PUBLICIDADE
Espanha

Supremo Tribunal rejeita reconhecimento de paternidade de Rei Juan Carlos

11 | 03 | 2015   17.22H

Supremo Tribunal de Espanha rejeitou o pedido de reconhecimento de paternidade do Rei Juan Carlos, num processo avançado pela belga Ingrid Sartiau.

Destak | destak@destak.pt

Reclamava há 30 anos que o seu pai era o monarca espanhol mas só em 2012 é que Ingrid Sartiau decidiu avançar para os tribunais para que fosse reconhecida oficialmente como filha do então Rei de Espanha.

A belga afirmava que Juan Carlos teve uma relação com a sua mãe em 1966, ano em que nasceu, mas os juízes do Supremo, com sete votos contra três a favor, consideraram que a acusação não tinha fundamentos para o caso.

O tribunal tinha aceitado analisar o processo no mês passado, tornado este o primeiro processo judicial aceite contra Juan Carlos, 77 anos, desde que perdeu a imunidade, quando abdicou do trono a favor do seu filho Filipe. 

Saiba mais sobre:
Foto: Juanjo Martin / EPA
Supremo Tribunal rejeita reconhecimento de paternidade de Rei Juan Carlos | © Juanjo Martin / EPA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE