França/Avião

Copiloto despenhou o avião "deliberadamente"

26 | 03 | 2015   07.53H

O copiloto do avião da Germanwings terá despenhado o avião deliberadamente e impedido a entrada do comandante no cockpit, anunciou o procurador de Marselha em conferência de imprensa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Segundo o procurador de Marselha, Brice Robin, foi o copiloto que iniciou a descida do avião da Germanwings que se despenhou nos Alpes, quando estava sozinho no cockpit, tendo impedido o comandante de regressar à cabine. 

O procurador indicou também que o copiloto, Andreas Lubitz, 28 anos "queria destruir o avião", tendo tido um papel preponderante no desastre que tirou a vida a 150 pessoas. Segundo o mesmo, as gravações recuperadas comprovam que Lubitz, de nacionalidade alemã, estava respirar normalmente durante toda a descida, embora em silêncio, o que exclui a possibilidade de este se ter sentido mal. 

Além disso, tinha de estar consciente porque carregou 15 vezes num botão para iniciar a descida - uma queda de mil metros por minuto. A torre de controlo também tentou por diversas vezes contacta-lo, sem sucesso.

Questionados pelos jornalistas sobre a origem étnica e religião do piloto, Robin disse não ter informação, mas considerou que podem não ser importantes. Aliás, o procurador considera que não é provável que tenha sido um ato de terrorismo. 

As vítimas só se deram conta do acontecimento no último momento, pelos sons que se ouvem na gravação recuperada da caixa negra do avião da Germanwings e as mortes foram instantâneas uma vez que o avião bateu na montanha a 700 quilómetros por hora. A gravação de som contida numa das caixas negras do Airbus A320 revela que "só houve gritos nos últimos momentos", disse Brice Robin em conferência de imprensa.

O copiloto do Airbus A-320 da Germanwings que se despenhou terça-feira nos Alpes franceses provocando a morte a 150 pessoas, tinha 630 horas de voo e estava ao serviço desde setembro de 2015.

Saiba mais sobre:
Foto: EPA
Copiloto despenhou o avião "deliberadamente" | © EPA

7 comentários

  • Vejam lá que até o cão do Juíz Carlos Alexandre também foi à vida...já não há respeito...!!!
    LEXDOG | 26.03.2015 | 19.48Hver comentário denunciado
  • E quando menos se espera, pimba !
    ANONIMO | 26.03.2015 | 19.32Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Setembro de 2015??
    Pedro Ramiro | 26.03.2015 | 18.32Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • E como é que é dos seguros? Quem vai pagar? Esta questão não é inocente ...
    anónimo | 26.03.2015 | 17.32Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • pergunta: o copiloto de 28 anos tomava drogues?
    leo-antonio dc (bélgica) | 26.03.2015 | 12.42Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Podem crer que isto chegou a um ponto que já não se pode confiar em ninguém. E com o agravante de vir a acontecer mais tragédias e de dimensões maiores....é verdade.....não é pessimismo....é a realidade......!!!!!!!
    ZIG-ZAG | 26.03.2015 | 12.15Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • talvez problemas mentais aos pilotos devem ser feitos exames para ver se estão competentes para exercer as funções.
    Inês | 26.03.2015 | 12.10Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE