PUBLICIDADE
PCP/lisboa

Alerta para a degradação dos bairros municipais

14 | 02 | 2009   21.05H

"O diagnóstico não podia ser pior", disse à Lusa Carlos Chaparro, líder da Direcção da Organização Regional de Lisboa (DORL) do PCP, no final de um encontro que reuniu cerca de uma centena de moradores e dirigentes de associações de bairros municipais de Lisboa.

A situação de degradação das condições de habitabilidade dos edifícios, a falta de equipamentos sociais, desportivos e culturais e a deterioração dos espaços públicos são questões que, de acordo com Carlos Chaparro, preocupam os comunistas, que culpam a autarquia pelo estado a que os bairros chegaram.

"A Câmara Municipal de Lisboa (CML) é a principal responsável pela situação em que vivem cerca de cem mil habitantes da cidade [número de cidadãos que residem nos bairros municipais], disse Carlos Chaparro.

O PCP considera que a CML trata os habitantes dos bairros sociais como "cidadãos de segunda".

"Há rendas que chegam aos 400 e 500 euros e a autarquia não faz obras em alguns bairros há 30 anos", referiu Carlos Chaparro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Alerto o reclamante, que, os ditos Bairros...são obra do Estado Novo...
    Depois disso é o que se vê, nota e sente no dia a dia de todos os dias?... Só que, lá dentro, nada mais há que miséria...ansiedade insegurança e medo?!...Porquê?...Numa casa onde não há Pão, todos ralham e ninguém tem razão...Só que o PÃO nasce ou advém do trabalho...E, quem não (TRABUCA...NÃO MANDUCA...? ) E, se manduca...é à moda do carvalho...!
    SerôFede | 15.02.2009 | 14.27Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE