PUBLICIDADE
Associação

Impostos sobre tabaco de enrolar e cigarrilhas leva a quebra fiscal de 47,8 ME

29 | 10 | 2014   17.22H

A Associação Europeia da Indústria do Tabaco alertou hoje que o aumento dos impostos sobre o tabaco de enrolar e cigarrilhas com filtro previsto no Orçamento do Estado provocará uma quebra de 47,8 milhões de euros na receita fiscal.

Adicionalmente, o secretário-geral da Associação Europeia da Indústria do Tabaco (ESTA) disse à Lusa que o "consumo de tabaco ilícito vai aumentar", já que a única forma de os consumidores realizarem a poupança real que estas categorias de tabaco lhes permitiam será "recorrerem ao tabaco de contrabando, que não apresenta qualquer receita fiscal".

"A consequência imediata das medidas inscritas na proposta de Orçamento do Estado para 2015 [OE2015], como aliás já se verificou em aumentos anteriores no tabaco de enrolar, será a queda da receita fiscal, contrariando a ideia do Governo, que apontou como motivo para esta subida no valor das taxas a vontade de aumentar a recolha de impostos", afirmou Peter van der Mark.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:

1 comentário

  • Os contrabandistas e e os espanhóes esfragam as mãos de contentes que vão ganhar eles e os palhaços dos governantes só fazem mee@da.
    Mas que filhos da pulitica vergonhosa. | 29.10.2014 | 18.17Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE