P55

Leilão em Matosinhos inclui obras de Picasso, José Malhoa e Luís Feito

22 | 04 | 2015   15.37H

A leiloeira portuguesa P55 realiza amanhã, dia 23 de abril, um dos maiores leilões de sempre na sua galeria e em Portugal marcado por grandes nomes da arte lusa, como José Malhoa, e mundial como o pintor Pablo Picasso. 

Patrícia Susano Ferreira | pferreira@destak.pt

Segundo Aníbal Pinto Faria, gestor da leiloeira localizada no antigo armazém do peixe em Matosinhos, este leilão é uma forte aposta nos artistas nacionais porque «os próprios portugueses procuram e valorizam artistas nacionais. O nacional está na moda e nós queremos ajudar a afirmar ainda mais esta tendência, no que ao nosso mercado diz respeito».

Mas no espólio encontram-se nomes tão sonantes como o de Pablo Picasso ou de Luis Feito, o primeiro com uma tapeçaria segundo cartão tecida em lã e intitulada “Tête d´homme", e o segundo com um óleo sobre tela de 1988 que tem como base de licitação os 10 mil euros.

No que à arte portuguesa diz respeito, a equação de sucesso compõe-se com Palolo, Luís Demée, João Hogan, Rogério Ribeiro com o seu quadro “Paredes Brancas” um Óleo sobre tela de 1979 que tem como base de licitação 18 mil euros; Joaquim Rodrigo através da obra “Mondo Cane 2” um acrílico sobre tela, de 1962 que irá à praça por 40 mil euros. Já a obra de José Malhoa – assinada pelo artista – irá à praça com um valor base de 10 mil euros mas é expectável que suba muito, devido à raridade de encontrar obras do artista em leilão que foi pioneiro do naturalismo em Portugal e que foi também um dos que mais se aproximou da corrente artística impressionista.

O leilão realiza-se amanhã, 23 de abril, na galeria situada na Rua Brito Capelo (1147) em Matosinhos a partir das 21h.

Foto: dr
Leilão em Matosinhos inclui obras de Picasso, José Malhoa e Luís Feito | © dr
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE