Ébola

Filipinas apelam ao regresso dos seus nacionais a trabalhar em zonas de risco

30 | 10 | 2014   05.37H

As autoridades filipinas apelaram hoje às centenas de nacionais que estão em zonas afetadas pelo vírus Ébola para abandonarem essas zonas da África Ocidental, salientando que todos os que regressarem irão permanecer de quarentena.

Albert del Rosario, secretário dos Negócios Estrangeiros, disse que o Governo apelou a "um repatriamento voluntário" de cerca de 900 dos seus nacionais que trabalham na Libéria, Guiné Conacri e Serra Leoa.

O mesmo responsável salientou, em declarações à estação ABS-CBN, que o Presidente Benigno Aquino deu ordens para todos os que regressem das zonas afetadas permaneçam durante 21 dias em isolamento em instalações do Governo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE