Actualidade

Seul nega conflito de interesses nas suas relações com a China e os EUA

30 | 03 | 2015   06.24H

A Coreia do Sul negou hoje qualquer conflito de interesses na sua decisão de juntar-se ao Banco Asiático de Investimento em Infraestruturas (AIIB) proposto pela China e, ao mesmo tempo, instalar o sistema de defesa antimíssil norte-americano THAAD.

"Receber chamadas dos Estados Unidos e da China não é, de modo nenhum, uma dor de cabeça ou um dilema, mas sim uma bênção", afirmou no seu discurso em Seul o ministro dos Negócios Estrangeiros, Yun Byung-se.

O chanceler sul-coreano criticou hoje no seu discurso os que afirmam que "a Coreia do Sul sofre os danos colaterais de uma disputa entre as grandes potências".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE