PUBLICIDADE
Inquérito/Defesa

Durão e Guterres optaram por responder por escrito

16 | 09 | 2014   10.54H

Os ex-primeiros-ministros portugueses Durão Barroso e António Guterres preferiram responder por escrito à comissão de inquérito sobre a compra de material militar, informou hoje o deputado do CDS-PP Telmo Correia, que lidera os trabalhos.

A convocatória do presidente da Comissão Europeia cessante foi avançada pelo Bloco de Esquerda, secundada por PS e PCP, tendo a maioria, que se mostrara contrária à audição de antigos líderes de executivos, pedido a presença do atual Alto-Comissário para os Refugiados das Nações Unidas por "questões de equidade".

Ambos os requerimentos foram aprovados, mas existe a prerrogativa para Presidentes da República, Primeiros-ministros, assim como antigos titulares daqueles cargos de deporem por escrito, sem necessidade de se deslocarem ao Parlamento, algo justificado por Barroso e Guterres até pelo facto de se encontrarem no estrangeiro e em trânsito constante.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE