Estudo

Quase metade das prostitutas em Portugal sofre de doença mental

17 | 12 | 2014   18.46H

Quase metade das prostitutas em Portugal (49%) sofre de doença mental, sendo que 16% dessas mulheres não teve qualquer tipo de acompanhamento, conclui um projeto de doutoramento, divulgado hoje em Coimbra

Lusa

Cerca de 25% das prostitutas diagnosticadas necessitaram de internamento e "apenas 38% mantém acompanhamento" por parte de um técnico de saúde, disse Alexandre Teixeira, doutorando da Faculdade de Psicologia do Porto, que está a realizar um estudo sobre saúde mental em mulheres que se prostituem em Portugal.

Das mulheres diagnosticadas, foi identificada depressão a quase 60%, ansiedade a 20% e doença bipolar a cerca de 5% das prostitutas, divulgou o investigador, que falava durante as I Jornadas Científicas sobre Trabalho Sexual, que decorrem hoje no Centro de Estudos Sociais, em Coimbra.

"O acompanhamento é um fator protetor", salientou, referindo que quase 20% dos diagnósticos da doença mental foram feitos "nos últimos 12 meses" e 27,4% feitos há mais de dez anos.

Saiba mais sobre:

22 comentários

  • A base do estudo foi feita a partir daquela expressão "És uma ganda maluca"?
    anónimo | 22.12.2014 | 14.29Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O problema e que e tanta verga naquela paxaxa que as gajas ficam tolinhas de tanto levar.
    anticristo | 20.12.2014 | 17.07Hver comentário denunciado
  • WAF?!?!? Um gajo sozinho está a fazer este estudo? Analisou todas as putas ou foi por amostra? Deixem-se de merdas, se são putas claro que não batem bem, por um motivo ou por outro, o certo é que são pagas para foder e serem fodidas como apetecer por quem paga e só aguenta quem quer. Eu também não gosto do meu trabalho, mas como sou pago para o fazer, aguento e não bufo. Se tivesse estaleca de certeza que preferia ser pago para levar na peida, mas como sou mais cona, o máximo que posso fazer é dar trabalho a estas profissionais. E já paguei bem por valentes fodas, se elas ficam a bater mal problema delas.
    PORCOSUJO | 19.12.2014 | 17.05Hver comentário denunciado
  • Mim tamém seres...!
    MATUMBO | 19.12.2014 | 07.13Hver comentário denunciado
  • Eu tam-bém s-s-sou.
    Rui Machete | 18.12.2014 | 10.13Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu também sou...
    Pires de Lima | 18.12.2014 | 10.13Hver comentário denunciado
  • Eu também sou :(
    Maria de Albuquerque | 18.12.2014 | 10.12Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu também sou :)
    Paulinho Portas | 18.12.2014 | 10.12Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu também sou!
    Passos Coelho | 18.12.2014 | 10.11Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu também sou.
    Cavaco | 18.12.2014 | 10.11Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • é consequência do pecado.
    Inês | 18.12.2014 | 09.19Hver comentário denunciado
  • Não é de admirar as conclusões deste estudo... basta pensar no ambiente degradante a que uma prostituta está exposta diariamente, como é que uma desgraçada desta não vai desenvolver doenças mentais (para além doutro tipo de doenças)???? Ainda me lembro há pouco tempo atrás que encontraram uma prostituta em plena av 24 (das mais movimentadas em trafego) morta e apenas deram por isso no dia seguinte, portanto deve ter passado a noite, já cadaver e só na manhã seguinte deram por isso... mais triste que isso....
    LUCIA-LIMA | 18.12.2014 | 08.50Hver comentário denunciado
  • Espero que o acompanhamento nao seja como o da policia na av, da boavista. Muitas vezes vi a carrinha da bofia parar, levar 3 ou 4 putas supostamente presas, e depois larga-las uma ou duas horas depois..... Devem ter levado com o cacetete na cadeia para aprenderem a nao vender a cona..... Se quiserem eu posso acompanhar as putas novas e bonitas e sem doencas. So para termos a certeza que recebem o tratamento adequado do paizinho... As velhas que se fodam ja estao a prazo e ja...
    anticristo | 17.12.2014 | 23.51Hver comentário denunciado
  • Putas ao poder. Foder foder foder e a palavra de ordem. Eu, nas proximas eleicoes, se for eleito prometo foda gratis e portanto isenta de IVA e podeis deduzir as fodas no IRS.
    anticristo | 17.12.2014 | 23.49Hver comentário denunciado
  • As putas ao poder, que os filhos já lá estão!
    Pois, pois J. Pimenta! A dinâmica de sempre. | 17.12.2014 | 22.56Hver comentário denunciado
  • Este Destak cada dia que passa vai continuando a deitar fora a sua já pouca credibilidade. Então dá como noticia, teoricamente como veridica, a conclusão de um projeto de um mero estudante? A ser assim teriamos todos os anos milhares e milhares de teorias novas em todas as àreas só porque são apresentadas em projetos de doutoramentos, quando na realidade a maioria não vai passar de projetos falhados, sem crédito, e dos demais só uma minoria muito pequena tem fundamentação científica. Não sejam "tapados" nem sensacionalistas s.f.f.
    zé burro | 17.12.2014 | 21.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • E as restantes 51% ? Sofrem de quê ? Ah já sei ! Sofrem do síndroma de...a amante perfeita........!!!!!
    XUXU | 17.12.2014 | 20.54Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • 17.12.2014 | 20.07Hcomentário reprovado
  • Salmos 111: 10- O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, bom entendimento têm os que lhe obedecem., o seu louvor permanece para sempre.
    Inês | 17.12.2014 | 19.23Hver comentário denunciado
  • Isaías 57: 21- Os ímpios diz o meu Deus, não têm paz.
    Inês | 17.12.2014 | 19.21Hver comentário denunciado
  • oiça por favor Rádio C Sintra 91.2- Música Evangélica. Muito obrigado.
    Inês | 17.12.2014 | 19.16Hver comentário denunciado
  • Mateus 25: 46- E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.
    Inês | 17.12.2014 | 19.13Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE