Transportes

Trabalhadores dizem que nova subconcessão hipoteca expansão do Metro do Porto

04 | 11 | 2014   11.11H

A Comissão de Trabalhadores (CT) da Metro do Porto alertou hoje que a expansão da rede de metro "fica hipotecada pelo prazo da nova subconcessão", cujo concurso público está a decorrer.

"Fica hipotecado pelo prazo da nova subconcessão - dez anos - o crescimento da rede de metro ligeiro do Porto, uma vez que não foi devidamente salvaguardado que o vencedor do concurso tenha que operar uma rede maior do que a existente à data", adverte a CT em comunicado enviado à Lusa.

Contactado pela Lusa, Nuno Ortigão, da CT, afirmou que os acionistas da empresa, designadamente Área Metropolitana do Porto (AMP) e autarquias, "devem estar distraídos, porque o novo caderno de encargos não prevê qualquer hipótese de crescimento da rede".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE