PUBLICIDADE
Gaza

Conselho de Segurança da ONU pede "cessar-fogo humanitário imediato"

28 | 07 | 2014   06.36H

O Conselho de Segurança da ONU adotou hoje uma declaração por unanimidade apelando a um "cessar-fogo humanitário imediato e incondicional" em Gaza.

Numa declaração aprovada por todos os membros, o Conselho de Segurança apelou às partes envolvidas no conflito para "aplicarem totalmente" o cessar-fogo durante a festa que assinala o fim do Ramadão e a estendê-lo além do período de celebrações.

Os 15 países apelaram igualmente ao "respeito pleno do direito humanitário internacional e sobretudo no que respeita à proteção dos civis", assim como ao "esforço de implementar um cessar-fogo duradouro e totalmente respeitado, baseado na iniciativa de mediação egípcia". (Corrige, no primeiro parágrafo, o termo do documento aprovado para declaração em vez de resolução, por não ter caráter vinculativo).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:

1 comentário

  • Os extremistas islâmicos desconhecem "humanitário", querem apenas exterminar os israelitas. Estes, na última guerra (iniciada por diversos países árabes em simultâneo para "apagar" Israel do mapa) deveriam ter anexado a faixa de Gaza. Se as guerras não têm consequências os agressores ficam motivados para novas agressões...
    Cândido Morais | 28.07.2014 | 09.00Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE