PUBLICIDADE
Champions

Entrevista exclusiva a Nani em Milão

26 | 02 | 2009   08.53H

O extremo português do United não jogou no embate de terça-feira, mas não deixou de enfatizar que ficou espantado com «o ambiente infernal e incrível de San Siro», disse.

Ainda assim, acredita que poderá ajudar a equipa na segunda-mão, em Old Trafford, onde já só poderá haver um vencedor e «serão necessários mais para atacar ou contra-atacar».

Com 22 anos e muito vontade de mostrar o que tem para dar, Nani explicou-nos que tem «trabalhado para ser titular com maior regularidade», e que até está em boa forma. Sempre que tem sido chamado por Alex Ferguson, o jovem garante que tem «jogado bem» e que o treinador «sabe bem o meu valor.»

O internacional português falou ainda na Selecção: «Gostava de poder ajudar frente à Suécia. Vai ser um jogo difícil, o Ibrahimovic vai estar do outro lado e temos mesmo de vencer. Seria bom poder ser eu a dar uma vitória a Portugal, mas o importante é mesmo ganhar e ir ao Mundial.»

Com os jornalistas ingleses, da BBC, The Guardian, Daily Express, como meros espectadores, sem perceber as palavras do jogador em português, a conversa teve de terminar, por imposição da assessora do United.

Artigo 1: Milão, entre a moda e o Calcio

Artigo 2: Falámos com Mourinho... mas pouco

Artigo 3: 'Milano' invadida por tiffosi para o grande embate

Crónica ao ambiente do jogo Inter-Man. United

Entrevista a James Cooper, jornalista da Sky Sports

1 comentário

  • de cabeça perdia nani?ou só mortalmente...virado?LOL
    fedoredo | 26.02.2009 | 16.56Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE