PUBLICIDADE
Actualidade

Municípios da Sanest consideram "ilegal" integração em novo sistema de saneamento

09 | 04 | 2015   18.52H

O presidente da Câmara de Sintra acusou hoje o Governo de se apropriar "de uma forma ilegal e imoral" das participações dos municípios na Sanest (Saneamento do Estoril), com a aprovação da reestruturação do setor da água.

"Os quatro municípios da Sanest acabam de ser desapossados das suas participações numa sociedade de uma forma que é ilegal e imoral", afirmou à agência Lusa Basílio Horta (PS).

O presidente da autarquia sintrense reagia à aprovação, pelo Conselho de Ministros, da reestruturação do sector das águas, agregando 19 sistemas multimunicipais em cinco empresas: Águas do Norte, Águas do Centro Litoral, Águas de Lisboa e Vale do Tejo e EPAL, Águas Públicas do Alentejo e Águas do Algarve.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE