAL,DEIXEM A MENINA EM PAZ!!!acabou o shOW!!!!!!
    paulo catraio | 05.02.2009 | 02.11Hver comentário denunciado
  • Eu acho que este caso, está muito mal contado, e às vezes questionam-me se as decisões do Tribunal não foram premeditadas, a partir do momento que o Sr. Baltazar ameaçou, apresentar queixa no Tribunal Europeu.

    Porque é que o Tribunal “dispensou” um serviço de médico estatal, e nomeou uma pedopsiquiatria, que alegadamente, já tinha manifestado em publico a sua posição em favor da criança junto com o pai biológico?

    Porque é que o Tribunal defendeu laços biológicos, e ignorou por completo, os apelos da mãe biológica?

    Porque é que, esta decisão da entrega da criança, se concretizou, pouco tempo antes do julgamento da Dª Adelina
    Dá-me a impressão que isto tudo foi planeado, e ao condenar a Dª Adelina a uma pena semelhante ao do marido, ou seja 2 anos de prisão com pena suspensa, obrigaria a que o casal não “lutasse” mais pela guarda da filha. E ao mesmo tempo, julgo, foi uma forma que o Tribunal encontrou, para dar uma falsa ideia de “justiça” as pessoas que não queriam ver a mãe afectiva presa, e que se diga de passagem são muitas pessoas.
    O mais triste é a desculpa que o tribunal dá ao afirmou no despacho que "...o pai perfilhou a criança quando ela só tinha 1 ano" o que dá entender que deixar um filho à sua sorte durante 1 ano é pouco tempo.
    SILVIA | 04.02.2009 | 23.22Hver comentário denunciado
  • pois....de certezas como essa sua, está o mundo cheio, você incluído....mas enganou-se, desta vez...
    Alberto | 04.02.2009 | 12.32Hver comentário denunciado
  • Ás tantas,neste paraiso á beira mar plantado,que sabemos nós,pobres mortais sem poder!
    Na certeza porém,sr Alberto,Que ainda que assim fosse,penso que os juizes,serão pessoas de nivel,da chamada
    "high society",e que não dizem asneiras,umas atrás das outras.
    Há lá muito para lêr,mas como tenho quase,senão a certeza
    absoluta que o sr,vai lá de vez quando,deve estar a par ,do que se passa e saber mais do que eu.Obrigado
    Anónimo | 04.02.2009 | 12.18Hver comentário denunciado
  • ó ANONIMO: só uma pergunta: já se deu ao trabalho de verificar se os Juízes que decidiram o caso, também estão no blogue??obrigado...
    Alberto | 04.02.2009 | 11.45Hver comentário denunciado
  • Isto passou-se no blogue Esmeralda sim!
    Anónimo disse...
    Eu sempre defendi os direitos do Baltazar como pai e pelo seu direito como tal, no entanto, por favor contenham-se ao acusarem o casal Gomes de maltratarem a miúda porque não se sabe se isso é verdade ou não, ok, se o quiserem publicar publiquem, se não quiserem , não publiquem o importante é que vocês o leram, mas este comentário serve mais para quem tem vindo comentar destilando ódios nem sequer é dirigido aos autores do blog em si.
    3 de Fevereiro de 2009 18:04
    Anónimo disse...
    Aqui não se destila ódio a ninguem... mas não se pode aceitar que haja uns tantos autênticos arruaceiros da "high society" mais um sargenteco e respectiva companheira a gozarem de tudo e de todos impunemente... é o que não se aceita...
    Por isso é que foram condenados...
    embora suavemente condenados...
    e... mesmo assim... não desistem!!! É obra!!!
    Mas afinal... quem se julgam eles? Pensam que ainda estão no tempo da Inquisição??? Ou no tempo "da outra senhora"???
    4 de Fevereiro de 2009 4:36
    Já que dizem ser acusados injustamente,de destilar ódios,e de censurar,gostaria que publicassem,a resposta ao sr anónimo que escreveu o comentário,acima,aqui vão uns quantos exemplos da boa educação, dos apoiantes do blogue.
    Anónimo disse...
    Bom dia Dr. Cãndido Ferreira,
    Então ninguém gos Gomes teve a coragem de debater com o dr. a causa »Esmeralda».!!!!
    Para essas pessoas do blá blá blá e que na hora certa têm medo de assumir as verdades eu chamo-lhes de cobardes e com todas as letras.
    Anónimo disse...
    Pá estou aqui revoltado, esse sargento é cá um cara de pau, mentiroso, filho da...
    O Mario Crespo bem Apertou com ele, houve alturas em o o Sargenteco da bosta até se engasgava. Meu Deus Que raio de mentiroso, sacana , tadinho não sabia como se adoptava uma criança, não deu dinheiro nenhum a brasuca, só viu o baltazar 3 vezes e sempre no tribunal, digo-vos um gajo desses, se fosse minha filha um dia ele aperecia era na sargeta, sim senhora na sargeta todo feito num oito, esse canalha
    JM Porto
    19 de Janeiro de 2009 23:09
    Nina disse...
    Boa noite!
    Que valente atestado de burro o Snr. Luís Gomes passou a si próprio!!!Ficava-lhe muito melhor ter assumido a verdade..e o Snr. Mário Crespo não lhe perguntou porque razão mudou ele o nome á menina...se lhe tivesse perguntado o homem desmaiava...lol.
    O Aprendiz de Jurista disse...
    Olá,
    Do pouco a que consegui assistir, vi um sujeito cobarde, mentiroso, de modo patético e infantil, a responder com bugalhos quando lhe perguntaram sobre alhos.
    Anónimo disse...
    Não tenho televisão por perto e na net ainda não existe nenhuma referência á pena aplicada á lagarticha. Alguém me pode dizer se já há novidades? Vamos ou não ver a lagarticha pagar pelos crimes que cometeu? Mulherzinha arrogante... pobre Esmeralda que viveu com ela
    ESTÁDITO... disse...
    ESTÁDITO...
    Pena suspensa? Os dois "maravilhas" com pena suspensa???
    Será que aguentarão este tempo todo de "pena suspensa"??? Não acredito! De tão estúpidos que são, tipo "loiras das anedotas"... vão fazer algumas asneiras... e "xelindró" com eles...
    Espero que a resposta seja do seu agrado.
    Se não publicarem, este comentário.
    Pensam que ainda estão no tempo da Inquisição??? Ou no tempo "da outra senhora"???
    Realmente,as coisas que se fazem,em nome duma criança!!!!
    Anónimo | 04.02.2009 | 11.33H
  • A Maria de Lurdes já o disse e repito: Continua a chamar a Esmeralda de Esmeralda/Ana Filipa.
    Pode dizer tudo todo o que quiser ... menos chamar coisas à Esmeralda, nomes que ela não tem, nem quer ter.
    Irra que já chateia. Quando é que as pessoas se apercebem de que estão a ser manipuladas e falsas.
    Assim, a senhora não está a querer o bem de Esmeralda, mas sim o mal, porque está a querer mudar-lhe a identidade, COISA QUE ELA, A ESMERALDA, NÃO QUER.
    Continue a dizer o que bem entender, mas aprenda que o nome da pequena é ESMERALDA PORTO NUNES e não outro. Se não o fizer .... está a querer muito mal, muito mal mesmo, a Esmeralda.
    Álvaro | 04.02.2009 | 09.33Hver comentário denunciado
  • Penso que já é tempo de PARARMOS.É próprio do ser humano querer GANHAR. Se como todos dizem o que nos move é o BEM ESTAR e a Felicidade da pequenina ESMERALDA/FILIPA poderíamos por respeito a ELA, calar o nosso sentimento de querer Vencer palas palavras. Aqui foram partilhadas ideias, testemunhos, visão mais ou menos teórica dos acontecimentos, discursos cheios de conteúdo e de saber, mas relendo tudo tomamos consciência de que quem certamente GANHOU em quantidade de comentários, PERDEU EM EXPRESSÂO DO AMOR QUE APREGOOU.
    FOI E É POR AMOR À ESMERALDA/FILIPA, aos pais que a assumiram sem nada pedirem em troca, e porque não a pensar no sr.Baltazar que a SEMEOU SEM AMOU, mas que na sua atitude mais coerente de Pai agradecido será capaz de uma GRATIDÃO ETERNA por ter recebido pela LEI DOS HOMENS que por vezes tem dois pesos e duas medidas, uma menina linda de olhos e cabelos castanhos que serão também o seu elo para com AIDIDA A SUA MÃE BIOLÓGICA. SE ela a tivésse magoado ou a tivésse destruído, HOJE NINGUÉM A RECLAMAVA COMO SUA. E assim SERÁ... NINGUÉM È DONO DE NINGUÉM e ficou provado que houve faltas, desamores, ofensas de todas as partes. ATÉ nós. Estou certa que por maioria não os conhecemos e perdemos horas da nossa vida a culpabilizar apenas porque queremos AFIRMAR O QUE SOMOS E O QUE TEMOS DENTRO DE NÓS MESMOS. A ESMERALDA, A ANA FILIPA, é UMA SÓ E POR MIM GOSTARIA QUE PERMENECESSE INTEIRA, JUNTO E PARTILHADA POR TODOS OS QUE AFIRMAM QUE A AMAM. TODOS TERÃO DE FAZER CEDÊNCIAS, TODOS TERÂO DE ABDICAR DE SI PRÓPRIOS EM FUNÇÃO DO DEU CRESCIMENTO E DA SUA CAMINHADA PELA VIDA. Porque será que nos custa tanto perceber que a MENINA PRECISARÁ, agora mais que NUNCA de TODOS. A ESMERALDA ANA FILIPA TEM AGORA DUAS FAMILIAS QUE A AMARAM E QUE A DESEJARAM. Só o AMOR PARTILHADO PODE Pôr a VIDA EM MOVIMENTO e iluminar a SUA VIDA.
    Ela é tão pequenina, precisa dos PAIS e das MÃES e ILDA para CRESCER E SER MULHER CORAJOSA, VELOZ E DELICADA COMO OS CAVALOS (que o seu nome oferecido simboliza, e terá que SER A PÉROLA PRECIOSA (herança também oferecida, simbolizando a sua ligação á MATRIARCA(avó paterna). Os laços de sangue correm nas nossas veias da mesma côr e no Mundo actual as dádivas de UM CORAÇÃO OU DE OUTRO ORGÃO NUNCA FORAM RAZÃO PARA CRIAR DESUNIÃO. O SANGUE derramado nestas dádivas, não TÊM NOME NEM NÚMERO; NEM DONO.SÃO GESTOS MISTERIOSOS DE GRATIDÃO DOS QUE PARTIRAM, para que OUTROS CONTINUEM A PERCORRER O SEU CAMINHO.
    Não alimentemos mais discursos que nos afastem deste AMOR:= À ÚNICA E PODEROSA FORÇA CAPAZ DE TRANSFORMAR UM "INIMIGO" NUM AMIGO SINCERO......
    QUA A PAZ E A ESPERANÇA ALIMENTEM OS NOSSOS PENSAMENTOS EM DESEJOS DE UNIÂO E FRATERNIDADE... DEIXO-VOS ESTE PEDIDO PELA PEQUENINA PÉROLA QUE VAI DIA 12 FAZER 7 ANOS DE VIDA. SEJAMOS CAPAZES DE OS MOTIVAR À FESTA QUE ELA MERECE... TODOS, MAS TODOS,
    COMO SE FOSSEM UM SÓ...
    Maria de Lourdes | 04.02.2009 | 03.00Hver comentário denunciado
  • E depois, além disso, ainda vêm com comentários estúpidos.
    1º A Esmeralda não está entregue a um grupo de pessoas. Está entregue apenas e só a seu pai. E convive com a sua família. Eu não faço parte desse grupo. Portanto é um comentário ridículo esse.
    2º Quem não se importa com Esmeralda é quem lhe chama nomes como "Ana Filipa", quem pretendia que o calvário de Esmeralda e de todos os intervenientes continuasse para gáudio não sei de quem.
    3º Quem tal decidiu foi uma Juíza com base em pressupostos e depois de analisar todo o processo e na posse de mais elementos que todos nós.Uma Juíza que não se deixou intimidar pelo circo mediático montado pelos Gomes à volta deste caso.
    4º.Esmeralda está rodeada por gente (pai e família) que a ama muito e não é a Anabela que pode tecer opiniões sem nexo, como dinheiro e protagonismo o que só demonstra ingenuidade ou malvadez.
    Ingenuidade porque sabe perfeitamente que o Gomes só foi obrigado a pagar uma indemnização porque cometeu um crime de subtracção de menor e deu azo a muitos gastos (nem todos foram ressarcidos), e isso foi muito depoois de Baltazar estar a lutar pela filha e muito depois de o Tribunal lhe dar razão. Portanto a filha não teve nada a ver com a indemnização.
    Protagonismo de quem? Meu? Ninguém sabe quem sou, nem interessa. Sou apenas um cidadão, que pugna pelo que é
    justo.
    Portanto só para dizer que há comentários que melhor seria se o seu autor estivesse calado, nâo é Anabela?
    Cuide-se
    Álvaro | 03.02.2009 | 21.03Hver comentário denunciado
  • A Anabela podia ajuizar se tivesse juízo ... mas assim podia era tar caladinha.
    Que raio de pessoas ... não sabem comentar sem se dirigir aos outros.
    Sabem porquê? Estão ressabiadas.
    Álvaro | 03.02.2009 | 20.41Hver comentário denunciado
  • Esmeralda está entregue a um grupo de pessoas que não se importam de destruir a criança, para receberem em troca dinheiro, uns, e protagonismo outros. Veja-se o exemplo do "sr" alvaro para ajuizar sobre o tipo de pessoas a quem a criança foi entregue. Pobre criança nas mãos dessa gente. Quem tal decidiu devia ser condenado.
    anabela L | 03.02.2009 | 19.48Hver comentário denunciado
  • A petição é válida,para todos os que sériamente estão preocupados,com o futuro desta criança.
    Não no sentido pejorativo,como muitos podem pensar,mas sim, porque alguém que de repente é arrancado do seu meio
    familiar, irá deixar de sofrer sequelas.
    Manifeste ou não esta criança está a sofrer,e oxalá eu um dia pudesse dizer o contrário.
    Portanto,ninguém é obrigado a assinar,mas pelo menos a respeitar devia ser.
    Natércia | 03.02.2009 | 14.53Hver comentário denunciado
  • Cara Marta, Tavares,
    Não deve utilizar a forma para subverter o conteúdo. Isto é, não pode branquear todas as utilizações pouco próprias dirigidas à petição com uma característica formal do instrumento.
    Em termos práticos: Se a Marta Tavares vir alguém num transporte a roubar uma pessoa que tem a mala aberta, desculpabiliza o ladrão? Também roubava porque a mala estava aberta?
    É assim com a Petição. Não se vai exigir nada. Não se vai recorrer à justiça. Não se vai julgar ninguém.
    Por outro lado, a forma de petição é tão sòmente um instrumento de consulta e, ou se concorda com o texto, ou não. Se se concorda, dá-se o nome e o BI. Se não se concorda, não se assina.
    Leu o texto da Petição? Apenas se pede uma reflexão séria sobre o que está a contecer a Esmeralda. Não se acusa ninguém de nada.
    Proponho-lhe antes uma reflexão mais séria sobre o conteúdo da Petição.
    Maria Macedo | 03.02.2009 | 14.17Hver comentário denunciado
  • pois é anonimo, mas a mim não me apanha você nessa linguagem, e má educação, se procurar bem, há em todo o lado!!que prepotência!
    Alberto | 03.02.2009 | 13.50Hver comentário denunciado
  • Dna Marta Tavares,aqui vão uns quantos exemplos da boa educação, dos apoiantes do sr Baltazar:
    Anónimo disse...
    Bom dia Dr. Cãndido Ferreira,
    Então ninguém gos Gomes teve a coragem de debater com o dr. a causa »Esmeralda».!!!!
    Para essas pessoas do blá blá blá e que na hora certa têm medo de assumir as verdades eu chamo-lhes de cobardes e com todas as letras.
    Anónimo disse...
    Pá estou aqui revoltado, esse sargento é cá um cara de pau, mentiroso, filho da...
    O Mario Crespo bem Apertou com ele, houve alturas em o o Sargenteco da bosta até se engasgava. Meu Deus Que raio de mentiroso, sacana , tadinho não sabia como se adoptava uma criança, não deu dinheiro nenhum a brasuca, só viu o baltazar 3 vezes e sempre no tribunal, digo-vos um gajo desses, se fosse minha filha um dia ele aperecia era na sargeta, sim senhora na sargeta todo feito num oito, esse canalha
    JM Porto
    19 de Janeiro de 2009 23:09
    Nina disse...
    Boa noite!
    Que valente atestado de burro o Snr. Luís Gomes passou a si próprio!!!Ficava-lhe muito melhor ter assumido a verdade..e o Snr. Mário Crespo não lhe perguntou porque razão mudou ele o nome á menina...se lhe tivesse perguntado o homem desmaiava...lol.
    O Aprendiz de Jurista disse...
    Olá,
    Do pouco a que consegui assistir, vi um sujeito cobarde, mentiroso, de modo patético e infantil, a responder com bugalhos quando lhe perguntaram sobre alhos.
    Anónimo disse...
    Não tenho televisão por perto e na net ainda não existe nenhuma referência á pena aplicada á lagarticha. Alguém me pode dizer se já há novidades? Vamos ou não ver a lagarticha pagar pelos crimes que cometeu? Mulherzinha arrogante... pobre Esmeralda que viveu com ela
    ESTÁDITO... disse...
    ESTÁDITO...
    Pena suspensa? Os dois "maravilhas" com pena suspensa???
    Será que aguentarão este tempo todo de "pena suspensa"??? Não acredito! De tão estúpidos que são, tipo "loiras das anedotas"... vão fazer algumas asneiras... e "xelindró" com eles...
    Quem quiser apreciar toda uma panóplia,de maldizer,injurira e ofender,pode por favor,dirigir-e ao denominado ainda,Esmeralda-Sim,porque isto é uma pequenissima amostra.
    Sem mais,obrigado.
    Anónimo | 03.02.2009 | 13.48Hver comentário denunciado
  • Ninguem disse k a menina foi maltratada, nem k lhe faltou alguma coisa, mas isso ker dizer k se pode fazer o k o casal fez???se fosse consigo, anonimo, o discurso seria igual? qualquer pessoa pode errar e ter direito a ser perdoado, o Baltazar, caso seja esse o caso, tambem pode ter uma nova oportunidade, mais nada!!
    Alberto | 03.02.2009 | 12.46Hver comentário denunciado
  • No caso, casa Pia,também há srs doutoures advogados
    médicos,ilustres desta sociedade.
    Se ,por acaso este casal não se cruzá-se,na vida de
    Esmeralda,já que o pai deixou passar um ano,até lhe dar na real gana,a procurá-la,poderia perfeitamente ter sido institucionalizada(porque a mãe não tem capacidade, nem a
    quis)se calhar numa qualquer casa,Pia ou outra.
    Seria hoje Esmeralda ,a criança que é(dito por todos,inclusive
    pelo esmeralda sim)educada,com boa cabecinha,inteligente ,
    faladora,etc??
    Quem foram os educadores até agora?
    Tão maus que são (palavras de uns ,poucos)criminosos,maltratadores,e outras acusações mais fortes?
    Por acaso alguém acha, que a Esmeralda,quando aparecia com os pais,andava suja,maltrapilha,com ar de fome?
    O que eu e outras pessoas sabemos e vimos,foi uma menina mimada ,amada,e a quem nada faltou,nada!
    Eu assim como outras pessoas(muitas)não defendo srs doutoures,advogados,médicos e afins,que se valem do estatuto,para pisar,violentar,ou desrespeitar,ou calar quem quer dizer a verdade.Verdadeiros criminosos,esses sim.
    Mas digo ,que (criminosos como vocês lhes chamam)apoiarei
    incondicionalmente,tanto este casal,como todo aquele que para proteger uma criança se torne fora da lei!!
    Anónimo | 03.02.2009 | 12.34Hver comentário denunciado
  • Tantas opiniões desmioladas. Mas nada disso interessa. O que interessa realmente é que Esmeralda está onde há muito devia de estar :-Com o Pai.
    Não importa o que digam, não importam petições absurdas e com falta de credibilidade.
    O que importa realmente é que uma filha está com o seu pai.
    Portanto, podem estrebuchar, podem ficar raivosas ,,,, nada disso vai mudar a situação.
    E o que importa para a posteridade, não é o que dizem muitas cabeças desmioladas .... é o que está escrito em conclusões NO TRIBUNAL. E isso que conta e é isso que um dia a Esmeralda vai saber ... mas o mais importante já sabe, sabe que tem um pai que nunca desistiu dela.
    O resto que digam ou façam, não importa.
    Podem chamar-me nomes que não me afectam. Eu é que sei quem sou, o que sou, porque sou e como devo ser no futuro.
    Não é com atoardas que convencem ninguém e menos quem está convencido da razão, da justeza e da justiça da posição que defende.
    Não queiram vitimizar agora os Gomes, quando eles fizeram durante tantos anos o Baltazar de vítima e a pequena Esmeralda de arma contra seu pai.
    Haja decoro.
    Álvaro | 03.02.2009 | 12.03Hver comentário denunciado
  • Não sou muito dada a "responder" a respostas, mas hoje apetece-me. MARIA MACEDO optou por não "responder" à questão que levantei. Está no seu direito, até porque nada lhe pedi. Engana-se, não sou que atribuo pouca credibilidade à "petição". Não vá por aí, que somos todos crescidinhos! É ela própria que se descredibiliza ao não ter nenhum mecanismo de validação. Não há nenhum controlo que previna/certifique a veracidade dos dados inscritos: quer sejam nomes, e-mails ou BIs. Assim sendo, as duplicações ou múltiplas entradas de uma só pessoa são possiveis - e reais. Vai-me desmentir?!
    Quanto a NINA, só chamo a atenção dos que passam por aqui ao tipo de linguagem que dali saiu. Afinal quem ofende quem nesta história?!
    Marta Tavares | 03.02.2009 | 11.54Hver comentário denunciado
  • tá tudo trocado. e os defensores do sargento e da raptora, que querem fazer uma petição a favor deles, devem ser os mesmos que acreditam na inocencia do carlos cruz, do bibi, e sei lá que mais.....vão se catar também (resposta óbvia, d. nina)!
    Alberto | 03.02.2009 | 11.02Hver comentário denunciado
  • dúvidas na opinião que emito.
    Para a MARTA TAVARES | 03.02.2009 | 10.39H- Por favor, tire as teias que tem no cérebro e as vendas que provavelmente deve ter nos olhos. Veja bem, se não é às custas dos "pais de faz-de-conta" que muitas crianças sobrevivem, tal como esta. Um pai que agora recebeu um prémio da justiça, ao invés de o condenar por ter renegado a filha que fez com a namorada, a quem denomina agora “prostituta”, e a quem o mesmo abandonou com ela (filha) no ventre. Por isso, vão-se catar com os vossos argumentos desprovidos de moral. Os defensores desta decisão, que até lhes deve servir de “orgasmos” devem ser os falsos moralistas que vão muitas vezes à missa, para logo irem pecar.
    Nina | 03.02.2009 | 10.58Hver comentário denunciado
  • Cara Marta Tavares,
    Os termos formais da petição: pedem que se introduza o nome e o Bilhete de Identidade. A muita ou pouca credibilidade que lhe atribui advém apenas da falta de carácter de alguns indivíduos, que não concordando com os termos da petição, optaram por deliberadamente procurarem uma forma de falsear o processo e “despejar” insultos, que na verdade apenas os insultaram a eles mesmos. Mostraram bem uma mentalidade despojada de qualquer dignidade.
    Já todos sabíamos que se estava a desenvolver em Portugal a geração do “faz de conta”, onde tudo se faz para enganar a lei e onde a felicidade surge na fuga à realidade. Foge-se até onde se pode, esconde-se até se poder, engana-se enquanto é possível.
    Mas que pobreza …
    Maria Macedo | 03.02.2009 | 10.55Hver comentário denunciado
  • ainda bem que a JUSTIÇA vai funcionando, doa a quem doer.
    Alberto | 03.02.2009 | 10.52Hver comentário denunciado
  • Pois bem, MARIAPETRA. fala duma petição e convida à sua assinatura. Mas que é afinal aquela petição em termos formais? Obedece a requisitos de preenchimento VALIDADOS, que assegurem alguma credibilidade/fiabilidade? A resposta é um rotundo NÂO!! E não é por eu o dizer, é por ser mesmo assim. Certo é que a petição aceita um nome, qualquer que ele seja, a que se junte um e-mail, qualquer que ele seja, e um qualquer número por BI. A partir destas bases, sustentar-se que se está perante uma petição "construida seriamente" e que o número de assinantes tem alguma coisa a ver com qualquer realidade VALIDADA, é mesmo uma extrapolação abusiva. Não existe ABSOLUTAMENTE (as maiúsculas, foi tique que terei apanhado da dita senhora...) nenhuma validação. Um dado nome, o meu Marta Tavares, qualquer um o pode escrever e acrescentar o e-mail que "lhe vier à cabeça" existente ou não e um pseudo "BI" composto pelos algarismos do totoloto ou euromilhões que o "sistema" ACEITA tudo. Melhor dizendo nada controla, nada valida. Porque que se convida então pessoas a alinhar numa "petição" com esta "ausência de validação formal dos elementos identificativos" ? Uma das respostas possíveis é que à pala de um registo, se pode acresentar um texto. É o tal mimo de que MARIAPATRA fala. Ou seja, a juntar ao que foi a vida da criança até há bem pouco tempo, com "pais de faz-de-conta", nome de "faz-de-conta" vai ter agora também uma petição na mesma linha.
    Marta Tavares | 03.02.2009 | 10.39Hver comentário denunciado
  • Concordo e subscrevo o comentário do Sr./ª ANÓNIMO | 03.02.2009 | 01.24H. Ainda bem que há gente sensata que não deixa cair este caso no esquecimento. A cegueira teimosa e o fanatismo incontrolado de Alvaros&companhia vangloriando-se de uma decisão judicial. Decisão que irá, certamente, um dia reflectir-se negativamente nesta criança. Tenho muitos anos de conhecimentos em área da saúde, o que não me deixa dúvidas na opinião que emito.
    Nikita | 03.02.2009 | 10.35Hver comentário denunciado
  • não ANONIMO, sou Alberto, e não preciso de diversificar, aliás, você é que é bem cpaz de se chamar Silvia, ou mariaetra, ou natercia, mas tambem não me interessa, porque aqui o que conta é troca de ideias, e pelos vistos, você tem jeito para isso, pois afigura-se um(a) verdadeiro(a) idiota. Mais, mesmo que fosse só uma pessoa, já é motivo para se discutir com ideias diferentes, democraticamente. Passe bem
    Alberto | 03.02.2009 | 09.58Hver comentário denunciado
  • Parece-me que o sr Álvaro,também,se chama Alberto.
    Deve ser dois em um.
    Na falta de apoio,convém diversificar!!!
    Anónimo | 03.02.2009 | 09.48H
  • Pergunta:
    No blogue Esmeralda-sim,escrevem pessoas decentes???
    Resposta:
    Não,quem escreve,com ódio,destempero,agresssividade,e sentimentos tão negativos,não pode ser, nem decente,nem humano.
    Sr Álvaro,reveja o seu discurso.
    Anónimo | 03.02.2009 | 09.40Hver comentário denunciado
  • e continua a tese do ódio ao casal gomes....irra!gente teimosa, e sem argumentos.......! sou da opinião do sr. Álvaro, e não, não tenho nenhum sentimento contra o casal Gomes, apenas me move o sentido de JUSTIÇA! menina com o pai que luta por ela há anos, agora sim, está no caminho certo para ser feliz!
    Alberto | 03.02.2009 | 09.34Hver comentário denunciado
  • Até estou amocionada ao lêr o comentário que me antecedeuComo eu gostava de saber escrever assim... Só sei expressar sentimentos alecerçados de testemunhos concretos de gente simples como eu. SR(A) ANONIMO OBRIGADA POR ESTA LIÇÂO. QUE O SONO DOS JUSTOS ajude todos os que o SEJAM DE VERDADE...
    Maria Petra | 03.02.2009 | 02.06Hver comentário denunciado
  • Se há por aqui tanta gente com sensibilidade e BOM senso, porque haveremos de responder a provocações? Estamos unidos nesta causa porque Amamos uma criança que por alguns senhores (não sabemos se é só UM se DOIS, SE TRÊS. Ñão nos desviemos do que nos move: Defender a ESMERALDA/FILIPA destes SERES tão esquisitos:quando lhes respondemos estamos a alimentar o seu ódio e sede de VINGANÇA.Que nos respondam o porquê de tanto ódio ao casal Gomes? Nunca vi nas suas aparições diante das Cãmaras que houvesse ódio no olhar do sr sargento, nunca o ouvi pronunciar-se com insinuações de vingança e nunca me apercebi que são assim tão MAUS.Ou será que lá por Leiria onde se diz que há clinicas de hemodiálise pouco seguras, alguém tem telhados de vidro e tem medo de algo que estará no segredo dos DEUSES ? A Ana Filipa há-de crescer e se na verdade um dia CONHECER A SUA HISTÓRIA HÁ-DE QUERER AJUSTAR CONTAS. E então os tios ALVAROS, "OS PADRINHOS" E o pai que a recebeu de bandeja já criada e com saúde VAI TER DE PELO MENOS UMA VEZ,,, SER ELE SÓZINHO A RESPONDER-LHE...Nós os que não a conhecemos mas sabemos o que é ser criança no meio de gente sem carácter, façamos um voto de SILÊNCIO para com eles ou apenas(ELE) LEMBREMOS A PETIC|AO.DEMOS MAIS a enviá-la aos nossos amigos para que a assinem. Mandemos emails e contemos a verdade dos factos. Há muita gente que desconhace a VERDADE, e a comunicação social faz OS SEUS SILÊNCIOS PREMEDITADOS. TALVEZ POR ISSO ESTAMOS CÁ NÒS e FICARÂO OS NOSSOS FILHOS PARA LÊR A HISTÓRIA VERDADEIRA DESTA MENINA. ÀQUELES que gostarem de escrever e tenham o amor e a transparência para revelar, escrevamos em cada dia ou em cada noite uma pequena carta á Esmaralda Filipa. Há tantos testemunhos dos nossos filhos, há tantas lições que as crianças nos ensinam, há tanta gente boa que FAZ SILENCIO
    Convidemos todos a falar de VIDA, VIVIDA EM VÁRIAS DIMENSÕES... SOMOS DIFERENTES com percursos e caminhos mais fáceis ou mais difíceis, mas não façamos o JOGO dos que por Medo querem destruir os nossos valores, os nossos Pensamentos. Quanto mais BELO E MAIS ELEVADO FOR O PENSAMENTO QUE NOS UNA,MAIS PRÓPERO SERÁ O FUTURO DESTA PEQUENINA. NÃO FOI POR AMOR A ELA QUE NOS UNIMOS? NÃO FOI PORQUE AINDA ACREDITAMOS QUE POR AMOR A ELA ESTAS FAMILIAS SE PODEM ENTRE-AJUDAR? O PERDÃO É UM SENTIMENTO QUE PODEMOS ASSUMIR, E O DIÁLOGO COM DIGNIDADE PODE SER O INÍCIO PARA QUE DE PARTE A PARTE TODOS SEJAM MAIS FELIZES. NÃO SERÁ FÁCIL, MAS POR ELA VALERÁ A PENA... E para nós que estamos de fora (é bem mais fácil resolver o que é dos outros)façamos o que vos PROPUS ATRÁZ... ESCREVER todos os dias uma pequena história Á Ana Filipa/ESMERALDA, registar e imprimir tudo o que fõr escrito e por agora atenção à divulgação da:petição.com.pt/por-esmeralda . Assinem.É como um pequeno mimo que em silêncio lhe iremos oferecer. E o nosso nome ficará para a S
    UA HISTÓRIA A CONSTRUIR...
    MariaPetra | 03.02.2009 | 01.54Hver comentário denunciado
  • Este “O futuro negro …” é uma lição de saber, verdadeira análise do estado em que deve estar esta menina.
    Faltou, no meu modesto entendimento, se me permite, mais um aspecto a considerar…já que profissionalmente tenho mais de 30 anos de trabalho com crianças destas idades e,infelizmente, muitos casos tristes me passaram pelas mãos.
    A sua “rejeição “ em relação aos pais que, para si, sempre foram os verdadeiros, pode também ser motivada, além de uma questão de lealdade, por um outro sentimento que, neste momento, poderá ter sido por ela interiorizado: o abandono!
    Como a sua idade não lhe permite ainda uma compreensão lógica e exacta dos factos, ela poderá ter registado, na fragilidade da sua estrutura mental, o sentimento de que, as pessoas que a deviam proteger, se afastaram e a deixaram à mercê do que se seguiu, provocando-lhe um enorme vazio e uma atroz insegurança.
    .Agora, num processo de auto-defesa, agarra-se à nova vida, com um comportamento de certo modo fictício, procurando, num instinto de sobrevivência, a segurança que sentiu fugir-lhe.
    A sensação de abandono é dos traumas mais dolorosos para uma criança e o que deixa as mais terríveis sequelas na formação da sua personalidade.
    Esperemos que, quem de direito, saiba interpretar correctamente o sentir desta criança, e aliviar, dentro do possível, o seu sofrimento… que deve ser enorme!
    Quanto à postura dos indivíduos, ignorantes e coléricos, que se dizendo defensores desta criança, batem palmas ao seu actual comportamento, apregoando que agora é que ela é feliz e livre e vilipendiando da maneira mais agressiva e grosseira as pessoas que a criaram… não tem qualificação possível…de tão degradante e indigna!
    Simplesmente…inqualificável!!!
    Será que um dia alguém irá pagar por este crime?
    -Um pai tardiamente responsabilizado e “repentinamente apaixonado” por uma filha…e que não teve o discernimento de compreender que , seguindo os conselhos dos seus “apoiantes” ao iniciar e continuar uma batalha legal …poderia sair vencedor mas…essa filha é que seria a vítima de todo o processo…Afinal…onde está o amor?...Ah ! Quanta falta fazia aqui a reencarnação de um tal rei Salomão que Deus haja!
    -Um tribunal que lhe confere o poder paternal, depois da sua negligência e com a criança já inserida num lar de afecto e ternura…
    - Um advogado que nitidamente “agarrou “ este caso como mais uma causa indiferenciada a ser ganha em tribunal como se de uma normal disputa de objectos se tratasse…Luta por ganhar a causa, apenas tendo em vista o confronto entre os adultos intervenientes e o código legal favorável ao seu constituinte….Aqui, aos sentimentos da criança sobrepõe-se sempre o Estado de Direito!
    -Um senhor, dito médico, que aparecendo como salvador desta criança, apenas tem como objectivo denegrir as pessoas que a criaram, insultando tudo e todos que se permitam discordar da sua infeliz cruzada, da maneira mais indecorosa…
    -Uma juíza, que, apesar dos gritos de rejeição da criança, ouvidos com toda a clareza nas imediações do tribunal, permitiu que lhe fosse feita, durante cerca de uma hora, uma verdadeira lavagem ao cérebro a fim de a convencerem a ir com o pai para férias…
    -A mesma juíza que prolongou essas férias e acabou por ordenar a entrega definitiva da criança baseada em relatórios de técnicos amigos e conterrâneos do tal médico, desrespeitando e contrariando os pareceres dos técnicos legalmente responsáveis pelo processo…
    Tanto respeito pela legalidade…afinal, em que ficamos?????????
    E…no meio destas tropelias, uma pobre criança que apenas pedia para que a deixassem continuar a crescer em paz, amor e segurança …tudo isto esfrangalhado num ápice em nome do cumprimento da lei de um Estado de Direito...pelos vistos…muito torto!
    A par de outros casos, infelizmente, é esta a justiça que temos!!!
    É pena que a indignação que paira em tanta gente, o tal “cortejo de idiotas” referido por esse senhor Cândido F., não consiga reverter a situação e se tenha que ficar pela angustiante impotência de constatar o trauma infligido a esta pobre criança em nome de uma justiça cega e insensível às consequências danosas infligidas e que a marcarão para o resto da sua vida!
    Inseridas nesse “cortejo”, estas linhas pretendem ser, apenas, um desabafo de quem tem assistido, com muita tristeza, ao desenrolar desta penosa história.
    (....)
    Extracto de um texto de M.C.S.G.
    Anónimo | 03.02.2009 | 01.24Hver comentário denunciado
  • Já agora só mais uma coisinha.
    Foi a Esmeralda que lhe disse,em pessoa que não queria vêr os Gomes?
    Se não foi ela que lhe, disse temos pena,mas não acredito.
    Natércia | 03.02.2009 | 01.09Hver comentário denunciado
  • Sr Álvaro já me ouviu aqui dizer com quem deve estar
    Esmeralda?
    A juiza decidiu está decidido,se está bem ou mal o tempo dirá.
    O senhor não emprenha pelos ouvidos ,mas sim pelos olhos,não pelas revistas cor de rosa,nem pelos jornais maliciosos,mas pelo que lê no blog,esmeralda-sim,e pelos comentários maravilhosos de quem lá escreve.
    Eu não conheço ,nem Esmeralda,nem baltazar,nem os gomes,por isso não me ponho a dizer com certezas,e não falo de felicidades aparentes.
    Quem me dera estar com Esmeralda,para lhe fazer umas perguntinhas,e saber umas coisinhas.
    Você fala como se conhece-se, as pessoas o que não é real
    ,vá sonhando,vá.
    Natércia | 03.02.2009 | 00.58Hver comentário denunciado
  • A Nikita é capaz de estar enganada ... e os seres monstruosos serem os Gomes. Será por isso que Esmeralda não os quer ver???
    Olhe, também estava tão bem caladinha. Porque é que veio dizer besteiras?
    Fanático e arrogante eu? Como se chamam as pessoas que a todo o transe querem defender o indefensável? Querem defender que a Esmeralda (que não a "Ana Filipa") estaria melhor a viver uma mentira, com duas pessoas a dizerem-lhe mal do pai, que com o próprio pai que sempre disse querê-la??
    Agora também posso perguntar:- Em que é que se baseiam para dizer que a Esmeralda está a sofrer?? Quando tudo diz o contrário e as pessoas que com ela convivem dizem o contrário?
    E depois dizem que eu sou fanático???
    Gentinha mal formada.
    Álvaro | 03.02.2009 | 00.13Hver comentário denunciado
  • Adivinho que o comentador Álvaro será o secretário do pai biológico da Esmeralda/Ana Filipa. Estará a ser pago para contestar todos aqueles que aqui, e noutros jornais, emitem a sua opinião. Fanático e arrogante dotado de cegueira que não vê que a criança só pode sofrer por não estar com aqueles que lhe deram carinho e a alimentou durante estes anos da sua vida. Se eu estiver enganada, então a Esmeralda/Ana Filipa estará a dar indícios de deformidade mental ou um ser monstruoso. Mas, como se costuma dizer, quem sai aos seus…
    Nikita | 02.02.2009 | 23.39Hver comentário denunciado
  • (Isto é que vai uma crise... mas pronto, tenho de responder a mais uma). Que eu saiba nunca me tinha dirigido à senhora Natércia, mas pronto.
    Mas antes de eu responder a alguma coisa, diga-me a senhora Natércia se conhece o Sr. Baltazar, o Casal Gomes ou a Esmeralda. E se já falou pessoalmente com qualquer deles.
    Só depois é que eu lhe respondo e é fácil responder-lhe.
    As informações que tenho são muito mais credíveis que as que vocês lêm em revistas côr de rosa e jornais da treta.
    Que está melhor junto do pai é óbvio. Que deixou de ter uma vida de "faz de conta" também é óbvio. Que o Casal Gomes passou 6 anos a infernizar a vida do Baltazar e a cabecinha da Esmeralda contra o pai, também é óbvio, aliás isto está provado.
    Qunto ao resto só lhe respondo, como disse, depois de ter uma resposta sua.
    Não disse que uns são totalmente maus e outros totalmente bons. Mas uns são melhores que outros. Mas o que é certo é que uns são respeitadores das leis e outros não.
    E mais uma coisa:-Não sabe a minha idade, nem lha digo. Como não sabe se os outros são mais velhos ou mais novos que eu. O que eu disse e repito: ... é que já têm idade para ter juízo.
    Quanto a abrir os olhos, os meus estão bem abertos. A vida ensinou-me a abri-los. Mas também tenho uma grande dose de bom senso, de lucidez, de raciocínio; e "não empranho pelos ouvidos" , pode ter a certeza.
    Há coisas que de tão óbvias... que só não vê quem não quer. O pior cego é aquele que não quer ver.
    Álvaro | 02.02.2009 | 23.32Hver comentário denunciado
  • Já ninguém acredita na justiça, esta decisão foi uma aberração. A juíza até pode ter cumprido a lei, mas ela não estará adequada aos tempos e ás actuais realidades. Há que renovar e modificar as leis obsoletas e ajustá-las.
    Nina | 02.02.2009 | 23.16Hver comentário denunciado
  • Porque é que este Pai nunca foi processado por abandono?
    Este caso, que sirva de exemplo, aos nossos legisladores. Castigam também os pais que abandonam bebés. 1 ano de abandono pode ser fatal para um ser tão pequeno.
    SILVIA | 02.02.2009 | 23.15Hver comentário denunciado
  • Sr Álvaro e companhia limitada,não sei se é novo,velho ou
    assim,assim,mas uma coisa lhe digo,não sei se por más
    influências,é ,mal educado,insolente,desrespeitador,e outros adjectivos,que por respeito aos outros leitores,não vou mencionar,mas que deixo á sua imaginação, que já vi é muita.
    A falta de respeito para com os mais velhos,mostra falta de carácter,de sensibilidade, de qualidades várias,que nos distinguem dos animais(embora haja pessoas que são verdadeiros animais).
    O sr que tanto tem "defendido" Esmeralda,deveria moderar a sua maneira de se expressar,porque o sr escreveu o mesmo em todos os comentários passo a citar:
    A Esmeralda está muito feliz por estar com o pai. Agora que está livre do cativeiro e das pressões em que sempre se encontrou é finalmente feliz e pode ser livre e expressar o verdadeiro amor que sente pelo seu pai. Pode finalmente conhecer a sua família e sentir o amor à sua volta.
    Até aqui, tinha uma vida de "faz de conta" uma família de "faz de conta" um nome de " faz de conta" uns pais de "faz de conta" . NENHUMA CRIANÇA ASSIM PODE SER FELIZ, A Esmeralda não quer, nunca quiz ... essa vida. Foi obrigada.
    Agora é que tem a sua vida e é feliz.
    Gostaria de lhe fazer 3 ou 4 perguntas e se quiser dignar-se
    a responder por favor seja objetivo,e diga a verdade.
    1-Por acaso o sr Álvaro conhece a Esmeralda pessoalmente,já esteve com ela,já falou com ela?
    2-Conhece o sr Baltazar pessoalmente,já esteve com ele,já falou com ele?
    3-Conhece o casal Gomes pessoalmente,já esteve com eles
    já falou com eles?
    Caso o tenha feito,tem toda a legitimidade para falar como
    fala.
    Caso não o tenha feito,sou obrigada a admitir que o sr Álvaro
    tem uma imaginação deveras prodigiosa.
    Ou então têm o dom da adivinhação, o que se torna ainda,mais admirável.
    Se não possui nenhum dos dois,fica a ultima hipótese,o sr assim como muitos, anda a ser informado,por outros,que por sinal parece-me que também não conhece.
    Portanto apregoar coisas das quais não temos absoluta certeza,chama-se espalhar boatos,mentir,inventar.
    Não se deixe enganar pelas aparências,elas iludem,cegam,entorpecem a mente.
    Não seja tão crédulo nem tudo o que reluz é ouro.
    Pense por si ,e no ditado que diz vêr para crêr,
    neste caso ,é vêr,falar,perguntar e conhecer todas as partes ,para crêr.
    Nem uns são tão maus,nem outros são tão bons.
    E já agora mais respeito por pessoas,que por serem mais velhas nos podem ensinar,a abrir os olhos.
    Natércia | 02.02.2009 | 21.57Hver comentário denunciado
  • A Maria de Lurdes se tivesse juízo (e já tem idade para isso) não se metia com ninguém.
    Pode continuar com as baboseiras do costume que não afecta ninguém, mas sem se dirigir a ninguém.
    Porque veneno destila ela por todos os poros, contra a Esmeralda e contra o Baltazar.
    Ainda não percebeu que os gomes não são pais adoptivos de ninguém, ainda não percebeu que eles sequestraram a Esmeralda, ainda não percebeu que eles tiveram durante anos uma fantasia com eles que se chamava "Ana Filipa" (que não existe), ainda não percebeu que Baltazar é o pai, o único que se interessa verdadeiramente por Esmeralda, ainda não percebeu que Esmeralda afinal está com o pai e já não voltará nunca mais para o cativeiro onde vivia, ainda não percebeu que anda a fazer o papel de ridícula.
    Enfim, tudo isso se lhe desculpa com a idade que ela diz ter.
    Mas abra os olhos PARA VER.
    Álvaro | 02.02.2009 | 09.52Hver comentário denunciado
  • andam por aqui umas MARIAS DE LURDES armadas em donas da Verdade, da Justiça, dos valores, enfim, armadas em sargentonas......Taditas!
    Alberto | 02.02.2009 | 09.36Hver comentário denunciado
  • Esqueci-me de deixar um BEM HAJA ao DR. EDUARDO SÁ que continua firme aqui connosco, na certeza de que ao sentirmos a sua presença neste artigo, a sua VERDADE é a nossa FORÇA e O NOSSO SINAL de ESPERANÇA.
    DEIXO UMA INTERROGAÇÃO QUE ME DÓI. LEIO A PETIÇÃO ... JÁ somos ALGUNS. MAS SINCERAMENTE o que me preocupa É O SILÊNCIO DOS BONS QUE PERMANECEM no seu canto... PORQUÊ???
    Maria de Lourdes | 01.02.2009 | 23.00Hver comentário denunciado
  • Há já algum tempo que não lia esses TAL de"ALVAROS"ALBERTOS"JOSÉS qualquer coisa... Que pobreza. Com a verdade nos enganam ou melhor enganam-se a eles mesmos. Toda a gente tem direito a manifestar o seu pensar, mas... não viram que não vale a pena gastarem tanto o teclado. Não magoem mais quem não vos faz mal. Um dia esse veneno voltar-se-há contra vós mesmos e o mal que causam dia após dia à pobre ESMERALDA talvez se volte contra Vós mesmos... Ou então, por vezes são os que estão mais perto de nós que bebem do tal veneno . lá diz o ditado "Quem semeia ventos colhe tempestades"...Por que é que ainda lhes damos ouvidos??? Não percamos tempo com gente mal amada que há-de um dia conhecer a JUSTIÇA...
    Maria de Lourdes | 01.02.2009 | 22.51Hver comentário denunciado
  • Este comentarista dá uma no cravo e outra na ferradura. Por um lado tenta culpabilizar o estado por nigligência (para disfarçar) por outro culpa a juíza de destruir a vida da criança. Em que ficamos sr. Doutor. Acha que um casal que raptou uma criança, merece ficar com ela? Acha que se lhe deve dar um prémio? em que escola aprendeu? licenciou-se naqueles cursos por correspondência? Saberá o sr. doutor na verdade, o que é a justiça? Por essa lógica aquele pai austriaco que raptou e violou a filha durante tantos anos, também agora deveria ficar com essa filha e com os filhos que fez à mesma.Quem enganou a criança? o pai biológico ou quem a escondeu durante quatro anos? Quem dizia à criança que o pai biológico pertencia aos maus? Concluindo, quem fes e continua a fazer sofrer a criança? Foi essa a psicologia que aprendeu? tebho dito.
    Jose Costa | 01.02.2009 | 16.20Hver comentário denunciado
  • A Esmeralda está muito feliz por estar com o pai. Agora que está livre do cativeiro e das pressões em que sempre se encontrou é finalmente feliz e pode ser livre e expressar o verdadeiro amor que sente pelo seu pai. Pode finalmente conhecer a sua família e sentir o amor à sua volta.
    Até aqui, tinha uma vida de "faz de conta" uma família de "faz de conta" um nome de " faz de conta" uns pais de "faz de conta" . NENHUMA CRIANÇA ASSIM PODE SER FELIZ, A Esmeralda não quer, nunca quiz ... essa vida. Foi obrigada.
    Agora é que tem a sua vida e é feliz.
    Álvaro | 01.02.2009 | 12.20Hver comentário denunciado
  • Esta criança está em sofrimento, nem podia ser de outra maneira. O afastamento das pessoas que a criaram com amor obrigatóriamente causa sofrimento. O pai biológico e seus mandantes tratarão de dar cabo desta criança, na procura de dinheiro e protagonismo. Só isso lhes interessa. O tribunal lava as mãos, mesmo conhecendo o tipo de gente a quem entregou esta criança.
    helena silva | 31.01.2009 | 23.38Hver comentário denunciado
  • Aqui, continua a diarreia cerebral.Por favôr,esqueçam este gajo e esta merda,que já é tempo.Este gajo e mais alguém ,estão com um bigode de quilómetro.
    ora toma... | 31.01.2009 | 23.20Hver comentário denunciado
  • Há empresas experientes em limpezas, quando mudam de inquilinos. Penso, desculpem-me a minha ironia, que neste caso:
    COMENTÁRIO
    Eduardo Sá critica falta de defesa de Esmeralda;
    O DESTAK terá de contratar uma, para quando vier outra Entrevista e outra Personagem.
    Vai mais um copo de 3»»»
    DIONISIO | 31.01.2009 | 18.01Hver comentário denunciado
  • 31.01.2009 | 11.24Hcomentário reprovado
  • E se o que aconteceu é mesmo verdade? E se a Esmeralda não quer ver os Gomes nem pintados porque eles a trataram mal? Não foram eles que passaram anos a dizer-lhe mal do pai? Ela já viu que eles foram uns mentirosos, porque agora é que tem amor verdadeiro. Os gomes durante seis anos andaram fugidos e com isso a Esmeralda é que sofreu.
    Já pensaram que é devido ao comportamento do casal que a Esmeralda pode simplesmente ter medo deles?
    Lembram-se do que aconteceu quando o casal a foi visitar à Escola (contra as ordens do Tribunal) e a Esmeralda até fez chichi nas cuecas com medo que eles a levassem e só acalmou quando a sossegaram e lhe disseram que não iria??
    Isto vem no mesmo seguimento.
    SABEM O QUE EU PENSO? QUE MUITO MAL ELES DEVEM TER FEITO Á MIÚDA. PORQUE O CERTO É QUE TUDO ISTO ACONTECEU LONGE DO PAI, E PORTANTO NÃO HOUVE MANIPULAÇÃO. FOI MESMO A ESMERALDA QUE NÃO QUIZ E ACABOU-SE. Muito mal lhe devem ter feito.
    Afinal eles sabiam que mais cedo ou mais tarde ele teria que ir para o pai e fizeram muito mal à garota de propósito (pelo menos a nível psicológico), de tal modo que ela agora tem medo, medo mesmo, DELES.
    A esmeralda está é bem com o pai, está feliz, e quanto ao resto... deixem-se de m****s uns e outros.
    Álvaro | 31.01.2009 | 00.31Hver comentário denunciado
  • Se não conhece o pai, como pode afirmar que esta criança está melhor com o mesmo. Por favor, o que está aqui em causa, é uma criança, que foi brusca e enganosamente retirada do lar que sempre conheceu, e do qual, sem sombra de dúvidas, sente saudades. Podem querer embrulhar as pessoas, com a convicção que esta criança se encontra bem. Mas se perguntar a qualquer criança, que ama os pais, como se sentiria se lhes tirassem as pessoas com quem ela vive durante anos, saberia logo de antemão, o que esta mesma criança está a passar. Não é preciso ser pedopsiquiatria, basta ser um ser humano com sentimentos.
    SILVIA | 31.01.2009 | 00.06Hver comentário denunciado
  • Não merece resposta, mas sempre lha dou.
    O seu caso, o meu caso, o caso dos vizinhos, etc., não são chamados para o caso concreto que está em causa.
    Você não conhece o Baltazar, como eu não conheço, para poder ajuizar se ele é um bom pai ou não.
    O que eu conheço e sei, é a luta que ele tem travado desde há seis anos para que a filha lhe seja entregue.
    E a luta e tráfico de influências movido por parte de quem adquiriu um bebe à margem de lei, para não a entregar ao pai.
    Se mais razões não houvesse que hé, bastaria esta, para eu poder aferir da justeza da decisão tomada pelo Tribunal, e de que Esmeralda está muito melhor, neste caso em apreço, com seu pai, que já deu mostras de a amar muito, do que com quem andou fugido à justiça, a torturou psicologicamente dizendo-lhe mal do pai, etc..
    Por isso, não importa dizer que há bons e maus pais ... que isso toda a gente sabe. Importa é referir que neste caso concreto, com os dados que temos, NÃO TENHO DÚVIDAS QUE ESMERALDA ESTÁ MELHOR COM O PAI DO QUE COM OS SEQUESTRADORES.
    Álvaro | 30.01.2009 | 23.40Hver comentário denunciado
  • E mais, este senhor que abandonou uma mulher grávida com um filho seu, nunca foi condenado pela justiça. Ao contrário, ainda recebeu uma indemnização e ainda lhe devolvem a filha. Como este homem há outros por aí, e por isso nunca vai deixar de haver crianças, abandonadas à sua sorte numa instituição qualquer, sem o afecto de pai e mãe, ou, pior ainda encontradas mortas, como se ouve tantas vezes falar.
    SILVIA | 30.01.2009 | 23.28Hver comentário denunciado
  • Sr. Alberto, acredita mesmo que uma criança que viveu quase 7 anos esquece assim de repente os seus pais. Os pais afectivos trataram-na bem, deram-lhe um lar incondicionalmente, quando esta tinha apenas 3 meses, e conviveu com o casal durante 7 anos, é muito tempo de vida para uma criança. Agora, de repente tiram-na do lar que sempre conheceu, e afirmam coisas absurdas, como, ela se adaptou facilmente, e nem quer ouvir falar do casal!!! Nem os animais se adaptam tão facilmente a outras pessoas. Nunca assistiu a um cão, que é abandonado pelo dono a muitos quilómetros de distância, voltar para casa. Como pode é possível desdenhar ou ignorar o sofrimento desta criança.
    E continua a afirmar, se o pai tivesse prestado ajuda, logo na altura que DªAidida estava grávida, nada disto teria acontecido. Porque é que este pai, esperou tanto tempo, 9 meses de gravidez, mais 1 ano, para finalmente lembrar que tinha uma filha. E não me venha com a conversa machista de que a Senhora era duvidosa, se o Baltazar não se protegeu, é claro que poderia ser o pai. Como diz o ditado, e muito bem diga-se de passagem, quem anda a chuva molha-se. Se este senhor tinha dúvidas, tinha mais é que fazer logo o teste, em vez de virar as costas à mãe e à sua filha.
    SILVIA | 30.01.2009 | 23.12Hver comentário denunciado
  • d. SILVIA, sinceramente, o seu comentário é a prova que só vê meio metro á frente do nariz, ou então tem a presunção de só o que vossa Exa pensa é verdade. Como pode supeitar que as pessoas que apoiam o Baltazar estejam a dizer o piorio do casal, se o contrário é exactamente o mesmo??Agora vem com a teoria da criança que está a defender o casal, por isso faz o sacrifício de não o querer ver!!!!!!! Só mesmo digno de alguém que vê muitos filmes ou, pior, não admite que a JUSTIÇA FUNCIONE!! Repito o que já disse várias vezes: se o caso se passasse na primeir pessoa (consigo, neste caso) eu gostaria de ver o discurso das pessoas como voce. E mais, se o caso se pasasse ao contrário, ou seja, se o Baltazar estivesse no lugar do sargento e vice-versa, também seria Interessante ver as mentalidadezinhas feudais do nosso burgo a funcionarem!!! tristes!!!! Só me fazem lembrar o caso da Maddie: quando começou, toda a gente ia á missa com os pais da menina, só palmadinhs nas costas e mais tudo o que se possa imaginar, mas quando foram declarados arguidos.......onde parou essa gentinha????povo atrasadinho, Nossa Senhora do Agapito!!
    Alberto | 30.01.2009 | 09.39Hver comentário denunciado
  • Eu suspeito, que as pessoas que apoiam o Baltazar, e que convivem de perto com esta criança, estejam a dizer do piorio contra o casal. E, acredito piamente que está a ser manipulada, e a sofrer. É claro que a criança, não quer que o paizinho de afecto, seja preso novamente, pois a criança já vi de perto o que o Tribunal, pode fazer às pessoas que ela ama. E penso que é por isso, que nas horas que bate a saudade, ela não revela a ninguém. Pois, não acredito, que esta criança não sinta saudades do casal, que a acolheu desde dos 3 meses de idade. Sete anos, não se apagam de um dia para o outro. A criança, só está a recalcar sentimentos, para que mais ninguém faça mal às pessoas que ela conhece e ama desde bebé.
    SILVIA | 29.01.2009 | 23.07Hver comentário denunciado
  • Curioso mas revelador.
    Parece que as coisas se tornam mais claras.
    A minha última mensagem, provocatória, deu como origem um comentário, passado algum tempo de novo mais um comentário da mesma suposta pessoa e, que lindo, alguns acompanhantes a vir defender a dama.
    Quem será o mentor que dita o que e como dizer?
    Meu caro, ou minha cara, quem quer que seja que se intitula Álvaro, já o desafiei e volto a fazer o mesmo:
    Identifique-se para que todos possamos saber quem é de verdade e quais as verdadeiras razões que o fazem movimentar.
    Pai?
    Eu?
    Sou, de 4 crianças e tenho o à vontade para lhe dizer que estão comigo por ter ganho o Poder Paternal das mesmas em disputa com a Mãe.
    Se sou bom Pai ou não, não o sei, o futuro o dirá mas tento dar o meu melhor e professores e educadores são unânimes no elogio às minhas crianças sendo que, como tal, algo não totalmente incorrecto devo estar a fazer.
    Mesmo com tudo isto, e com tudo o que passei para aqui chegar afirmo com todo o à vontade que há Pais e Pais, há Mães e Mães.
    Não acredito, NADA, na história que nos é apresentada do mar de rosas em que esta criança agora vive, bem pelo contrário.
    Tem experiência no assunto?
    Eu tenho, e muita, infelizmente.
    Ou há factos que não são do domínio público que possam ter justificado esta anormalidade, ou estamos na presença de um grave atentado contra uma criança, feito em nome e pela, apelidada, Justiça.
    Quanto a si, e seus comparsas, estamos entendidos, o nível e os objectivos são bem claros.
    Um Pai | 29.01.2009 | 16.04Hver comentário denunciado
  • A Maria de Lurdes pode dizer o que entender. É livre de o fazer, mesmo que sem razão alguma. Agora o que não pode, melhor, não deve, é chamar a Esmeralda (este é o nome dela), Esmeralda Porto Nunes, por ESMERALDA/FILIPA.
    Ela nunca teve outro nome, e se lho chamaram, não deviam nem podiam tê-lo feito.
    A Esmeralda já disse alto e bom som que quer o seu nome de volta e só o seu nome. NÃO QUEIRA SER MAIS PAPISTA QUE O PAPA. A Srª. também não gostaria que eu, ou alguém lhe chamasse um nome que não é o seu, pois nâo?
    Então veja se tem tino, que já tem idade para isso.
    Do resto pode dizer o que entender. Não lho levo a mal, atendendo até à sua idade.
    Álvaro | 28.01.2009 | 21.16Hver comentário denunciado
  • Boa tarde e apenas um apelo à Direcção do Destak. Se estiver a pensar errado, peço desculpa.
    1º. Não está este artigo inserido num Site que tem por objectivo convidar a todos que com SENSIBILIDADE E BOM SENSO querem ter a ESPERANÇA que QUEM de direito neste país pode analizar diante de todos os factos e conhecimentos comprovados que As LEIS nem sempre são infalíveis e os HOMENS que as praticam também podem errar e remediar os seus erros?
    2º Se este Site tem como objectivo dar à pequena ESMERALDA /FILIPA um crescimento adequado à sua idade, uma convivência livre de pressões obscuras que SÓ QUEM É CEGO É QUE NÂO QUER VÊR, pois que vigore aqui a tal lei portuguesa e não sejam aceites comentários daqueles que só pretender ofender, insultar e lutar a qualquer preço, por VITÓRIAS que não existem, MENTEM apenas para sujar as mentalidades dos mais humildes, e JOGAM com a ESMERALDA /FILIPA como se de uma BOLA se TRATÁSSE. È muito grave o que se FEZ e FAZ a ESTA MENINA, MAS TAMBÉM È GRAVE que a troco de AMORES FINGIDOS E LIBERDADES que SÓ TERÃO CABIMENTO SE A ESMERALDA/FILIPA FOSSE , PUDÉSSE e SOUBESSE SER LIVRE NO CONTEXTO A QUE A OBRIGARAM A VIVER. Não me interessam os ÁLVAROS e os outros que parecem ser apenas um e a mesma pessoa. AQUI, Não fazem sentido os seus insultos e até pelavras que não têem NADA A VER com este assunto, e neste SITE.
    Com verdade penso que já escrevi talvez demais e repeti-me, mas ao assinar o meu nome sinto que na minha modesta maneira de pensar e porque a escola da minha VIDA È acima de TUDO ESTAR AO LADO DOS QUE SOFREM, Sei que sou PORTADORA DO SENTIR DE MUITOS QUE PENSAM E SENTEM COMO EU, MAS NÃO TÊM ACESSO A MANIFESTAR A SUA VOZ.
    E AQUI EU junto todos os que ao longo do percurso das suas vidas nunca souberam o que era AMOR e TRAZEM CONSIGO O ESTIGMA DE SE SENTIREM REJEITADOS, ABANDONADOS, SILENCIADOS PELA SOCIEDADE QUE INJUSTAMENTE SE ESQUECEU DELES E OS EMPURROU PARA A MARGINALIDADE.
    NINGUÉM É DONO DE NINGUÉM e JAMAIS UM PAI OU MÃE PODERÁ CRUXIFICAR UM FILHO A SEU BELO PRAZER. O CASO É SÉRIO...MAS NÃO SE ESQUEÇAM QUE TALVEZ UM DIA AS ESMERALDAS, AS FILIPAS, AS JOANAS, AS MADELEINES, OS RUI PEDROS, E TODOS OS QUE FORAM SILENCIADOS... NOS PEÇAM CONTAS.
    Eu acredito que haverá UM CEÚ PARA TODOS ESTES, MAS também SERÁ INFERNO AQUI E AGORA PARA OS QUE EGOISTAMENTE E A TROCO DO PODER (seja ele qual for) se esqueceram de OS PROTEGER.
    QUE SE CALEM AS VOZES DA MALDADE e DO DESAMOR
    AQUI APRENDI COMO É FÁCIL PÔR FILHOS NO MUNDO E DIZER QUE OS AMAM SEM AMOR
    NÃO: CREIO QUE AQUI SERÁ PROIBIDO "AMAR SEM AMOR" Fiz-me entender ?
    Maria de Lourdes | 28.01.2009 | 18.16Hver comentário denunciado
  • Era tempo do Destak fazer desaparecer esta figura ridicula aqui do forum.É um palhaço de saltibanco.
    Fulo | 28.01.2009 | 14.27Hver comentário denunciado
  • Parabéns sr.Álvaro . Esse gajo não é bronco,tem toda a razão. Esse gajo ,é uma grandessissima cavalgadura.
    Jurado | 28.01.2009 | 14.25Hver comentário denunciado
  • Olhe e digo-lhe mais. Se eu sou bronco...o senhor é o que?
    Um pai que não é pai, que era capaz de procedimentos iguais a dois alucinados e dois criminosos, que de amor nunca ouviram falar. A Esmeralda agora é que lhes dá a lição.
    Se ela tem medo deles, por alguma razão é. E não me venham com as tretas do costume ... que está a ser manipulada. Manipulada foi ela durante seis anos e é por isso que não os quer ver nem pintados.
    O que se passou na Escola é bem exemplo disso. Com o medo deles até fez chichi nas cuecas e só acalmou quando lhe garantiram que não teria de voltar para Torres Novas.
    É DESTES PAIS QUE VOÇÊ TIRA EXEMPLOS? VOCÊ É IGUAL? ENTÃO SE EU SOU BRONCO ... VOCÊ É O QUÊ???
    Trate-se.
    Álvaro | 28.01.2009 | 12.50Hver comentário denunciado
  • A menina, alegadamente por sua vontade, não quer a visita dos Gomes....e ainda há quem os defenda. Isto é só rir......
    Alberto | 28.01.2009 | 12.47Hver comentário denunciado
  • Um pai que é defensor do Casal Gomes tem de ser um mau pai. Como o senhor.
    O resto é conversa fiada.
    O senhor de pai não tem nada, se entregava os seus filhos a pessoas criminosas com eles.
    Tenho dito
    Álvaro | 28.01.2009 | 12.29Hver comentário denunciado
  • O Álvaro é mesmo bronco.
    Querer um filho, amar um filho, é querer o melhor para ele, mesmo que isso vá contra as nossas ambições e desejos pessoais.
    Amor não é nem nunca pode ser um sentimento egoísta, entendeu cavalheiro?
    Pelas palavras e comentários aqui expressos fácilmente se chega à conclusão que de amor não percebe nada e se tem filhos e tem essas opiniões, pobres crianças que têm um Pai que pensa primeiro nele e pensa nos filhos como propriedade sua com um sentimento que apregoa mas desconhece.
    São esses os melhores argumentos que tem????Pode meter num saco e ir passar algum tempo com a família a ver se aprende alguma coisa e deixa de dizer baboseiras, se bem que me parece que dado o calibre das mesmas, isto é discurso planeado e programado.
    Um Pai | 28.01.2009 | 10.49Hver comentário denunciado
  • Eu é mais bolos!... Também faço croquetes mas é mesmo mais bolos...
    JFK | 27.01.2009 | 16.17Hver comentário denunciado
  • Temos aí um pai que não é pai. Também deve ser Pai de Aviário. Ele dava os seus filhos a quem lhes tivesse afecto, mesmo que esse afecto fosse obtido à custa de subtracção de menor. Abdicava do amor que lhes tivesse (o mesmo é dizer que não lhes tem amor)
    ISSO É QUE É UM EXEMPLO DE PAI.
    Quem não queria um pai assim era eu.
    Valha-nos Santo antónio.
    Álvaro | 27.01.2009 | 15.25Hver comentário denunciado
  • Este forum já não tem trazão de existir.
    Vigário | 27.01.2009 | 15.22Hver comentário denunciado
  • 27.01.2009 | 15.21Hcomentário reprovado
  • Meu caro Álvaro:
    Qual Pai?
    Aquele que teve que fazer testes de paternidade forçado por um Tribunal para se lembrar que podia ter um filho?
    Chegou-lhe o amor nessa altura????
    E qual amor?Amor é abdicar de nós, pelos outros....http://www.peticao.com.pt/por-esmeralda
    Um Pai | 27.01.2009 | 14.05Hver comentário denunciado
  • Também acho, sr PAI. Eu tambem sou pai e acho que deve ser triste para uma criança, descobrir que quem se diz afectivo, a tenha impedido de a dar a conhecer ao pai, fugindo á Justiça durante ANOS......
    Alberto | 27.01.2009 | 13.57Hver comentário denunciado
  • De verdade que quem defende a entrega de uma criança a um Pai ou uma Mãe só por os terem gerado, não sabe o que é a vida nem do que fala.
    O meu caro Álvaro continua com a sua saga de disparates e não acredito que não tenha interesses ocultos no assunto pois nenhum ser pode ser tão obtuso e argumentar com tanta asneira sem que outros interesses se levantem.
    Um caso triste este.
    Se nada se alterar espero que esta criança um dia diga toda a verdade e tudo aquilo a que foi submetida e sofreu mas, ainda há tempo para alterar as coisas.
    No mínimo dos mínimos há coisas decididas em Tribunal que violam o mais comum bom senso e o mentir e enganar uma criança.....Como vai esta criança que um dia será um adulto, ter alguma vez confiança na Justiça?????
    Um Pai | 27.01.2009 | 13.33Hver comentário denunciado
  • É tempo de tirar este forum daqui para fora.Até a foto deste gajo,é ofensiva.
    Vigário | 27.01.2009 | 10.22Hver comentário denunciado
  • A menina está com quem de Direito. Nenhum caso de Justiça é unânime, mas a Justiça decidiu, e a meu ver, bem.
    Alberto | 27.01.2009 | 10.19Hver comentário denunciado
  • O ponto quatro traduz bem a má fé de quem decidiu. Disse que eram uns dias de férias , mentiu, afinal foi definitivo e mostrou que afinal não podemas confiar no tribunal. Foi uma espécie de emboscada que a juiza fez à criança. Muito feio para a justiça.
    alberto silva | 26.01.2009 | 23.18Hver comentário denunciado
  • A esmeralda não está com a família mas com uma parte da família. Que se saiba ela tem pai e mãe e está só com o pai. Também não tenho confiança no tratamento que estão a dar à criança.
    júlia silva | 26.01.2009 | 23.10Hver comentário denunciado
  • A sede de dinheiro e protagonismo mesmo que à custa duma criança, é o principal inimigo da esmeralda , neste momento.
    A criança corre riscos, não tenho dúvidas. Qualquer criança afastada bruscamente dos pais , dos amigos , da escola e impedida de os ver,sabe-se lá com que argumentos,não poderá estar bem. Supõe-se que lhe estejam a tentar fazer uma lavagem ao cérebro para apagar as suas memórias, sabe-se lá com que métodos. Aquela gente já provou que é capaz de tudo
    helena | 26.01.2009 | 23.02Hver comentário denunciado
  • Como já li, reli e treli! Gostava que, como já me parece que não está em Segredo de Justiça, me adiantassem os nomes das intermediárias pessoas que tomaram a liberdade de ajudar a entregar a Esmeralda ao Senhor Sargento. Ou se foi alguma instituição credível. E como soube o Senhor Sargento que as autoridades iam buscar a Esmeralda para a entregar ao pai biológico e ele pelo que dá a entender fugiu com ela. Penso que foi por causa desse acto que esteve preso. Acho que para já é tudo. Aguardemos a Sentença da Esposa do Senhor Sargento.
    POSEIDON | 26.01.2009 | 22.33Hver comentário denunciado
  • Boa tarde amigos,Só agora cheguei a casa,e tomei conhecimento da nota informativa da direcção da PETIÇÃO. Ontem fiquei tão confusa que não percebia o que tinha acontecido, mas a Srª Dª Natércia, a Srª. DªSilvia explicaram-me. Como na verdade as novas tecnologias têm coisas más para os que se aproveitam delas, MAS... também tem coisas boas e como NÃO TEMOS MEDO DA VERDADE, Não será por isso que vamos desistir. Quando me dirigi hoje com a expressão Amigos é porque acredito que mesmo sem nos conhecermos entre muitos de nós já existe esse sentimento fraterno de querermos Apenas que a ESMERALDA/FILIPA não fique esquecida e entregue a "poderes que são obscuros e a gente que se move em redor deles".Esta noite não consegui dormir e tive uma alegria muito grande. Consegui enviar ao casal Gomes o meu apoio, a minha gratidão, e deixar-lhes palavras de ESPERANÇAEnganem-se aqueles que pôem nas nossas palavras o que não dizemos nem insultamos com ódio nem vinganças. Têm um espaço que criaram? Pois que continuem a lançar o veneno que trazem consigo. Eu até já lá escrevi e se quizerem leiam e tentem perceber o que eu disse, não aquilo que eles têm dentro de si. E por mim PONTO FINAL. Esqueçamo-nos de ALvaros, Alvaros, e outros, poucos que só merecem a nossa compaixão. COMPAIXÃO é PENA e isso é sentimento que não gosto nada de sentir. ESTE É UM ESPAÇO DE PARTILHAESTE É UM ESPAÇO DE VERDADE e BUSCA DA MESMA, Mas a VERDADE NÃO SE aconselha, APRENDE_SE e VIVE-SE COM OS OUTROS, QUALQUER QUE ELE SEJA: A VERDADE DE UM POBREA VERDADE DE UM ANALFABETOA VERDADE DE UMA CRIANÇATeremos é que ser capazes de PARTILHAR VIVÊNCIAS
    REPARTIR TERNURASSEMEAR PERDÃO mesmo quando somos ofendidos e quando os outros não pensam como Nós. Pudemos dialogar, mas acima de tudo encontrar formas (mais ainda) ,de não silenciarmos ou ficarmos apenas pela PETIÇÃO. Já falei nisto noutros comentários e creio que alguns já sabem que tenho uma filha adoptada em adopção plena,(Foram 8 longos anos. Tive a sorte que o casal Gomes não teve, pois um sr. Juiz muito humano e responsável ensinou-me a resolver as coisas sem pôr de parte os pais da menina que a abandonaram em minha casa, e uma ASSISTENTE SOCIAL, ISENTA Caminhou comigo e com a Misericórdia durantes os longos anos de espera... E foram tantas as IDAS AO TRIBUNAL... E Foram tantas as chantagens por que passei da parte dos (progenitores) que posso afirmar-vos que foram muitas as vezes que tivémos de nos fechar em casa, como se aqui não estivésse ninguém, porque as ameaças eram tantas que TIVE MUITO MEDO, não por mim, mas pela minha filha que sem reservas e tal como o casal Gomes aceitei sem pensar no FUTURO, nem no que me iria acontecer. TUDO FOI LEGAL e posso dizer-vos que talvez por acaso, fui eu a primeira mulher solteira e jovem a adoptar uma criança no nosso País.Só depois a Srª Drª Maria Belo adoptou um menino creio que já crescidinho e o actor João Mota também.A quantos interrogatórios fui sujeit quantas reuniões, quantas pesquizas..A história desta menina hoje já jovem foi-se e vai-se fazendo.É que deixaram-na aqui abandonada, prematura com apenas 1,750K. Não foi fácil, acreditem, mas o valor não se mede pelas facilidades mas sim pela Atitude e o SENTIMENTO do DAR SEM ESPERAR NADA EM TROCA.Amanhã é um dia muito doloroso para a Maria ADELINA, MÃE que com tanto amor acolheu a ANA FILIPA. Vai responder porque AMOU UMA CRIANÇA E LHE DEU TUDO O QUE SABIA E TINHA. Não sei se teve de se esconder mas se o fez, pelo menos que as mentalidades mais atrazadas, não se esqueçam que com ELA A ESMERALDA/FILIPA NUNCA ESTEVE ABANDONADA. A NOSSA MÃE NÃO È SEMPRE O NOSSO PORTO SEGURO? COM A LINA FOSSE EM QUE CIRCUNSTÂNCIAS FOSSEM A FILIPA ESTEVE SEMPRE EM SEGURANÇA. ESTA DEVERIA SER A SUA PRINCIPAL DEFESA. Gostava de saber mais de Leis e de poder com o meu sentir defender os inocentes, mas se calhar até foi bom os meus pais não terem dinheiro para eu poder estudar mais. Assim, aprendi com a VIDA e a tentar interpretá-la, a fazer as minhas análises certamente simplistas para os intelectuais. Eu escrevo muito, eu sei, mas é o defeito de sermos filhos dos mais pobres e dos simples que não sabem resumir. Tenho outra filhota de coração que criei desde os 3 meses. Tem 7 anos e é a minha LIÇÃO DE VIDA. Muitas vezes diz para MIM. "Sabes Mamã,estou a ter uma ideia..." E eu também quero partilhar um desafio que me ocorreu, ainda desalinhado, mas que com a colaboração dos muitos que têm dado o seu contributo pela palavra escrita podem ajudar. Pensemos todos nós de que forma poderíamos construir para a ESMERALDA/ANA FILIPA a sua pequena GRANDE VIDA - A SUA VERDADEIRA HISTÓRIA alicerçada pelos testemunhos partilhados daqueles de nós que a AMAMOS SEM A CONHECERMOS - QUEREMOS QUE ELE CONTINUE A SER MENINA - QUEREMOS QUE ELA APRENDA A AMAR TODOS, MAS COMO ELA SOUBER - QUEREMOS QUE TAL COMO AQUI TENTAMOS FAZER, QUE ELA APRENDA A REPARTIR TERNURAS E AFECTOS, SEM APAGAR ESTES QUASE SETE ANOS DA SUA MEMÓRIA QUE FOI- VIDA REAL. Se conseguir,logo aqui voltarei.PS. MANDEM E-MAILS para os vossos amigos para que assinem a PETIÇÂO, mas em Liberdade...OK - ML
    Maria de Lurdes | 26.01.2009 | 21.54Hver comentário denunciado
  • À Sr. Helena:- a Srª para poder falar sequer em suspeita precisa de ter fundamentos, mas não pode tê-los, porque eu já disse que não fui eu.
    Eu só disse e repito que aquilo não se pode chamar uma petição, pois desde o início que é falsa, isto é, desde o início, qua a maior parte dos nomes são falsos.
    Qualquer pessoa pode apôr qualquer nome e qualquer nº. de B.I., e isso é assim desde o princípio.
    Apenas alguém constatou esse facto, que nem sequer fui eu.
    A Srª. Helena antes de dizer besteiras deve pensar no que diz.
    È como dizer que Esmeralda está a correr sérios riscos.Ninguém sobe o que lhe estão a dar ou a fazer. Que parvoice tão grande.
    Então e quando estava com os sequestradores, sabia o que lhe davam e faziam??
    Que futorologia meu Deus.
    A Esmeralda vai todos os dias à Escola. Está a ser acompanhada por técnicas. E o mais importante, está ao pé do pai. Tem uma família capaz e que gosta dela para a ajudar a superar todos os traumas que o casal de sequestradores lhe colocou na cabecinha.
    A esmeralda está bem, não se preocupe.
    Ela precisa é de tudo menos coscuvelhice à volta dela. Precisa é de paz e sossego, coisa que ela não teve durante seis anos.
    Para a Srª Maria de Lurdes:- Ela tomou "RISPERAL" quando estava com o casal de sequestradores. E são sequestradores, porque foram condenados como tal pelo Tribunal.
    Agora não está a tomar nada pode estar descansada. Está junto de pessoas de bem e do seu pai que a ama muito, e que lutou por ela mais de seis anos.
    Vocês não querem o bem de Esmeralda, Não, o que querem e queriam é entregar Esmeralda de novo ao casal de sequestradores que tanto mal psicológico já lhe fez. Também me bato pelos direitos das crianças. E tenho para mim que um dos direitos de todas, mas de todas as crianças, é viver com os seus pais, desde que eles assim o queiram e desde que eles se mostrtem dignos. E o Sr. Baltazar sempre quiz a filha e não há pessoa mais digna do que ele, que lutou durante sei´s anos sem perder a compostura, sem ofender ninguém, sempre dentro da lei. Coisa que os Gomes nunca fizeram, E se fosse eu também não seria capaz ... pois houivesse algum sargento que tivesse um filho meu contra a minha vontade .... isso é que era bom. Mas isso era eu. O Sr. Baltazar merece todo o meu apoio, merece todo o louvor, porque soube sempre manter-se digno sem ofender quem o ofendeu tanto sem razão.
    A Maria de Lurdes informe-se bem antes de dizer asneiras.
    A mim não me move ódios nem vinganças contra ninguém. Só não gosto de ver injustiças.
    Ah! e este jornal tal como os outros é de toda a gente, não é previlégio de ninguém.
    Farto-me de dizer mas nunca é demais:Informem-se nos locais próprios e não digam asneiras.
    Mas duma coisa podem estar descansados:- por vezes a justiça tarda, mas acaba sempre por vir ao de cima, como neste caso. Tardou seis anos, mas veio.
    Agora querer mudar o curso da justiça com petições e ainda por cima falsas .... SÓ MESMO DE LOUCOS.
    Tenho dito.
    Álvaro | 26.01.2009 | 17.16Hver comentário denunciado
  • A criança está a correr sérios riscos. Ninguém sabe o que lhe estão a dar ou a fazer mas, pelo tipo de pessoas que a rodeiam tudo pode acontecer. Quanto à tentativa de piratear a petição, suspeito, com fundamentos, que partiu de um grupo restrito do qual faz parte o que aqui assina por sr Alvaro. A sede de dinheiro e protagonismo mesmo que à custa duma criança, é o principal inimigo da esmeralda , neste momento.
    helena | 26.01.2009 | 13.27Hver comentário denunciado
  • sr. Alvaro, poderá explicar-nos como conhece tão bem a felicidade da Esmeralda. Por acaso vive lá em casa ou foi o sr. que lhe mostrou a linda casa que e bem recheada que a fez desejar ter uma igual. porque não se dedica a escrever no lugar que lhe compete como mentor do ódio e da vingança. Este jornal é para o povo, é gratuito mas é para gente digna em valores sobretudo nos que respeitam os direitos da CRIANÇA. Já pensou que com tantos conhecimentos os portugueses não são parvos e sabem entender que se calhar em vez de Risperdal lhe dão ou lhe fazem outras coisas para a tentar fazer "felicissima". Sei do que falo porque conheço casos com crianças que por medo ou com outros aliciamentos as levam a ... Fazer de conta... A simular simpatia...A mostrar o contrário do que sentem. O recado é para si que tanto sabe e se sabe o que SABE deve ser investigado por quem de direito. Se calhar foram e serão afirmações dos esp'ertos sem inteligência que nos motivam a não desistir de descobrir todas as Verdades escondidas que este caso esconde. Ou será que nos querem fazer CEGOS SURDOS E MUDOS. Quer queira quer não em Liberdade e em álerta estaremos muitos dos que aqui escrevem e muitos dos que honestamente assinou e vai assinar a petição. Quem faz desonestidades como as que fizeram será capaz de fazer e cometer os maiores crimes a uma criança indefesa. Vou-lhe contar uma história, mas não é hoje. Logo cedo tenho de trabalhar. Mas acredite que agora mais que nunca Não desestiremos não de ganhar ou perder, mas SIM de juntar tudo isto que está escrito e chegar a quem de direito. Mesmo os que tentaram lavar as mãos como Pilatos têm que conhecer quem são os que neste tempo tentam lavar a Memória duma menina que mesmo que não tivésse mais ninguém (que não foi o caso) teve sempre o carinho, os MIMOS, A TERNURA E A SEGURANÇA DA SUA MÃE ADELINA. Há realmente "gentinha" pais de nome que NÂO SABEM NADA, NEM DA VIDA REAL, NEM DE CRIANÇAS... O AMOR PASSA-VOS AO LADO... QUE PENA
    Maria de Lourdes | 26.01.2009 | 03.20Hver comentário denunciado
  • E quem lhe disse que Esmeralda está a sofrer. Pois desiluda-se. Ela está muito bem e feliz por estar ao pé do seu pai.
    Se quisermos ajudar, devemos apoiá-la junto de sua família. E não pretender tirar uma filha ao seu pai. Tanto mais que ele a ama muito e a prova disso é que andou a lutar por ela durante seis anos.
    Mas, vocês não sabem perder, nem quando perdem para o lado da justiça e para o lado justo.
    Não sei o que querem, mas enfim, é lá com vocês.
    ....................
    Agora, quanto à petição:- E claro que haverá lá nomes que condizem com o nº. do B.I., mas isso é muito pouco,apenas dos incautos que caíram no conto do vigário.
    A maior parte que lá consta é tudo falso, desde o início.
    Aquilo é uma vergonha. E não iria nunca servir para nada.
    Mas.... continuem que vão bem.
    Álvaro | 26.01.2009 | 01.43Hver comentário denunciado
  • Não será com esse discurso que irá desmotivar, as pessoas que querem verdadeiramente o bem desta criança. Quando há uma criança envolvida no meio, devemos lutar o máximo para o seu bem-estar. Eu não acredito, como nos querem fazer querer à pressão, que esta criança não esteja a sofrer tremendamente devido aos egoísmos dos adultos, que consideram isto como duas equipas de futebol. O que está em questão aqui é uma criança....e sim é por eu ter um filho, que estou a dar palpites Sr. Álvaro.
    O Sr. parece como aqueles que espancam a mulher, e depois dizem “entre marido e mulher ninguém mete a colher”. Nós temos o dever cívico de proteger os fracos e oprimidos, não podemos nem devemos fechar os olhos. Pois é assim que morrem crianças e mulheres mesmo ao nosso lado. É por falta de interveniência, e de compaixão
    SILVIA | 26.01.2009 | 00.55Hver comentário denunciado
  • O nome assinado irá depois ter que corresponder ao nº de B.I
    E eu sei que há lá muitas assinaturas verdadeiras, os nºs de B.I irão corresponder ao nome assinado.
    SILVIA | 26.01.2009 | 00.34Hver comentário denunciado
  • Para elucidar a Dona Maria de Lurdes e a Srª. Natércia:-
    A famosa petição não passou de um embuste, em que muita gente caíu.
    Ninguém sabotou nada. Apenas houve gente que se apercebeu que a maior parte das assinaturas é falsa.
    Na verdade, pode-se colocar qualquer nº. de B.I. e qualquer nome e isso é que servia de assinatura.
    É claro que algumas passoas caíram no conto do vigário, mas houve gente que deu pelo logro.
    Desde o início que a petição tem assinaturas falsas e que aquilo não tem qualquer valor, mas enfim, ainda há pessoas crédulas que acreditam em tudo.
    Mas agora está à vista. Aquilo é tudo menos uma petição.
    Mas não foi sabotada por ninguém. É falsa desde o início.
    -------------------------
    Olhem, sabem duma coisa? Deixemos a Esmeralda em paz com o seu pai, que lá é que ela está bem. E deixemo-nos de ondas.
    A criança está feliz com a sua família. Quem nos manda meter onde não somos chamados. Também não gostamos que mandem palpites sobre os nossos filhos, ou será que gostamos?
    Álvaro | 26.01.2009 | 00.25Hver comentário denunciado
  • Dr Eduardo de Sá tem toda a razao em estar preocupado com a criança. Eu vivi até aos 4 anos com uma familia sem filhos e era tratada como filha. Tinha a minha Nini, tinha o meu "avô" e lembro-me muito bem do que se passou nessa época -há quase 60 anos- Os carinhos dados por esta familia, os cuidados com o bébé. Até dos promenores da casa. Entretanto a minha Nini ficou grávida e a minha mãe (que tinha mais 2 filhas e vivia com muitas dificuldades) recuperou-me para ir viver com eles. Foi de certeza o maior trauma de toda a minha vida. Vivia em Lisboa num berço de ouro. Passei a ir viver com uma familia que eu conhecia, mas que não me dizia nada. Passava a dia todo a chorar. Passei a ser a "chorona" Coitada da minha mãe que foi obrigada a deixar-me em casa destas pessoas para me proteger, mas foi muito pior. Tenho uma irmã mais velha que foi a minha companheira. Mas acho que nem ela se apercebeu do que aconteceu à minha personalidade. Inventei amigas e tornei-me numa criança timida e com bastantes amarguras. E´evidente que hoje já consegui superar tudo e adorava a minha mãe. Mas é muito violente mudarem a familia às crianças. Pobre Esmeralda.
    Graciete
    Maria Graciete Gonçalves | 26.01.2009 | 00.18Hver comentário denunciado
  • Dª Natércia, obrigada por ter explicado à Dª Maria de Lourdes, o que está a acontecer à petição. Sim, estão a tentar destruí-la, enchendo-a de comentários horríveis como, já tinham feito no passado em relação ao Blog a favor de Ana Filipa, mas não concordo quando a Dª Natércia afirma que, com esta atitude (pouco digno de seres bem formados e cívicos) invalidam a petição. Pois, quem envia mensagens com números de B.I aleatórios, podem ser posterior e facilmente detectados como falsos, pois o nome com que assinam não irá corresponder ao nº de B.I. Mas também se forem ver a petição, facilmente detectam são as assinaturas falsas. Basta fazer uma filtragem. O que estas pessoas estão a tentar fazer é desmotivar, aqueles que acreditam, que há um meio de corrigir um erro colossal que a “Justiça” de Torres Novas cometeu, ao entregar uma criança de quase 7 anos, a dois estranhos, aliás esse senhor Baltazar até rejeita ser avaliado, e como diz um ditado antigo, quem não deve não teme.
    SILVIA | 26.01.2009 | 00.17Hver comentário denunciado
  • Dna Maria de Lurdes,sabotar é o mesmo que boicotar,destruir,
    danificar voluntáriamente.O que aconteceu,foi,que um ou mais apoantes do sr Baltazar, de modo voluntário e sabendo o que faziam,enviassem um sem fim de mensagens,com numeros de B.I,aleatórios portanto inválidos.Mensagens ofensivas dirigidas tanto ao casal Gomes,bem assim como contra a todos aqueles que préviamente haviam assinado com seriedade.Usaram plavras despreziveis,e termos que só pessoas sem moral e respeito pelos outros usam.Invalidaram assim a petição uma vez que as assinaturas não se podem comfirmar.Espero tê-la ajudado,e que Deus perdoe a estas pessoas.
    Natércia G. | 25.01.2009 | 22.22Hver comentário denunciado
  • Boa tarde a todos e muito sinceramente peço à srª.D.Silvia e Srª.D.Natércia se me explicam o que é isso de terem sabotado a petição. Hoje e sem medos escrevi no site vários comentários mensagens, mas nenhuma apareceu. Eu, já não sou nova mas comecei a entrar na Net quase sem saber nada eaos poucos e porque gosto de aprender fui e vou partilhando em vários jornais e blogues o que me doi na alma e no coração o sofrimento do casal Gomes que apoio sem reservas e sobretudo a nossa menina como SEMPRE DISSE JÁ É UM BOCADINHO DE TODOS NÓS. Os comentários que têm o nome Maria de Lourdes- Marylu-Maria Sanches são escritos por mim. Fazem parte do meu nome completo e vou-o partindo e repartindo até com o diminutivo Marylu. Esta é a minha Verdade, perdi o MEDO das vozes escravas da ignorância, do ódio, da vingança e que têem realmente o PODER de destruir VIDAS .Quem como eu tem acompanhado nos blogues nos jornais e até nas TVs. conhece-lhes o estilo e o discurso. Se calhar até lhe conhecemos a cara e o olhar pouco transparente. Sabem, eu quando abraço uma causa, até costumo gravar tudo para me ajudar a clarificar as contradições.Ajudem-me agora Dª.Silvia e Dª.Natércia a perceber o que aconteceu com a petição. Não tenho vergonha de dizer queem informática sou mesmo fraca e quase nada sei. Ajudem-me se puderem e quizerem .Bem hajam pelos vossos sentimentos pela vossa partilha, que só não enriquece quem pensa que SABE TUDO, Ou AQUELES que com o seu Narcisismo fascinam os ingénuos, Ou AQUELES que com o PODER ECONÓMICO conseguem comprar a DIGNIDADE DOS FRACOS que PODEM TER MUITO DE MATERIAL , mas falta-lhes a honra... Deixemo-los vomitar a raiva e o peso do remorso que têem para com eles mesmos. Que DEUS e a ANA FILIPA lhes perdoem. Mas como o Céu e o Inferno também é aqui na terra esperemos que a Filipa encontre o AZUL e esses tristes naveguem no escuro para SEMPRE.
    Maria de Lourdes | 25.01.2009 | 20.32Hver comentário denunciado
  • A propósito das frases qualquer pessoa pode colar e copiar mensagens. Isso é o que menos custa. Por isso ninguém pode assacar a quem quer que seja autoria disto ou daquilo.
    Álvaro | 25.01.2009 | 02.29Hver comentário denunciado
  • Não fui e que sabotei a petição. Se pensam isso estão muito enganadas/os.
    Apenas verifiquei que os autores da petição enganaram o Zé Povinho, pois aquilo que lá está qualquer pessoa pode inscrever o nome de outra e pode dizer o que quiser.
    Não sei como há incautos que caíram e caem na esparrela. Por aqui também se vê a classe de pessoas que defende os Gomes, que não estão a defender a Esmeralda.
    Mas enfim, é lá com vocês.
    Estou farto de dizer, e não me fartarei: Se querem defender Esmeralda, deixem-na estar onde está, que está muito bem.
    O casal Gomes que pense no mal que fez ao pai de Esmeralda, mas acima de tudo a ela.
    Álvaro | 25.01.2009 | 02.24Hver comentário denunciado
  • Que tristeza,que vergonha,que pena,que eu sinto das pessoas que sabotaram a petição.Estamos a lidar com verdadeiros psicopatas,e pessoas sem carácter.Deviam apurar quem foi´para levarem com um daqueles processos,com que ameaçam os outros.
    Natércia G. | 25.01.2009 | 02.12Hver comentário denunciado
  • Eu pergunto isto ao Sr. Álvaro, porque alguém está a tentar ou talvez já sabotou a petição, não sei.
    Sinceramente, eu suspeito do Sr. mas se eu estiver errada, então peço desculpa desde já, mas como há lá frases muito semelhantes às suas, dá-me a sensação que se não foi o Sr. Álvaro, então é alguém que anda a roubar algumas das suas frases e ideas, para sabotar a petição. É de lamentar que já sabotaram, no passado, o blogue a favor de Ana Filipa, e agora querem fazer tudo para destruir esta petição.
    Realmente, quem quer que seja a pessoa, os comentários que lá deixou, provam que não é uma pessoa de bem. E se esta pessoa for o reflexo da maioria dos apoiantes de Baltazar ou do Baltazar, então temos aqui um perfil tratado, e vemos com que tipo de pessoas estamos a lidar.
    É de lamentar profundamente.
    SILVIA | 25.01.2009 | 01.50Hver comentário denunciado
  • Foi o Sr. Álvaro que fez aquilo à petição?
    SILVIA | 25.01.2009 | 00.26Hver comentário denunciado
  • Oh SR. jOSÉ SE ANDA POR AQUI TEM DE SE SUJEITAR A CRÍTICAS, QUANDO SÃO JUSTAS.
    O senhor é que não sabe o que diz nem diz o que sabe.
    Mas pronto, passe bem e deixe a Esmeralda em paz.
    E a propósito da célebre petição.
    Que tontos são os autores da mesma.
    Só mesmo uns tontos podem pensar que a justiça se faz com petições. Estávamos desgraçados se assim fosse. A justiça andar ao sabor de dores de alma, de vinganças, de humores recalcados ou de emoções populares. Só mesmo uns tontos podem pensar que a justiça se deixa (ou se pode) pressionar desta forma tão baixa. Só mesmo uns tontos podem defender uma coisa que não tem defesa, e podem querer que o crime compense.
    QH Deus, anda ver isto.
    Álvaro | 24.01.2009 | 23.57Hver comentário denunciado
  • Sr Alvaro,você nem sabe o que diz,nem diz o que sabe.Da minha parte é a última vez que lhe respondo,a minha inteligencia,não suporta tanta ignorância.O sr,não sabe falar,escreve como fala,e fala sem saber.Portanto,passe bem se puder.
    José | 24.01.2009 | 23.22Hver comentário denunciado
  • Oh Sr. José e quem o manda observar a Esmeralda de longe? Já o convidaram? Também já foram observar os seus filhos (se é que os tem), a ver como é que andam? A prpósito de quê?
    A Esmeralda está com o seu pai e se tiver que ser observada por alguém é o Tribunal que o determina.
    De coscuvilhices está Esmeralda farta, de quando esteve com o Casal Gomes.
    Que santa ignorância.
    Está assim tão preocupado com a filha dos outros? Os seus não lhe dão preocupação que chegue??
    Álvaro | 24.01.2009 | 22.51Hver comentário denunciado
  • Vão ver a petição,e com que tipo de gente se está a lidar.Pelas ações,conhecem-se,os autores.Que pena que o blogue esmeralda-sim seja censurado.
    José | 24.01.2009 | 22.28Hver comentário denunciado
  • Sim vamos observar Esmeralda ao longe,porque se for de perto ,se calhar vamos vêr coisas que não se podem vêr.Ver de perto, é só para os senhores comentadores mor do blogue.Assim vão-nos dando as noticias que eles querem,ou melhor as que lhes convém.Vamos mas é,assinar a petição,que eles estão danados.Felizmente aqui já foi o 25 de Abril, que eles tanto apregoam,mas não praticam.Tudo o que seja opinião contrária,é corte(censura).Por acaso os comentários do sr Alvaro,nunca são censurados.E esta hein.
    José | 24.01.2009 | 21.46Hver comentário denunciado
  • Ah! E não se esqueçam que a "Ana Filipa" era uma fantasia do Gomes? Fantasia essa que já morreu? Quem a enterrou? Nem mais nem menos que a Esmeralda. Menina esperta, Mais esperta que muitas de vocês.
    Quem tiver dúvidas de que ela está feliz, se quiser pode observá-la no meio familiar dela, Mas de longe ... porque ela não gosta de coscuvelhice. E já teve tanta.
    Álvaro | 24.01.2009 | 21.10H
  • As pessoas do Blog Esmeralda não alimentam vinganças e ódios. Antes pugnam por justiça e não mais que isso.
    Se querem o bem de Esmeralda, deixem-na estar com seu pai, porque lá é que ela está bem.
    Até já nem precisa de tomar "risperdal".
    Agora ela está feliz. E se a deixarem em paz ainda mais feliz fica, porque ela precisa é de paz, pois amor e carinho tem muito de toda a família dela.
    O casal Gomes que tenha juízo e deixe de atormentar mais a Esmeralda, Acham que já a atormentaram pouco?
    Quem quiser o bem de Esmeralda e ao mesmo tempo pensa que tirando-a do pé do pai que sempre a quiz, está muito enganado.
    Mas, a resposta vão vocês tê-la da boca da própria Esmeralda e não vai demorar muito tempo.
    Olhem, e se tem muia pena do Gomes, arranjem-lhe um câozinho. Assim já pode mudar-lhe o nome à vontade.
    Álvaro | 24.01.2009 | 21.00Hver comentário denunciado
  • Sr. Álvaro, enquanto houver pessoas sensíveis à dor desta criança, acredite, não haverá desistência ou abandono na luta para que seja feito justiça a ela. Nós, ao contrário, de outras pessoas, não abandonamos quem está em desespero ou em dor. É nosso dever fazer algo para salvar esta criança da tortura que lhe estão a causar. Esta causa que abraçamos, é porque não fechamos os olhos a quem sofre. Quem prefere ignorar o sofrimento, é porque é insensível. O que temos de melhor no mundo, são as crianças, e estas merecem ser tratadas com todo o nosso carinho, atenção e respeito.
    Em relação à preocupação do pai Baltazar, para ser sincera, eu dúvido muito que ele se preocupe com o bem-estar emocional desta criança. Pois se estivesse realmente preocupado, já a teria levado a ver as duas pessoas, que ela reconhece como os pais dela. Quer queira, quer não, uma criança não esquece do dia para a noite, as pessoas que a criaram.
    PS: Sr. Álvaro, não devia se preocupar, com a nossa causa, pois ela não é contra si, é apenas a favor do bem-estar de uma criança.
    SILVIA | 24.01.2009 | 20.15Hver comentário denunciado
  • Sr Alvaro se quer que deixem esmeralda em paz,porque,vem comentar,abstenha-se.Ou então aconselhe os seus amigos do blogue,a não alimentar vinganças,e ódios.Aqui pretende-se
    somente,o bem da criança.E que tenha isso, paz.
    Natércia G. | 24.01.2009 | 19.25Hver comentário denunciado
  • Neste país anda tudo doido.
    É o único comentário que cumpre fazer, ao ler tantos disparates.
    Deixem a Esmeralda em paz. Ela tem o seu pai que se preocupa por ela.
    Preocupem-se com os vossos filhos e com a vossa vida.
    Querem pôr outra vez a Esmeralda onde nunca devia ter estado? Só com um novo sequestro ou um novo rapto, que é o que esta gente desmiolada parece defender.
    Álvaro | 24.01.2009 | 18.06Hver comentário denunciado
  • Só hoje li o ultimo comentário da pessoa que assina por Vitória. Um nome curioso e que nos apela a ninguém se sentir VITORIOSO nem DERROTADO. Vamos partilhando sentimentos, opiniões umas mais teóricas (fazem sempre falta os intelectuais), mas assentar os pés no terreno percorrido por esra criança a que chamam de ESMERALDA/ANA FILIPA não nos fará mal.
    Primeiro a menina não andou fugida nem em "bolandas" como ´Vitória" quiz dizer, porque em todo este percurso ainda que atribulado o suporte da família que a acompanhou (tios,avós,primos, habitantes da terra dos avós no Alentejo, e da terra dos pais do Luis Gomes) não foram uma ilha deserta que lhe toldaram a vista, silenciaram os afectos a apagaram a visão do mundo que na sua idade e à sua medida foi vivendo.SIM a ANA FILIPA TEVE VIDA A SÉRIO. Mas... admitamos que em certos tempos ele estivésse com a sua MÃE LINA. De que precisa mais uma criança, senão do aconchego, do ombro, dos carinhos e miminhos que só a MÃE lhe sabe dar? E SOBRETUDO DA SEGURANÇA. Por vezes e mesmo quando as crianças são (maltratadas, abandonadas durante horas e dias pelas mães "há muitos casos que são prova disso" quando a mãe chega e a criança vê a mãe e porque não percebe que no seu sofrimento ainda não assumido pela consciência, a criança corre para a MÃE e sente-se "salva" e em SEGURANÇA. Conto isto porque infelizmente foi uma experiência que na minha família se passou. É VERDADE e ficaria aqui o dia inteiro a relatar factos ligados à minha vida que se alguém quizer poderei testemunhar num ligar público mas com a dignidade que os meus 4 sobrinhos me merecem. Hoje sou mãe adoptiva em adopção plena de uma jovem e de CORAÇÃO DE UMA PEQUENINA com 6 anos. Como eu gostaria de partilhar as lições de vida que com elas tenho aprendido. Talvez por isso sinto que o que digo É apenas baseado no meu ESTAR e conviver com crianças. Fiquei desempregada e comecei a tomar conta de um menino que hoje já tem 11 anos, A seguir vieram outros, um de cada vez porque por decisão minha achei que até aos 3 anos a relação e os cuidados a prestar a uma criança é mais enriquecedora para nós adultos e para os pequeninos é creio eu mais compensador a todos os níveis. Daí o poder testemunhar as tais lições de vida que com eles aprendi e me foram alertando para as reacções que observava neles em muitas ocasiões e eram SINTOMA do que sentiam. A psicologia está descrita nos livros, MAS È NA VIDA REAL QUE SE APRENDE. Daqui vai um apelo igual áquele que a ouvi fazer ao sr. Baltazar num debate na SIC oara a pedopsiquiatra Ana VAsconcelos. Aceite falar comigo Srª Doutora, com mais alguém que esteja disposto a falar do REAL pois só com a contribuição de todos o Mundo AVANÇA ... Não se ensina a AMAR, nem há técnicas para levar uma criança a ceder contra os seus sentimentos. Tal como ela a Drª VASCONCELOS afirmou diante das Câmaras da SIC num jornal da noite, agora sou eu que digo. Cuidado, não esqueçamos que a ESMERALDA/FILIPA se está tão "felicissima" (palavras do Baltazar) pode ter "HIBERNADO" ou simplesmente por coacção e por MEDO FARÁ TUDO O QUE A "JUIZA QUIZER" (Palavras da Esmeralda no dia 19 de Dezembro ditas pelo Baltazar)
    Isto não lhe diz NADA Sr(a) VITÓRIA. Pensemos Bem nas práticas que têm tido com ela. Pensemos nas outras crianças que foram vítimas de tantas maldades e nas que em silêncio todos os dias o SÂO.
    Assinemos a PETIÇÃO para que todo este caso seja de novo analizado, não por uma juíza apenas, mas por um conjunto de gente conhecedora das realidades e que em conjunto AJUDEM ESTAS FAMILIAS (O NOSSO SANGUE É TODO VERMELHO) e não amamos só os que têm do nosso ADN) A que pela ANA FILIPA SEJAM CAPAZES DE ALARGAR OS SEUS HORIZONTES e FORMEM UMA GRANDE FAMILIA QUE ELA POSSA AMAR COM AMOR.
    O SITE É petição.com.pt/por-esmeralda Não custa nada. Ela é já UM BOCADINHO DE TODOS NÓS e talvez por isso esse essa assinatura na petição que muitos já tiveram a coragem de assinar será o nosso SIMPLES GESTO DE AMOR. Obrigada... Por todos aqueles que são pequenos e por alguns de Nós que NUNCA FORAM MENINOS...
    Maria sanches | 24.01.2009 | 15.43Hver comentário denunciado
  • A mente humana é realmente extraordinária. E bom e saudável haver diferenças de opinião, mas é muito triste ver tanta gente a opinar sobre um assunto destes sem olhar aos factos reais e concretos, baseando-se apenas numa idealização do amor e do afecto que quando não tem os pés assentes na terra pode ser muito desastrosa, como aconteceu com a opinião do Eduardo Sá. Foi precipitado na sua apreciação, mas ainda mais grave fez o que não se pode fazer numa situação destas, sem conhecer a criança, o pai biológico ou casal Gomes, e duvido que conhecesse o processo, chamou de lobo mau ao sr. Baltazar, afirmou à semelhança de algumas figuras publicas que o casal Gomes escondeu e andou a monte com a criança por apenas por a amar e disse ainda categoricamente que a única decisão que iria manter a sua saúde mental era mantê-la com o casal Gomes. Nunca vi levantar duvidas, hipóteses, que é o mínimo que alguém que fala de uma situação sem conhecer os intervenientes pode fazer. Acho que ninguem duvida que o casal Gomes goste da menina, mas vivemos num estado de direito e fugir durante 4 anos com uma criança, andar a monte ?!! Se o pai biológico fosse um pedófilo, um violador ou afim, certamente que estariam a protege-la, mas não era o caso, havia ordens do tribunal e eles conheciam o sr. Baltazar, cujo único problema assinalável seria a fraca condição económica, o que nunca impediu pais de criar filhos desde que haja vontade. Por outro lado, ouvi varias vezes que a criança não deveria ser retirada pois sente-se segura com os pais adoptivos. Mas que segurança sentiria uma criança que desde os 2 ate as 6 anos, ou seja, desde que se lembra de si, anda fugida e vê a família mobilizada em torno de um sentimento de perseguição. Se os pais viviam nesta ameaça e tensão a criança náo perceberia? o que sentiria ? todos os dias com a ameaça do tribunal ou do pai/papão/lobo mau à porta... não vejo nem segurança nem estabilidade emocional possiveis neste meio, existindo esta situação desde os seus 2 anos de vida. Não vivemos, ainda que alguns infelizmente pensem na republica das bananas, viver sob esta ameaça é algo a que os criminosos estão habituados, não um casal supostamente normal. Interrogo-me ainda se comportamento do casal resultaria tão só do amor, que não duvido que tambem exista, mas sobretudo do não reconhecimentos das regras da vivência em sociedade e do sentimento de posse sobre a menina. Alias, a mudança do nome é algo que muitas vezes os pais adotivos fazem, talvez pensem que com isso podem fazer um reset na mente das crianças, não sei. Mas esta criança sabe desde cedo que tem um pai que a quer, que luta por ela desde que soube que era seu pai, apenas pensava que este era mau. Neste momento fala-se de ela andar feliz com o pai biológico, não terá ela percebido com grande alivio que afinal aquele senhor que tanto a queria não é mau. O que é que acontece connosco quando sabemos que algo tem de acontecer, que é inevitável mas nunca mais acontece ? é horrivel, não é ? eu acho que internamente esta criança vive nesse estado emocional há 4 anos... Agora precisa de tempo para se adaptar. Quando começar a sentir saudades do casal Gomes será provavelmente doloroso pois gosta deles como pais, mas se existir bom senso da parte do pai para permitir que a menina possa ter estes sentimentos sem recriminações e da parte do casal gomes que nas visitas não a recrimine por gostar do pai baltazar, será meio caminho andado para que a menina consiga lidar com a situação
    Victória | 23.01.2009 | 23.29Hver comentário denunciado
  • Para o ANÓNIMO, o senhor interpretou mal, tudo o que eu escrevi. Pois eu nunca teria a opção de meter um bebé ao lixo, e se o senhor soubesse, como eu fico transtornada, em ver adultos a fazerem mal a crianças, nunca escreveria tal coisa. Mas pode acreditar, há quem faça isso. Quando eu andava na secundária, tive uma colega de turma, que viveu 9 meses com uma cinta à volta da barriga, para esconder gravidez. O namorado, não quis saber do bebé e ela não teve coragem de enfrentar os pais, pois eram de uma família conceituada na cidade. E segundo me constou por outras colegas de turma, o pai nunca iria perdoar a filha pelo escândalo. Por isso, no acto de desespero, com ajuda de uma amiga, teve o bebé, asfixiou-o e meteu no lixo. O caso, veio a público na minha cidade, toda a gente comentava, mas essa rapariga, nunca foi condenada, porque era, como já disse, de um família muito influente e tive a defesa de um dos melhores, senão o melhor advogado da terra. O que não é justo...mas acontece. O pai biológico, estudante, também não sofreu nenhuma consequência, pelo facto de ter abandonado o bebé mas antes de nascer. Portanto, mais uma vez foi a criança que pagou pelos erros dos adultos.
    SILVIA | 23.01.2009 | 22.38Hver comentário denunciado
  • você é muito púdica e moralista marylu, mas pelos vistos só para quem pensa como você, não é?porque o anonimo nao ofendeu ninguem, ao contrario de si que tentou gracejar, sem piada, com o facto de nao assinar, e metendo o meu pai ao barulho, o qual não é para aqui chamado! entendido?
    anónimo | 23.01.2009 | 15.38Hver comentário denunciado
  • Marylu, agredeço desde já também,as suas palavras.Aqui,
    infelizmente como em outros sitios,o anonimato, é uma maneira de poder ofender,maldizer,e tratar com desrespeito os outros.A única coisa que temos a certeza é que esse não é o caminho,pelo menos o nosso.O objetivo é opinar sem ofender,na luta por uma criança indefesa,baseando sempre as
    opiniões em factos concretos,factos esses,que dizem que o pai biológico,de Esmeralda-Ana Filipa,é o Baltazar,mas isso não chega.Ser pai,é muito mais.
    Natércia G. | 23.01.2009 | 15.10Hver comentário denunciado
  • Para o anónimo que demonstra que não sabe o que é respeito digo-lhe que não me trate por tu, não me conhece. Mas para não ficar com dúvidas digo-lhe que os meus PAIS registaram-me quando não tinha 30 dias e deram-me o nome de Maria de Lourdes. Assunto encerrado. Para si srª D.Natércia é bom sentir que cada vez há mais corações e cabeças que não se deixam manipular pela ignorância e pelo PODER que persiste por detrás desse tal Dr. Cabeça do Blogue e para melhor percebermos o que personifica É "O PADRINHO" grande educador dos valores da FÉ como alguém afirmou. VALORES ...? não os encontro no seu BLOGUE, nem ouvi nas suas palavras NARCISISTAS diante da jornalista que simplesmente o deixou falar... No seu discurso estudado e bem construído, deixou bem claro que É quem manda. E quem mais estará por detrás ? Leiam os apelidos dos apoiantes. E de onde vem o dinheiro? Da conta que abriram e pedem a nossa esmola? A pequena ANA FILIPA curiosamenta tem nome de Pedra Preciosa... Talvez a queiram ganhar a todo o custo porque por enquanto VALE valor material. Mas, para os que convivem e conhecem a dor e o sofrimento das crianças cruelmente violentadas nos seus sentimentos, esses SIM, sabem que ELA VALE MAIS QUE TODO O OURO DA TERRA. Apenas queremos que continue a ser menina e embalada nos braços da sua MÂE que a CRIOU. E Só com os PAIS QUE AMA ELA PODERÁ APRENDER A AMAR OS QUE SE JUNTARAM POR
    ACRÉSCIMO. Calma Sr. Baltazar, o coraçãozinho dela não pode conhecer vinganças nem ódios, senão lá disse a sua PEDOPSIQUIATRA "PODE HIBERNAR". SABE O QUE ISSO SIGNIFICA ? Pergunte a quem de direito e aprendamos todos juntos a crescer com ELA. Agora é só uma MENINA...
    Maria de Lourdes (Marylu So) | 23.01.2009 | 14.44Hver comentário denunciado
  • Então Alberto,faça isso,porque os nossos interesses são comuns,tão só que se faça justiça.
    Natércia G. | 23.01.2009 | 14.19Hver comentário denunciado
  • ok Natercia, quando puder vou lá. E com isenção, sem dúvida, pk eu nao tenho interesse nenhum nisto, a não ser que se faça justiça.
    Alberto | 23.01.2009 | 14.01Hver comentário denunciado
  • Alberto,quando falo em apoiantes de Baltazar,estou a referir-me ao denominado blogue-esmeralda sim,impulsionado,e tendo como mentor oficial,dr Cândido Ferreira.Este blogue assume-se,na pessoa dos seus colaboradores,como o único,defensor de,Baltazar.Aliás,como já vimos,em noticias recentes,foi o dr Cândido Ferreira,o eleito para padrinho esmeralda/ana filipa,e é também o porta voz de Baltazar,já que este não fala.Sugiro( se é que ainda não o fez)que faça uma visita a este blogue, e depois diga qualquer coisa,com isenção,por favor.
    Natércia G. | 23.01.2009 | 13.54Hver comentário denunciado
  • Eu sou pelo pai verdadeiro e não me move nenhum sentimento de ódio, vingança, raiva, nem nada que se pareça, apenas de JUSTIÇA!
    Alberto | 23.01.2009 | 13.10Hver comentário denunciado
  • Vamos todos assinar a petição,não só pelo bem de Esmeralda/Ana Filipamas também como forma de mostrar que não somos ignorantes,e que defendemos uma causa justa.Para se ser respeitado temos que primeiro dar-nos ao respeito.Nos comentários,daqueles que apoiam o casal gomes,vê-se serenidade,compaixão,respeito.Ao contrário,vê-se,desejo de vingança(isso é que os move)ódio,desrespeito,e interesses que vão além da nossa imaginação.Portanto pese-mos os dois lados na nossa consciência e vejamos,qual pesa mais.
    Natércia G. | 23.01.2009 | 12.56Hver comentário denunciado
  • o teu pai deu-te esse nome "marylu so"???parece ser um pai muito afectuoso também!!
    anónimo | 23.01.2009 | 12.43Hver comentário denunciado
  • Já é outro dia, mas como a vida não pára aqui estou.Lendo os Anónimos tenho pena que não tenham qualquer nome. Será que tiveram a triste sorte de também eles serem filhos dum pai que não lhes deu um nome no registo, quando chegaram a ESTE MUNDO? Obrigado Sílvia, penso da mesma forma e se ler os meus comentários saberá que somos duas e muitos mais que querem pensar pela sua própria cabeça, sem agressões nem insultos. Não se trata de tomar " partido ". Trata-se de abraçar uma causa onde pelo meio parece ficar esquecida a pequenina ESMERALDA/ANA FILIPA, e como diz a minha filha "Se não houvessem pais e mães como tu e como o sargento Luis Gomes e a Maria Adelina que seria de mim e de tantas crianças que foram abandonadas e regeitadas ? E são tantas... Mas... quanta coisa permanece no silêncio. Recordam-se do que a pedopsiquiatra disse já há algum tempo? Prometeu "domesticar"o sr Baltasar para lhe ensinar as técnicas para obter o "amor de Esmeralda". Mais tarde numa conversa no jornal da noite da SIC colocou-se noutra prespectiva e chamou a atenção para os sérios problemas que a Esmeralda corria se fosse entregue ao pai biológico. " A menina corre o risco de IBERNAR" Está dito e gravado, não podemos ignorar...Ignoramos é o que se passa pela calada e que felizmente não sai cá para fora, como, a VERDADE VERDADEIRA do que querem fazer a esta MENINA... Tanta contradição, tanta maldade, tantas técnicas a prestar auxílio à CIÊNCIA e às EXPERIÊNCIAS comop se a ANA FILIPA fosse un ratinho de laboratório ou um elemento da"RAÇA PURA" de algum "novo hitler" para analizar os seus comportamentos e fazerem dela apenas "UMA COBAIA".
    Será isto que todos aqueles que amam os seus filhos desejam para ELES? De certeza que não!
    Chegou talvez o tempo de ficarmos pobres em palavras e acordar para darmos as mãos e o CORAÇÃO por estes PAIS TODOS e POR ESTA MENINA. Mas sem "PADRINHOS NEM CABEÇAS DE LISTA COMO LI NO GRANDE BLOGUE que entre muitas barbaridades diz "SOU TUA, SOU TUA, SOU TUA... Uma criança não fala assim! Certo ?
    Marylu So | 23.01.2009 | 12.34Hver comentário denunciado
  • para a SILVIA, só há duas opções: entregar a filha ou metê-la no lixo! o pai não conta para nada....! enfim......
    anónimo | 23.01.2009 | 10.25Hver comentário denunciado
  • Quem defende o sargento, não está a defender a menina! Isso é certo! Força Baltasar!!
    anónimo | 23.01.2009 | 10.05Hver comentário denunciado
  • O Sr. Álvaro acredita mesmo que eu sou assim tão ingénua, e que vou acreditar na sua versão dos factos. Este pai biólogico não assumiu logo a criança, e isso é um facto. Se ele realmente não sabia da gravidez, de onde surgiu o nome Esmeralda?
    Aidida, SIM, assumiu a criança porque lhe deu Vida e Qualidade de Vida, porque a vida não é só subsistir nem sobreviver, tem que ser mais. Educação, divertimento, uma boa alimentação, roupa, e isso tudo faz parte de Qualidade de vida, que temos o dever de dar as nossas crianças, Aidida deu essa Qualidade de Vida, quando entregou a este casal.
    E também lhe deu VIDA, porque se fosse outro tipo mulher, (como já houve e há por aí a fora), o mais provável, é que esta criança fosse parar em algum saco de lixo.
    Agora para as mães. Imaginam que estivesse no lugar da Aidida, uma imigrante sem ningúem, num país desconhecido e sem ajuda. O que fariam? Se eu estivesse no lugar da Aidida provavelmente, teria feito o mesmo, porque eu não iria ficar descansada, em saber que minha filha poderia ficar numa instituição sem amor. E se alguém me estendesse a mão, e informasse que conhecia um casal sem filhos, dispostos a dar amor e Qualidade de vida à minha pequena filha, talvez aceitaria. Aliás, se eu conhecesse um casal sem filhos, e por outro lado alguém que estivesse disposto a entregar um filho, por estar numa situação em que estive Aidida (por falta de ajuda, inclusivé do pai biológico), eu falaria desse casal, de certeza. Porém, eu iria aconselhá-los a procurar um mandatário melhor que os do casal Gomes. Pois na minha opinião, foram mal informados e aconselhados. E acredito que seria a melhor opção para a criança. Porque, regra geral, uma casal que não consegue ter filhos, sabe dar valor a uma criança. Ao contrário de muitos pais biólogicos.
    E qualquer mãe deve saber como é triste uma criança parar numa instituição, e também sabe que nem sempre o Tribunal faz a melhor escolha. E o caso Esmeralda, é um exemplo disso. Entre outros....
    Silvia | 23.01.2009 | 02.27Hver comentário denunciado
  • Obrigada srª D.Silvia pelo seu testemunho. Já é muito tarde e não consigo partilhar testemunhos semelhantes que vivi e vivo com crianças que criei desde os 3 meses. São as VIDAS delas que me fizeram ABRAÇAR ESTA CAUSA APENAS COM O AMOR que sinto pala pequena ANA FILIPA. Obrigada por nos ter facultado o sita da petição. Que cada um de nós não fique apenas nas palavras...
    Maria de Lourdes | 23.01.2009 | 02.02Hver comentário denunciado
  • Praticamente, todos os anos, eu tenho que viajar em trabalho, e estou cerca de 2 semanas fora do país. A 1ª semana, o meu filho de 5 anos aguenta relativamente bem, pois tem a avó e o pai, mas quando chega à 2ª semana, nota-se que já está a ser muito doloroso para ele. Afecta-o de tal forma, que todos os dias pergunta ao pai, quando é que a mãe volta. As minhas colegas, dizem o mesmo. Aliás uma colega minha contou-me que no regresso de uma das suas viagens, o filho estava tão magoado e ressentido, que virou-lhe a cara nas chegadas do aeroporto. E numa das minhas viagens, conheci outra uma mãe que estava há 2 meses sem ver a filha, era Filipina, mas como no país dela não tinha como propocionar uma vida decente aos filhos, decidiu juntamente com o marido, ficar 6 meses fora do seu país em trabalho. Mas numa determinada altura, a filha perguntou se ela ja tinha ganho dinheiro suficiente, para voltar para casa. Isso tocou-me profundamente. Agora este caso de Esmeralda deixa completamente perplexa, pois não vejo qual o bem, que fazem a uma criança (que ama os pais afectivos) estar tanto tempo sem os ver. Não dever ser a criança, a pagar pelos erros dos adultos, não é justo!
    Silvia | 22.01.2009 | 23.17Hver comentário denunciado
  • Para quem quer saber, o site da petição é o seguinte: petição.com.pt/por-esmeralda. Não devemos só comentar, devemos agir, para defesa de uma criança inocente
    Silvia | 22.01.2009 | 23.11Hver comentário denunciado
  • Realmente há pessoas que se deviam ver ao espelho.
    O endereço da petição, por favor, que com muito gosto a assinarei para que o caso seja revisto na Justiça.
    Um Pai | 22.01.2009 | 22.58Hver comentário denunciado
  • 22.01.2009 | 12.42Hcomentário reprovado
  • CURTO é para falar pouco e bem,quanto ao GROSSO, deixo á sua imaginação....
    CURTO E GROSSO | 22.01.2009 | 09.53Hver comentário denunciado
  • CALEM A VOSSA BOCA INVEJOSA+++E DEIXEM A MENINA VIVER EM PAZ,COM O VERDADEIRO PAI-O BIOLOGICO-BRAVO BALTAZAR,AINDA HA PORTUGUESES+++
    paulo sousa | 22.01.2009 | 02.42Hver comentário denunciado
  • Apenas um pedido à direcção do DESTAK que muito aprecio e leio desde que me encontro impossibilitada de comprar jornais. Pela Equipa tenho um carinho especial. Se retirarem o meu comentário que acabei de enviar cerca da 01h34. Por favor devolvam-mo. A VIDA é UM TODO E SÓ COM A PARTILHA DE TODOS PODEREMOS ACREDITAR NA TRANSFORMAÇÃO DO MUNDO. E O MUNDO COMEÇA DENTRO DE CADA UM DE NÓS.
    Marylu | 22.01.2009 | 01.41Hver comentário denunciado
  • Costumo ter por principio o cuidado de não magoar ninguém, nem ofender ou injuriar, mas quando leio tantas e tantas linhas, inclusivé as que escrevo, penso se na realidade estamos todos com o mesmo espírito, com o mesmo sentimento como quando olhamos um bébé pequenino e quando o nosso instinto protetor nos apela a PROTEGÊ-LO como se fosse nosso...Se tivéssemos a coragem de ler o muito que aqui está escrito sentiríamos que parece que estamos todos a Jogar à defesa e ao ataque como se de uma bola se tratasse. Quantas crianças morrem por dia na guerra?quantas crianças sofrem nos hospitais doenças terríveis e só a morte as espera? Quantas crianças sofrem abusos e maus tratos todos os dias nas suas próprias casas? E quantas e quantas sofrem de mil maneiras; são pequenos Mártires silenciados pelos mais fortes e esses mais fortes NÂO SEREMOS NÓS? Até onde nos preocupamos com a VERDADEIRA ESMERALDA/ANA FILIPA E SOMOS CAPAZES DE PENSAR NO QUE NA REALIDADE ELA ESTARÁ A SENTIR, A VIVER. Quando por acaso e se acaso tivermos filhos e os temos de deixar entregues a alguém amigo, ficamos ou não preocupados? "Estarão eles bem? E se lhes acontece qualquer coisa? E as saudades? E terão frio? E saberão os nossos amigos dar-lhe os carinho e os miminhos que só nós que os criámos e vimos crescer sabemos que eles gostam. ENTÃO porque não somos agora, nem que seja por uns minutos capazes de nos pôr no lugar da menina e daqueles que ela conhece e ama como pais pois foi com eles que cresceu foi com eles que aprendeu a falar, a comer, a gostar de caracóis, a apreciar as suas coisas, a chamar por eles quando se magoava ou caía, a chorar e a rir como qualquer criança, a brincar e a conhecer os gostos, os gestos, as maneiras. O amor alimenta-se, não só do comer que sacia, mas sobretudo dos laços afectivos que com a criança vão crescendo. CALMA, já falarei no sr Baltazar. Acusam o casal Gomes de a ter raptado, aprisionado e de tantos insultos descabidos que até parece que quem o faz nunca soube ó que foi SER PEQUENINO. Ainda que a menina tivésse andado pela casa de familiares, ainda que tivesse no Alentejo ou em Torres Novas, qual é a criança que tem MEDO ou sofre dos males que dizem a que ela foi sujeita quando afinal a pequena ANA FILIPA ESTEVE SEMPRE PROTEGIDA PELA SUA PRÓPRIA MÃE QUE A CRIOU ( E quer queiramos quer não ela não reconhece outra senão a ADELINA) COM A ADELINA A ANA FILIPA SENTIU-SE SEMPRE EM SEGURANÇA. Não acontece assim com os nossos filhos? Não aconteceu connosco quando fomos MENINOS E TÍNHAMOS A PROTECÇÃO DA NOSSA MÃE? E pobres e tristes aqueles que por várias razões da vida não souberam o que isso significa. Será por isso que alguns de nós porque trazemos marcas tão dolorosas da nossa infância, não somos capazes de esquecer essa mágoa e assim esquecemos que não somos nós é a Ana Filipa que brutalmente sofreu uma separação inesperada e se algo se pode chamar de roubo, foi a Ela que o fizeram. A relação com o Baltazar é outra coisa. A ´CÔR DO SANGUE É SÒ UMA e corre vermelho igual em todos nós, com a mesma côr. O amor é outra coisa. Alimenta-se em cada dia das nossas vidas e com os filhos desde o primeiro dia em que os planeamos, desejamos e acolhemos como fruto desse sentimento .Um filho é uma Dádiva, e se mais não fora ouçamos o velho ditado "QUEM MEUS FILHOS BEIJA MINHA BOCA ADOÇA" Este e só este poderia ser o eterno agradecimento que o BALTAZAR e os que o APOIAM deveriam sentir pela existência e a VIDA VIVIDA EM DOAÇÃO A ESTA MENINA.
    Já aqui disse e não me cansarei de dizer a mim mesma que não será com grandes prendas, grandes bens materiais que a ANA FILIPA se tornará ume pessoa de bem. Decidiram dar-lhe "UM PADRINHO" . o grande chefe do movimento de apoio ao BALTAZAR. Quer baptizá-la e educá-la pelos valores da fé. Não sei entender que FÉ SERÁ porque jamais a fé cristã tem a ver com todos os discursos, os apelos maldosos, as frases cruéis, misturadas com o NARCISISMO NATO Desse sr. que com o apanágio das benfeitorias cegamente se esquece que só mostra que é nele MESMO que está a pensar.MAs a história é bastante mais complexa. Já alguém se perguntou o que ESTARÁ POR DETRÀS de tudo isto ? Analizem quem são os apoiantes ? DE onde vem tanto dinheiro. Eu, posso garantir-vos estive no MUSICAL no POLITEAMA e paguei o meu bilhete certa de que estava a apoiar o sargento Gomes, com o meu gesto, mas a dar uma esmola ao BALTAZAR com o meu dinheiro, bem como o de todos os amigos que comigo partilharam ESSE GESTO. Pensemos que este caso é como um POLVO que terá por certo razões que a nossa razão desconhece. Mas não fiquemos parados nem esquecidos. Os médicos deram à ANA FILIPA um medicamento que se chama Risperdal. Existe um folheto que diz ser não aconselhado. Mas a isso terá o médico que responder. E onde estará O FOLHETO COM OS DIREITOS DA ANA FILIPA PARA PROIBIREM QUE PELA CALADA LHE FAÇAM UMA LAVAGEM AO CÉREBRO E PELO MEDO A OBRIGUEM A AMAR SEM AMOR?. Afinal esse sr.Padrinho também é médico e na Farmacologia existem milhares de medicamentos que se podem administrar. Vamos protegê-la. Vigiar mesmo no nosso silêncio e na distância. Façamos com que ESTA MENINA NUNCA SE SINTA ABANDONADA. BOA NOITE...
    Marylu | 22.01.2009 | 01.32Hver comentário denunciado
  • Sr. Curto e grosso... o seu mal é...a dificuldade de perceber a língua portuguesa;utilizar palavras de desconhece o significado.Curto,é de inteligência e Grosso,de palermice ou então será por "molhar as calças"?
    ferrero | 21.01.2009 | 18.16Hver comentário denunciado
  • Sr. JOSÉ, dito assim dou-lhe razão. Mas, se reparar não é só o Baltazar que é interesseiro, o sargento agora lançou um livro porquê? porque é um bom escritor? Não, porque também lhe está a faltar dinheiro e cada um desenrasca-se como quer...
    victoria | 21.01.2009 | 13.05Hver comentário denunciado
  • Dona Victória,os pobres e sem recursos, devem criar os filhos,honradamente,trabalhando sol a sol.Conheço muitos com dificuldades ,que infelizmente não têm apoio de ninguém.Porque é que não fazem peditórios para esses.Esta causa dá de comer a muita gente não interessada,mas sim interesseira. Quanto ao sr ,Curto e grosso,amigo,tá farto do assunto,tem bom remédio.Se alguém errou foi a jústiça que não soube ressolver este caso,atempadamente.Porém,lhe digo que quem tem que aprender a viver nos tempos modernos é o sr, e quem alimenta polémicas são pessoas que sistemáticamente,falam deste assunto em blogues ,onde a censura é o prato do dia.Passar bem.
    José | 21.01.2009 | 12.36Hver comentário denunciado
  • este comentário do JOSE é a coisa mais disparatada, então agora pessoas com poucos recursos não podem ficar com os filhos... se o senhor tiver filhos, reze para ter sempre dinheiro na carteira, não vá alguém fazer o favor de lhe raptar os seus meninos, ao menos assim eles não vão pedir para a rua!!
    victoria | 21.01.2009 | 12.04Hver comentário denunciado
  • amigo JOSE: voce personifica tudo aquilo que eu penso deste caso. Se o caso se passasse ao contrário, voce estaria sempre pelo sargento, por razões óbvias! você ainda vive no tempo do feudalismo, curva-se perante qualquer doutoreco de meia tigela, e afirma coisas que não sabe nem faz ideia! Mas tem de aprender a viver com os tempos modernos, sabe que a Justiça tarda mas não falha!Ninguem tem nada a ver com isso, não senhor, e sabe porquê? porque o homem terá mais que fazer que alimentar polémicas onde elas não existem, a unica coisa que aqui eu tenho a certeza é que o sargento é culpado por rapto e a justiça não o soube condenar, nem as pessoas como você! Tou farto deste assunto! força Baltazar!
    CURTO E GROSSO | 21.01.2009 | 11.56Hver comentário denunciado
  • A dúvida reside no óbvio.Esse sr Baltazar,vive de donativos,ainda bem que a miúda foi"raptada",senão provavelmente andava hoje a pedir esmola.Ainda há pessoas capaz de amar um ser,sem fazer perguntas.Como cidadãos,preocupados,todos temos que ver com isso.Aqui há tempos,perguntei no blogue esmeralda sim,aonde seriam empregues,esses donativos,paraos quais se encontra neste mesmo blogue,um NIB.Resposta:não tem nada a ver com isso.Somos ignorantes ou quê?Só se quisermos,porque a dúvida reside no òbvio.
    José | 21.01.2009 | 11.46Hver comentário denunciado
  • falam falam, mas não dizem nada. A menina foi raptada, o pai verdadeiro quer ficar com ela! Qual a dúvida??
    CURTO E GROSSO | 21.01.2009 | 11.28Hver comentário denunciado
  • Resposta a Paulo Sousa: Olhe,a conversa começou a cheirar mal,quando você abriu a boca. Quer ajudar os pobres,faça pela via legal,vá a instituições,onde os necessitados são mais que muitos. Não me diga que pertence ,ao grupo que se diz defensor dos Esmeraldos e Esmeraldas.É,que se pertence,não diga mais nada,está tudo dito.É mais um que come de graça. Que eu saiba vivemos num pais livre,onde cada um,é isso mesmo ,livre de dar a sua opnião.Isto aqui não é o blogue Esmeralda-sim,onde a moderação,perdão,a inquisição,prevalece.Pior que a pobreza material,é a pobreza de espirito(ignorância)e dessa é o sr possuidor em abundância Tem pena dos pobres,não ligue a NIBS,plantados nos blogues (blogue esmeralda sim)porque de pobres está o pais cheio.Ou será que você também se beneficia desse pobre,que aceita donativos(sim que trabalhar custa,e passear na neve,na praia,e comer ao domingo em restaurantes,sai caro,e alguém tem que pagar)porque coitado do Baltazar tem que estar com a filha,para a integrar na nova familia e é pobre. Ele e os apoiantes,que se ponham mas é a pensar num modo de agradecer ,a quem lhe criou a filha,que até agora nada lhe pediu.É que isto de criar filhos´sai caro,mas todos o fazemos sem donativos.
    Natércia G. | 21.01.2009 | 11.04Hver comentário denunciado
  • Por leituras e informação a que tenho acedido,consciente de que é muito pouco e na maioria,com o ferrete evidente da parcialidade de quem presta a informação,parece-me que a história começa assim : era uma vez um homem,que andava às "meninas" e tendo encontrado uma ,foi bem sucedido na tarefa.Confrontado com a paternadade,negou!!! Chamado à justiça,prova-se o negado,já o rebento tem um ano e o calor de um "colo"....Não fazendo juízos morais.como classificar então um país cujas instituições e pessoas não foram capazes,em 5 ou 6 anos,de acautelar (era o mínimo,que se admitia),nem desenhar um futuro,apesar de toda a história,normal para esta criança? !!!! Descolem alguns abutres psicóticos,useiros e vezeiros em chafurdar. Estão em causa como principais e prioritários para determinar a acção os valores da pessoa ,dos sentimentos e afectos de um ser humano,que não pediu nem merece ser cobaia.!!! Desapareçam,por inconvenientes,essas figuras ocas e emplumadas,à procura de uma arena onde se exibirem.....
    Ferreira | 21.01.2009 | 01.12Hver comentário denunciado
  • No dia 14,dia em que o Dr.Eduardo Sá, escreveu este artigo, igualmente escreveu outro que punha a interrogação "Quando as crianças são como nossos FILHOS" Gostaria que informassem porque o retiraram, bem como os comentários e que eram bastantes, nos quais me incluía. Porque não continuaram esses comentários? "A Esmeralda VALE MAIS QUE TODO O OURO DA TERRA" e a verdade é que se lê tanta desumanidade que sinceramente já não entendo o que querem dizer "insultuosos, ou não digam respeito ao tema". Muito sinceramente gostava que publicassem o meu comentário que escrevi cerca das 00H00 do dia 15 Janeiro. O drama desta criança continua mesmo que alguns o queiram silenciar com acenos às LEIS que quando nos tocam a nós e aos nossos (que mais amamos) se calhar já são LEIS ABSURDAS , feitas e cumpridas como ACTOS DE GRANDE CORAGEM POR "Gente grande que se esqueceu que um dia foi CRIANÇA" Por mim e enquanto A VOZ E O CORAÇÃO ME DOAM hei-de partilhar com aqueles que sentem e SABEM O QUE É AMAR CRIANÇAS (filhos desejados) o muito que ainda temos para fazer a Esmeralda/Ana Filipa fazer acordar a quem de DIREITO e que lavou as mãos como PILATOS.
    Marylu | 21.01.2009 | 01.01Hver comentário denunciado
  • Ok..vamos lá a contas,a miúda passou estes tormentos todos,e o sargento e a mulher ficam impunes????mas que pouca vergonha é esta??não foram até já condenados,e cumpriram a pena??pois...mas se fossem pobrezinhos,já lá estavam...!E AGORA CALEM-SE TODOS,PORQUE ESTA CONVERSA JÁ CHEIRA MAL!
    paulo sousa | 20.01.2009 | 20.10Hver comentário denunciado
  • Eduardo Sá critica falta de defesa de Esmeralda 14| 01| 2009-18.18H- COMENTÁRIO: A criança, com os psicotrópicos que lhe foram administrados pelos psiquiatras nos últimos anos continuava a sorrir e a brincar mesmo que fosse entregue a um casal de Leões-marinhos do Circo Chen!
    Miguel | 20.01.2009 | 19.33Hver comentário denunciado
  • Silvia diga-me em que site é feita a petição.obrigado
    Natércia G. | 20.01.2009 | 18.57Hver comentário denunciado
  • Uma petição popular?? boa, eu alinho, em nome do bem estar da criança, SARGENTO NA PRISÃO, E MENINA COM O PAI!
    Alberto | 20.01.2009 | 14.56Hver comentário denunciado
  • Dr. Eduardo Sá, não se pode fazer agora uma petição popular e apresentar este caso a uma outra instância de tribunal europeu de forma a defender os direitos desta criança? Por favor mobilize-se.
    Mafalda | 20.01.2009 | 13.09Hver comentário denunciado
  • A minha especialização é em Palmiers e Bolos de Arroz... sei fazer outros mas estes é que sei fazer mesmo bem...também faço chamuças... mas é mais bolos, mesmo!
    JFK | 20.01.2009 | 11.01Hver comentário denunciado
  • Quem defende o sargento, não está a defender a Esmeralda. Isso é mais que certo!
    Alberto | 20.01.2009 | 10.13Hver comentário denunciado
  • O Dr. Eduardo Sá está a falar muito bem, porque o tribunal devia ter em consideração esta criança. De certeza que deve estar que em clausura, pois até já perdeu os amigos na escola ao ser transferida. A JUIZA TINHA FALTA ERA DE CADEIA.
    LUISA | 20.01.2009 | 00.26H
  • "Naquele dia, recordo que acordei muito cedo... iam levar-me de casa não sei porquê?!... Passa-se alguma coisa... os meus pais parecem ansiosos...és a nossa menina, és a nossa menina... e dão-me beijos... confesso que parecem excessivos..." Sei que não são as memórias reais de Esmeralda, com dois, três, quatro ou cinco.. ou seis anos... mas aconteceu. A estrutura familiar do casal Gomes está assente em permanente episódios de ansiedade que se desenrolaram à medida que as notificações do Tribunal foram aparecendo... é uma histórias feita de avanços e recuos, emoções e excessos... não tenho a certeza que isso beneficie o crescimento de uma criança... E ainda não ouvi nenhum especialista explicar que efeitos têm as emoções vividas pelo casal Gomes, ao longo deste processo, no desenvolvimento de Esmeralda. Lamento que a vida interior de uma criança seja tão maltratada!
    Jerónimo | 19.01.2009 | 19.55Hver comentário denunciado
  • Pois, eu é mais bolos.... Também sei fazer croquetes bons, mas é mais bolos....
    JFK | 19.01.2009 | 12.37Hver comentário denunciado
  • Se o senhor é pai de 4 crianças, pense qual é o interesse delas:- Se é estar consigo, ou com alguém, que as trafique e que lhes moa a cabeça contra si. Se é melhor viverem anos a fugir à justiça, e sempre com medo do "lobo mau". Pense e reflicta nisso. PARA A SÍLVIA: Se a senhora já leu tudo, lei muito mal. Pois quem originou tudo não foi Baltazar, mas sim Aidida, que traficou a criança ainda bebé. E não me venham dizer que foi por necessidade, porque não foi. Ela entregou-a a alguém da Sertã que por sua vez a entregou a outra pessoa em Vila de Rei. E foi aqui que o sargento adquiriu a criança, sem sequer conhecer a mãe, que também não os conhecia. E faz isto tudo antes de conversar ou pedir algo a Baltazar. ...... Seja como for, a Esmeralda está com o pai e está muito bem. Mas preocupem-se com os vossos filhos e deixem os dos outros em paz. Ou então preocupem-se com as crianças que realmente precisam. A esmeralda já tem tudo o que precisa:A sua família.
    Álvaro | 19.01.2009 | 02.09H
  • Eu já li tudo acerca deste caso, inclusive os acórdãos, e continuo a perguntar-me, porque é que a criança tem que pagar pelos erros dos adultos e do próprio sistema judicial. Os pró Baltazar só falam nas falhas do casal Gomes, mas esquecem que quem originou toda a confusão foi o Baltazar, que não quis assumir a criança logo de início, quando lhe foi dito pela mãe. Mesmo que duvidasse pedia ao estado para fazer o teste de ADN, e não esperava um ano, para ser notificado pela justiça, e só aí solicitar pelo teste...para um bebé 1 ano é tarde demais...de qualquer forma não é a criança que deva pagar por tudo isto. Deve voltar para a família que ela sempre conheceu e amou, e que a faz feliz. Para quem quer a felicidade desta criança e a sua justiça, assinem a petição que está on line
    Silvia Pereira | 18.01.2009 | 23.34Hver comentário denunciado
  • Eu já li tudo acerca deste caso, inclusive os acórdãos, e continuo a perguntar-me, porque é que a criança tem que pagar pelos erros dos adultos e do próprio sistema judicial. Os pró Baltazar só falam das falhas do casal Gomes, mas esquecem que quem originou toda a confusão foi o Baltazar, que não quis assumir a criança logo de início, quando lhe foi dito pela mãe, que estava grávida. Mesmo que duvidasse pedia ao estado para fazer o teste de ADN, e não esperava um ano, para ser notificado pela justiça, e só aí solicitar pelo teste...para um bebé 1 ano é tarde demais...de qualquer forma não é a criança que deva pagar por tudo isto. Deve voltar para a família que ela sempre conheceu e amou, e que a faz feliz. Para quem quer a felicidade desta criança e a sua justiça, assinem a petição que está on line
    Silvia | 18.01.2009 | 22.54Hver comentário denunciado
  • Este tal de Álvaro, dados os disparates que diz, deve ter interesses no assunto, não assumidos publicamente, mas tem pouca inteligência para o fazer ou então estudou mal a lição. Ainda não vi tal personagem, nem os que aqui se manifestam a favor do Pai biológico, verdadeiramente preocupados com aquele que deveria ser o mais importante factor nesta disputa que é a felicidade da pequenina. Com o à vontade de alguém que tem 4 crianças a seu cargo, muitas vezes de fazer de Pai e de Mãe, todas minhas filhas e de desempenhar este cargo, ter esta responsabilidade com muito gosto, fruto de uma disputa de Poder Paternal em que de elas ganhei a custódia, digo e afirmo que essa história de voz do sangue e de que o chamamento do sangue e outras bacoradas no género, não têm importância nenhuma. É bem possível fazer um filho e nunca nos preocuparmos ou querermos saber deles,(basta olhar à nossa volta) e, por outro lado, ser um pai de adopção e fazer um trabalho e ter um verdadeiro amor por uma criança. Claro que o oposto também é verídico. O que neste caso sempre deveria ter estado em causa, é a pequena criança mas, infelizmente, parece que o mais importante é este ou aquele que com ela pretende ficar, mesmo que isso não signifique o melhor para ela. Argumentos que se levantam, disparates que se dizem, a torto e a direito e mesmo em nome desse Direito. Não sei qual dos intervenientes na disputa será o mais indicado para criança. Sei que temos recomendações de várias entidades e elementos conceituados, pessoas que fazem disto a sua profissão, que já não têm nada a provar em termos da sua competência, cujas recomendações foram ignoradas e um Tribunal que, autenticamente, violentou e enganou uma criança. Isto é péssimo e muito mau para o desenvolvimento da criança. Como já aqui disse, creio que o ideal seria forçar um entendimento entre os pretendentes, o Tribunal tem meios para isso e quem o não quiser assim se desmascararia, levando e acompanhando esta criança, com convivência com ambos, até que ela tenha idade suficiente ou que, sem pressões, se queira manifestar. Nunca daria a guarda a uma das partes num caso destes, responsabilizava, isso sim, as partes contrárias e os forçaria a mostrar a veracidade das suas pretensões como responsáveis e ditos detentores do afecto da criança.
    Um Pai | 18.01.2009 | 18.56Hver comentário denunciado
  • O comentário do Dr Eduardo Sá é o comentário de um profissional competente e como tal merece-me todo o respeito. Tenho procurado encontrar um comentário escrito por um profissional que considere correcto o procedimento do tribunal e ainda não encontrei. Se, por acaso, alguém encontrar um comentário desse teor, escrito por um profissional, gostaria que deixasse aqui a informação. Já deixei comentários no esmeralda sim para verificar se era um blog honesto, aberto a outras opiniões. Efectivamente não é, foram sempre eliminados. Pessoalmente, e trabalhei uma vida com crianças, sei que o pai biológico, se julgado num tribunal com a devida formação na área de família, teria sido inibido de exercer o poder paternal. Nenhuma pessoa que ignora os apelos para reconhecer uma criança como filha e, mesmo sabendo que isso é possível, ignora não tem formação moral para assumir essa responsabilidade. E, mesmo depois de ter a certeza que era filha ainda levou 6 meses para assumir que queria assumir a paternidade... Só me espanta como é que alguém pode acreditar que uma criança esquece em dias quem a criou!!! Será que acham que se obrigassem um dos filhos a ficar com alguém passado meia dúzia de dias já se tinha esquecido deles? O que se está a fazer a Esmeralda é de uma gravidade que o futuro tragicamente mostrará. É daqueles casos em que eu muito gostaria de estar enganada e que contra todas as previsões ela fosse feliz.
    Ju | 18.01.2009 | 18.10Hver comentário denunciado
  • 18.01.2009 | 13.56Hcomentário reprovado
  • Porque os peido-psiquiatras de Coimbra e os de Santarém foram parciais, nunca viram nem examinaram o pai e filha juntos, ofendeam o Baltazar sem motivo, nem fundamento, tudo porque eram pro-sargento. Quem é técnico de saúde não pode agir como eles fizeram. Inclusive estiveram contra todas as evidências e contra as técnicas de IRS de Tomar só porque estas eram realistas. Agora, o que é que faz Eduardo de Sá, sem saber nada do processo?? Está raivoso porque a Esmeralda está onde já devia estar há muito.
    Álvaro | 18.01.2009 | 11.49Hver comentário denunciado
  • Não se trata de meras opiniões. Trata-se da opinião de um perito, de um especialista, não só dele mas de outros que acompanharam e estiveram envolvidos no caso. Porque é que um Tribunal pede a opinião de peritos profissionais para depois, mesmo com todos eles a manifestarem a mesma linha de conduta a seguir, apesar de ter trocado os que primeiro se exprimiram por outros que mantiveram as convicções e recomendações originais, fazer depois orelhas moucas de todos... Para que se consultaram os profissionais da área? Será que só servem ou só são válidos quando têm uma opinião que nos seja favorável? Questões a esclarecer. Mais: Com que opinião ficará esta criança de uma Autoridade como um Tribunal, que deveria ser um exemplo de rectidão, quando se lhe diz que vai passar uns dias e depois é informada que já não volta? O que vai esta criança pensar disto tudo e com que confiança vai ela olhar para quem lhe não deveria mentir e a deveria proteger? Que credibilidade têm agora as declarações ou manifestações de uma criança que se viu enganada por quem tinha o dever de a proteger e a abandonou com promessas falsas? Quem seria o adulto que não diria que as pessoas com quem está, fossem ou sejam elas quem forem, que estava muito bem e a adorar com quem está? Autodefesa pura meus senhores e qualquer um de nós sentindo-se enganado e aldrabado, sem defesas como esta menina se encontra, até iria lamber as mãos das pessoas a quem tinhamos sido entregues, não nos fosse acontecer ainda algo pior. Que consequências vai tudo isto ter na formação desta pequenina? Como vai ela encarar o mundo e as instituições supostamente encarregadas de a defender? Notem, isto está errado fosse ela entregue a quem quer que fosse.
    Um Pai | 17.01.2009 | 17.50Hver comentário denunciado
  • LI, RELI E TRLELI E CONTINUO A NÃO CONCORDAR COM O ILUSTRE DOUTOR. SÃO OPINIÕES E SE NÃO FOSSE ASSIM VIVER ERA UMA MONOTONIA! Um bem-haja 2009
    POSEIDON | 17.01.2009 | 09.54Hver comentário denunciado
  • Errata, desculpem: Ser Pai e Mãe não é acima de tudo abdicar de nós em função deles. Ser Pai e Mãe é acima de tudo... Deve ter sido da hora.
    Um Pai | 17.01.2009 | 04.05Hver comentário denunciado
  • Em resposta ao Sr. Luis Martins, o que digo, e está escrito, é que não acredito em factos sem os ver e, o processo real nenhum de nós o conhece nem virá a conhecer. Quer a net quer a comunicação social, como todos deveríamos saber, não é fiável e raramente informa a realidade, quer por culpa própria quer motivado pela informação que lhe é prestada e que tantas vezes publica sem se preocupar em aprofundar. Essa é a verdade e não me atrevo a fazer juízos de valor, de qualquer tipo, ou a defender algo, sem conhecer essa mesma realidade. Pais afectivos todos podem ser e há inúmeros casos em que mesmo a chamada "voz do sangue" pode servir para muita coisa mas, nenhuma utilidade tem para uma criança (bem pelo contrário) e melhor seria não ter pais do que alguns espécimenes que por aí andam, ou não será assim? Eu não defendo aqui nenhum dos adultos deste caso. Quanto a mim, tudo teria que passar por uma convivência alargada entre quem tinha a criança e quem a queria ter, tal como num casal que se separe, o ideal para as crianças, quando existem, caso os pais se saibam comportar como adultos e com verdadeiro amor pelos filhos (tantas vezes que assim não é), seria a guarda conjunta. Neste caso, o aparecimento de um esquema que permitisse que a criança se desenvolvesse em harmonia, com todos, até ter idade suficiente para se poder pronunciar acerca das suas preferências ou mesmo prolongar a situação até à sua maioridade, sem a pressionar, seria sempre o ideal. Isso sim, permitido por todas as partes, seria uma verdadeira demonstração de amor por um pequeno ser que não merecia tudo isto. Eu estou-me nas tintas quer para o Sargento e sua esposa quer para o tal Pai que se lembrou que podia ter uma filha depois de ela ter nascido. Eu penso, sim, numa criança que é forçada a agradar a Gregos e Troianos, possivelmente coagida e manipula por uns e outros, que vai ter que desenvolver (já o fez certamente), mecanismos de defesa contra uma situação que não pediu nem merecia estar a viver. Já alguém por aqui se preocupou em pensar como é que a criança se pode sentir em todo este jogo em que ela é a bola? Que responsabilidades se pedem a esta pequenina que não tem idade, maturidade, não deveria ser forçada a ter responsabilidades num caso destes, a nele se ver envolvida mas que, na realidade, assim já foi forçada a ter? Quais os prejuízos de tudo isto no desenvolvimento da sua personalidade, na sua formação, como ser humano? O que terá que fazer para não ser acusada ou se sentir culpabilizada quando está com uns ou quando está com outros? Sinceramente, os adultos, todos, que se danem. Todos eles, de uma forma ou de outra, erraram, mas o que aqui deveria estar, acima de tudo, deveria ser não o tal de Pai nem os tais de Pais afectivos, mas sim uma criança que se vê envolvida num processo para o qual nada fez e somente pode ser acusada e culpada de ter nascido. Era aqui que se deveria ver a força da justiça e o forçar as partes envolventes a se entenderem na superior defesa dos interesses da criança e, se nem uns nem outros se conseguiam entender, então, isso tem um significado bem claro que é o do egoísmo de ambas as partes, a falta de real amor pela criança que, para ambos, parece não ser mais que um joguete e uma questão de afirmação, de poder e, a ser assim, melhor para a criança se não estivesse com uns nem com outros. Dos dados que são fornecidos e que mais facilmente podemos tomar como válidos, são um descuidado interesse e preocupação pela criança, quer pelos pretendentes a pais, ambos, quer pelo Tribunal, e os perigos adjacentes de tudo isso, alertado pelos Pedopsiquiatras que abertamente se pronunciam acerca do caso pois, esses, sem defender adulto algum (isso parece que ainda poucos perceberam), estão, sim, a alertar para as consequências que podem advir da brutalidade a que esta criança foi e está a ser sujeita. O processo foi horrivelmente conduzido e o Tribunal, com os mecanismos que tem ao seu dispor, tem grande parte de culpa no processo e deveria ter agido de outra forma. As mudanças a nível de técnicos de forma a poder, de alguma forma, justificar uma decisão Judicial, em nada abonam para quem tomou conta do processo. Creio que muitas pessoas que aqui se manifestam estão a esquecer, talvez por falta de visão racional das coisas, que as crianças não são propriedade dos Pais nem de ninguém. São seres humanos como qualquer adulto e nós, como adultos, como pais, como responsáveis pelo seu desenvolvimento, crescimento, segurança, educação e formação, deveríamos, antes do que quer que seja, pensar primeiro neles, não sobrepondo os nossos interesses pessoais, fazendo ou querendo fazer deles nossa pertença. Pais e Mães são responsáveis mas nunca donos. Ser Pai e Mãe não é acima de tudo abdicar de nós em função deles, é ser fazer sacrifícios, não pode nunca ser encarado como uma actividade a tempo parcial. Tem que o ser a tempo inteiro, em todos os nossos actos e pensamentos. Não podemos agora querer e algum tempo depois não querer ou agora não querer e, algum tempo depois, "agora já quero". Isto não é nenhuma acusação directa a nenhuma das partes envolvidas. Os pequeninos seres que nos são confiados não merecem isso. Pais e Mães há bons, menos bons e muito maus e quem nos garante aqui qual das partes envolvidas será a melhor? Excelentes não há nem pode haver pois todos nós somos , só, humanos, e cometemos erros na educação, grande parte das vezes sem nos apercebermos e assim tenho que acreditar. O princípio base é pensarmos primeiro neles e não em nós mas, tristeza, quantas vezes vemos o oposto? Porque não dar uma oportunidade e uma possibilidade de a criança se pronunciar, quando aliviada de tudo isto, mantendo até lá a convivência com ambos os pretendentes, deixar que os adultos mostrem o seu verdadeiro, ou não, amor pela criança. Tem riscos de competição entre os adultos com algum possível prejuízo para a formação e definição de valores por parte da criança? Claro que tem mas as crianças não são parvas de todo e não preferem, normalmente, este ou aquele adulto em função de mais ou menos brinquedos, mais ou menos facilidades e todos isto o deveríamos saber e nunca temer esse risco, essa possível competição, muito menos entrar nela e seguir o nosso rumo, mantendo os nossos princípios sem nos preocuparmos com os actos dos demais, neste campo mas, antes este risco que aquilo a que se está a sujeitar a criança com muito maiores perigos, garantidamente. Solução ideal, quanto a mim, uma guarda conjunta com visitas alargadas para ambas as partes, repito-me. Se ambas as partes, de verdade amam esta criança, vão agarrar a possibilidade de braços abertos. Distâncias, trabalho, problemas? Experimente-se o sistema que, os que de verdade amam a criança, rapidamente se vão identificar e as canseiras os problemas para se deslocarem, para cumprirem aquilo a que se propuseram ou submeterem, nem sequer vão existir e todos serão ultrapassados. O Tribunal tem capacidade para isso fazer e, claro, quem o não quiser, fica logo desmascarado. Tudo mais simples, menos penoso, para a criança que, não esquecer, é em quem devemos, todos, pensar e que a Justiça deveria proteger.
    Um Pai | 17.01.2009 | 03.56Hver comentário denunciado
  • Eu é mais bolos! Também faço croquetes com muito jeitinho... mas é mais bolos! Pois...
    JFK | 16.01.2009 | 18.00Hver comentário denunciado
  • Caro Dr. Eduardo Sá É com imensa tristeza que o vejo a ser seguidista e não pensante. A imagem que tinha de Si não se coaduna com esta sua postura de "bem". Não há aqui lugar a populismo nem tão pouco demagogia facil. Estamos perante uma monstruosidade praticada conscientemente por um Casal que nunca quis adoptar uma Criança. É consequentemente um casal cuja actuação se pode apelidar de chico espertos. Qual será a sua resposta a Casais que estão à espera de adopções de crianças por vezes irmãos até 6 anos de idade quiça até mais velhos e ainda à espera e com inscrição datada do Nascimento da ESMERALDA NUNES. Qual a sua resposta a entrega após sequestro da criança a um casal que é capaz de tais comportamentos. Podemos apelidar este casal de gente absolutamente normal, integrada, decente e com principios morais suficientes para criar uma criança que foi mantida escondida e Sequestrada ao PAI e foragida por consequencia à Justiça. A forma que fala, que se apresenta não refelcte o conteudo deste texto. Deixe a Fatimalopes Barrosos e afins falarem do que não sabem do alto das suas vidas faceis e protegidas. E se algo correr mal, sempre podemos ir estudar para França. Por favor, pense. Pense no PAI, no unico PAI. Quem pagará o preço de deixar passar um crime de tamanho seatino, dimensão e crueldade??? Quem???
    Pai | 16.01.2009 | 17.53H
  • E O MEU COMENTARIO??FOI LOGO O 1º? TAMBEM NAO AGRADOU AO DR? OU AO DESTAK???QUE VERGONHA!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Alberto | 16.01.2009 | 16.59Hver comentário denunciado
  • Quero dizer ao sr. "Um Pai" que, se não conhece o processo, porque não tentar conheçê-lo? Está na net as várias decisões dos tribunais - sempre a favor do pai verdadeiro. Vá conhecer as escapadas e as não comparências nos tribunais do casal Gomes, que manteve a menina praticamente sequestrada em parte incerta. Julga que se fosse ao contrário, que fosse o Baltazar a andar fugido à justiça, que a GNR - talvez com o precioso auxilio do sr. Gomes - já não o teria capturado e enfiado numa qualquer prisão? E que se fosse o Baltazar a andar com a menina escondida e a fugir à justiça, que a srª drª Maria Barroso e alguns televisionados pedo-psiquiatras, viriam a terreiro defender o carpinteiro com unhas e dentes? A única coisa que receio é ver que, parece que quem vai decidir a quem será entregue a Esmeralda, é uma pedo-psiquiatra que desde o início deste caso, sempre defendeu os chamados pais afectivos - se calhar, o Baltazar, não é também ele, um pai que, para além de ser pai verdadeiro, não é também afectivo. Lembro-me de ela dizer uma vez: "a criança deve ser entregue a quem lhe dar amor e carinho". Ora bolas, esta deve ser para os apanhados! Só um estúpido é que podia ir nesta conversa. É evidente que o Baltazar estava incapaz de dar amor e carinho, simplesmente porque, não tinha acesso à sua filha, como é lógico! Era notório que o pai verdadeiro sentia o sangue da sua existência a chamar por ele, mas não podia fazer nada... O sr. sargento encarregava-se de fintá-lo, não só a ele, como também à Justiça. Nem vislumbrar a sua pequenina face, foi dada a possibilidade a Baltazar. Imagino o seu sofrimento! Sim, meus senhores, ele sofria, não era preciso ver o rosto da sua filha, ele sabia que ela estava lá, escondida, talvez até, com o seu pequenino coração a sofrer. Talvez algum dia, ela se recorde o que sentia, quando o casal Gomes a escondia e, a impedia de ver, também ela, o rosto daquele que a gerou, e que, desde a 1ª hora, quis tomar a responsabilidade de ser seu pai e de amar o sangue do seu sangue. Baltazar desde o pricípio carregou um "grande pecado" - ou "vários pecados" - que aliás, ele percebia o que era, e isso deveria doer-lhe a alma: não tinha a menina com ele (contra a vontade aliás, do Tribunal), era pobre, não era autoridade nem sargento, tinha poucos estudos e não se expressava muito bem. Mas, com a coragem que ele sempre demonstrou, gostava de o ouvir dizer: "Eu não a tenho - a menina - mas tenho o quartinho já arranjado e preparado, para quando ela vier viver com o seu pai"
    Luis Martins | 16.01.2009 | 13.00Hver comentário denunciado
  • Porque carga de água é que o meu comentário foi retirado daqui? Não agradou ao Senhor Doutor, foi? Francamente!!!!!!!!!!!!!!!!!
    VITÓRIA DE SAMOTRÁCIA | 16.01.2009 | 00.35Hver comentário denunciado
  • E que tal uma leitura a este texto de 15MAI08?! A quem lhe assaltar o desejo de conhecer "outros pontos de vista", e até em que conta este autor é tido no que concerne o "caso Esmeralda" é só ter curiosidade iontelectaul e ir ao google. Aqui vai parte... " A forma demagógica como muitas vezes o tema tem sido tratado causa repulsa. Quantas vezes o “pai” adoptante foi designado de pai “afectivo”, parecendo criar à partida uma diferença para com o pai “biológico”, como se este não fosse também, e seguramente, sujeito amante da sua filha. Muitas mães adoptivas utilizam a expressão: “tu és filho do meu coração”, para salientar a importância da escolha voluntária daquela criança, que por isso teria mais valor do que a lotaria biológica. A verdade, porém, é que quase sempre, a ligação biológica traz consigo laços afectivos que são, muitas vezes, inexpugnáveis, como todos nós, pais e mães, bem o sabemos. A Dra. Maria de Jesus Barroso, por quem tenho o maior respeito, e que formalmente aqui expresso, parece-me ter sido vitima e cúmplice de afirmações emocionais que escondem verdades mais prosaicas. Assim, não teve pejo em afirmar, que o Snr. Sargento tinha sido preso por “amar uma criança”. Extraordinária afirmação de quem ao longo de toda a sua vida defendeu o Estado Democrático e as suas instituições. Não, este militar não foi preso por amar, antes foi preso por desobediência aos tribunais, atitude que seguramente a Dra. Maria de Jesus, não defende como legítima. Claro que a pena parece ser absurda, mas essa é uma outra questão. Talvez a minha indignação maior se volte contra os “profissionais dos afectos” e seus sacerdotes máximos, que com modulações adocicadas de voz, e a segurança dos verdadeiramente ignorantes, provocam náuseas e estragos. A mente é demasiadamente complexa, as influências múltiplas, a nossa experiência limitada, para que alguma vez se possa afirmar com inteira certeza as consequências para a Esmeralda da decisão judicial. Este é um ponto essencial que nos deve fazer parar para reflectir, e com humildade confessar que mesmo a nossa melhor opinião, poderá não se transformar na melhor decisão. Gostaria apenas de levantar alguns pontos que me parecem importantes de considerar para trazer maior ponderação ao debate. Todos nós temos uma História. Eu sou, em boa medida, e não só do ponto de vista estritamente biológico, o que herdei dos meus pais e avós. Sou também os episódios contados de geração em geração, a casa que já não é, as medalhas do bisavô Governador. É essa a minha pertença, é essa a minha herança, a ela tenho direito porque de mim indissociável. É isto que uma adopção não pode dar, será talvez por isso, que muitas crianças adoptadas, quando chegada a adolescência, procuram desesperadamente as suas origens, perante o pasmo das famílias que todo o amor e conforto lhe deram. Não é razoável supor-se que mesmo aceitando a adopção, se obrigasse a criança a cortar todos os laços com o seu pai. Que conflitos emocionais, quantas tensões e divisões ocorreriam nesses encontros, em que decerto “eu sou o teu pai” seria ouvido mais de que uma vez, e a culpa sentida pelo inocente. Como explicar aos amigos e outras crianças que aquele senhor fardado que a levava à escola não era “bem” o pai, ou se afirmasse o contrário, não se sentiria traindo aquele que sendo verdadeiramente o pai, por ela lutou e tanto a quis? Mais uma vez declaro que não sei se foi boa a decisão judicial. É, aliás, a minha única certeza. Cuidado, porém, com os psicólogos sábios, técnicos infalíveis das profundezas das mentes, definidores do branco e do preto, criadores de lobos maus e capuchinhos vermelhos, que ao fazerem afirmações peremptórias, onde não surge a sombra de uma dúvida, insultam a inteligência, assumem vestes que lhes ficam largas, mas sobretudo, ao esquecer as forças que ligam pais e filhos, decerto misteriosas, sem dúvida poderosas, reduzem a Vida."
    Marta Tavares | 15.01.2009 | 20.27Hver comentário denunciado
  • Pois, mas eu ainda não defendi aqui ninguém e nem o poderia fazer por desconhecer o processo e o pouco que sei ser pela comunicação social que, como sabemos, muitas vezes não conta as coisas como na verdade são. Aquilo que faço é questionar uma sentença que, a meu ver, tem coisas estranhas e bizarras e uma delas é o fazer orelhas moucas das recomendações de equipes de pedo-psiquiatras, mudando para outras à posteriori, com opiniões que lhes sejam mais favoráveis. No mínimo esquisito e a levantar suspeitas apesar de os tribunais terem a minha confiança pois tenho a custódia dos meus filhos por sentença de tribunal e sei bem o que é ver os nossos entes queridos a desaparecer sem saber bem o que aconteceu. Experiência nesse campo tenho bastante e não o desejo a ninguém mas, há algo que todos temos que meter na cabeça: As crianças nunca são nossas, são seres individualizados e que somente nos estão como que emprestados durante alguns anos. São sim nossa responsabilidade e devemos ter a maturidade de abdicar de muitas coisas para o bem deles pois eles não pediram para vir e estar neste mundo. Se cá estão, quer o queiramos quer não, é porque algo fizemos para isso. Temos também que dar o benefício da dúvida a um casal que tratou de uma criança, ao que parece bem e o facto de terem agido de alguma forma que possamos achar menos correcta pode ter sido motivado pela sua percepção, que pode estar errada ou não, acerca do que seria melhor para a criança. Qual seria o pai ou a mãe a não proceder da mesma forma, mesmo contra tribunais, contra quem quer que seja? Atitude condenável mas, de certo modo compreensível, creio, dependente das verdadeiras razões que os moveram que, infelizmente, só eles o saberão mas acho difícil que pudessem acreditar poder fugir ou esconder uma criança eternamente, o que torna o caso ainda mais estranho. A verdade acerca de tudo e qual teria sido a melhor atitude só o futuro o dirá, da mesma forma que quando educamos uma criança não temos sempre a certeza de que o que fazemos é o melhor mas temos, pelo menos, que acreditar que assim é, e só espero que a criança não venha um dia a colocar e responsabilizar pessoas pelo que agora lhe aconteceu. Eduardo Sá é um profissional respeitado e competente e não acredito que as suas opiniões sejam dadas de ânimo leve, pois não correria o risco de colocar a sua carreira em jogo por isso, acreditem, como tal não aconselho ninguém a não levar a sua opinião em conta. Não o conheço nem nunca com ele falei mas a sua reputação é intocável. Melhor ter isso em conta do que estar a fazer para já críticas e afirmações sem conhecimento de causa que mais tarde as tenhamos que engolir.
    Um Pai | 15.01.2009 | 19.08Hver comentário denunciado
  • Eu acho que deviam dividir os juizes ao meio e mandar a parte de cima para a Sibéria e a parte de baixo para a Faixa de Gaza! É uma actualização da versão salomónica...
    JFK | 15.01.2009 | 18.16H
  • Acho muito bem que seja a criança a decidir quanto às visitas. Tambem acho bem que não seja contrariada ou negada qualquer vontade que a criança tenha em visitar os pais adoptivos. Creio que isso não vai acontecer, dado o actual porte do pai efectivo. É que ele é que é o verdadeiro pai, doa a quem doer...embora considere o sentimento dos pais afectivos...mas...tem que ser.
    Zezinho das meiguices | 15.01.2009 | 17.35Hver comentário denunciado
  • Amigo, poderia estar toda a vida e mais 6 meses a defender o sargento e esposa que, um facto, é evidente: Várias sentenças foram sempre a favor de Baltazar. Todos os juízes que as proferiram são loucos? São inumanos? Diabólicos? Amigo, fale o que falar, uma coisa é certa: o pai verdadeiro da pequena é Baltazar, e um facto é indesmentivel - desde o 1º minuto que soube que era o pai da Esmeraldo, ele assumiu a responsabilidade. Já as caboiadas que o sargento e esposa fizeram com a pequena - esconde, não esconde, desaparece, não desaparece, foge à justiça, não sei de nada, não sei onde anda minha esposa, a Esmeralda? Não dei onde anda - tudo isso, foi uma autêntica vergonha, sendo ainda muito mais grave, o facto do sargento ser um agente de autoridade, e que fez tábua raza das sentênças dos tribunais. Não esquecer ainda, as vergonhosas "ciganices" que o casal fez ao pai verdadeiro, numa vergonhosa demonstração de falta de pudor e de um total egoísmo, só encontrada em pessoas sem pingo de solidariedade. Ao contrário do verdadeiro pai, Baltazar e esposa nunca colocaram a hipótese de repartir o amor que eventualmente teriam - todos! - com a menina, enquanto decorresse o processo. Sintomático! A obcessão de posse total, quanto a mim, não é, longe disso, amor pelos demais. Acabo, perguntando: mesmo no inicio do caso, imensa gente (da Alta!) veio a terreiro defender o sargento com unhas e dentes. Porquê? Não conheciam ainda o processo e já vinham para a TV defender o fardado sargento. Sem bases nenhumas, como se pode defender uma causa? Relembro que essas pessoas, faziam questã de dizer: "bem, eu não conheço o processo, mas é evidente que, blá, blá, blá, etc e tal. Elucidativo, não acham? Espero que o sr. Eduardo Sá, não tenha sido uma delas...
    Luis Martins | 15.01.2009 | 16.40Hver comentário denunciado
  • Por falar em dinheiro foi muito pouco, mas muito pouco, o que o Gomes pagou ao Baltazar a titulo de indemnização. Jà pensou, nos anos que lhe roubaram de estar com a filha? Ainda tem de agradecer? E se lhe fizessem o mesmo? Já pensou que para reaver a filha, a que tinha e tem direito, ele gastou mais de 100.000 euros? Sabe os dias e as noites que perdeu à procura dos Gomes? Sabe que inclusive perdeu o emprego por causa disso? Acha que o dinheiro foi muito? Tenha vergonha. Espero que a Adelina venha a pagar mais.
    Álvaro | 14.01.2009 | 23.42Hver comentário denunciado
  • O meu caro Álvaro creio que, antes de mais nada, devia aprender a ler e a interpretar a sua própria língua pois talvez assim não dissesse coisas sem nexo e sem sentido e muito menos acusar ou colocar palavras na boca de outras pessoas quando elas nunca as disseram. Não vou responder mais que isto são questões para cada um meditar mas não posso deixar de colocar um reparo que é o de perguntar quem é que ganhou algum dinheiro com o assunto??? Pai de verdade deixaria esse "pequeno" pormenor para depois do assunto da filha arrumado e não antes, ou estarei enganado???
    Um Pai | 14.01.2009 | 23.27Hver comentário denunciado
  • Um pai que não queria que o pai ficasse com a sua filha. Engraçado. Claro que há problemas, e há pais bons e pais maus. Mas no caso em apreço, há algum dado que nos diga que este pai não é um bom pai? Se nunca o deixaram ser. Agora, é melhor ficar com o seu pai que se interessa por ela, do que com uns intrusos, que até a identidade da Esmeralda se atreveram a roubar. Sa quer ver a alegria do pai e da filha, bem documentado, com fotos e que não deixa lugar a dúvidas, compra a TVmais que saíu hoje. E veja os anos de felicidade que aqueles energúmenos (que não têm outro nome) roubaram ao pai. Há dinheiro que pague isso? Se é pai de verdade, pense se lhe retirassem um filho do seu convívio. PENSE, o que fazia.
    Álvaro | 14.01.2009 | 23.18Hver comentário denunciado
  • Que cambada de disparates. Os superiores interesses de uma criança nem sempre será viver com os seus pais e temos a prova disso no nosso dia a dia com todos os problemas a que assistimos nas escolas, e não só, em que os principais responsáveis são os pais pela pouca atenção que dão aos filhos, tentando e empurrando essa responsabilidade para outros educadores que não eles. Nem vou comentar mais o assunto pois acho que destes quatro comentários anteriores aqui expostos todos se esqueceram de uma coisa: Quais serão os verdadeiros interesses e o que será melhor para esta criança arrancada ao meio em que estava habituada a viver, ao que parece, bem. O futuro o dirá e só gostaria que o caso fosse lembrado e seguido para que muitos vissem as possíveis consequências do que aconteceu mas, por outro lado, e sendo pai de 4 crianças, creio que o melhor será deixar a criança em paz. Não se esqueçam que as crianças crescem e esta mesma criança pode, dentro de poucos anos, vir questionar e contestar o que lhe aconteceu. Veremos.
    Um Pai | 14.01.2009 | 22.53Hver comentário denunciado
  • Eu defendo a Esmeralda. O superior interesse de qualquer criança é, entre outras coisas, viver com os seus pais. E o pai de Esmeralda é Baltazar Nunes.
    Alfredo Sousa | 14.01.2009 | 19.16Hver comentário denunciado
  • Concordo com o Álvaro. Legitimar a retenção indevida de uma criança é abrir um precedente perigosísimo com consequências imprevisíveis. Antes de uma questão de pedopsiquiatria, isto é uma questão de justiça. Custa ouvir e absorver isto mas é a solução que melhor protege as crianças e a sociedade.
    João Pedro | 14.01.2009 | 18.43Hver comentário denunciado
  • Maus tratos estava Esmeralda a ter junto dos Gomes.´ O Eduardo de Sá queria era essa continuação, mas ainda bem que existe gente como a Sr. Drª Juiza Maria Caetano. Se estivéssemos entregues ao Eduardo de Sá era o bom e o bonito.... o comércio de crianças era legalizado.
    Álvaro | 14.01.2009 | 18.33Hver comentário denunciado
  • Agora pergunto eu: Porque é que este pasquim, repete duas bacoradas no mesmo dia??
    Álvaro | 14.01.2009 | 18.27H
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE