Actualidade

Forças Armadas chinesas puniram cerca de 240 oficiais superiores nos últimos dois anos

30 | 01 | 2015   04.40H

Cerca de 240 oficiais superiores das Forças Armadas chinesas foram punidos nos últimos dois anos, revelou hoje o China Daily, sem precisar quantos terão sido presos ou incriminados judicialmente.

O jornal diz que os referidos oficiais foram "repreendidos, demitidos ou afastados dos seus postos", mas não explicita se as punições se enquadram na campanha anticorrupção lançada depois do atual presidente, Xi Jinping, ter assumido a chefia do Partido Comunista Chinês (PCC), em novembro de 2012.

No conjunto, desde janeiro de 2013, os auditores do Exército Popular da Libertação (o nome oficial das Forças Armadas chinesas) "escrutinaram" 4.024 oficiais com o posto de tenente-coronel ou superior, entre os quais 82 generais, o topo da hierarquia militar, precisou o China Daily, citando o jornal do EPL, Jiefang Ribao.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE