Gaia

Menezes desvaloriza investigações sobre época em que presidia à câmara

12 | 11 | 2014   02.13H

O social-democrata Luís Filipe Menezes desvalorizou esta terça-feira as notícias que o têm envolvido em investigações levadas a cabo pelo Tribunal de Contas (TdC) e pela Polícia Judiciária (PJ) sobre contratos feitos enquanto era presidente da câmara de Gaia.

Em entrevista ao Porto Canal, o antecessor do socialista Eduardo Vítor Rodrigues e ex-candidato à câmara do Porto nas autárquicas de setembro de 2013, começou por usar a expressão "tsunami" para definir os seus últimos meses e a palavra "perseguido" a abordar a sua relação com a imprensa.

Um dos temas que mais tem sido alvo de notícias é, e também de acordo com uma espécie de resumo feito por Menezes ao longo de hora e meia de "Grande Entrevista" naquela estação de televisão regional, a renovação do contrato de limpeza urbana de Gaia com a empresa SUMA do Grupo Mota-Engil.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE