Investigação

Cyberbullying entre jovens cada vez mais frequente

20 | 11 | 2014   12.05H

Difícil de provar e até difícil de identificar o autor são duas caraterísticas que fazem com que o cyberbullying esteja a ganhar terreno entre as formas de agressão, ameaça e difamação entre jovens.

Patrícia Susano Ferreira | pferreira@destak.pt

Segundo um estudo desenvolvido durante um ano letivo no Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida, em Espinho, três em cada dez alunos admitem conhecer um colega que já foi «gozado ou ameaçado na Internet» e 13% dos estudantes do 10º ano dizem já ter sido ameaçados online, sendo esta percentagem superior nos cursos profissionais (19%).

O autor do estudo, José Ilídio Sá, alerta também para a existência de «um número significativo de sujeitos que admite desconhecer a identidade do agressor», casos de alunos que preferem não denunciar as ameaças e uma grande inatividade por parte das testemunhas das agressões.

Entraves à responsabilização

O diretor da escola acrescenta que «a responsabilização do agressor, quer seja na vertente disciplinar ou na criminal, torna-se muito difícil de comprovar» e que isso é usado pelo próprio transgressor que explora «esse embaraço legal». O papel das famílias torna-se essencial para prevenir e combater este fenómeno, conclui o investigador.

Saiba mais sobre:
Foto: 123rf
Cyberbullying entre jovens cada vez mais frequente | © 123rf
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE