2015

Área Metropolitana quer contratar para não paralisar serviços

21 | 11 | 2014   09.28H

A Área Metropolitana de Lisboa (AML) vai pedir ao Governo a alteração da norma do Orçamento do Estado (OE) que a impede de contratar funcionários em 2015, considerando que esta limitação vai paralisar a sua atividade.

O Conselho Metropolitano de Lisboa aprovou por unanimidade esta proposta de sensibilização do Governo e dos grupos parlamentares no âmbito da aprovação do Plano de Ação, Orçamento e Mapa de Pessoal 2015, considerando que a AML precisa de contratar três funcionários no próximo ano, para fazer face a novas competências.

Demétrio Alves, primeiro secretário da Comissão Executiva da AML, explicou à agência Lusa que a norma do OE que impede qualquer aumento de orçamento com remunerações de trabalhadores ou aquisição de serviços a pessoas individuais é preocupante, "porque pode bloquear completamente ou quase a atividade da AML no próximo ano".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:

2 comentários

  • Há, esqueci-me! Um só elemento basta e ele se não for capaz de cumprir as tarefas todas e com qualidade há que dar-lhe uma avaliação de desempenho de "NÃO SATISFAZ"
    zé da burra o alentejano | 06.12.2014 | 14.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O governo que mande para a AML um dos muitos "boys" que admitiu nos últimos anos para prestar lá trabalho efetivo. A polivalência agora muito comum na função pública deverá facilitar a adaptação do elemento a outras funções ainda que menos qualificadas.
    zé da burra o alentejano | 06.12.2014 | 14.20Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE