Estudo

Macroeconomia e investimentos no setor financeiro são principais riscos das seguradoras

11 | 12 | 2014   18.43H

As perspetivas de evolução da situação macroeconómica e a concentração de investimentos no setor financeiro são os principais riscos para o setor segurador, indica o Instituto de Seguros de Portugal, num estudo hoje divulgado.

De acordo com o estudo "Análise de Riscos do Setor Segurador e dos Fundos de Pensões", relativo ao primeiro semestre de 2014, as empresas do setor devem estar atentas aos riscos macroeconómicos, nomeadamente às perspetivas de crescimento reduzido apesar dos sinais de retoma económica, e aos níveis elevados de desemprego e de endividamento.

"Não obstante alguma melhoria dos indicadores, as expectativas de evolução futura permanecem incertas e vulneráveis a choques externos", alerta o presidente do ISP, José Figueiredo Almaça, numa nota de abertura do documento de 84 páginas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE