PUBLICIDADE
Tailândia

Amnistia condena pena de morte para presumíveis separatistas muçulmanos

28 | 11 | 2014   05.28H

Grupos de defesa dos direitos humanos, incluindo a Amnistia, criticaram as autoridades tailandesas por condenarem cinco presumíveis separatistas muçulmanos à pena de morte, afirmando que a punição faz muito pouco pela promoção da paz na conturbada região do sul.

Os cinco homens foram condenados na quarta-feira por um tribunal provincial de Pattani por terem morto a tiro quatro soldados em julho de 2013, informou o Thai Rath, jornal com a maior circulação no país.

Os homens foram identificados como Ismail Daong, Masahadi Methor, Gordae Jatae, Nimuhammud Niseng e Hisbulloh Buesa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE