PUBLICIDADE
Justiça

Manuel Maria Carrilho responde a alegações de violência

20 | 01 | 2015   12.51H

Antigo ministro utilizou as redes sociais para reagir a uma notícia que citava o despacho do Ministério Público, onde o ex-marido de Bárbara Guimarães é acusado de violência doméstica.

Destak | destak@destak.pt

Carrilho utilizou o Facebook para se mostrar revoltado com as alegações produzidas e com toda a situação em redor da sua pessoa e da sua ex-mulher.

Segundo o despacho do Ministério Público, a que uma publicação teve acesso, o antigo ministro da Cultura terá agredido a mulher, Bárbara Guimarães, e ameaçado matá-la a ela e aos filhos para depois suicidar-se.

«O Ministério Público assumiu no seu despacho de pronúncia de fim de maio passado declarações de Bárbara Guimarães tão falsas como escabrosas, que, por isso mesmo, eu nem sequer contestei em sede de inquérito ou de instrução.» 

«Estive, até hoje, em total silêncio sobre esta matéria, aguardando ansiosamente o julgamento para fazer valer a verdade como, de resto, já começou a acontecer, com a recente pronúncia de Bárbara Guimarães pela prática de crime de violência doméstica contra mim.»

«Lamento profundamente que, havendo crianças envolvidas, uma notícia com este conteúdo seja dada desta forma. Acredito que a verdade e a justiça acabarão por prevalecer e continuo a aguardar serenamente por esse momento», pode ler-se no Facebook de Manuel Maria Carrilho.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Manuel Maria Carrilho responde a alegações de violência | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE