Festivais de verão

Ir pela Europa ao som do rock

20 | 03 | 2015   14.49H

Se os estrangeiros vêm aos festivais de verão lusos e aproveitam para esticar a estadia, ficando de férias mais uns dias, porque não pagar-lhes na mesma moeda?

Vera Valadas Ferreira | vferreira@destak.pt

Sejamos justos, em termos puramente de cartaz, às vezes já não se justifica a deslocação a este ou àquele festival europeu de música, tamanha é a excelência que os nossos eventos congéneres já alcançaram. Mas se pensarmos em somar uns dias de férias à nossa estadia, para conhecer as localidades ou povos de tais celebrações musicais, então o caso já muda de figura. Porque no princípio era o rock, deixemo-nos guiar portal sonoridade. Prepare o passaporte e os ouvidos, que o espetáculo está prestes a começar.

Roskilde (Dinamarca)

Foi criado em1971 por dois estudantes e um promotor de eventos. Dois anos depois, passou a ser organizado por uma sociedade sem fins lucrativos para o desenvolvimento da música, cultura e humanismo. Acontece anualmente durante quatro dias, no final de junho, ao sul de Roskilde, antiga capital da Dinamarca, a 30km de Copenhaga. Este ano tem 8 palcos e 169 concertos. O acampamento estende-se por 80 hectares.

Glastonbury (Inglaterra)

É o maior festival de música a céu aberto do mundo, abarcando outras artes performativas como dança, humor, teatro, circo e cabaré. Decorre durante cinco dias, no último fim de semana de junho, no sudoeste de Inglaterra, naWorthy Farm, entre as pequenas aldeias de Pilton e Pylle, em Somerset. Foi influenciado pela cultura hippie, particularmente pelo Festival da Ilha de Wight, outro “must go”.

Exit (Sérvia)

Tendo como palco a Fortaleza Petrovaradin (diz que a acústica é perfeita), na margem do Danúbio em Novi Sad, em2014 foi eleito “O Melhor Festival de Grandes Dimensões da Europa”. Foi criado em2000 como forma de protesto estudantil contra o governo. No total já recebeu a visita de mais de dois milhões de pessoas oriundas de mais de 60 países. Dura quatro dias, a começar na segunda quinta-feira de julho.

Sziget (Hungria)

Numa pequena ilha de 108hectares, entre as antigas cidades de Buda e Peste, realiza-se de 10a 17 de agosto mais uma edição do festival fundado em1993.Duranteumasemana são celebrados mais de mil shows. Metade dos festivaleiros vêm de outros países, pelo que oportunidade para conhecer outras culturas não faltará. Há quem tente lá chegar de barco insuflável ou a nado... não se meta nisso.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Ir pela Europa ao som do rock | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE